Menu

17.10.17

{Lançamento} Outubro: Companhia das Letras


Quem mais estava esperando os lançamentos da Companhia das Letras do mês de Outubro?


Com certeza o Sheldon também quer, hehehe!

Fraude legítima

E. Lockhart

Título original: GENUINE FRAUD
Páginas: 280
Lançamento: 29/09/2017
Neste novo suspense da autora de Mentirosos, você deverá decidir se uma pessoa é tão ruim quanto suas piores ações.
Jule West Williams é uma garota capaz de se adaptar a qualquer lugar ou situação. Imogen Sokoloff é uma herdeira milionária fugindo de suas responsabilidades. Além do fato de serem órfãs, as duas garotas têm pouco em comum, mas isso não as impede de desenvolver uma amizade intensa quando se reencontram anos depois de terem se conhecido no colégio. Elas passam os dias em meio a luxo e privilégios, até que uma série de eventos estranhos começa a tomar curso, culminando no trágico suicídio de Imogen e forçando Jule a descobrir como viver sem sua melhor amiga. Mas, talvez, as histórias das duas garotas tenham se unido de maneira inexorável — e seja tarde demais para voltar atrás.

Só escute

Sarah Dessen

Título original: JUST LISTEN
Páginas: 352
Lançamento: 06/10/2017
Para encarar a verdade, você precisa estar disposta a ouvi-la.
Ano passado, Annabel era a típica “garota que tem tudo” — inclusive era esse o papel que interpretava no comercial de uma loja de departamentos da cidade. Este ano, porém, ela é a garota que não tem nada: não tem mais a amizade de Sophie; não tem uma família feliz desde a descoberta do distúrbio alimentar de uma de suas irmãs; e não tem ninguém com quem passar a hora do almoço na escola. Até conhecer Owen Armstrong.
Alto, misterioso e obcecado por música, Owen é um garoto que vivia se metendo em brigas, mas agora está tentando mudar. Um de seus novos lemas é sempre falar a verdade, não importa qual seja, e jamais guardar ressentimentos.
Será que com a ajuda desse amigo inesperado Annabel vai conseguir encarar a verdade e enfrentar o que aconteceu na noite em que brigou com Sophie?

As fúrias invisíveis do coração

John Boyne

Título original: THE HEART'S INVISIBLE FURIES
Páginas: 536
Lançamento: 06/10/2017
Perpassando a história da Irlanda desde os anos 1940 até os dias de hoje, o novo romance do autor de O menino do pijama listrado

Cyril Avery não é um Avery de verdade ou, pelo menos, é o que seus pais adotivos lhe dizem. E ele nunca será. Mas se não é um Avery, então quem é ele?

Nascido nos anos 1940, filho de uma jovem solteira expulsa de sua comunidade e criado por uma família rica irlandesa, Cyril passará a vida inteira à mercê da sorte e da coincidência, tentando descobrir de onde veio — e, ao longo de muitos anos, lutará para encontrar uma identidade, uma casa, um país e muito mais. Além das incertezas de sua origem, ele tem de enfrentar outro dilema: é gay numa sociedade que não admite sua orientação sexual. 

Autor do best-seller O menino do pijama listrado, John Boyne nos apresenta à sua maior empreitada literária até então, construindo uma saga arrebatadora sobre aceitar-se e ser aceito num mundo que pode ser cruelmente hostil. Uma leitura necessária para os dias de hoje, que reitera o poder do amor, da esperança e da tolerância.

A noite da espera

O Lugar Mais Sombrio #1
Milton Hatoum

Título original: A NOITE DA ESPERA
Páginas: 216
Lançamento: 27/10/2017
Primeiro volume da série O Lugar Mais Sombrio, o novo romance de Milton Hatoum retrata a formação sentimental, política e cultural de um grupo de jovens na Brasília dos anos 1960 e 1970
Nove anos após a publicação de Órfãos do Eldorado, Milton Hatoum retorna à forma da narrativa longa em uma série de três volumes na qual o drama familiar se entrelaça à história da ditadura militar para dar à luz um poderoso romance de formação.
Nos anos 1960, Martim, um jovem paulista, muda-se para Brasília com o pai após a separação traumática deste e sua mãe. Na cidade recém-inaugurada, trava amizade com um variado grupo de adolescentes do qual fazem parte filhos de altos e médios funcionários da burocracia estatal, bem como moradores das cidades-satélites, espaço relegado aos verdadeiros pioneiros da capital federal, migrantes desfavorecidos.
Às descobertas culturais e amorosas de Martim contrapõe-se a dor da separação da mãe, de quem passa longos períodos sem notícias. Na figura materna ausente concentra-se a face sombria de sua juventude, perpassada pela violência dos anos de chumbo.
Neste que é sem dúvida um dos melhores retratos literários de Brasília, Hatoum transita com a habilidade que lhe é própria entre as dimensões pessoal e social do drama e faz de uma ruptura familiar o reverso de um país cindido por um golpe.

A Luneta Âmbar

Fronteiras do Universo #3
Philip Pullman

Título original: THE AMBER SPYGLASS
Páginas: 504
Lançamento: 21/08/2017
Em todos os universos, forças se reúnem para tomar um lado na audaciosa rebelião de lorde Asriel contra a Autoridade. Cada soldado tem um papel a desempenhar – e um sacrifício a fazer. Feiticeiras, anjos, espiões, assassinos e mentirosos: ninguém sairá ileso.
Lyra e Will têm a tarefa mais perigosa de todas. Com a ajuda de Iorek Byrnison, o urso de armadura, e de dois minúsculos espiões galivespianos, eles devem alcançar um mundo de sombras, onde nenhuma alma viva jamais pisou e de onde não há saída.
Enquanto a guerra é travada e o Pó desaparece nos céus, o destino dos vivos – e dos mortos – recai sobre os ombros dos dois. Will e Lyra precisam fazer uma escolha simples, e a mais difícil de todas, com consequências brutais.
A Luneta Âmbar é o último livro da trilogia Fronteiras do Universo, que teve início com A Bússola de Ouro e A Faca Sutil. Uma conclusão emocionante, que leva o leitor a novos e fantásticos universos.
#1 – A Bússola de Ouro#2 – A Faca Sutil

Belas Adormecidas

Stephen King e Owen King

Título original: SLEEPING BEAUTIES
Páginas: 728
Lançamento: 16/10/2017
Em uma colaboração inédita entre pai e filho, Stephen King e Owen King criam um cenário aterrorizante ao fazer uma simples pergunta: O que seria do nosso mundo — masculino, violento e opressivo — se todas as mulheres fossem embora?
Pelo mundo todo, algo de estranho começa a acontecer quando as mulheres adormecem: elas são imediatamente envoltas em casulos. Se despertadas, se o casulo é rasgado e os corpos expostos, as mulheres se tornam bestiais, reagindo com fúria cega antes de voltar a dormir.
Em poucos dias, quase cem por cento da população mundial feminina pegou no sono. Sozinhos e desesperados, os homens se dividem entre os que fariam de tudo para proteger as mulheres adormecidas e aqueles que querem aproveitar a crise para instaurar o caos.
Grupos de homens formam as “Brigadas do Maçarico”,incendeiam em massa casulos, e em diversas partes do mundo guerras parecem prestes a eclodir. Mas na pequena cidade de Dooling as autoridades locais precisam lidar com o único caso de imunidade à doença do sono: Evie Black, uma mulher misteriosa com poderes inexplicáveis.
Escrito por Stephen King e Owen King, Belas Adormecidas é um livro provocativo, dramático e corajoso, que aborda temas cada vez mais urgentes e relevantes. 

A floresta sombria

O Problema dos Três Corpos #2
Cixin Liu

Páginas: 472
Lançamento: 30/10/2017
A floresta sombria, segundo volume da premiada trilogia de ficção científica chinesa, é um livro incrivelmente forte e original.
Depois de O problema dos três corpos, a humanidade se prepara para a iminente invasão alienígena. A Organização Terra-Trissolaris — formada por habitantes da Terra que traíram seus iguais para se associar aos alienígenas — pode ter sido derrotada, mas a presença de partículas subatômicas, os sófons, revela todo o conhecimento da humanidade para os invasores, e as defesas terráqueas são um livro aberto para os trissolarianos.
Nesse contexto, em que só a mente humana é segura, é montado o Projeto Barreiras: quatro pessoas serão encarregadas de pensar em uma estratégia para a salvação do mundo. A Barreira está completamente isolada, protegendo seus pensamentos do restante da humanidade, mas até que ponto é possível guardar um segredo?
#1 – O problema dos três corpos

Viva a vagina

Nina Brochmann e Ellen Støkken Dahl

Título original: GLEDEN MED SKJEDEN
Páginas: 312
Lançamento: 05/10/2017
Diga adeus aos mitos e equívocos que rodeiam a anatomia feminina, este é um livro empoderador que vai inspirar mulheres a fazerem escolhas informadas sobre sua saúde sexual.
Você pensou que conhecia seu corpo? Pense de novo!
Viva a vagina explica tudo o que você sempre quis saber sobre a vagina, mas não ousou perguntar. Aprenda a verdade sobre orgasmos femininos, a dança dos hormônios menstruais e o que exatamente é a vulva. Neste livro, Nina Brochmann e Ellen Dahl também oferecem explicações detalhadas para finalmente entender como os diferentes tipos de contraceptivos funcionam no corpo, como é uma vulva “normal” e se o uso de meias pode mudar sua vida sexual.
As estudantes de medicina e educadoras sexuais Nina Brochmann e Ellen Støkken Dahl utilizam os conhecimentos médicos para oferecer informações confiáveis e desmistificar o órgão sexual feminino. Com uma abordagem direta e bem humorada, é uma leitura obrigatória para mulheres (e homens!) de todas as idades.

As aventuras do Capitão Cueca #1

Dav Pilkey


Título original: THE ADVENTURES OF CAPTAIN UNDERPANTS NOW IN FULL COLOR
Páginas: 144
Lançamento: 14/02/2017
O poder cuequento chega à Letrinhas!
Jorge e Haroldo são vizinhos e estudam juntos na escola Jerome Horwitz. Eles adoram contar piadas e fazer estripulias por onde passam. Mas o que eles mais amam mesmo é escrever histórias em quadrinhos, e juntos inventaram o maior super-herói de todos os tempos: o incrível... Capitão Cueca! Esse destemido guerreiro tem umas manias meio esquisitas quanto ao jeito de se vestir e uma identidade tão secreta que nem ele mesmo sabe quem é, mas está sempre pronto a lutar por justiça — e a fazer você rir até cair!




16.10.17

{O menino que vê filmes} Especial Halloween



ATENÇÃO: ALERTA DE SPOILER! Este post contém revelações sobre o enredo dos filmes aqui citados.

RESENHA

Oi gente! E chegou o mês de outubro! Dia das Crianças, dos Professores e, é claro, do Halloween! Ah e do mimimi no Facebook também, porque sempre tem aquela galerinha que adora ditar (pra não dizer outra coisa) regras sobre o que os outros coleguinhas devem ou não comemorar neste mês. Nada contra o Saci Pererê, mas gente, cada um comemora o que quiser, né?

PORÉM, o tio aqui não se envolve nessas chatices. Ao contrário, vim trazer algo de produtivo pra você que acompanha minhas resenhas e, a pedido da chefa, sai uma resenha quentinha especial do Dia das Bruxas (risada esganiçada)!


Para entender essa figura assustadora e, ao mesmo tempo, tão carismática, é preciso primeiro conhecer um pouco da origem das bruxas, que está ligada diretamente à opressão do sexo feminino, sobretudo nos tempos antigos.

Bom, comecemos por aí então?

BREVE HISTÓRICO

Na Idade Média, também conhecida como Idade das Trevas (não à toa), a Igreja plantou no imaginário popular a ideia de que o simples fato de um ser humano nascer mulher já era uma inclinação para o serviço de Satanás. Muito conveniente já que, grosso modo, mulheres serviam apenas para dar à luz e, de preferência, a filhos homens, estes sim destinados ao heroísmo e a grandeza.

Sob esse viés, se a mulher fosse dotada de algum tipo de mediunidade ou dominasse a arte da cura pela natureza, estaria quebrando os paradigmas do cristianismo, motivo pelo qual eram condenadas comumente a morrerem queimadas ou, em latim, bruciare ou simplesmente brucia (queimar). A palavra "bruxa", portanto, vem da associação do verbo latino às rés do tribunal da santa inquisição, criado com o objetivo único de perseguir e assassinar mulheres consideradas hereges.

O movimento de repressão à bruxaria, iniciado na Idade Média, alcançou maior intensidade no século XV para, na segunda metade do século XVII, ter diminuída sua chama: o número de processos de feitiçaria no norte da França aumentou de 8, no século XV, para 13 na primeira metade do século XVI, e 23 na segunda metade, chegando a 16 na primeira metade do século XVII, diminuindo para 3 na segunda metade daquele século e para um único no seguinte. 

Dito isso, vamos falar de filmes?



AS BRUXAS NO CINEMA

Figuras marcantes no imaginário popular, as bruxas sempre tiveram lugar de destaque na Sétima Arte, de animações a live actions, da comédia ao terror.


Adiante, vou relacionar alguns filmes que exploraram essa temática.

Vem comigo?

AS BRUXAS DE EASTWICK 

(The Witches Of Eastwick, EUA, 1987)


Esse impagável longa metragem conta a estória de três jovens senhoras que se reunem toda semana a fim de criticar o sexo oposto. A chegada de um milionário fará com que tudo fique ainda mais engraçado.

Destaque para o time de estrelas desse filme, que conta com Jack Nicholson, Michelle Pfeiffer, Cher e Susan Sarandon.

ABRACADABRA

(Hocus Pocus, EUA, 1993)


Outro clássico da temática em questão é ABRACADABRA, uma criação dos estúdios da Walt Disney Company.

Esse longa narra a saga de Binx, um jovem que, ao tentar salvar a irmã das garras das bruxas de Salém, é transformado num gato preto falante imortal, que cuida da velha mansão para que uma velha maldição não venha a se cumprir.

BRANCA DE NEVE E OS 7 ANÕES


Dentre todas as animações da Disney que exploraram a figura das bruxas, talvez a mais icônica seja esta.

Quem não conhece a estória da mocinha branca como a neve, que refugiu-se na floresta com seus amigos anões após ser perseguida pela rainha bruxa, que invejava a sua beleza?

JOVENS BRUXAS

(The Craft, EUA, 1996)


The Craft conta a estória de Sarah, uma jovem recém chegada em Los Angeles e que faz amizade com três praticantes de magia: Nancy, Bonnie e Rochelle.

No desenrolar da trama, Sarah descobre ser filha de uma poderosa "bruxa do bem", distanciando-se de suas amigas (agora, inimigas) que, com suas práticas, amaldiçoam as pessoas ao redor.

A BRUXA DE BLAIR 

(The Blair's Witch Project, EUA, 1999)


Feito no melhor estilo pseudodocumentário, A BRUXA DE BLAIR envolveu toda uma produção para criar uma atmosfera que conferisse alguma veracidade à fábula em questão.

Na trama, um conjunto de filmagens supostamente encontrado nas florestas de Burkittsville, no condado de Mary, retratava os diários de 3 estudantes de cinema que, ao tentarem produzir um documentário sobre a lenda da bruxa, acabaram sendo atacados por alguma força sobrenatural, nunca mais sendo vistos.

A BRUXA

(The Witch, EUA/Canadá/Reino Unido, 2016)


Essa foi uma das minhas primeiras resenhas aqui no blog. Um filme diferente e altamente subjetivo, não agrada a todos os gostos. Eu, particularmente gostei bastante. 

Caso queira conhecer a resenha completa, é só clicar aqui.

HALLOWEEN

(Halloween, EUA, 1978)


Clássico do terror, Halloween deu origem a uma série que conta com 9 continuações (ao estilo de Sexta-feira 13 e outros) e conta a saga de Michael Myers, um garoto que matou a irmã a facadas na noite de Halloween e volta, 21 anos depois, após escapar de um manicômio.

O ESTRANHO MUNDO DE JACK/OS FANTASMAS SE DIVERTEM

Minha última resenha foi inteiramente dedicada à obra de Tim Burton (incluindo estes dois filmes) e, pra ter acesso, basta clicar aqui.

CONCLUSÃO

Independente do que você decida comemorar neste mês de outubro, não há como negar: Halloween é um exemplar da cultura não só estadunidense, mas mundial!

Na dúvida, comemore tudo o que tiver direito! Haha 

Até a próxima, pessoal!


13.10.17

{Resenha} Sempre vivemos no castelo

Título Original: We have Always lived in the castle
Autora: Shirley Jackson
Editora: Suma de Letras
Sinopse: Morando na casa da família Blackwood com Constance, a irmã mais velha, e o tio Julian, Merricat só quer manter o delicado equilíbrio conquistado pelos três. Mas, desde que Constance foi acusada de assassinar o restante da família, ninguém deixa os Blackwood em paz. Quando o primo Charles chega à cidade, tentando fazer amizade com Constance e despedaçar tudo o que Merricat conquistou, ela entende que precisa fazer o possível para proteger o que sobrou de sua família - e isso pode levar a atitudes inesperadas. Com um humor macabro, Sempre vivemos no castelo conta a história deliciosamente sombria de Constance e Merricat Blackwood, uma das maiores anti-heroínas da literatura americana.
“Os Blackwood sempre moraram na nossa casa e mantiveram suas coisas em ordem; assim que a nova esposa de um Blackwood se mudava, achava-se um lugar para seus pertences, e então nossa casa foi ficando mais pesada com as camadas de bens dos Blackwood, elas mantinham firmes contra o mundo.”
Sabe um livro que você olha a capa e já se apaixona? Eu não havia lido a sinopse – sim, tenho a mania de escolher pela capa, me julguem! – então para mim, ir descobrindo a trama conforme era narrada pela querida e boba Merricat foi maravilhoso!

Merricat tem 18 anos e possui um gato chamado Jonas, que pensa que é humano. É uma menina esperta que ama a vida que leva com sua irmã Constance e seu tio Julian e sempre pensa que pode ser mais gentil com ele. 


Logo no começo, caminhamos com a jovem pela cidade, um trabalho muito árduo para ela, pois precisa interagir com pessoas, encarar olhares feios... Ela tem sua rotina semanal, o que significa ir na cidade duas vezes por semana, já que Constance precisa ser protegida. Sua imaginação é incrível, mas não parece ter 18 anos... Talvez 12 ou 13. Ela caminha pela cidade pensando como se fosse uma peça de jogo de tabuleiro, era seu jeito de conseguir cumprir suas tarefas com estímulo. Tem certo conforto na vida que leva, um costume.
“O pessoal do vilarejo sempre nos odiou.”
E porque ela precisava desses artifícios? 

Sua família sempre morou na cidade. Uma parte das pessoas gostavam da presença dos Blackwood, outra desejava vê-los pelas costas... E quase conseguiram. 

Constance é uma jovem doce e carinhosa, que com paciência e amor cuida muito bem do tio Julian e da Merricat. Assumiu o papel de mãe e é uma excelente cozinheira. Ela quem sempre preparava e prepara os jantares da mansão. E foi justamente por isso que ela foi acusada de ter assassinado grande parte da família.

Menos Merricat. Ela foi mandada para a cama sem jantar. Tio Julian foi o único sobrevivente daquela noite, e é ele quem nos narra todos os acontecimentos do fatídico jantar. 
“Merricat, disse Connie, você não quer uma xícara de chá?
Ah não, disse Merricat, você vai me envenenar.
Merricat, disse Connie, você não quer ir dormir?
Lá no cemitério, com a terra a te engolir!”
(leiam com ritmo de musiquinha infantil!)
As personagens são tão peculiares... A família me lembrou A Família Adams, huhauha! Embora não sejam iguais, mas pelo amor que nutrem um pelo outro. Constance sempre fazendo de tudo para agradar tio Julian e Merricat que, por sua vez, faz tudo o que está ao seu alcance para proteger a mansão: planta tesouros, cria palavras mágicas... Mas nada pode evitar a chegada da mudança: primo Charles surge do nada na casa Blackwood.

Charles é um sujeito mandão e prepotente, cheio de ameaças e dominações. Constance parece ficar encantada com a presença dele, acatando sua palavra como se ele fosse seu pai... Ou seu marido. Já Merricat consegue enxergar através do sorriso seboso e arrogante dele e busca de todos os modos proteger a casa da presença do rapaz, que é um charlatão de primeira linha.

A vida das meninas é simples e sua convivência é invejável: as duas se protegem e se amam e nada, nem o ódio da cidade, poderá ficar em seu caminho. 

A história é contada por Merricat o tempo todo, narrada como um grande pensamento como se ela estivesse revisitando suas memórias mais queridas. Até daria para esquecer o suspense todo, a morte misteriosa dos familiares se não fossem os vizinhos intrometidos. Suave e divertida, você não quer chegar no final... E acaba odiando cada um dos vizinhos, cada pessoa... E finaliza acreditando que as pessoas podem ser muito más. Guiadas por seu preconceito e desconhecimento de que aquele é o jeito que os Blackwood levam suas vidas, nada de anormal em ser uma família tranquila e distante. Por conta do que aconteceu 6 anos atrás, a vida dos três Blackwood ficou suspensa, não cresceram como se deve crescer... É por isso que suas vidas possui esse equilíbrio tão extravagante.

A Suma caprichou na edição: capa dura, a silhueta das duas irmãs tomando chá tranquilamente. Cada início de capítulo tem a fonte maior e diferente das páginas seguintes, as folhas amareladas e muito agradáveis.


Acabei descobrindo que irá sair em filme, yay! \o/ Com Taissa Farmiga como Merricat e Alexandra Daddario como Constance. É para estrear ainda esse ano, mas não consegui encontrar nenhuma data correta =/ e o mais incrível: parece que lançou em março deste ano, mas não encontro nem trailer correto, só algumas imagens. Mas aí encontro outras informações que não batem muito: que será lançado em 31 de dezembro de 2017... Mas cadê os trailers?! Amostra os trailers!!!


Quando tiver mais informações, aviso e provavelmente irei falar do filme também! \o/

~Livro recebido em parceria com a Companhia das Letras~

12.10.17

{Resenha} Mulher-Maravilha: Sementes da Guerra


Título Original: Wonder Woman - Warbringer
Autora: Leigh Bardugo
Editora: Arqueiro
Sinopse: “Se você precisa parar um asteroide, você chama o Superman. Se você deseja resolver um mistério, você chama o Batman. Mas se você quer acabar com uma guerra, você chama a Mulher-Maravilha!”– Gail Simone, roteirista da DC Comics
Antes de se tornar a Mulher-Maravilha, ela era apenas Diana.
Filha da deusa Hipólita, Diana deseja apenas se provar entre suas irmãs guerreiras. Mas quando a oportunidade finalmente chega, ela joga fora sua chance de glória ao quebrar uma lei das amazonas e salvar Alia Keralis, uma simples mortal.
No entanto, Alia está longe de ser uma garota comum. Ela é uma semente da guerra, descendente da infame Helena de Troia, destinada a trazer uma era de derramamento de sangue e miséria. Agora cabe a Diana salvar todos e dar seu primeiro passo como a maior heroína que o mundo já conheceu.

Sou fã da Mulher-Maravilha! Não sigo tudo o que tem dela, mas sigo o que consigo e quando vi esse livro da Editora Arqueiro aberto a solicitações, não hesitei! Logo quis e devorei!
“Não se entra numa corrida para perder.”
A história tem início com uma corrida entre as amazonas, uma tradição já da ilha. Diana está entre as competidoras, desejosa de criar para si um lugar entre elas, ser vista como uma igual. Em suas orações, várias deusas são citadas, não apenas aquelas pertencentes à mitologia grega, mas de todos os locais do mundo. Proferidas por mulheres que morreram em batalha, que foram dignas das deusas e elas atenderam a seus pedidos, renascendo assim na ilha de Temiscira, como amazonas, como irmãs.

Não sei se existe HQ’s sobre o tempo de Diana na ilha de Temiscira, mas eu desconhecia algumas coisas da mitologia acerca da ilha. Mas vamos lá: Diana é uma jovem amazona diferente de todas as outras mulheres que residem ali, pois ela não foi uma brava mulher que foi levada até ali pelas deusas... Mas sim ela nasceu ali, filha de Zeus e Hypólita, a rainha das amazonas. Uma mãe que mantém seu reinado com honra e luta, sem mostrar nenhuma fraqueza, já que rainha podem ser destronadas. Ela não dará sorte ao azar. É uma mãe superprotetora, mas não dá preferencias a Diana: a trata como trata as outras amazonas. E que esconde da filha um segredo...

Vemos que algumas das amazonas veem Diana como uma pária, diferente e destoante. Ela luta para encontrar seu lugar entre as mulheres da ilha, mais do que qualquer uma delas. Embora não saiba se lá é de fato seu lugar, de tanto que falam na cabeça dela com provocações. Desejosa de provar seu lugar, ela entra em uma corrida para provar seu valor e sabe que a verão com desdém se perder. 

Todas as mulheres sabem como é ter que provar para todos que é capaz de realizar todas as tarefas as quais se propõe. Seja no trabalho, seja em sua casa, seja em hobbies e momentos de lazer, como mãe, como ser dona de suas escolhas... Então acredito que todas as mulheres e meninas que lerem esse livro irão se identificar com a protagonista.
“- Como pode ter errado em querer provar o seu valor? – Perguntou a garota, com um brilho feroz no olhar. – Você não errou em ser ousada.”
Durante um grave acidente ela conhece Alia: uma menina que veio do mundo de fora da ilha. Seu passeio acabou sendo interrompido e ela não esperava encontrar uma mulher louca, com roupas de cosplay em uma ilha que não parece nada real. Mas o perigo é bem real e Diana precisa decidir se deixa a ilha matar a adolescente... Ou desobedece as leis das amazonas, as leis de sua mãe, para levar a menina para longe da ilha.

Amo livros com referências mitológicas e Mulher-Maravilha: Sementes da Guerra é recheado delas. As aventuras são constantes, num ritmo quase frenético. Até um simples passeio em uma cidade se prova desafiador devido as circunstâncias em que as protagonistas se encontram. 

Para além delas, também conhecemos jovens incríveis: Nim, uma amiga que todo mundo devia ter no bolso. Fashionista estilosa, melhor amiga de Alia. Dá um show de autenticidade o tempo todo, dona de uma criatividade e ânimo imbatíveis. Ela e Alia passam por coisas pesadas na escola e isso as uniu em uma amizade para toda a vida. 

Jason é o irmão superprotetor e ranzinza de Alia, presidente da empresa Keralis, a empresa que seus pais criou em nome da medicina. É controlador e prepotente, mas pode ser legal quando abaixa a guarda. Theo é filho do melhor amigo dos pais de Jason e Alia, e também é o melhor amigo dos dois irmãos, auxiliando-os na empresa. É sincero e faz todo o possível para auxiliar Jason.

Os dois irmãos Keralis possuem um pequeno problema de relacionamento, uma vez que Alia deseja viver como desejar. E Jason quer sempre estar em sua cola, protegendo-a de um provável apocalipse zumbi. 
“- Não é justo exigir que uma pessoa viva pela metade. – respondeu Diana. – Não podemos viver com medo. Ou fazemos as coisas acontecerem, ou as coisas acontecem com a gente.”
O melhor é o banho de autoestima e motivação que Leigh Bardugo nos mostra em sua história. Como devemos tomar as rédeas de nossa própria história, independente de quem somos e qual o nosso passado. Que não podemos nos deixar levar pela maré e sim lutar pelo nosso lugar no mundo. Desde Nim e sua animação, a dedicação de Theo e a força de vontade de Alia em fazer o que é certo, somos carregados pelo mundo em busca da solução para evitar que o passado de Alia destrua o mundo. Há pessoas que desejam ela viva... E há pessoas que desejam ela morta. O mesmo vale para os seres imortais.

A história tem reviravoltas incríveis. Eu fiquei entre a surpresa e o “eu já devia imaginar”, a autora consegue esconder muito bem quem são os inimigos de Alia e Diana. Fiquei chocada, sério. Tão chocada quanto a Nim ao ver a “belezura” da Diana, mas de um jeito ruim. A escrita da Leigh é apaixonante e te prende de um jeito que não dá para largar o livro. O modo com o que ela descreve as situações nos permite de fato imaginar tudo o que está acontecendo, sem enrolar demais e deixando espaço para sua imaginação funcionar.

Foi meu primeiro contato com uma obra desta autora e já inclui outros dois livros dela nos meus desejados, huahuhaa!



A diagramação está linda, cada início de capítulo tem o símbolo da Mulher-Maravilha. A editora ainda enviou um pôster lindo que não vejo a hora de pendurar em algum lugar! Livro recomendadíssimo para quem quer começar a ler algo sobre a Mulher-Maravilha e não quer começar pelos quadrinhos!
“A coragem humana era diferente da bravura das amazonas. Diana enxergava isso agora. Apesar de toda zombaria com que ouvira sua mãe e suas irmãs se referirem ao mundo mortal, ela não podia deixar de admirar as pessoas com quem estava viajando. Levavam vidas violentas, instáveis, frágeis, mas lutavam por elas mesmo assim, agarradas à esperança de que sua breve estada na terra fosse de alguma valia. Era importante preservar essa fé.”
~Livro cedido em parceria com a Editora Arqueiro

11.10.17

{Lançamentos} Outubro: Editora Arqueiro



Pessoas, os lançamentos da Arqueiro estão para todos, viu! Pelo amor das páginas!!! Tem o novo livro do Dan Brown, tem continuação da série As Sete Irmãs, tem livro da Julia Quinn... Tem tanta coisa boa que não sei por qual começar!!! <o>

Lembrando que, se clicarem nos títulos, serão redirecionados à página da editora!

ORIGEM

Dan Brown

Lançamento: 3/10
Preço: R$ 49,90
Gênero: Ficção
E-book:Preço: R$ 29,99
Robert Langdon, o famoso professor de Simbologia de Harvard, chega ao ultramoderno Museu Guggenheim de Bilbao para assistir a uma apresentação sobre uma grande descoberta que promete abalar os alicerces de todas as religiões e mudar para sempre a face da ciência.
O anfitrião é o futurólogo e bilionário Edmond Kirsch, que se tornou conhecido por suas previsões audaciosas e invenções de alta tecnologia. O brilhante ex-aluno de Langdon está prestes a revelar uma incrível revolução no conhecimento, algo que vai responder a duas perguntas fundamentais da existência humana:
De onde viemos? Para onde vamos?
Os convidados ficam hipnotizados pela apresentação, mas Langdon logo percebe que ela será muito mais controversa do que poderia imaginar. De repente, a noite meticulosamente orquestrada se transforma em um caos, e a preciosa descoberta de Kirsch corre o risco de ser perdida para sempre.
Diante de uma ameaça iminente, Langdon tenta uma fuga desesperada de Bilbao ao lado de Ambra Vidal, a diretora do museu. Juntos seguem para Barcelona à procura de uma senha que ajudará a desvendar o segredo de Edmond Kirsch.
Numa jornada marcada por obras de arte moderna e símbolos enigmáticos, os dois encontram pistas que vão deixá-los cara a cara com a chocante revelação de Kirsch e com a verdade espantosa que ignoramos durante tanto tempo.

A IRMÃ DA PÉROLA

Lucinda Riley

Lançamento: 9/10
Preço: R$ 49,90
Gênero: Ficção
E-book:Preço: R$ 29,99
Ceci D’Aplièse sempre se sentiu um peixe fora d’água. Após a morte do pai e o distanciamento de sua adorada irmã Estrela, ela se percebe mais sozinha do que nunca e decide deixar sua vida sem sentido em Londres e desvendar o mistério por trás de suas origens. As únicas pistas que tem são uma fotografia e o nome de uma das primeiras exploradoras da Austrália, que viveu no país mais de um século antes.
A caminho de Sydney, Ceci faz uma parada no único local em que já se sentiu em paz consigo mesma: as praias da Tailândia. Em meio aos mochileiros e aos festejos de fim de ano, conhece Ace, um homem tão solitário quanto ela.
Ao chegar às escaldantes planícies australianas, algo dentro de Ceci responde à energia do local. À medida que chega mais perto de descobrir a verdade sobre seus antepassados, ela começa a perceber que afinal talvez seja possível encontrar nesse continente desconhecido aquilo que sempre procurou sem sucesso: a sensação de pertencer a algum lugar.

ENTRE IRMÃS

Frances de Pontes Peebles

Lançamento: 2/10
Preço: R$ 54,90
Gênero: Ficção
E-book:Preço: R$ 29,99
Nos anos 1920, as órfãs Emília e Luzia são as melhores costureiras de Taquaritinga do Norte, uma pequena cidade de Pernambuco. Fora isso, não podiam ser mais diferentes.
Morena e bonita, Emília é uma sonhadora que quer escapar da vida no interior e ter um casamento honrado. Já Luzia, depois de um acidente na infância que a deixou com o braço deformado, passou a ser tratada pelos vizinhos como uma mulher que não serve para se casar e, portanto, inútil.
Um dia, chega a Taquaritinga um bando de cangaceiros liderados por Carcará, um homem brutal que fica impressionado com a franqueza e a inteligência de Luzia e a leva para ser a costureira de seu bando.
Após perder a irmã, Emília se casa e vai para o Recife. Ali, em meio à revolução que leva Getúlio Vargas ao poder, ela descobre que Luzia é agora uma das líderes do bando de Carcará.
Sem saber em que Luzia se transformou após tantos anos, Emília precisa aprender algo que nunca lhe foi ensinado nas aulas de costura: como alinhavar o fio capaz de uni-las novamente.

DEPOIS DAQUELA MONTANHA

Charles Martin

Lançamento: 9/10
Preço: R$ 39,90
Gênero: Ficção
E-book:Preço: R$ 24,99
O Dr. Ben Payne acordou na neve. Flocos sobre os cílios. Vento cortante na pele. Dor aguda nas costelas toda vez que respirava fundo.
Teve flashes do que havia acontecido. Luzes piscavam no painel do avião. Ele estava conversando com o piloto. O piloto. Ataque cardíaco, sem dúvida. Mas havia uma mulher também – Ashley, ele se lembra. Encontrou-a. Ombro deslocado. Perna quebrada.
Agora eles estão sozinhos, isolados a quase 3.500 metros de altitude, numa extensa área de floresta coberta por quilômetros de neve. Como sair dali e, ainda mais complicado, como tirar Ashley daquele lugar sem agravar seu estado?
À medida que os dias passam, porém, vai ficando claro que, se Ben cuida das feridas físicas de Ashley, é ela quem revigora o coração dele. Cada vez mais um se torna o grande apoio e a maior motivação do outro. E, se há dúvidas de que possam sobreviver, uma certeza eles têm: nada jamais será igual em suas vidas.

LADY WHISTLEDOWN CONTRA-ATACA

Julia Quinn, Suzanne Enoch, Karen Hawkins e Mia Ryan

Lançamento: 2/10
Preço: R$ 39,90
Gênero: Ficção
E-book:Preço: R$ 24,99
Quem roubou o bracelete de lady Neeley?
Terá sido o caça-dotes? O apostador? A criada? Ou o libertino? Londres está fervendo com as especulações, mas, se ainda restam muitas dúvidas, pelo menos uma coisa é certa: um desses quatro está envolvido no crime.
Crônicas da sociedade de lady Whistledown, maio de 1816
Julia Quinn encanta...
Um belo caçador de fortunas foi enfeitiçado pela debutante mais desejada da temporada. Agora ele precisa provar que o que deseja é o coração da jovem, não o dote dela.
Mia Ryan delicia...
Uma criada adorável e espirituosa está deslumbrada com as atenções românticas que tem recebido de um charmoso conde. Mas um relacionamento entre eles seria escandaloso e poderia arruinar a reputação dos dois.
Suzanne Enoch fascina...
Uma jovem inocente que passou a vida evitando escândalos de repente se vê secretamente cortejada pelo maior libertino de Londres.
Karen Hawkins seduz...
Um visconde que vaga sem destino volta para casa para reacender o fogo da paixão de seu casamento, mas descobre que sua esposa não será conquistada tão facilmente.

FAZENDO AS PAZES COM O CORPO

Daiana Garbin

Lançamento: 25/10
Preço: R$ 34,90
Gênero: Autoajuda
E-book:Preço: R$ 21,00
“Para conseguir ser magra, já fiz tudo o que você pode imaginar. Tomei todos os tipos de remédios para perder peso e controlar o apetite: anfetaminas, tarja preta, fórmulas e medicamentos fitoterápicos, passando por remédios para diabetes. Tomei laxantes, diuréticos, calmantes, ansiolíticos, estimulantes, soníferos e também aquele medicamento que tira 30% da gordura dos alimentos, mas que, ao menor descuido, faz você sujar as calças sem perceber.
Fiz todas as dietas que existem, da proteína, da lua, do abacaxi, dos dias ímpares, do jejum. Já fiquei dois anos sem comer carboidratos.
Tentei vomitar depois das refeições, mas não consegui.
Desejei ter anorexia, mas não resistia muitos dias sem comer. Fiz diversos tratamentos estéticos e confesso que já fiz três cirurgias de lipoaspiração – e ainda precisei pegar empréstimo bancário para pagar esses procedimentos e fiquei endividada até as orelhas por muitos anos.
***
Escrevi este livro para dividir com você como os acontecimentos que deram origem aos meus problemas foram se sobrepondo até culminarem em uma situação insustentável, e como, a partir daí, comecei a aprender a respeitar o meu corpo e a fazer as pazes com a comida e com a saúde. Vou mostrar tudo o que fiz para conseguir gostar do que eu enxergo no espelho, para desenvolver meu amor-próprio, para ter prazer de comer sem culpa, sem excessos e sem restrições, e para, sobretudo, me aceitar como eu sou, com todos os meus defeitos e qualidades.”
Daiana Garbin

10.10.17

{Resenha} ALMANAQUE WICCA 2018 - Guia de Magia e Espiritualidade


Oie amores. C-H-E-G-U-E-I!


Sempre trago resenhas de romances de todos os gêneros, com autores brasileiros e internacionais... mas hoje vou mudar um pouco o foco.
Confere aí!


Sinopse:

Este é o Guia de Magia e Espiritualidade mais completo do Brasil. O Almanaque Wicca 2018 é uma fonte de informações sobre a vida, a magia e o mundo espiritual, que nos convida a utilizar esse conhecimento para sermos pessoas mais íntegras, felizes e próximas da nossa essência divina. Repleto de artigos sobre diferentes temas, você vai aprender um ritual para afastar pessoas destrutivas; um encantamento para fazer magia com o seu dinheiro; dicas sobre menstruação, para você fazer as pazes com a sua feminilidade; magia para harmonizar seu quarto e turbinar a sua vida amorosa, e muito mais! Como de costume, traz ainda o calendário 2018 com as fases e signos da Lua, as luas fora de curso e datas comemorativas pagãs.”

Resenha

Hoje vocês vão conhecer algo que faz um pouco parte de mim, que tento seguir algumas coisas baseados nos ensinamentos que essa religião traz.
Desde que me conheço por gente, amo tudo que engloba magia e seus encantamentos. Sempre fui muito ligada a feitiços, rituais e banhos purificantes.
Amo velas aromáticas, incensos e músicas da cantora Enya e Banda Celta Danzante pra embalar os meus momentos de reflexão. Não me afirmo uma Wiccana de raiz, mesmo porque não sigo a risca todos os ensinamentos, mas sou enfeitiçada por essa religião.
Hoje não será exatamente uma resenha, já que o almanaque é para você ler e tirar o melhor aproveitamento dele durante todo o ano.
Para que se entenda um pouco:

“A Wicca é uma religião pagã que se dedica ao conhecimento da espiritualidade a partir da natureza e da psique humana. Nessa religião as pessoas adoram duas divindades: o Deus Cornífero, ou Deus de Chifres, representado pelo Sol e pelos animais e a “Deusa” representada pela Lua e pela Terra. A celebração wiccana ocorre a cada passagem cíclica da natureza, ou seja, na passagem de uma estação a outra, abordando toda a história de suas divindades, enfatizando o nascimento, a morte e o renascimento.”



¹"O pentagrama (estrela de cinco pontas, dentro de um círculo) é o símbolo da religião Wicca. Muitos praticantes da religião Wicca usam o Pentagrama também pelo fato de ele ser considerado um amuleto de proteção, além de mostrarem assim, seu respeito aos Deuses e aos Cinco Elementos.
Cada ponta do pentagrama representa um dos Cinco Elementos da Natureza: Ar, Fogo, Água, Terra e Akasha (espírito).
O Pentagrama representa o homem dentro do círculo, como sinal da comunhão total com os Deuses. É o mais alto símbolo da Arte, pois mostra o homem reverenciando a Deusa , já que é a estilização de uma estrela (homem) assentada no círculo da Lua Cheia (Deusa).
Até hoje o pentagrama é um símbolo que indica ocultismo, proteção e perfeição. Independente do que tenha sido associado em seu passado, ele se configura como um dos principais e mais utilizados símbolos mágicos da cultura Universal."

O almanaque traz vários tipos de rituais, seja para afastar pessoas destrutivas, para autoestima, purificação da cama, menstruação entre muitos outros.



Na Wicca existe a lei do tríplice retorno. Se você faz o bem ou o mal para outra pessoa, volta pra você multiplicado por três. 



Nessa tabela você encontra os dias da semana, o planeta regente de cada dia, o que favorece e o que combate.


²As datas presentes no calendário Wicca representam os Sabbats. Cada um deles possui uma data no hemisfério norte e outra correspondente no hemisfério sul, uma vez que a posição solar e, portanto, as estações do ano são diferentes entre os dois hemisférios. Os oito Sabbats formam a Roda do Ano.


³Roda do Ano representada pelos oito Sabás, tem por objetivo sincronizar a nossa energia com as Estações do Ano, ou seja, com os ciclos do Planeta terra e do Universo. Ela descreve o caminho do Sol durante o ano, representando as várias fases do Deus: seu nascimento, crescimento, união com a Deusa, e, finalmente, seu declínio e morte. Da mesma forma que o Sol nasce e se põe todos os dias, e da mesma forma que a primavera faz a Terra renascer após o Inverno, o Deus nos ensina que a Morte é apenas um ponto no ciclo infinito de nossa evolução para podermos renascer do Útero da Mãe. 

Para algumas tradições da Wicca, o ano se inicia no Solstício de Inverno. Outras consideram a noite do dia 31 de Outubro como início do ano. Essa data é conhecida como Halloween ou Dia das Bruxas, mas seu nome tradicional é Samhain, que significa "Sem Sol", referindo-se ao tempo de Inverno. Essa época também é correspondente ao Ano Novo Judaico.

Nessas ocasiões, na Wicca, são homenageadas duas divindades: a Deusa Mãe, ou simplesmente a "Deusa", que simboliza a própria terra, e o Deus Cornífero, O Gamo Rei, protetor dos animais, dos rebanhos e da vida selvagem.
Os 8 Sabbats, celebrados a cada ano pelos Bruxos se originam nos antigos rituais que celebravam a passagem do ano de acordo com as estações do ano, épocas de colheita e lactação de animais. Os Sabbats, também conhecidos como a "A Roda do Ano", têm sido celebrados sob formas diferentes por quase todas as culturas no mundo. São conhecidos sob vários nomes e aparecem com freqüência na mitologia.

Os quatro Sabbats principais (ou grandes) correspondem ao antigo ano gaélico e são chamados de Imbolc (Candlemas), Beltane, Lammas (Lughnassad) e Samhain
Os quatro menores são Ostara (Equinócio de Primavera), Litha (Solstício de Verão), Mabon (Equinócio do Outono) e Yule (Solstício de Inverno).


Tentei explicar mais ou menos o que significa o pentagrama, o calendário, e sem sombra de dúvidas estava com saudades de me aprofundar mais nesse mundo tão maravilhoso que te faz ver o mundo de outra forma.
A magia está por todo lugar... Nos pequenos detalhes, nas pequenas coisas... Basta que você a veja.
Até a próxima amores. Tchau!


Título: ALMANAQUE WICCA 2018 - Guia de Magia e Espiritualidade
Autor (es): Editora Pensamento

Número de Páginas: 160

Pesquisa:
¹http://thaly-wicca.blogspot.com.br/2009/03/qual-o-significado-do-pentagrama.html
²http://www.santuariolunar.com.br/p/calendario.html
³http://nasmaosdalua.blogspot.com.br/p/roda-do-ano.html