Menu

12.6.18

{Resenha} Gênese



Autor: Karin Slaughter
Editora: Record
Ano: 2017
Sinopse: Em um hospital de Atlanta, uma mulher dá entrada na emergência, vítima de atropelamento, mas seu corpo apresenta terríveis marcas de tortura e sinais de desnutrição e violência sexual. O caso intriga a Dra. Sara Linton, uma médica que se mudou para a cidade para superar um passado doloroso, mas que se vê arrastada para um universo macabro ao tentar salvar a vida de sua nova paciente. Com os detetives Will Trent e Faith Mitchell, ela mergulha na caçada a uma mente doentia que está prestes a fazer novas vítimas – e dar vazão a toda a crueldade de que a natureza humana é capaz.


Resenha:

Já fazia bastante tempo que eu estava interessada em conhecer essa autora, pois sempre li excelentes críticas sobre ela. E minha reação não poderia ter sido outra: Que livro é esse, minha gente? Um suspense de tirar o fôlego do começo ao fim! Uma escrita que nos transporta para dentro da história e que não nos deixa largar o livro enquanto não terminamos!

Gênese é o terceiro livro da série Will Trent, porém não me senti prejudicada por não ter lido os dois primeiros volumes. Acredito que eles tragam muitas informações sobre a história e o passado dos personagens, mas podem tranquilamente ser lidos fora da ordem.

Os detetives protagonistas trabalham no Georgia Bureau of Investigation (GBI) e têm personalidades completamente distintas, mas de alguma forma se completam e se equilibram, no melhor estilo “good cop, bad cop”.

“Ele sentia que ela o pressionava, mas Faith nunca confirmaria isso. O problema é que ela era um tipo de policial diferente de Will. Há muito sabia que sua abordagem menos agressiva no trabalho era conflitante com a de Faith, mas, em vez de isso ser um motivo de discórdia, era o tipo de contraste que funcionava para ambos.”

Will Trent viveu grande parte de sua vida em um orfanato e mantém um relacionamento muito complicado com Angie Polaski, personagem que prefiro nem descrever, do tanto que a odiei. Apesar de ser um excelente detetive, Will sofre de dislexia, problema que tenta ao máximo esconder de todos. Muito inteligente e racional, porém tem algumas dificuldades nas relações sociais, chegando a ser passivo demais em determinados momentos.

Sua parceira, Faith Mitchell, é uma detetive jovem, com um filho adolescente, que acaba de descobrir que sofre de diabetes, e ainda por cima, está grávida novamente. Sua personalidade é mais explosiva que a de Will, mas ao mesmo tempo ela cuida e se preocupa com seu parceiro tanto no sentido profissional quanto pessoal.

“Apesar de todas as queixas contra o parceiro, Faith nutria profunda devoção por ele. Às vezes era sua comandante, seu escudo contra o mundo, sua irmã mais velha. Como poderia proteger Will se não conseguia proteger a si mesma?”

A médica Sara Linton faz parte de outra série da autora, Granty County, e abandonou sua carreira de legista em sua antiga cidade, para trabalhar na área clínica de um hospital, após uma grande tragédia. Porém, enquanto tentava começar uma nova vida, ela acaba se envolvendo em uma investigação que traz sua vocação à tona.

A história começa com um atropelamento em que a vítima está nua e apresenta sinais de tortura. Enquanto ela é cuidada pela dra. Linton no hospital, Will Trent encontra o cativeiro onde ela era mantida, uma cena de horror digna dos estômagos mais fortes. (Vou colocar uma citação mais leve, caso você não tenha).
 “Ele estimou que a área principal tinha pelo menos três metros e meio de extensão por dois de largura. O teto tinha cerca de um metro e oitenta de altura, o bastante para que Will ficasse de pé um pouco encurvado, mas ele não confiava em seus joelhos para se levantar. A lanterna não iluminava tudo ao mesmo tempo, de modo que o espaço parecia mais apertado do que na verdade era. Some isso ao aspecto macabro e ao fedor de argila da Geórgia misturado com sangue e excrementos e tudo parecia ser menor e mais escuro.”

A partir daí, aparecem mais mulheres, vítimas de um assassino sádico e perverso. Elas têm um perfil bastante peculiar, cabelos e olhos escuros, todas solteiras, atraentes, bem-sucedidas, além de serem odiadas praticamente por todas as pessoas com quem tinham algum contato. Mas a conexão entre elas ia além disso tudo, e foi algo inesperado e imprevisível para mim.

Todos os protagonistas têm segredos e um passado que gostariam de esquecer, o que nos é revelado durante o enredo de uma forma bem planejada e fluida, sem deixar de lado cada detalhe da investigação e da busca pelo suspeito e os motivos para seus crimes.

A narrativa impecável da autora me prendeu durante toda a leitura, todos os quebra-cabeças foram solucionados sem que ela deixasse nenhuma ponta solta, e mal posso esperar para ler todos os livros da série! (E quem sabe das outras séries também...)


11.6.18

{Lançamentos} Junho: Planeta de Livros


E começam os lançamentos do mês de Junho!!!

A Planeta de Livros Brasil trás este mês lançamentos incríveis e para todos os gostos! Romance, Auto-Ajuda, Suspense... Ficou até difícil escolher a leitura do mês!

Vamos lá, vamos conhecer quais são!

SHINSETSU

O PODER DA GENTILEZA
CLÓVIS DE BARROS FILHO

NÃO FICÇÃO
Páginas: 272
Preço: R$ 39,90
Como tratar melhor o outro e a si mesmo
O que dizer de um livro que interpreta a sabedoria e a cultura japonesa pensando na alma ocidental? Que mistura filósofos como Sócrates, Kant e Rousseau; poetas como Hesíodo, Rilke e Oscar Wilde; escritores como Eça de Queiroz, Montaigne e Clarice Lispector e personagens como a Tieta de Jorge Amado? Que parte do conhecimento do mundo e de suas próprias experiências para falar de assuntos como gentileza e moral; humildade e amor; empatia e fraternidade; limites e consideração?
Um dos palestrantes mais requisitados do Brasil, o professor Clóvis de Barros Filho escreveu um livro em que ele conversa com o leitor e, sem que este perceba, ensina o que, de fato, é importante nesta vida. Poderia ser considerado como uma versão brasileira do clássico O mundo de Sofia, romance que conta a história da filosofia. Clóvis usa três personagens: a aluna japonesa Shinsetsu, sua amiga italiana Moral e a professora britânica Mrs. Utilility. É através delas que lembramos que está na hora de pararmos de pensar só em nós mesmos.
“Quando útil, qualquer coisa ganha valor positivo. No caso de não servir para nada, não tem valor para ninguém”, afirma Clóvis de Barros Filho. Shinsetsu: O poder da gentileza tem utilidade para todo mundo: homens e mulheres, mais jovens e mais velhos, pobres e ricos, ocidentais e orientais. Se toda real transformação do mundo começa dentro de si, nesses tempos de intolerância e individualismo este livro é leitura obrigatória para quem quer começar a tratar o outro e a si mesmo melhor.

NÃO CHORE, NÃO

MARY KUBICA

FICÇÃO
Páginas: 304
Preço: R$ 46,90
Uma história eletrizante sobre obsessão e mentiras de uma das autoras de ficção mais vendidas da
Editora Planeta, Mary Kubica No centro de Chicago, a jovem Esther Vaughan desaparece de seu apartamento sem deixar vestígios. Uma carta sombria dirigida a “Meu bem” é achada entre seus pertences, deixando sua colega de apartamento, Quinn Collins, se perguntando onde a amiga estaria e se ela era – ou não – a pessoa que Quinn achava que conhecia.
Enquanto isso, em uma pequena cidade portuária de Michigan, uma mulher misteriosa aparece no tranquilo café onde Alex Gallo trabalha lavando pratos. Ele é atraído imediatamente pelo seu charme e beleza, mas o que começa como uma paixão inofensiva rapidamente se transforma em algo mais sinistro...

21 GRANDES BATALHAS QUE MUDARAM O BRASIL

LUIZ OCTAVIO DE LIMA

NÃO FICÇÃO
Páginas: 256
Preço: R$ 39,90
Uma aula de história do Brasil
Sabinada, Emboabas, Canudos, Palmares e Cabanagem são nomes pelos quais ficaram conhecidos alguns dos conflitos mais marcantes da história do Brasil. Neste livro, da nova Coleção 21, estão reunidas, com muita informação e clareza, as narrativas destes episódios agudos. São histórias que se desenrolam desde os tempos que sucederam o Descobrimento até a fase mais dramática dos movimentos guerrilheiros da década de 1970, com aspectos e personagens ainda pouco conhecidos. Uma estimulante viagem de norte a sul pelo nosso território, que permitirá ao leitor compreender melhor como se formou – inclusive geograficamente – a nação dos tempos atuais.

21 TEOREMAS MATEMÁTICOS QUE REVOLUCIONARAM O MUNDO

MARIA HELENA SOUZA

NÃO FICÇÃO
Páginas: 256
Preço: R$ 39,90
Para quem sempre quis entender, e nunca conseguiu
Os teoremas só interessam aos matemáticos e só tratam de matemática? Uma viagem pela história dos teoremas, desde os primórdios das necessidades humanas e das ligações estabelecidas com outras áreas de conhecimento, dá conta de responder a questão.
Trata-se de um voo surpreendente, que ilumina as questões que nos rodeiam, incorporando a beleza, como no Teorema dos fractais, ou a possibilidade de medir distâncias a pontos inalcançáveis, como no Teorema de Tales, ou crescer em conhecimentos numéricos, pela contagem de tropas chinesas, como no Teorema do resto.
Os teoremas carregam, em seu bojo, a fantástica viagem do conhecimento.

O CÉREBRO QUE NÃO SABIA DE NADA

O QUE A NEUROCIÊNCIA EXPLICA SOBRE O MISTERIOSO, INQUIETO E TOTALMENTE FALÍVEL CÉREBRO HUMANO
DEAN BURNETT

NÃO FICÇÃO
Páginas: 288
Preço: R$ 53,90
Prepare-se para uma divertida viagem pela neurociência e surpreenda-se com o fato de que o seu
cérebro não é tão inteligente assim
Acontece o tempo todo. Você vai até a geladeira, liga o computador, abre uma gaveta buscando algo e, quando se dá conta, não tem a menor ideia do que está fazendo. É como se o seu cérebro estivesse sabotando a sua vida. E está mesmo.
Maravilha absoluta em muitos aspectos, o cérebro é, sem dúvida, um órgão “bem-intencionado”, mas algumas vezes também se mostra bastante confuso e falível. Percebendo isso, o neurocientista Dean Burnett decidiu pesquisar os principais mistérios, pontos cegos, apagões e outros aspectos risíveis do cérebro humano.
Em O cérebro que não sabia de nada – best-seller internacional –, o autor celebra de maneira divertida as muitas falhas cometidas pela mente humana e, apoiado na ciência e na pesquisa, revela como o cérebro realmente funciona e por que somos criaturas tão confusas, caóticas e ilógicas. Culpa do cérebro, que não sabe de nada.

A EDUCAÇÃO DOS SENTIDOS

RUBEM ALVES

NÃO FICÇÃO
Páginas: 136
Preço: R$ 36,90
Por uma educação consciente e eficaz
“Nossos sentidos – visão, audição, olfato, tato, gosto – são todos órgãos de fazer amor com o mundo, de ter prazer nele.”
E qual seria a tarefa primordial da educação senão levar-nos a aprender a amar, a sonhar, a fazer nossos próprios caminhos, a descobrir novas formas de ver, de ouvir, de sentir, de perceber, a ousar pensar diferente... a sermos cada vez mais nós mesmos, aceitando o desafio do novo?
Essa é a filosofia de Rubem Alves, escritor poeta que, recorrendo a imagens surpreendentes e significativas, presenteia-nos com este inspirado livro, A educação dos sentidos. Lendo-o, podemos mergulhar não só nas reflexões em torno dos sentidos, mas também da leitura, da arte, da educação, do ensino, do vestibular, da brincadeira criativa, dos desafios que a vida nos apresenta. E podemos experimentar a alegria que brota das novas descobertas.
Comovente, terno, espirituoso, poético, belo, crítico e desafiador, este clássico de Rubem Alves surpreende por sua leveza e, ao mesmo tempo, profundidade, o que só vem enriquecer a experiência do leitor.

HIPNOSE

DESCUBRA O PODER DA SUA MENTE
PYONG LEE

NÃO FICÇÃO
Páginas: 176
Preço: R$ 39,90
Descubra como a hipnose pode transformar a sua vida!
Você acredita em hipnose? Pensar em hipnose te causa medo ou curiosidade? Acha que teria coragem de ser hipnotizado?
Acredita que algum dia conseguiria hipnotizar alguém?
Hipnose é uma das técnicas mais comentadas e procuradas por curiosos, médicos, clientes e, até mesmo, pelos céticos que se recusam a acreditar na efetividade. Neste livro, Pyong Lee apresenta a hipnose de forma simples, acessível e completa. Revela que, por mais que você não perceba, a técnica já faz parte de sua rotina, e aplicá-la de forma correta poderá ajudar a melhorar seu empenho diário, reprogramar seus hábitos, sensações, pensamentos e até a autoconfiança.

RAINHAS GEEK

TRÊS AMIGOS. DUAS HISTÓRIAS DE AMOR. UMA CONVENÇÃO.
JEN WILDE

FICÇÃO
Páginas: 256
Preço: R$ 39,90
Uma declaração de amor à cultura geek
Charlie é youtuber, atriz, bissexual... E uma das atrações principais da SupaCon, a convenção de cultura pop mais famosa do mundo. Essa é sua chance de mostrar aos fãs que superou seu término público com o ex-namorado – e coestrela de seu último filme – Reese Ryan. O reencontro de Charlie e Reese deixa o clima pesado, mas quando a it girl Alyssa Huntington aparece como convidada surpresa no evento, o que Charlie pensava ser apenas um crush de internet se mostra muito real.
Melhor amiga de Charlie, Taylor quer ser invisível. Seu cérebro parece estar programado para funcionar de maneira diferente das outras pessoas e ela gosta de rotina e estabilidade. A única mudança que ela quer em sua vida é no status de sua amizade com Jamie, o que ela sabe que nunca acontecerá. Mas, ao ouvir sobre um concurso de cosplay de seu fandom favorito, Taylor começa a repensar até onde vai seu medo de se destacar.

AS BRUMAS DE AVALON

MARION ZIMMER BRADLEY

FICÇÃO
Páginas: 968
Preço: R$ 119,90
Agora na coleção Planeta Minotauro, um grande clássico da literatura mundial, que conta a mítica
história do rei Artur a partir da perspectiva de mulheres mágicas e poderosas
Por séculos, as lendas arturianas povoaram o imaginário de leitores de todo o mundo. As brumas de Avalon é considerado por muitos a versão literária definitiva do mito, e gerações de mulheres se deixaram arrebatar pela escrita envolvente de Marion Zimmer Bradley.
Pelos olhos de mulheres complexas e poderosas como Morgana das Fadas; Viviane, a Senhora do Lago; Igraine; Morgause e Gwenhwyfar, os reinos de Camelot e de Avalon são revisitados neste clássico, repleto de magia, sensibilidade e intrigas.

DÁ PRA SER SAUDÁVEL SEM SER CHATO

+ DE 300 DICAS PARA TRANSFORMAR A SUA VIDA
DIEGO PALADINI E DAFNE AMARO
FICÇÃO
Páginas: 256
Preço: R$ 39,90
Se você já tentou de tudo para ter uma vida saudável, mas nunca conseguiu, este livro é pra você!
Este não é um livro de dietas malucas e muito menos com promessas de excelentes resultados em pouco tempo. Este livro vai além de “como conseguir o corpo perfeito” e propõe pequenas revoluções que irão transformar a sua saúde física e emocional.
O professor de Educação Física Diego Paladini e a instrutora de yoga Dafne Amaro, criadores do canal do YouTube Saúde na rotina, explicam que é possível ter resultados sem fazer dieta, emagrecer sem passar horas na academia, ser saudável sem ser chato, em mais de 300 dicas sobre:
• Exercícios
• Alimentação (com receitas fáceis e deliciosas)
Se você já tentou de tudo para ter uma vida saudável mas nunca conseguiu, este livro é pra você!
Alguns temas abordados: Tripé da saúde • Objetivo emocional • Como diminuir sua fome • Caminhar ou correr? • Mensagens inspiradoras para dias difíceis • Abdominal para deixar a barriga dura • Como ter mais energia? • Importância do sono Como meditar em dois minutos • Sucos que a gente ama (receitas) • Truques para comer menos • Pessoas que sugam energia • Fome ou vontade de comer? • Como diminuir o inchaço • Para diminuir a ansiedade

ACERTO DE CONTAS

MARCELO CEZAR

FICÇÃO
Páginas: 328
Preço: R$ 46,90
Enfrentar a verdade pode doer ou frustrar, mas liberta e fortalece!
Após uma ilusão, a desilusão é fatal. A verdade, inexorável, aparece e recicla conceitos, ideias e até sentimentos. Faz parte da vida.
Foi o que aconteceu com Sílvia e Dorothy. Apaixonadas pelo mesmo homem, as duas irão trilhar caminhos distintos e aprender que o amor acontece de forma espontânea e vem para cada um de nós de forma única.
O mesmo, de maneira mais sofrida, ocorreu com Rachel e Maurício. Jovens, atormentados pela vaidade, terão de pagar alto preço para entender que o preconceito e o desrespeito às diferenças não geram punição divina, mas exigem um acerto de contas com a própria consciência e causam feridas difíceis de ser emocionalmente cicatrizadas.
Este belo romance nos revela que a aceitação é o caminho para a cura do espírito. E enfrentar a verdade pode doer ou frustrar, mas liberta e fortalece!

EU TE AMO, MAS SOU FELIZ SEM VOCÊ

PRATIQUE O DESAPEGO EM TODAS AS ÁREAS DE SUA VIDA
JAIME JARAMILLO

NÃO FICÇÃO
Páginas: 160
Preço: R$ 34,90
Aprenda a praticar o desapego
Quando um parceiro nos abandona, um parente próximo morre ou perdemos uma grande soma de dinheiro, nossa vida desmorona. Sem o status ou aquela pessoa querida, parece que nada mais tem importância. Mas, diferentemente do que costumamos pensar, essa sensação que nos aflige nada tem a ver com amor, e sim com apego.
Neste livro sensível e estimulante, Jaime Jaramillo nos faz enxergar como o apego é o oposto do amor, já que este é um sentimento que não cria obrigações nem expectativas. Ele nos ensina o desapego, para que possamos experimentar o mundo através do verdadeiro amor, sem dependermos de mais nada nem de ninguém para sermos felizes, apenas de nós mesmos.

VOLTE PARA MIM

PAOLA ALEKSANDRA

FICÇÃO
Páginas: 304
Preço: R$ 44,90
Descubra seu lugar no mundo
Aos dezesseis anos, Brianna Hamilton fugiu da Inglaterra para a Escócia, abandonando sua família e as obrigações como herdeira de um duque. Em meio aos prados escoceses, a jovem encontrou refúgio e descobriu mais sobre a mulher que desejava ser. Mas, onze anos após a fuga, uma dolorosa verdade fará com que ela deseje nunca ter partido.
Voltar será como relembrar o passado, a fuga, o medo e as escolhas que precisou fazer. E, enquanto luta para reconquistar seu lugar junto à família, Brianna precisará superar Desmond Hunter, melhor amigo e primeiro amor, que anos antes ela escolheu deixar para trás.
Volte para mim é um romance arrebatador sobre recomeços, sentir-se inteira e, acima de tudo, confiar no amor.

BONSAI & A VIDA PRIVADA DAS ÁRVORES

ALEJANDRO ZAMBRA

FICÇÃO
Páginas: 160
Preço: R$ 39,90
Edição inédita no Brasil, que reúne dois dos mais amados livros de Zambra, escritor chileno vivo mais aclamado pela crítica internacional
Vale a pena ler e escrever livros em um mundo prestes a se quebrar? Essa pergunta ronda as obras de Alejandro Zambra reunidas neste volume, excelente porta de entrada a uma das mais proeminentes e interessantes vozes da literatura hispânica contemporânea.
Entre a seriedade e a hipocrisia, Julio, o protagonista de Bonsai – brilhante estreia narrativa do chileno Alejandro Zambra – acha mais produtivo se encarcerar em seu quarto, sozinho, observando em silêncio o crescimento de um bonsai, que vagar pelos incômodos caminhos da literatura. Segundo o próprio narrador, esta é “uma história leve que se torna pesada”, um relato elíptico e vertiginoso marcado pelo desaparecimento inquietante de uma mulher.
Já em A vida privada das árvores, segunda novela do autor e também parte desta edição, Verónica demora a chegar, de forma inexplicável, e o livro segue até que, enfim, Julián se convence de que ela não vai mais voltar.
Jorge Luis Borges aconselhava escrever como se o texto fosse um resumo de uma obra já escrita. E é isso que fez Alejandro Zambra neste livro: da mesma forma que um bonsai não é uma árvore, Bonsai e A vida privada das árvores não são novelas curtas ou contos mais longos, mas sim novelas-resumo ou, justamente, novelas-bonsai.

TERCEIRO REICH

NA HISTÓRIA E NA MEMÓRIA NOVAS PERSPECTIVAS SOBRE O NAZISMO, SEU PODER POLÍTICO, SUA INTRINCADA ECONOMIA E SEUS EFEITOS NA ALEMANHA DO PÓS-GUERRA
RICHARD J. EVANS

NÃO FICÇÃO
Páginas: 496
Preço: R$ 89,90
Um novo olhar sobre o nazismo
Uma das maiores autoridades mundiais sobre o nazismo, o historiador inglês Richard Evans, autor da trilogia que é a maior referência sobre o assunto, explica neste livro como o nosso entendimento sobre a Alemanha nazista vem se transformando no século XXI. Através de uma série de ensaios e textos, ele aborda diversos pontos que vivem sob o escrutínio. Analisa, por exemplo, a ação global de companhias alemãs criadas na época do nazismo como a Volkswagen; mostra como os historiadores passaram a enxergar o Holocausto não como um evento histórico único, mas como um genocídio com similaridades aos praticados em outros países e em outros tempos. Cada tópico é discutido em um texto separadamente, facilitando a leitura e a compreensão.

BEM-ESTAR ESPIRITUAL

ENTENDA COMO A CURA PARA A ALMA VEM DO SEU RELACIONAMENTO COM DEUS
JOHN MACARTHUR

AUTOAJUDA
Páginas: 192
Preço: R$ 31,90
O poder transformador do Espírito Santo na vida de todo cristão
Nem sempre o papel do Espírito Santo na vida de um cristão é corretamente interpretado. Sabendo da necessidade desse entendimento para a cura espiritual, o pastor e autor best-seller John MacArthur discute em seu novo livro, Bem-estar espiritual, a importância do Espírito Santo para se chegar a Deus.
MacArthur orienta os leitores sobre o modo como o Espírito Santo pode guiar, liderar e capacitar cada cristão. O livro conta a história da vinda do espírito prometido e transformador, além da esperança e da importância da estrada bíblica para a caminhada espiritual.
Esta edição, revista e atualizada, oferece ainda um guia de discussão para estudo individual e em grupo, além de atividades e perguntas relacionadas a cada capítulo e sugestões de oração.

7.6.18

{Resenha} Romancista como vocação



Título Original: Hokugyo Toshite no Shosetsuka
Autor: Haruki Murakami
Editora: Alfaguara
Sinopse: Haruki Murakami é um dos mais conhecidos autores contemporâneos do Japão. Quando seus livros são lançados, a imprensa noticia filas enormes nas livrarias de Tóquio e traduções para mais de quarenta idiomas. Ícone da escrita fluida, Murakami transita bem em diversos estilos narrativos: ficção, ensaio, reportagem, nada parece estar fora de seu talento literário. Para abarcar toda essa multiplicidade, chega agora Romancista como vocação, uma série de proposições sobre a escrita, a literatura e a vida pessoal do recluso escritor. Escrito na linguagem acessível típica de Murakami, este livro é um convite a todos que desejam habitar o mundo dos romancistas, bem como uma declaração de amor ao ato da escrita.
 Desde os dez anos, quando comprei um livro de Haruki Murakami - Após o anoitecer - me apaixonei pelo universo que ele nos apresenta, com sua escrita de estilo próprio e fluida. Quando vi "Romancista como vocação" logo me interessei e acabou me surpreendendo mais uma vez.

 Com esse livro, Murakami nos apresenta seu processo de escrita, dando ótimas dicas de como escrever um romance. Diferentemente de seus outros livros, esse é apenas um "bate-papo" de autor-leitor, mas que ainda sim nos leva a profundas reflexões sobre o processo criativo de um autor.

Como uma leve autobiografia, descobrimos como Murakami adentrou no mundo da escrita e seu ponto de vista, opiniões e análises sobre diversos assuntos no universo de escritores. 

 A cada opinião que lia, concordava profundamente com tudo que era analisado e explicado pelo autor, por já ter publicado um livro e conhecer alguns romancistas pessoalmente fica claro como esse "mundo" é igual, seja aqui ou no Japão. 

 Diferentemente de mim, Haruki Murakami conseguiu logo de primeira um "ingresso" para permanecer como reconhecido escritor, ganhando um prêmio de novos talentos, isso foi o impulso para que se tornasse um romancista profissional. 

O mais interessante é a franqueza do autor ao abordar suas experiências, tudo de forma agradável de ler. É um livro para quem é escritor e quem pretende ser pois é fácil se identificar com os relatos.

Adorei as abordagens sobre originalidade e sobre prêmios para autores e escritores e também sobre o modo como ele descreve o mundo dos romancistas. 

"[...] Romancistas não ficam surpresos quando algum gênio de outro ramo aparece casualmente, escreve um romance que chama a atenção dos críticos e leitores e vira best-seller. Nem se sentem ameaçados, e muito menos ficam bravos. Afinal os romancistas sabem que é raro alguém assim continuar escrevendo por muito tempo. Os gênios tem seu próprio ritmo, os intelectuais tem seu próprio ritmo, os acadêmicos tem seu próprio ritmo. A longo prazo, o ritmo deles em geral não é o mais apropriado para escrever romances [...] Romancistas são como alguns peixes: acabam morrendo se não se moverem constantemente dentro d'agua [...]."

 Com onze capítulos e apenas cento e sessenta e seis páginas, esse livro me conquistou e despertou minha vontade de voltar a escrever. É uma leitura agradável e autentica.

6.6.18

{Resenha} Mais Que Amigos - Love Unexpectedly # 1 - Lauren Layne


Oie amores.
C-H-E-G-U-E-I!


Hoje trago um romance muito amorzinho, que assim que vi a Editora Paralela mostrando a capa e sinopse, eu pirei.
Bom, vamos ao que interessa né?
Confere aí!


*livro cedido pela editora

Sinopse:

“Será que vale a pena arriscar uma grande amizade em troca de um amor inesquecível?

Aos vinte e dois anos, a jovem Parker Blanton leva a vida que sempre sonhou. Tem um namorado inteligente e responsável, um emprego promissor e a companhia de seu melhor amigo, Ben Olsen, com quem divide um lindo apartamento.
Parker e Ben são tão grudados que muita gente duvida que eles morem sob o mesmo teto sem nunca ter vivido um caso, mas eles não se importam com o que as pessoas pensam. Sabem que não foram feitos um para o outro — pelo menos não para se envolver.
Por isso, quando um acontecimento inesperado faz com que Parker se veja sem namorado e com o coração partido, ela sabe que pode contar com Ben para ajudá-la a sacudir a poeira e partir para outra. Afinal, ninguém seria mais ideal do que seu melhor amigo para lhe mostrar os prazeres da vida de solteiro… certo?
Mais que amigos é uma comédia romântica irresistível!”

Resenha 

Parker e Ben eram amigos e moravam juntos há anos. As famílias se conheciam.
Ben fazia parte das festas da família de Parker.
Ela tinha aquela ideia fixa de que sexos opostos não poderiam ser amigos, mas Ben apareceu em sua vida pra mudar esse pensamento.
Os dois dividiam o apartamento com dois quartos, Ben é aquele típico mulherengo e Parker estava num namoro “firme” com Lance, na espera do tão sonhado pedido.

O que a coitada da Parker recebeu foi um belo pé na bunda, e seu amigo Ben estava lá para segurar as pontas. Pois seu ex é um completo babaca e sem noção.
Com o passar do tempo, ela ficava cada vez mais deprimida, insegura, se achando infeliz, então a melhor amiga e Ben, o melhor amigo, começaram a incentiva-la a arranjar outro namorado.


E foram tantos ensaios, tantas tentativas, mas nada rolava, porque Parker na hora H fugia sem explicações convincentes.
E depois de pensar bastante, muito mesmo, achou que só se interessaria pelo sexo oposto novamente, se ela transasse com Ben, seu melhor amigo de muitos anos.
Parker ficou louca? Como amigos podem fazer isso, no automático?
Dará certo? E Ben? O que achará dessa loucura?
Talvez valha a pena; tudo por uma boa causa.


E é em cima desse impasse, que a autora fez um romance maravilhoso.
Escreve situações e desfechos bem criativos e apimentados.
Você se diverte com as reviravoltas ao passar as páginas, tentando adivinhar o que vem depois. A autora realmente sabe como manter o leitor vidrado na leitura do começo ao fim.

Ben é aquele personagem que te cativa desde o começo, com seu jeito engraçado e espontâneo.
Pior que Parker não percebia os sentimentos de seu amigo por ela, algo tão claro como água. Mas tem mulher que é lenta demais pra perceber.
Simplesmente aquele romance gostosinho, que você lê em uma tarde e curte do começo ao fim.
Eu indico demais essa leitura, pra quem gosta de um bom romance.


Bom amores, por hoje é só.
Até a próxima. Tchau!



Título: Mais Que Amigos - Love Unexpectedly # 1
Autor (a): Lauren Layne
Editora: Paralela
Número de Páginas: 256


4.6.18

{O menino que vê filmes} Footloose


Direção: Herbert Ross Elenco: Kevin Bacon, Lori Singer, Sarah Jessica Parker, Chris Penn, John Lithgow, Dianne Wiest
Sinopse: Ren McCormick é um rapaz criado na cidade grande que se muda para uma cidade pequena do interior. Disposto a organizar um baile de formatura, Ren acaba descobrindo que dançar não é permitido na cidade. Apaixonado por música, Ren decide lutar pela restauração da dança na cidade e, em meio a isso, acaba conquistando o coração de Ariel Moore. Entretanto, Ariel é a filha do conservador reverendo (pastor) Shaw Moore, responsável pelo banimento da dança na cidade, em virtude da morte de seu filho.


 ATENÇÃO: ALERTA DE SPOILER! Se você ainda não assistiu ao filme relacionado neste post, prossiga por sua conta e risco. 

 Resenha Oi gente! Depois de um show memorável ontem com a nova banda poçoscaldense com a qual estou trabalhando, vi reavivadas as memórias desse super clássico dos anos 80. O ato de dançar, muitas vezes visto apenas como arte, é muito mais do que isso. A dança está entre as mais primitivas formas de expressão humana. Afinal, não há na história da humanidade, desde a pré-história, um só período em que o ser humano não dançasse. 

A dança é uma das três principais artes cênicas da antiguidade, ao lado do teatro e da música. No antigo Egito já se realizava as chamadas danças astro-teológicas em homenagem a Osíris. Na Grécia, a dança era frequentemente vinculada aos jogos, em especial aos olímpicos. A dança caracteriza-se pelo uso do corpo seguindo movimentos previamente estabelecidos (coreografia) ou improvisados (dança livre). Na maior parte dos casos, a dança, com passos ritmados ao som e compasso de música e envolve a expressão de sentimentos potenciados por ela.

A dança pode existir como manifestação artística ou como forma de divertimento ou cerimônia.

Dito isso, me respondam: Quem consegue imaginar um lugar onde a dança é proibida por lei?

Pois é nesse universo que se passa a saga de Ren McCormick, que só queria trazer as pessoas para o seu mundo.Vem dançar comigo? AMBIENTAÇÃO Como diversos outros longas norte-americanos direcionados ao público jovem, o cenário é bem recorrente: cidadezinha do interior, personagens extremamente conservadores. Um lugar onde “gente da cidade grande” é vista com preconceito e até um certo receio. 

Até aí, nada de novo. Mas a peculiaridade do cenário de footloose reside no fato de que um grave acidente ceifou a vida de um jovem local, o que levou seu pai, o reverendo Shaw Moore (John Lithgow) a convencer os cidadãos locais de que a dança era um grave pecado, devendo, assim, ser abolida a sua prática. O PROTAGONISTA Talvez um dos papéis mais importantes na carreira de Kevin Bacon, o jovem Ren McCormick é um rapaz da cidade que se vê morando numa cidadezinha interiorana e impedido de expressar sua grande paixão pela dança. 

 
Ao saber da estranha proibição, Ren passa a praticar sua dança escondido e a dividi-la secretamente com seus colegas de escola, entre eles a jovem Ariel Moore (Lori Singer), filha do reverendo Moore e irmã do jovem morto no acidente após um baile de formatura. 

TRILHA SONORA

A trilha sonora do filme ficou a cargo de Tom Snow, Dean Pitchford, Kenny Loggins, Nigel Harrison, Mark Mothersbaugh, Jamshied Sharifi, Jim Steinman e Nate Archibald e está recheada de clássicos dos anos 80, sem contar a clássica música tema do filme, que faz a galera sacudir o esqueleto até hoje.


Um álbum contendo todas as músicas pode ser ouvido no Spotify e outras plataformas de streaming musical.

REMAKE DE 2011

Como toda regravação, o remake de Footloose sofreu muitas críticas por parte de fãs do filme original, apesar de ser um filme muito bom. 


Nesta versão, o clássico Footloose é interpretado pelo The Voicer Blake Shelton. Vale a pena conferir! CONCLUSÃO Apesar de ser um filme que mistura comédia e drama, Footloose traz subliminarmente uma crítica ao conservadorismo e mostra de forma clara como atitudes radicais podem prejudicar um grande número de pessoas… 

 

Até a próxima, gente! 



31.5.18

{Quotes} Preciso Saber


Hola!

Todos devem ter lido já minha indignação com esse livro, uhuahuahuha!

Se ainda não leu, a resenha dele você encontra aqui!


Não marquei muitas quotes, não identifiquei nenhuma assim que me tocava. Marquei mais as coisas que me indignaram e me apontaram o quão tapada a personagem principal é!

Pode ter algum spoiler, então se não quer estragar o livro para você, não leia!!!

Vamos lá então!
"Meu Deus, no fim tudo se resume ao dinheiro. Como que odeio que tudo se resuma a dinheiro."
"Agora eu vejo o medo. O rosto dele não está mais inexpressivo. A testa enrugada, as linhas onduladas que aparecem quando ele está preocupado estão mais profundas do que nunca."
"- Não estou falando em ficar em casa pra sempre. - Fui tomada, de novo, por aquela mesma sensação que senti na praia, de que eu não era boa o suficiente, de que ele achou que tinha se casado com alguém melhor. - Só por um tempo."
"Foi exatamente isso que eu fiz com a minha vida também, não foi? Houve tantas vezes em que eu deveria ter sido firme e defendido aquilo em que acreditava, feito o que, no fundo, eu sabia que era certo. Não devia ter comprado esta casa. Devia ter insistido em em tirar algum tempo depois do nascimento de Luke, e feito o mesmo com Ella. A vida teria sido tão diferente se eu tivesse sido firme nas minhas posições."
E aí? Você já leu Preciso saber? Marcou mais coisas que eu? Deixe aí nos comentários para eu ler!!!