Menu

27.8.09

A Concubina do sheik

Nadia Aidan


Quando Reyna é selecionada como uma das várias honradas mulheres a serem apresentada ao sheik Asad no oferecimento anual para seu harém, a beleza cheia de espírito foge.

O sheik envia Salim, seu filho mais velho e chefe de seu exército, para trazer Reyna de volta. Mas quando Salim coloca os olhos em Reyna percebe que não poderá obedecer às ordens do pai porque sabe que o espírito dela seria esmagado se ele a levasse de volta ao pai dele.

Reyna se descobre capturada por Salim como sua prisioneira e concubina. Ela luta contra ele a cada oportunidade, tentando apagar a paixão entre eles e o calor que surge dentro de seu corpo com um só olhar, uma única carícia dele.


Esse livro é curtinho, cerca de 34 páginas, deixa a gente com gostinho de quero mais, apesar da capa "angelical" o livro é mais no estilo Elloras Cave e recomendo para quem gosta de uma leitura quente.


Eu me apaixonei por Salim, desde o inicio ele faz o impossivel para proteger e ficar com Reyna, até mesmo trair o proprio pai. Reyna é uma Guerreira, uma mulher acostumada a lutar pelo que deseja e decide que é preferivel a morte a fazer parte do harém do Sheik Asad, claro que ela encontrou uma alternativa muito melhor...


Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.