Menu

19.9.09


FILME - UMA PROVA DE AMOR

Está em cartaz nos cinemas o Filme " Uma prova de amor", o trailer do filme é espetacular, sem contar que Cameron Diaz aparece careca. Alguns sites anunciaram que ela raspava cabeça em cena,mas na verdade ela usa uma peruca sintetica sem fios, o que não deixa de dar emoção ao enredo. No drama, uma jovem chamada Kate (Sofia Vassilieva) tem leucemia diagnosticada. Sua mãe Sara (Cameron Diaz), uma advogada de sucesso afastada do ofício para cuidar da filha debilitada, e seu pai, o bombeiro Brian (Jason Patric), tentam de todas as maneiras reverter o quadro da doença, e quando veem todas as possibilidades cessarem, são aconselhados por um médico a fazer uma fertilização in vitro para que a criança se torne uma doadora. Anna nasce e desde bebê passa a doar sangue, medula óssea e células para a irmã mais velha. Só que o quadro clínico de Kate não melhora, e a única chance de uma possível recuperação é a doação de um rim. A estas alturas, Anna é uma adolescente de 11 anos e se encheu de todo esse processo cirúrgico, então decide ter uma vida normal; ama a irmã, mas quer ter controle do próprio corpo. Procura o advogado Campbell Alexander (Alec Baldwin) e resolve iniciar um processo contra seus pais, pedindo uma “emancipação médica”.Sara fica horrorizada com a ação judicial, e como estava acostumada a ganhar todos os casos quando exercia a advocacia, decide a todo custo manter Kate viva. Essa, por sua vez, começa a viver um comovente romance com Taylor (Thomas Dekker), um paciente do hospital que também sofre da mesma patologia. Há ainda o irmão Jesse (Evan Ellingson), que se vê cada vez mais ignorado pelos pais e pouco acrescenta a trama.As performances dão um tom forte ao drama, principalmente a personagem de Cameron Diaz, logo essa atriz que é sempre criticada por fazer comédias insossas. Aqui, ela mostra extrema profundidade sentimental ao fazer uma mãe que se dedica inteiramente à filha. Há de se notar a pequena, porém memorável, participação de Joan Cusack, como a juíza De Salvo, que emociona por ter passado por um drama pessoal. A direção de Nick Cassavetes abusou do uso de flashbacks para contar a história da família, mas mantém um grande impacto emocional, principalmente por tratar de um dilema ético, e deixar uma dúvida a ser respondida pelo expectador: a decisão de Ana é certa ou errada?

Nosso Pitaco:

Para quem for ao cinema assistir este filme vou dar uma dica de extrema importância, se não acatar irá se arrepender amargamente... Levem rolos e rolos de lenços de papel. Chorei desde o começo até o fim. O filme te prende, emociona e te faz olhar a vida de uma pespectiva diferente. (Thalita)

Eu demorei para postar aqui, pois, ainda estava me recuperando do impacto que esse filme causou em mim, do inicio ao fim do filme você se emociona e não apenas com o tema central do filme, mas com todos os pequenos detalhes, as mais simples frases se tornam de grande impacto e lhe fazem rever algumas coisas...

Eu recomendo esse filme, para mim ele foi o melhor do ano!

P.s: Não esqueçam os lenços...
(Juliana)




Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.