Menu

7.10.09



Traição Mortal


Ao investigar um homicídio cometido num ambiente que lhe é bem familiar — um hotel de seu marido —, a detetive Eve Dallas se vê diante de um assassino que aprecia de forma muito especial as coisas sofisticadas da vida... e da morte.
No luxuosíssimo Roarke Palace Hotel, uma camareira entra na suíte 4.602 para a habitual troca de lençóis e toalhas, mas encontra, na verdade, o seu pior pesadelo: seu assassino, que a estrangula com um fino fio de prata. É mais um ataque do conhecido Sly Yost, apreciador de boa música, bons vinhos e homicídios. Um assassino de aluguel bem conhecido pela tenente Eve Dallas. O problema é que, neste caso intrincado, conhecer o matador não a ajuda a elucidar o crime, pois existe mais alguém envolvido. Alguém com motivos pessoais. E Eve é obrigada a enfrentar a aterrorizante possibilidade de que o alvo verdadeiro de tudo isso seja, na verdade, o seu marido Roarke.

Escrita por Nora Roberts, a Série mortal teve início com Nudez mortal, livro em que a tenente Eve Dallas tentou desvendar um complicado caso de assassinato, cujo principal suspeito era Roarke, excêntrico multimilionário irlandês de passado nebuloso.

Se você gosta de tramas bem elaboradas, com suspense até a última página, a Série mortal foi feita para você. Antes de Traição mortal, a Bertrand Brasil publicou: Nudez mortal, Glória mortal, Eternidade mortal, Êxtase mortal, Cerimônia mortal, Vingança mortal, Natal mortal, Conspiração mortal, Lealdade mortal, Testemunha mortal e Julgamento mortal .


O próximo livro da série, Sedução Mortal, deverá ser lançado no Brasil somente em dezembro.

Será que agora consigo ler outros livros? Me viciei nesta série, e deixei de lado vários outros que também são maravilhosos. Tomara que agora eu consiga postar sobre outras coisas que não seja sobre Roarke e Eve.

Não posso deixar de postar um pedacinho do livro que me tocou muito:






" - Eu me lembro uma vez que nossos amigos...eu você, Bri, Jack, Tommy e Shawn também... ficamos bêbados como gambás com uísque caseiro - recordou Roarke - Enquanto estávamos ali, meio largados, uma pergunta surgiu. Era algo do tipo " qual a coisa que mais gostaríamos de possuir no mundo?" ou qual a única coisa pela qual desistiríamos de todas as outras?". Você se lembra disso, Mick?
- Claro. Aquele uísque nos deixou com um estado de espírito muito filosófico. Eu disse que ficaria mais que satisfeito com um oceano de grana, Pois com isso eu poderia comprar todo o resto, certo? Shawn era meio tarado, disse que queria ter um pau grande como de um elefante, mas estava mais mamado que o resto da turma e não considerou a logística da coisa.
Ele virou a cabeça, olhou para o amigo e continuou:
- Agora que você falou, eu não me lembro de você ter dito o que queria, nem ter escolhido uma única coisa.
- Eu não escolhi. Não consegui descobrir que coisa seria essa. Liberdade, dinheiro, poder, passar pelo menos uma semana sem levar porrada do meu velho. Não consegui decidir e fiquei calado. Mas agora eu sei... Eve. Ela é a minha resposta.



2 comentários:

  1. Nossa, mesmo n gostando do estilo da autora me interessei no livro.
    Acho q vou buscar a serie...

    bjs

    ResponderExcluir
  2. Babi, essa serie é maravilhosa... Eu sempre indicava ela para a Thalita e quando finalmente ela decidiu ler, foi um livro após o outro... Recomendo a você também. Apesar de ser Nora Roberts o estilo é totalmente diferente e além do que Roarke é TDB.

    Beijoss

    ResponderExcluir

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.