Menu

20.1.10



Revelações
Linda Howard

Ainda abalada com a morte recente da mãe, Karen Whitlaw é surpreendida ao receber pelo correio uma caixa contendo um caderno misterioso, enviado por seu pai, com quem mantinha pouco contato desde que ele retornara da Guerra do Vietnã, décadas atrás. Logo depois, uma notícia a deixa chocada: o assassinato de seu pai nas ruas de Nova Orleans.


Mesmo que essas revelações levem a um terrível assassinato.

Para o detetive Marc Chastain, o assassinato de um morador de rua não fazia sentido - principalmente depois de ter conhecido a filha da vítima. Longe de ser a mulher fria que ele esperava encontrar, Karen Whitlaw mostrava-se simpática e sensível. Ela também está correndo grande perigo. Uma série de "acidentes" mexeu profundamente com Karen, atraindo para ela a proteção do charmoso detetive, a quem, inicialmente, tentou resistir. Juntos, eles desvendam uma história perturbadora que envolve política, poder e morte - e enfrentam um assassino que não vai parar enquanto não tiver em suas mãos os segredos do pai de Karen.

Eu devia dizer que o livro é maravilhoso, que o Romance com um fundo policial, é perfeito... mas não posso.
A história realmente tinha tudo pra dar certo. Gostei de como é mostrado os sentimentos de Karen em relação ao pai... um homem que voltou da guerra do Vietnã como outro homem, larga a família e some. Anos depois, 20 anos depois pra ser mais exata, Karen recebe de seu pai um caderno para que guarde, meses depois, ele é assassinado. Agora, a própria Karen começa a sofrer atentados.

Gostei dos protagonistas: Marc Chastain é um homem gentil, super protetor e decidido. Karen Whitlaw é forte e fragil ao mesmo tempo, esforçada.

Se você me perguntasse: Se o livro tem todos esses ingredientes, porque que eu não posso dizer que é maravilhoso?
Eu responderia : A Linda Howard, escorregou feio na hora de juntar os protagonistas. O romance não convence. Se apaixonam de uma maneira sem muita convicção, após 3 dias depois de se conhecerem. Pra uma leitora (ávida) de romance estou parecendo muito céptica, não é? Acredito que possam se apaixonar a primeira vista, mas da forma que foi colocada no papel não me convenceu. Pra piorar minha opinião, veio a primeira vez que eles fazem sexo. Ele sai da sala para ligar o som, e quando volta a convida para dançar, fica totalmente excitado (o que não é novidade, já que estão dançando super colados) e de repente já estão no quarto, ela não vê que ele tinha colocado a camisinha, só depois que percebe. E quando ela pergunta, ele responde que havia colocado quando foi ligar o som. Ops! ele tem uma ereção de ferro, não tem reza braba que abaixasse o dito cujo. Só um detalhe que eu não tinha percebido, e minha amiga Jeanne (Um livro nos chá das cinco) lembrou: O Marc estava de calça jeans apertada !!! O Ó do borogodó. rsrs

3 comentários:

  1. Ahhh que pena...parecia que tinha tudo para ser uma ótima históriaa...

    Bjinhusss...

    ResponderExcluir
  2. Tha, tenho que confessar que eu li esse livro, mas sinceramente não lembro de nada da história...rsrs

    Vou ler novamente e me lembrar da história, persogens e claro das garfes cometidas.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Esse eu nem vou tentar...

    Bjos...

    ResponderExcluir

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.