Menu

3.2.10

A Sir Phillip com amor
Família Bridgerton 05

É possível apaixonar-se por alguém a quem não se viu nunca? Eloise e Phillip estão a ponto de descobri-lo. Ela, a pequena da família Bridgerton, vai a casa dele quando, depois de um ano de amizade por carta, recebe sua surpreendente oferta de matrimônio. Eloise está disposta a acabar com seu celibato, mas seu sonhado pretendente não encaixa com a imagem do homem que a espera: não só é rude e introvertido, muito diferente dos cavalheiros londrinos com quem está acostumada, mas sim - algo que esqueceu de mencionar em suas cartas- tem duas crianças de oito anos que, desde a morte de sua mãe, converteram-se em autênticos diabos. Mas Eloise é uma Bridgerton, e não se rende facilmente: não se criou com sete irmãos para deixar-se vencer agora por dois pequenos malcriados. Phillip, por sua parte, somente queria uma esposa e uma mãe para seus filhos, mas a aparição de Eloise lhe promete muito mais: um futuro cheio de paixão e emoções... e o final da vida tranqüila e sossegada que, até recentemente, confundia com a felicidade.

Esta escritora tem um jeito muito bem-humorado de escrever e há cenas engraçadas. Mas é uma historia delicada também. Apaixonei-me pelo mocinho.
É do tipo que gosto. E ele fica muito bom com a influência da mocinha, que sabe das coisas.
Chorei um bocado lendo este livro - Tá! eu choro com qualquer coisa , eu sei, mas a autora deu uma sensibilidade muito grande aos personagens. Uma história familiar, sem vilões e bruxas pra infernizar, só sentimentos contraditórios e pessoas orgulhosas. Adoro livros que expõe os sentimentos tanto da mocinha quanto do mocinho, a autora fez isso neste livro o que muito me agradou.
No livro anterior ( Seduzindo a Mr. Bridgerton) Eloise aparece como uma garota bisbilhoteira, engraçada, muito amiga de Penelope ( mocinha do referido livro) e que adora escrever cartas. E não podia conhecer Sir Phillip de outra forma a não ser pelas "benditas" cartas, o que vai gerar confusões e cenas engraçadas.

Gostei especialmente da carta que ela deixa para sua filha recém- nascida, me lembrou muito da minha mãe, que fazia poesias para mim desde quando soube que me esperava:

"Há tantas coisas que espero lhe ensinar, pequena. E espero fazê-lo pregando com o exemplo, mas também sinto a necessidade de pô-lo por escrito. É minha mania, uma que espero que descubra e lhe pareça engraçada quando ler esta carta.
Seja forte.
Seja aplicada.
Seja conscienciosa. E isso nunca se consegue escolhendo o caminho fácil. Exceto claro, quando o caminho já seja fácil por si. Às vezes, acontece. Em tal caso, não busque um novo mais complicado. Só os mártires vão procurar os problemas de maneira deliberada.
Queira seus irmãos. Já tem dois e, se Deus quiser, virão mais. Queira-os muito, porque levam seu sangue e quando duvidar ou tenha problemas, eles serão os que estarão a seu lado.
Ria. Ri muito e com vontade. E, quando as circunstâncias peçam silêncio, converte a risada em sorriso.
Não se conforme. Descobre o que quer e persegue-o. E se não souber o que quer, tenha paciência. Todas as respostas chegarão ao seu devido tempo e verá que seus desejos estiveram diante de você todo o tempo.
E recorda, recorda sempre que tem um pai e uma mãe que se querem e que lhe querem.
Agora mesmo está um pouco nervosa. Seu pai está fazendo uns ruídos muito estranhos e se não for à cama em seguida se vai zangar.
Bem-vinda ao mundo, pequena. Estamos todos encantados de conhecê-la."

4 comentários:

  1. A Lu, minha companheira do blog Libros di Amore está lendo essa série e gostando XD

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi ^^ tem um selo para vc lá no blog...
    http://reflexoencantado.blogspot.com/2010/02/primeiros-selos.html

    Espero que goste

    ResponderExcluir
  3. olá estarei seguindo seu blog

    gostei bastante. Da uma olhada no meu blog pra gente trocar umas ideias sobre livros

    bjs...

    ResponderExcluir
  4. Olá meninas,obrigada por divulgarem o Viaje na Leitura!estou seguindo vcs,bjos

    ResponderExcluir

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.