Menu

26.2.10

Uma Cama para Três
Carmem Reid

Bella Browning é atraente, bem-sucedida e ambiciosa. Trabalha como uma louca, é dura na queda e é apaixonada por Don, o marido jornalista (embora ela nem sempre ande tão na linha quanto deveria). Entretanto, lá no fundinho de seu coração, ela sente que algo está faltando ao casal... e esse algo é um bebê. Don anda aterrorizado com essa possibilidade, mas, afinal de contas, se Bella é uma grande consultora, capaz de transformar megaempresas... então, ela vai dar conta do recado! Vai? Vai mesmo?!? Entre crises matinais de enjôo, hormônios fora de controle e alguns, digamos, "passos em falso" com o delicioso e atraente Chris, seu colega de trabalho, ela descobrirá rapidamente como será difícil interpretar o papel da perfeita mãe moderna e workaholic, e ainda conservar o sex appeal de uma deusa grega. Mas Bella é uma mulher de muitos talentos e não está nada a fim de ser derrotada.
Don se descobre diante do filho Markie, Bella percebe que a super mulher de antes agora é uma mãe dedicada que precisa arranjar uma forma de ganhar dinheiro sem prejudicar a criação do filho. Problemas da vida moderna que o casal conseguirá resolver de forma brilhante, apesar dos contratempos. Problemas que se transformarão em muito mais felicidade e amor.

No começo achei a Bella volúvel demais, o Don sem graça demais, até o Markie nascer a história estava quase "Um pé no saco". Mas aí o neném nasceu, a confusão começou e me vi com o mesmo dilema da Bella ( como conciliar trabalho, marido, filho e você mesma de uma hora pra outra?).Quando entendi que a autora só queria mostrar como uma familia pode mudar e amadurecer e aprender com seus erros, e que ter um filho não é tão facil como todos pensam... eu me apaixonei pelo livro. No finalzinho da história Don deixa de ser um chato de galochas e se transforma num...principe encantado? nem tanto, mas vamos dizer que ele fica um pouquinho mais encantador.
Posso dizer, sem dúvida nenhuma, que o livro é maravilhoso, mas confesso que em algumas partes quase desisto de um dia ser mãe, e olha que esse é um dos meus maiores sonhos. Portanto se vc é muito influenciável, está gravida ou deseja um dia ter um filho... não leia este livro! O lado bonito da maternidade passa bem longe deste enredo. rsrs

4 comentários:

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.