Menu

27.2.10

Missão MacKenzie
Linda Howard


Esse livro faz parte de uma serie "Os MacKenzie" e esté é o segundo livro.

Tal como o pai, o piloto de combate Joe Mackenzie era tão indomável quanto o vento. Uma vida pacata não fazia parte de seus planos e não lhe passava pela cabeça desistir de um desafio e a bela especialista em laser Caroline Evans era o maior deles. Caroline era brilhante, linda e determinada a manter uma distância segura de quem quer que fosse. Joe, no entanto, tinha outra missão em mente... e estava pronto para enfrentá-la sem demora.

Linda Howard é uma autora maravilhosa e é sempre um prazer ler os livros dela, em particular esse livro me cativou desde o inicio. Joe é tudo que uma mulher sonha, Cerca de 1,90 de altura, um corpo fantástico, uma mente aguçada e ainda é dominante nas horas certas (ai, que calor) Pensando melhor vou me retificar: Joe é tudo que eu queria. Caroline é uma mulher com um alto Q.I que nunca teve oportunidade de ter uma infância e juventude "normal" e por isso irá contar com o professor mais gato da área para ensiná-la uma ou outra coisinha sobre a relação entre um homem e uma mulher (sortuda ela)!

Minha nota para esse livro é com certeza um merecido 10.

Amante Sombrio - JR Ward

Amante Sombrio
J.R Ward

Nas sombras da noite, em Caldwell (Nova Iorque) se desenrola uma sórdida e cruel guerra entre os vampiros e seus carrascos. A Irmandade e seus caçadores e os assassinos. E existe uma Irmandade Secreta de seis vampiros guerreiros, os defensores de toda a sua raça. Nenhum deles deseja aniquilar a seus inimigos com tanta ânsia como Wrath, o campeão da Irmandade da Adaga Negra. Wrath, o vampiro de raça mais pura dos que povoam a terra, tem uma dívida pendente com aqueles que, há séculos, mataram seus pais. Quando morre um de seus mais fiéis guerreiros, deixando órfã uma jovem mestiça, ignorante de sua herança e seu destino, não resta a ele outra saída senão levar a bela jovem para o mundo dos não mortos. Traída pela debilidade de seu corpo, Beth Randall se vê impotente para resistir aos avanços desse desconhecido, incrivelmente atraente, que a visita toda a noite, envolto nas sombras. Suas histórias sobre a Irmandade a aterrorizam e a fascinam... E seu simples toque provoca chispas de um fogo que pode acabar consumindo a ambos.

Livro muitoooo bom. Você se apaixona pelo vampiro durão, príncipe e cego (ou quase) Wrath. Acho maravilhoso a forma como a escritora consegue escrever um cara durão, gigante (literalmente) e tão sensível. Carinhoso. O homem dos sonhos das mulheres. Como já se fala há muito tempo os brutos também amam rsrsrs. Wrath personifica isso. A série é viciante. Já temos esse livro publicado e no Brasil e esperamos com ansiedade os outros. Como não agüentei esperar já estou lendo em espanhol rsrsrs. E vocês?!?!

26.2.10

Uma Cama para Três
Carmem Reid

Bella Browning é atraente, bem-sucedida e ambiciosa. Trabalha como uma louca, é dura na queda e é apaixonada por Don, o marido jornalista (embora ela nem sempre ande tão na linha quanto deveria). Entretanto, lá no fundinho de seu coração, ela sente que algo está faltando ao casal... e esse algo é um bebê. Don anda aterrorizado com essa possibilidade, mas, afinal de contas, se Bella é uma grande consultora, capaz de transformar megaempresas... então, ela vai dar conta do recado! Vai? Vai mesmo?!? Entre crises matinais de enjôo, hormônios fora de controle e alguns, digamos, "passos em falso" com o delicioso e atraente Chris, seu colega de trabalho, ela descobrirá rapidamente como será difícil interpretar o papel da perfeita mãe moderna e workaholic, e ainda conservar o sex appeal de uma deusa grega. Mas Bella é uma mulher de muitos talentos e não está nada a fim de ser derrotada.
Don se descobre diante do filho Markie, Bella percebe que a super mulher de antes agora é uma mãe dedicada que precisa arranjar uma forma de ganhar dinheiro sem prejudicar a criação do filho. Problemas da vida moderna que o casal conseguirá resolver de forma brilhante, apesar dos contratempos. Problemas que se transformarão em muito mais felicidade e amor.

No começo achei a Bella volúvel demais, o Don sem graça demais, até o Markie nascer a história estava quase "Um pé no saco". Mas aí o neném nasceu, a confusão começou e me vi com o mesmo dilema da Bella ( como conciliar trabalho, marido, filho e você mesma de uma hora pra outra?).Quando entendi que a autora só queria mostrar como uma familia pode mudar e amadurecer e aprender com seus erros, e que ter um filho não é tão facil como todos pensam... eu me apaixonei pelo livro. No finalzinho da história Don deixa de ser um chato de galochas e se transforma num...principe encantado? nem tanto, mas vamos dizer que ele fica um pouquinho mais encantador.
Posso dizer, sem dúvida nenhuma, que o livro é maravilhoso, mas confesso que em algumas partes quase desisto de um dia ser mãe, e olha que esse é um dos meus maiores sonhos. Portanto se vc é muito influenciável, está gravida ou deseja um dia ter um filho... não leia este livro! O lado bonito da maternidade passa bem longe deste enredo. rsrs

24.2.10

Destino Tentador - Nora Roberts

Destino TentadorDestino Tentador
Nora Roberts
Os MacGregors II

Na defesa do amor, todos os argumentos são válidos...

O advogado Caine MacGregor tem a reputação de ser um demônio no tribunal... e insuperável na cama. Seu maior desafio é domar a geniosa Diana Blade, e libertar a mulher apaixonada que existe dentro dela. Quando Diana aceita a proposta de trabalhar com ele em seu escritório, está a um passo de se tomar mais do que sua sócia nos negócios...

Será Caine capaz de convencê-la a arriscar tudo pelo amor de um MacGregor?

Eu tenho total fascinação pelos livros da Nora e por isso tudo que encontro dela eu leio e mesmo tendo uma pilha de livros para ler, se encontro um livro dela que ainda não li ele passa direto pela fila, no ultimo encontro do Adoro Romances em Fortaleza (Minha comunidade do Orkut) eu trouxe vários livros da serie dos MacGregors para ler e este foi o escolhido da vez, ele é o segundo livro e conta a história do irresistível Caine e da oprimida Diana, como eu não li essa serie na ordem certa eu já tinha lido pedaços da história desse casal em outros livros da serie e fiquei muito curiosa para saber como aconteceu à história desses dois, O Caine é o típico mocinho da Nora (Para quem não sabe de 9 entre 10 dos livros dela, o mocinho sempre se apaixona primeiro) Acho que é por isso que ela é minha escritora favorita...rs. A sinopse desse livro descreve bem como se desenvolve a história e se eu falar mais vou acabar contando mais do que devo.

Recomendo a leitura desse livro e se possível na ordem, é maravilhoso saber como os outros casais estão e a cada livro dessa serie nos sentimos mais parte da família MacGregor.

23.2.10


 O Coração de uma Bridgerton
Família Bridgerton 06

Em toda vida há um ponto decisivo. Um momento tão tremendo, súbito e impressionante, que a pessoa sabe que sua vida jamais será igual. Para Michael Stirling, o libertino mais infame de Londres, esse momento chegou na primeira vez que pôs os olhos em Francesca Bridgerton.



Depois de uma vida de perseguir mulheres, de sorrir astutamente quando elas o perseguiam, de permitir-se ser apanhado mas nunca deixar que seu coração se comprometesse, necessitou somente de um olhar em Francesca Bridgerton e se apaixonou tão rápido e definitivamente que foi um milagre que pudesse permanecer de pé.

Desgraçadamente para Michael, o sobrenome de Francesca seguiria sendo Bridgerton durante só trinta e seis horas mais, já que a ocasião dessa reunião era, infelizmente, um jantar para celebrar suas iminentes bodas com seu primo.

Mas isso foi então e agora Michael é o conde e Francesca é livre, mas ainda ela pensa nele como nada mais que seu estimado amigo e confidente. Michael não se atreve a lhe falar de seu amor até uma perigosa noite, quando ela caminhou inocentemente a seus braços e a paixão se demostrou ser mais forte que o pior dos segredos.

De todos os filhos de Violet Bridgerton, Francesca foi a mais apagada, não quis dizer que fosse feia ou sem graça, apenas aparecia esporadicamente nos primeiros livros, alguns comentários isolados sobre seu casamento e depois sobre a morte de seu marido. Achei o começo desse livro muito romântico e trágico, pra não acabar com a tradição, chorei horrores com a morte do Jhon (acho que devo ser a maior consumidora de lenços de papel do mundo! choro por tudo e sempre preciso tê-los por perto). A continuação da leitura, sem chororô desta vez, se deu mais devagar, o romance não deslanchava, era um vai e vem de personagens fugindo dos sentimentos e indo parar em outro país (Michel parte de Londres para a Índia, quando ele volta, Francesca vai pra Escócia... Quando ele vai atrás dela na Escócia ela corre pra casa da mãe ... em Londres.... ufa. Haja cavalos! Ainda ficam nesse leva e traz por um tempão. Parece que fui influenciada pela enrolação do tempo, passei quase um mês pra terminar de ler, e quase desisto no meio... Teria me arrependido, deixando de lado todos os “não te amo” e “não te quero”, o romance fica perfeito! Michael, apaixonado desde sempre por Francesca, assume o controle e a história fica caliente e muito, muito interessante, principalmente quando eles estão na cama. Ai...ai..ai... que calor!


22.2.10


Niki é uma garota de 17 anos que gosta de curtir a vida ao lado de seus amigos, indo a clubes e festas. Alex é um publicitário de sucesso, de 37 anos, que, após ser abandonado por sua namorada, possui uma vida social restrita aos seus velhos amigos. Em uma movimentada manhã, Niki bate com sua moto no carro de Alessandro e este incidente marca o início de uma virada na vida de ambos.

Assisti esse filme ontem e adorei, não posso dizer que é o melhor filme que já vi, mas ele me atraiu pela simplicidade, se é que posso dizer isso. Alessandro é um homem com uma carreira de sucesso, um lindo apartamento e dinheiro de sobra que acabou de ser abandonado por sua noiva e Nikki é uma garota linda, muito romântica e que ao conhecer Alessandro não mede esforços para seduzi-lo, mesmo que não precise de tanto esforço assim. A polemica do filme é em cima da questão da diferença de idade, até que ponto uma diferença de 20 anos pode ajudar ou atrapalhar? Às vezes damos tanta atenção a quesito idade, cor, sexo ou qualquer outro tipo do chamado não convencional que às vezes esquecemos que o que realmente importa é a felicidade. Em alguns momentos a meu ver a Nikki foi mais madura que o próprio Alessandro, mas não posso culpá-lo de tudo, afinal ser adulto é esquecer que às vezes o caminho mais fácil está bem na nossa frente.

Recomendo esse filme e claro o Livro que estou louca para ler, se gostei do filme, tenho certeza absoluta que amarei o livro!