Menu

28.5.10

Amante Eterno – J.R Ward

Nas sombras da noite em Caldwell, Nova York, desenrola-se uma sórdida e cruel guerra entre os vampiros e seus carrascos os redutores. Há uma irmandade secreta, sem igual, formada por seis vampiros defensores de sua raça. Possuído por uma besta letal, Rhage é o membro mais perigoso da Irmandade da Adaga Negra. Dentro da Irmandade, Rhage é o vampiro de apetites mais vorazes. É o melhor lutador, o mais rápido a reagir, baseado em seus instintos, e o amante mais voraz, porque em seu interior arde uma feroz maldição lançada pela Virgem Escriba. Possuído por esse lado sombrio, Rhage teme constantemente que o dragão dentro de si seja liberado, convertendo-o num perigo letal para todos à sua volta. Mary Luce, uma sobrevivente de muitas adversidades, entra de maneira involuntária no universo dos vampiros, contando apenas com a proteção de Rhage. Concentrada em combater sua própria maldição, potencialmente mortal, Mary não está em busca de amor e perdeu sua fé em milagres tempos atrás. Mas quando a intensa atração animal de Rhage se transforma em algo mais emocional, ele sabe que Mary precisa ser sua e de mais ninguém. E enquanto os inimigos fecham o cerco, Mary luta desesperadamente para alcançar a vida eterna com aquele que ama...

Posso dizer, sem sombra de dúvida, que este foi o livro mais romântico que li em toda minha carreira de Leitora Compulsiva. Não sou fã de livros sobrenaturais seja Vampiresco ou não. A maioria das vezes me frustro com os autores que falam sobre esse tema, alguns viajam tanto que se perdem no caminho. Mas a Série da Adaga Negra mudou bastante minha opinião, não senti a impaciência que me é comum neste tipo de leitura. Só consegui ver amor, paixão, carinho e respeito. A violência que existe ficou em segundo plano, quase invisível na minha imaginação. Principalmente no segundo livro da série - Amante Eterno, o Rhage é tão magnifico, sem falar na beleza física dele, mas o interior dele.. . mesmo com a besta dentro dele, me fez sentir o carinho que ele tem pela Mary, desde a primeira vez que a viu. Ela é outra também foi uma personagem que me cativou (Adoro livros e filmes onde um dos mocinhos são doentes, tem o risco de morrer e tal).

Não posso deixar de colocar uns trechos que me fez ficar totalmente apaixonada pelo Rhage:

"... - Sim, Tohr. Posso te pedir um favor?
- Qualquer coisa, meu Irmão.
- Poderia não...me falar sobre as mulheres? - Rhage suspirou. - A verdade é que odeio, de verdade, o que faço.
Ele pensou em parar ali, mas de repente as palavras saíam e não podia calar-se.
- Odeio o anonimato disso, odeio a forma em que o peito dói depois. Odeio os aromas sobre meu corpo e em meu cabelo quando chego em casa. Mas sobre tudo, odeio o fato de que vou ter que voltar a fazê-lo outra vez por que se não o fizer, poderia chegar a fazer mal a algum de vocês ou a algum inocente. - Ele exalou o ar pela boca. - E aquelas duas irmãs lhe impressionam tanto? Olhe, esse é o caso. Só recolho às que não se importam nem um pouco com os quem estão, por que o contrário não é justo. Essas duas garotas do bar comprovaram meu relógio, meu cilindro e calcularam que era um maldito troféu. Transar foi algo tão íntimo como o é um acidente de trânsito E esta noite? Você chegará na casa com Wellsie. Eu irei para casa sozinho. Assim como ontem. Assim como eu fiz antes de ontem. Sair com vadias não é diversão para mim e isto está me matando durante anos, por isso por favor o deixa descansar, ok?
Houve um longo silêncio.
- Jesus...eu sinto muito. Eu não sabia. Não tinha nem idéia...
- Sim, ah... - Ele realmente tinha que parar essa conversa.
- Olhe, tenho que ir. Tenho que…ir. Mais tarde.
- Não, espere, Rhage."

" ...- Olhe, meu senhor, Mary é ...diferente de mim. Não pretendo que o entenda. Tudo o que sei, é que ela faz palpitar meu peito de uma maneira que não posso ignorar...infernos, que não quero ignorar. Então a idéia de abandoná-la à mercê da Sociedade não é simplesmente uma opção. No que se refere a ela, cada instinto protetor que tenho me aflige e não posso afastar dessa merda. Nem sequer pela Irmandade."

"...- Não me apaixonarei por você. - Disse ela. - Não posso me permitir isso. Não quero.
- Está bem. Amarei-te o suficiente para os dois. - Ele se inundou nela, enchendo suas profundidades.
- Você não me conhece. - Beliscou-lhe o ombro e depois lhe lambeu a clavícula. O sabor de sua pele fez que sua língua cantasse, que aquele aroma especial se condensasse em sua boca.
- Sim, eu te conheço. - Ele se retirou, seus olhos considerando-a com a convicção e a claridade de um animal. - Sei que me manteve a salvo quando o sol esteve alto e eu me encontrava indefeso contra isso. Sei que se preocupou por mim mesmo quando teve medo. Alimentou-me de sua cozinha. Sei que é uma guerreira, uma sobrevivente, uma wahlker. E sei que o som de seu voz é o mais precioso que já escutei. - Ele a beijou suavemente. - Sei tudo sobre você e tudo o que vejo é lindo. Tudo o que vejo é meu.
- Não sou tua. - Sussurrou ela.
O rechaço não o desconcertou.
- Bom. Se não posso tê-la, então tome. Pegue tudo de mim, uma pequena parte, tudo o que quiser. Mas por favor, tome algo."

Lindo, Lindo, Lindo!

26.5.10


Estou muito feliz de poder anunciar a parceria entre nós e a Editora Intrínseca e espero que ela seja longa e duradoura e que traga muitos proveitos para todos nós como também para você nossos seguidores.

Vamos conhecer um pouco mais da editora responsável pelo lançamento aqui no Brasil da saga twilight:

in.trín.se.co adj. (lat. intrinsecu) — Que está inseparavelmente a algo ou alguém

Fundada no final de 2003, a editora Intrínseca publica ficção e não-ficção de qualidade. O catálogo reúne títulos cuidadosamente selecionados, dotados de uma vocação rara – conjugar valor literário e sucesso comercial. A orientação editorial privilegia temas e estilos que se destacam pela diferença, ousadia e impacto. À bem-cuidada curadoria editorial alia-se o apuro na produção gráfica, o que transforma as edições em objetos de culto a serviço da boa literatura. Em foco, o valor intrínseco do livro – a sua inestimável importância cultural, com o objetivo de guardar, de uma forma diferenciada, um universo particular em cada título publicado.

Uma editora repleta de ótimos autores como:

Alyson Noel que teve seu livro Para sempre lançado pela editora ano passado. Eu já li e resenhei aqui no blog para ver o que achei do livro clique AQUI!

Annie Proulx autora do livro O segredo de Brokeback Mountain que ainda não tive o prazer de ler, mas já vi o filme e adorei!

Você pode conhecer muitos outros autores no site da própria editora e claro com muito mais detalhes.

Visitem o site e conheçam os novos lançamentos da editora e se divirtam!

Logo mais teremos resenhas e promoções só para vocês!

24.5.10

Sua Para Sempre – Christine Rimmer

Sua Para Sempre
ELE QUERIA PARA SEMPRE AQUELA MULHER ESPECIAL!

Apresentadora de um famoso programa de rádio, Amanda Jones dava bons conselhos aos amantes, só que lidar com seu próprio coração era bem mais difícil ... Porque, embora havia muito tempo tivesse decidido que amor era para os outros, Amanda não conseguia esquecer aquela única noite de paixão vivida um ano antes com o sedutor Charles McQuaid.Charles estava acostumado a ter tudo o que queria. E ele queria muito a sensual e arredia Amanda. Charles tinha uma certeza: se fosse capaz de trazer novamente Amanda para os seus braços, ela seria sua para sempre!

Comentários By Thalita:

Ainda bem que gosto não se discute. Me interessei muito por este livro quando a Juliana (minha vizinha de trabalho, amiga do grupo de leitora e uma das meninas deste blog... ufa! estamos juntas em tudo. rsrs), disse que era um dos livros que ela não vende, não troca e não empresta, como tenho uma cara de pidona ela até que foi boazinha comigo. Comecei a ler com uma expectativa enorme, achando o Charles fofo, apaixonado desde sempre pela Amanda, gostei da profissão dela (o começo do livro me lembrou muito o filme "Marido por acaso" com a Uma Thurman). Tinha tudo pra ser uma livro lindo, mas aí vem as frescuras de personagens cricri. Amanda deixa de ser espirituosa e cabeça-dura (adoro mocinhas relutantes e bravas), o Charles passa a ser um Chato de galochas achando que é lindo a Amanda ficar dizendo sim pra tudo que ele faz. Não podia faltar a morte do pai da Amanda (um homem ruim, que maltratava as filhas...) Depois deste acontecimento, que na minha opinião devia ser comemorado com champagne, o velho já foi tarde, a autora nos brinda com uma seqüencia de bizarrices... Amanda fica apática por muito tempo, o Tio quer que ela cancele o casamento com Charles, Charles abandona Amanda no altar e eu fico indignada com o desenrolar da história. Acho que vou ter que parar de ler os livros que me indicam, quase sempre sou do contra.

Comentários By Juliana :

Certo... Certo... Certo!

Li esse livro logo no inicio da minha carreira de leitora e ele me marcou profundamente e como a Thalita disse, eu não troco, vendo e muito dificilmente empresto. Fiquei chocada quando minha querida amiga disse que não engoliu a história de forma alguma, mas como ela mesma disse gosto não se discute e eu respeito muito o gosto alheio (mesmo que seja mau gosto)Rsrs Brincadeirinha... Agora quanto ao livro para mim ele é totalmente coeso e as explicações dadas no decorrer da história explicam os motivos da Amanda ser tão arredia em relação a Charles. Quando criança Amanda teve que cuidar de sua irmã Eve que tem certos dons que eram explorado por seu pai, um homem que Amanda odeia e que é culpado de muito dos traumas de Amanda e Eve (Ela tem um livro próprio) Quanto a relação dela e do Charles que é um homem decidido, forte e que sabe o que quer. E o que ele quer é Amanda e fará de tudo para que ela o escolha também. Quando ao fato do Charles deixar Amanda na Igreja eu entendi da seguinte forma: Quando ela vai visitar seu pai no hospital psiquiátrico onde ele está internado e morrendo ela enfrenta a verdade que ele não é de todo um monstro e apesar de tudo que ele fez ele ainda é seu pai e isso faz com que ela se perca um pouco e deixe de ser a mulher que sempre foi, decidida e confiante. Agora tudo que ela deseja é se casar , ter filhos e agradar Charles em tudo, mas ele se apaixonou por outra Amanda e apesar de gostar dessa "nova" Amanda ele logo percebe que não é isso que ele deseja e por isso e devo acrescentar somente por isso que ele abandona Amanda em plena Igreja, pois antes de ser mulher dele, ela precisa encontrar a si mesma.

Nossa como eu falei... Mas como eu disse eu adoro esse livro!

Agora resta a vocês lerem e concordarem ou não comigo ou com a Thalita!

23.5.10

O segredo de Emma Corrigan
Sophie Kinsella

Funcionária Júnior da Panther Corporation, uma empresa de produtos energéticos e esportivos com filiais por toda Grã-Bretanha, Emma vai a Glascow participar da reunião de marketing sobre um novo refrigerante, a Panther Cola. O que parecia uma grande oportunidade profissional se transforma num pesadelo. Como se não bastasse ter derramado a bebida num superior, seu vôo de volta para casa quase cai. Em momentos de tensão as pessoas fazem as coisas mais estranhas. E Emma Corrigan não é exceção. Acreditando estar a um passo de uma morte trágica, ela conta todos os seus pequenos pecados para o passageiro ao lado. Afinal, qual a probabilidade de vê-lo de novo? Ainda mais com vida? Mas o destino decide brincar com a protagonista: o avião pousa em segurança e o distinto cavalheiro nada mais é que o fundador e presidente da empresa onde trabalha. E além dos segredos pessoais, Emma abriu o verbo sobre todos os colegas da Panther e suas estratégias para enrolar no serviço. Para recuperar o respeito profissional - e voltar às boas com o pessoal do escritório - Emma se mete nas situações mais inusitadas, quase novelísticas. Mas com as quais todas as mulheres acabam se identificando.

A sinopse do livro mostra bem como se desenrola a história, o que ela não mostra são os diálogos rápidos, interessantes e divertidos desse livro. Sophie Kinsella é uma autora conhecida por criar livros leves, divertidos e com algum tipo de lição por trás do todo e com esse livro acontece exatamente isso. O que você faria se contasse todos os seus pequenos segredos para um estranho? E se por uma brincadeira do destino ele não continuasse sendo um estranho? Como você pode ver as coisas se tornam um tanto quanto complicadas, por que agora um homem muito atraente está de posse de tudo aquilo que você considera mais constrangedor e o pior ele está disposto a usar.

Emma é uma jovem mulher que está tentando se encontrar seu próprio caminho e para encontrá-lo se mete em muitas confusões, mas é um doce de pessoa e está disposta a contar umas mentirinhas para evitar magoar as pessoas que realmente importam, em sua primeira viajem de trabalho que por sinal dá tudo errado, ela acaba conhecendo o esquivo e misterioso Jack Harper que encontra em Emma nova inspiração para viver e para uma nova linha de produtos. O que mais me cativou no livro é que a autora conseguiu fazer com que Emma pudesse ser qualquer uma de nós, uma mulher de verdade, uma mocinha que poderia ser eu ou você. (Seria muito sorte heim) Além dos momentos engraçados do livros, existem aqueles que nos fazem prender a respiração e no meu caso derramar centenas de lágrimas.

Um livro com uma história cativante, engraçada e muito muito envolvente.