Menu

2.7.10

A Breve Segunda Vida de Bree Tanner - Stephenie Meyer

bree A Breve Segunda Vida de Bree Tanner
Stephenie Meyer
Bree Tanner mal se recorda da vida que tinha antes de descobrir seus sentidos extremamente aguçados, os reflexos sobre-humanos e a força física sem precedentes. A vida antes da insaciável sede de sangue... Antes de ser uma vampira.

O que ela sabe é que a rotina em um bando de recém-criados é de poucas certezas, e de ainda menos regras: fique alerta, não chame atenção para si mesmo e, acima de tudo, volte para casa antes do nascer do sol, ou será destruído. O que ela não sabe: seu tempo como imortal está se esgotando. Depressa.

Bree encontra em Diego um amigo inesperado, outro jovem vampiro atormentado pelas dúvidas a respeito do monstro que os criou – alguém que conhecem simplesmente por Ela. Quando os dois percebem que são apenas peões em um jogo cujas proporções jamais imaginaram, é preciso descobrir em que acreditar. Mas se tudo o que você sabe sobre sua espécie é uma farsa, onde estará a verdade?
Combinando romance, horror, ação e mistério, a trama de Stephenie Meyer mergulha na trajetória de devastação do bando de recém-criados enquanto eles se preparam para o confronto definitivo.
Quando comecei a ler este livro não tinha muitas expectativas de gostar e assim como muitos fui uma das que disseram, para que escrever este livro, por que ela não continua a escrever a versão do edward de crepúsculo o tão sonhado midnight sun que tristemente ficou incompleto, então sem expectativas comecei a ler Bree Tanner e me encantei com o universo assustador e medonho dos recém criados, jovens vampiros sem nenhum controle além das mentiras contadas por Riley.
É impossível não sentirmos pena da Bree, do caminho que ela tinha tomado antes de se tornar vampira e do que ela passa depois de se tornar. Antes de começar a história a Stephenie Meyer explica por que criou a história de Bree, um personagem tão pequeno entre tantos do livro e achei legal que ela disse, que após concluir Bree ela gostaria de ter dado um fim diferente a personagem em eclipse, mas infelizmente não é algo que pudesse ser alterado.
Diego é um personagem que cativa você de cara, é impossível não gostar dele, mesmo enquanto você pensa: “será que ele é mau”. Ele se aproxima de Bree e faz com que as coisas se tornem mais fáceis para ela e mais difíceis também.
Demorei a escrever essa resenha por que não conseguia encontrar as palavras certas para descrever uma pequena história que nos passa uma grande emoção.
Recomendo!

1.7.10

Trace - Nora Roberts


Coleção Os O´ Hurley – Trace (04/04)
Nora Roberts



OS O' HURLEY 4 Faz muito tempo que Trace O´Hurley deixou para trás sua família de artistas itinerantes para seguir uma carreira muito mais ousada... como espião.
Agora, porém, chegou a hora de encerrá-la, e tirar longas e merecidas férias. Entretanto, Gillian Fitzpatrick está decidida a convencer Trace a resgatar seu irmão, seqüestrado por uma organização terrorista. Ela sabe que Trace é o único com a força, a coragem e a técnica necessárias para levar a cabo essa arriscada investigação. Por isso, não medirá esforços para persuadi-lo. Logo eles se veem envolvidos em uma perigosa trama... e cada vez mais próximos da paixão.


Este é o ultimo livro da serie O´Hurley e para mim é o que mais foge a tema romance, Trace sempre quis mais que a vida de itinerantes que seus pais sempre viveram e isso esse seu desejo foi motivo de briga entre ele e seu pai até o dia que ele decidiu partir e seguir por onde a vida o levasse e ela com certeza o levou por caminhos perigosos e excitantes, agora ele é um agente que está casando de tudo e que decide que está na hora de voltar para casa, mas antes que possa fazer isso ele terá uma ultima missão a cumprir. 
Gillian é uma mulher desesperada, precisa de ajuda para salvar seu irmão e sobrinha que foram seqüestrados por um grupo terrorista, sua única esperança é um homem cínico e que parece não se importar com nada, mas no decorrer da história ela vai descobrir que as coisas nunca são como se apresenta em um primeiro instante e que o amor surge quando menos esperamos.
Esse foi um livro que me deixou com a respiração suspensa em diversos momentos e fiquei encantada com Trace, um irlandês que fará o que for necessário para proteger aqueles que ama. Gillian é uma mocinha decidida e que não aceita ficar longe da ação, com ela Trace vai voltar a ter uma família.

30.6.10

d172

Eclipse – O Filme.

Como todos já devem saber hoje estréia no cinema o 3° filme da saga crepúsculo, dessa vez o filme é baseado no livro Eclipse e por uma sorte do acaso e uma maravilhosa dica da queridíssima Liliana, ganhei ingressos para a pre-estréia que aconteceu hoje a 00:00 da manhã. As salas estavam lotadas, foram um total de quatro salas e todas ficaram repletas de fãs.

Vou confessar a vocês que apesar de querer ver esse filme eu não estava com tanta pressa de vê-lo, fiquei pensando se seguir o mesmo esquema dos dois primeiros eu assisto depois que passar toda a euforia inicial, não me levem a mal, mas os dois primeiros filmes deixaram algo a desejar na minha concepção, principalmente para quem já leu os livros. Outra coisa que não me agradava tanto era a atuação de alguns personagens, mais uma vez não considerava a escolha ideal, mas nesse filme achei que os personagens estavam mais soltos e a vontade com seus respectivos papeis.

Não vou falar muito das cenas para evitar soltar espoilers, mas posso dizer que considero esse o mais romântico dos três até agora, claro que muitos consideram este o melhor livro, já eu prefiro com certeza amanhecer.

Com certeza recomendo que vocês assista e que formem suas próprias opiniões, mas continuo insistindo que esse filme realmente é um dos que vale a pena, tenha você lido os livros ou não.

Com belíssimas paisagens sejam elas naturais ou não (aqui estou falando do Jacob, gente ele fica quase 90% do livro sem blusa… Ai Ai Ai) e com muita ação, passagens engraçadas e momentos de conflito esse é um livro que não se deve perder!

Abaixo segue o trailer caso ainda não tenham visto.


28.6.10

Chantel - Nora Roberts

Coleção Os O´ Hurley – Chantel (03/04)
Nora Roberts
OS O' HURLEY 3
Linda e talentosa, Chantel O´Hurley era uma grande estrela das telas de cinema, sempre presente nas fantasias masculinas. Atrair e ser adorada eram parte de seu trabalho. Mas ser perseguida por um fã obsessivo já era algo bem diferente... Por isso, ela precisava de um guarda-costas. E rápido. Quinn Doran não era um homem especialmente bonito, mas tinha um charme irresistível. E, embora arrogante, era a melhor proteção que o dinheiro podia pagar. Apesar de se desafiarem a todo momento para decidirem quem estava no comando, era inegável que a atração pulsava entre Quinn e Chantel. E cada vez com mais intensidade. Diante da ameaça, Chantel não tinha alternativa senão ser acompanhada por Quinn durante a produção de seu novo filme. Para eles, sustentar um aparente relacionamento apaixonado não seria difícil. Na verdade, era perfeito e provocante.

Tenho que começar falando que esse livro para mim foi o melhor da serie até agora, como ainda não li o 1º livro da Abby não posso dizer com certeza, mas entre os outros três este é com certeza o melhor, Chantel é uma estrela, das três irmãs é a mais bonita e a melhor atriz, me diverti em diversos momentos do livro quando ela decide mostrar ao Quinn como uma verdadeira atriz trabalha, mas Chantel também se esconde por trás da fachada de mulher fatal e não deixa que ninguém conheça a verdadeira mulher por trás da atriz, até que ele chega, Quinn Doran um homem rude e cínico que pensa conhecer o tipo de mulher que Chantel é, mais todos os seus conceitos ou devo dize preconceitos estão muito longe da verdade e ele irá descobrir isso da forma mais difícil. A relação de Chantel e Quinn se inicia devido a necessidade dela de proteção, um louco está lhe mandando carta e presentes e Quinn fará de tudo para protege-lá. O que mais gostei na história é do fato dos dois se apaixonarem ao mesmo tempo, mas por medo do outro não corresponder fazem os maiores planos para conquistar uma ao outro e não posso deixar de falar, mas as explosões de sentimentos nesse livro são incríveis e por muitas vezes me peguei suspirando por atitudes e palavras trocadas entre esses dois.

Abro aqui um parêntese para falar um pouco dessa família nada convencional, Frank e Molly O´ Hurley são dois Irlandeses apaixonados pela arte da música e da dança e estão casados a 30 anos, criaram seus filhos na estrada, tenho que confessar que no inicio do livro não gostei muito do Frank, eu pensei que tipo de Pai é esse que cria seus filhos na estrada e ainda os faz trabalhar, pois as gêmeas cantam e dançam desde os cinco anos de idade e Trace o irmão mais velho delas também toca e canta, mas no decorrer dos livros percebi que tudo que Frank queria era uma vida melhor para seus filhos e sua esposa por quem sempre foi apaixonado e para eles a música é tão importante quanto respirar. Por isso não existem lamentos pelo tipo de vida que viveram e sim momentos felizes e cheios de amor, claro que passaram por alguns momentos difíceis, mas isso faz parte da vida de todos. Enfim, recomendo a leitura desse livro e espero que assim como eu vocês se identifiquem e se apaixonem!

P.S: Dessa vez a Harlequin fez uma trabalho muito melhor de revisão e se eles cortaram trechos do livro, não pude perceber!

27.6.10

Um romance Conveniente - Stella Cameron


Um romance Conveniente
Stella Cameron


A fantástica competência do marquês de Granville faz dele uma pessoa valiosa para a Coroa. Sua mais nova missão, porém, não está relacionada com os serviços prestados à Inglaterra. Granville está empenhado em vingar o assassinato de dois membros de sua família. Mas para Bernard Leggit, o mercador rico e corrupto responsável por esses crimes, morrer seria pouco.
Uma idéia muito melhor entusiasma Granville: seduzir Hattie, a jovem esposa de Leggit, e depois deixar que a alta sociedade de Mayfair Square tome conhecimento do adultério. Para Leggit, passar por essa humilhação é um tormento maior do que a morte.

Hattie Leggit foi obrigada a desposar seu detestável marido devido a uma barganha hedionda para salvar da prisão os pais endividados. Apesar de ter um plano para livrar-se desse sofrimento, enganar Leggit é uma tarefa bastante árdua. E a chegada oportuna do poderoso marquês inspira Hattie para uma solução ousada:simular um caso muito discreto com Granville e fazer de sua liberdade o preço para não expor essa ligação publicamente.

Quando Hattie corresponde ao assédio de Granville, ambos começam a sentir a leve fragrância da consumação de suas vinganças pessoais. Mas nada ocorre conforme o planejado.

Hatti enlouquece Granville de desejo, levando-o a esquecer seu propósito, enquanto ela, alheia a sentimentos como a paixão, resiste à tentação de se entregar–até que o amor e a curiosidade superam todos os temores.

Agora, Hattie e Granville terão que unir forças para superar Leggit, cada vez mais cruel e violento.
Tenho esse livro a cerca de 01 ano e devido a minha pilha de livros só crescer ele foi ficando enterrado em meio a tantos outros livros, mas esse fim de semana resolvi organizar minha pilha de livros e coloquei esse em primeiro lugar. Inicialmente não consegui entender a lógica do livro, em um momento eles falam uma coisa e no meio da conversa mudam de foco e estão tratando de algo totalmente diferente até que novamente voltam ao tema inicial. Cheguei a pensa vou deixar esse livro de lado e pegar outro, mas apesar das coisas estarem um tanto confusas não conseguia deixar o livro de lado e quando vi tinha terminado de ler , ainda estou pensando se ele é bom ou ruim e acredito que usar algum desses adjetivos seja suficiente, em geral eu gostei do livro, apesar de que em alguns momentos a autora viajou legal.
Este é um livro atípico aos que estamos acostumadas, mas gostei de tê-lo lido. Dou nota 05 para ele.