Menu

18.11.10

Pequena abelha – Cris Cleave

pequena-abelha

Não sei como explicar ou resenhar este livro. Como falar de uma história quando a sinopse nos diz pouca coisa? Se eu não fosse tão curiosa pra descobrir o que ele não nos conta, este livro não teria saído da minha prateleira. Quando o próprio autor nos pede para não dizer o que acontece, do que realmente trata… o que dizer sem que se deixe de atender este pedido?

Bom, posso dizer o que senti enquanto lia. São poucos os livros que me prendem já na primeira página, a maioria das vezes meu interesse só vem lá pela página trinta. Este foi diferente… me apaixonei à primeira vista, assim que abri a página e não foi um rompante, avassalador e rápido, foi lento e doce. Demorei para terminá-lo, passei dias lendo, Pegava, lia um capítulo, chorava, refletia… uma boa explicação… este livro te faz refletir. Não é um romance bobo. É um drama emocionante e comovente. Pequena abelha, Sarah e Charlie me emocionaram em todas as folhas, em todos os momentos, com todos os dramas e conflitos.

Queria agradecer a Editora Intrínseca por ter nos enviado este livro, vai ficar marcado. Agradecer também pela qualidade do trabalho de vocês, o livro todo está muito lindo!


17.11.10

Desculpa se te chamo de amor – Federico Moccia

Desculpa se te chamo de amor

Federico Moccia

Niki é uma bela garota, é divertida, é inteligente. Tem 17 anos. Alex é um "garoto" de quase 37. Separou-se há pouco, e sem uma razão clara, de sua noiva. Publicitário com grandes responsabilidades vê-se em crise no trabalho. Os dois se cruzam casualmente num pequeno acidente de trânsito. Niki gosta de Alex, Alex acha Niki divertida. A relação fica cada vez mais intensa. Não querem deixar a diferença de idade atrapalhar... O mundo dos adolescentes se choca com o dos adultos. Mas a vida dos dois nunca mais será a mesma. Este romance é a vontade de reencontrar a própria liberdade, a vontade de ter sentimentos verdadeiros, de amar sem convenções e sem muitos porquês. É o cotidiano, mas também o sonho.

Comprei esse livro em abril deste ano e ele ficou entre os tantos da minha pilha de livros a serem lidos. Esses dias eu olhei para ele e soube que era a hora certa de lê-lo.

Desculpa se te chamo de amor nos encanta desde o início e nos proporciona uma leitura agradável e envolvente. Me vi transportada a Itália e lá conheci pessoas incríveis. Niki tem 17 anos e encontra Alex que tem 36 (quase 37), ele acabou de ser abandonado por Elena e a última coisa que imagina é que irá se apaixonar por uma menina mulher. Pessoalmente teve momentos que achei Niki mais madura do que o Alex, pelo menos em pensamentos.

Federico tem uma suavidade em sua forma de escrita e ao mesmo tempo é tão dinâmico que me vi presa dentro das páginas do livro e quando não conseguia ler ficava com a mente voltada para o que estaria acontecendo dentro do mesmo. Sei que isso é estranho, mas até concluir a leitura não conseguia pensar em mais nada. Nunca li um livro tão romântico tendo sido escrito por um homem, as descrições do livro nas cenas de amor são verdadeira poesia.

O autor nos apresenta outros personagens durante o decorrer da história, temos acesso a suas idéias, medos, dúvidas e milhões de outros sentimentos que impossibilita deixar o livro de lado. Me peguei rindo muito em alguns momentos e derramando algumas lágrimas em outro. Não pude deixar de me irritar por certas atitudes de alguns personagens ou pela “cegueira” de outros.

Federico Moccia se tornou um dos meus autores favoritos e aguardo ansiosa para ler seu próximo livro que já tem lançamento previsto agora para dezembro.

Desculpa se te chamo de amor virou filme e já falei dele aqui no blog. Quem quiser conferir é só clicar na imagem abaixo.

image


14.11.10

Amante Desperto – J. R. Ward

imagemCAQD1HGS

Nas sombras da noite em Caldwell, Nova York, desenrola-se uma sórdida e cruel guerra entre os vampiros e seus carrascos os redutores. Há uma irmandade secreta, sem igual, formada por seis vampiros defensores de sua raça.

Dentre eles, Zsadist é o membro mais assustador da Irmandade da Adaga Negra. Tendo sido por muito tempo um escravo de sangue Zsadist ainda carrega as cicatrizes de um passado repleto de sofrimento e humilhação. Conhecido por uma fúria que não acaba e por atos sinistros, ele é um selvagem, temido igualmente por humanos e vampiros. A raiva é sua única companheira e o terror, sua única paixão... Até que resgata uma bela vampira das garras da maligna Sociedade Redutora.

Bella sente-se imediatamente enfeitiçada pela ardente força que emana de Zsadist. Entretanto, mesmo quando o desejo de ambos começa a consumi-los, a sede de vingança de Zsadist contra os torturadores de Bella o leva à beira da loucura. Agora, Bella deve ajudar seu amante a superar as feridas de seu atormentado passado e vislumbrar um futuro ao lado dela...

A Série Irmandade da Adaga Negra tornou-se um sucesso mundial. Seja por sua abordagem erótica e envolvente com personagens sedutores e perigosos ou pelo seu tema sobrenatural que vem bombando na atualidade entre os jovens e os já não tão jovens também: O mundo dos vampiros. Uma coisa é inegável: O talento de J. R. Ward. Após o sucesso estrondoso de Amante Sombrio (Dark Lover) e Amante Eterno (Lover Eternal) chega às prateleiras do Brasil a terceira e impactante sequência desta Série espetacular: Amante Desperto (Lover Awakened).

O que dizer do Z? Queridas como minha estréia no blog escolhi resenhar o livro dele pois fui completamente cativada por esse vampirão estilo Duro de Matar. Zsadist cresceu longe de qualquer tipo de família e jamais recebeu amor ou carinho. A vida de escravo de sangue e sexual deixou marcas profundas não apenas em sua pele, mas também na alma que ele julga não mais possuir. Phury descreveu o irmão para Bella no livro 2 Amante Eterno dessa maneira:

“ - Meu gêmeo não está triste ou confuso. Ele está destruído. Entende a diferença? Se ele estivesse uma das duas coisas talvez você pudesse arrumá-lo. Mas destruído? Tudo o que posso fazer é esperar para enterrá-lo. “

Deu para sentir a profundidade da escuridão que cerca o nosso Big Man. Ele não está aberto a negociações, ele não quer um relacionamento. E nem mesmo a paixão incontrolável que sente por Bella mudaria isso. (Será?) Sua resolução dura até que Bella é sequestrada por um Redutor (ainda não me acostumei a não chamá-los de Lessers, mas tudo bem!). Ela lhe cativou ao primeiro olhar e desde o livro passado Z vem tentando resistir à tentação que ela representa. Após salvá-la ele quer vingança por toda e qualquer dor a qual sua amada tenha sido submetida. A cidade de Caldwell jamais será a mesma e não restará pedra sobre pedra até que sua sede de justiça seja saciada.

Paralela à problemática do sequestro de Bella, seu retorno e a vingança de Z o relacionamento dos dois começa a crescer. Toda a paixão selvagem de Z e a fascinação e amor de Bella que têm sido reprimidos por ambos os lados estão se tornando fortes demais e quando o destino lhes prepara uma deliciosa surpresa, Z se encontra abalado em toda sua estrutura sombria e indiferente por sentimentos que julgou ser incapaz de sentir.

Agora o desejo de Zsadist é a única saída para curar a dor do coração e do corpo de Bella. Todas as barreiras vão ruir e a entrega será total. Nada mais poderá ser guardado, todas as dores serão compartilhadas e os traumas curados. Zsadist, o vampiro que não sabe amar, precisará entregar a ela a única coisa que ele não acredita possuir, seu amor. Mas será que os mortos amam?

Um pequeno BookTrailer Não-Oficial feito por fãs

Este livro é uma verdadeira obra-prima e em minha totalmente parcial e pessoal opinião Z é o melhor de todos os Adagas. Enfim, bom gosto não se discute não é mesmo fofas? HAHA

Livro completamente recomendado e poderia até dizer que necessário. Com todo orgulho digo que já é meu! O próximo livro da série é Amante Revelado e mal posso esperar para tê-lo na minha estante também.

assinatura_4