Menu

18.3.11

O vinhedo – Barbara Delinsky

image

O vinhedo

Barbara Delinsky

"Para sua família, Natalie Seebring é uma mulher que preza as aparências. Tem maneiras refinadas, participa de rodas sociais, é uma esposa que sempre apoiou o marido e dirige um bem-sucedido vinhedo. Portanto, quando anuncia sua intenção de casar com um empregado do vinhedo, poucos meses depois da morte do marido de 58 anos, o filho e a filha ficam aturdidos. Diante da desaprovação, Natalie decide escrever suas memórias, pois há muitas coisas que os filhos não sabem sobre sua vida... como o amor pelo vinhedo, a luta que foi para implementá-lo, os sacrifícios pela família. Olívia Jones é uma sonhadora, que vivencia, por intermédio de sua imaginação, as fotos antigas que restaura. Ela e a filha, Tess, não têm mais ninguém na vida. Assim, apegam-se à fantasia de que uma família grande e feliz, em algum lugar, encontra-se à espera delas. Quando Olívia é contratada por Natalie para ajudá-la a escrever suas memórias, um verão no belo vinhedo à beira-mar parece a oportunidade perfeita para realizar tal fantasia... Mas nem tudo é o que parece, como Olívia e Tess descobrem quando chegam a Asquonset, o vinhedo no estado de Rhode Island. Embora acolhedora, Natalie não é do tipo maternal, como logo fica evidente pela hostilidade que os filhos demonstram contra ela... A história de Natalie, destinada a seus próprios filhos, também ajuda Olívia. As vidas dessas duas mulheres de diferentes gerações, mas em muitas coisas tão parecidas, fazem de O Vinhedo uma história poderosa e comovente, a fantasia de uma vida ideal, o relacionamento perfeito... que se choca com a realidade."

Este livro foi um presente da Rafinha. Muito obrigada, adorei!

O início do livro é um pouco cansativo, somos apresentados a muitos personagens ao mesmo tempo e isso acabou me deixando perdida durante certos momentos.

Samantha e Greg são os filhos adultos de Natalie . Quando recebem a noticia do casamento de sua mãe com Carl (Antigo administrador do vinhedo) veem seus mundos “perfeitos” serem alterados e não gostam nada disso. Aqui nos deparamos com preconceitos que muitas vezes carregamos sem nem mesmo perceber, alguns deles tão enraizados que será necessário que muitas coisas aconteçam até serem resolvidos.

Claire já passou por muita coisa na vida e tudo que deseja é construir um lar feliz par Tess, sua filha. Tess sofre de dislexia e por isso têm problemas para se relacionar com outras pessoas, principalmente crianças. Claire é uma sonhadora, acredita que o verão quer irá passar em Asquonset irá resolver todos os seus problemas, mas acaba percebendo que nem tudo é o que parece.

A melhor parte do livro são os relatos do passado de Natalie, foi isso que me prendeu a leitura do livro, mas alguns momentos e personagens são totalmente dispensáveis.

O envolvimento de Claire e Simon é lindo, é aquele tipo de amor que começa bem devagar e se torna algo grandioso.

Recomendo!


6 comentários:

  1. Barbara é Barbara, mesmo nos cansando no início ela pega a gente pela mão e leva pra dentro do livro!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Olá! Esse livro parece ser bem interessante, apesar da sinopse não ter me deixado muito curiosa. Mas, como eu não me contenho, ele já foi pra lista. ^^

    Beijos, Ju

    ResponderExcluir
  3. Pelo nome me lembrou A villa de Nora Roberts mas pelo jeito a história não tem nada a ver.

    Não sei se gosto muito dos livros da Barbara Delinsky, acho que sempre falta alguma coisa nas histórias dela...

    teh mais

    ResponderExcluir
  4. Ah que bom que no fim tu gostastes da leitura mesmo assim, gostei da tua resenha, a parte que mais gostei também é a que conta o passado da Natalie ;)
    estrelinhas coloridas...

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Eu adoro os livros dela.... são bem interessantes e ela é um escritora que usa de muita inteligência para escrever seus livros!

    ResponderExcluir

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.