Menu

4.6.11

Enquanto Você Dormia - Sandra Steffen

Enquanto Você Dormia
Sandra Steffen

DESESPERO OU TRAIÇÃO?

A adorável Maggie Mckenzie tem tudo o que queria: um marido amoroso, duas lindas filhas e sua irmã, Jackie, amiga e confidente.Quando sofre um acidente de carro e entra em coma, Spence e Jackie se revezam no hospital e recusam-se a aceitar o pior. Praticamente desenganada, Maggie permanece inconsciente por meses. Certa noite, cedendo ao desespero, Spence e Jackie buscam consolo nos braços um do outro. Quando toda a esperança parece perdida, Maggie sobrevive e se recupera aos poucos, mas tudo havia mudado em sua vida, e sua luta agora é pela reconquista do amor das filhas e do marido. Afinal, o mundo continuara a girar sem ela, mas Maggie quer recuperar o tempo que perdeu e tudo o que se foi com ele. Um ar de mistério, porém, paira ao redor de Maggie, mas ele não consegue desvendar exatamente o que é. O que acontecera enquanto ela estivera em coma?

Não gosto muito de ler livros onde o tema é traição, sou muito complexada com esse assunto então pra evitar a raiva, passo longe de livros assim, mas foi impossível fugir desse livro.

A sinopse do livro já me deixou bem intrigada e com aquela vontade ler, depois li a resenha de uma amiga, e comecei a ler o livro.

Valeu cada minuto. O livro é repleto de tantas emoções que em alguns momentos eu já não sabia nem o que sentir, vi pela primeira vez o lado da pessoa que trai e não a traída, percebi que nem tudo nessa vida é Preto e Branco como eu gosto de acreditar, existem algumas situações que somente quem vive ou passa por aquilo é que realmente entende.

Me fez analisar as minhas atitudes, meu julgamento quanto a traições. Eu ainda não seria capaz de perdoar, principalmente porque acredito que nada no mundo, nem uma tragédia justifica a traição, mas acho que aprendi a não julgar alguém por atitudes tomadas em momentos difíceis e as conseqüências de escolhas impensadas. No final acabei torcendo pela felicidade de todos. Impossível não se comover com essa história.


6 comentários:

  1. Poxa Rafinha, adorei que vc tenha lido esse livro, ele é realmente muito bom, vc consegue perceber as várias faces de uma traição, de vários pontos de vista e torcer realmente por um bom desfecho!
    Esse é um dos meus preferidos!

    ResponderExcluir
  2. Pela resenha o livro parece muito bom mesmo, vou anotar o nome para uma futur leitura. Bjs, Rose:D

    ResponderExcluir
  3. Leninha eu adorei ele,to a procura de um exemplar pra mim,faço questão de ter na minha estante.

    Rose é maravilhoso,vale a pena ler.

    ResponderExcluir
  4. Parece a história história A Vida da Gente. Novela da Globo em 2012 haha...

    ResponderExcluir
  5. Li o livro, porém preciso ler novamente para, talvez, ter uma outra visão. Qualquer traição é horrível, mas traição em família é infinitamente pior. Eles traíram por que quiseram, por tesão, simples assim. Nem Spencer, nem Jackie estavam em transe na hora da traição, por uns instantes os dois se olharam e se acariciaram no rosto, e, em seguida consumaram o ato sexual. Nesse momento Spencer transou com a cunhada e não como a esposa, os dois sabiam o que estavam fazendo. Logo após ao ato Spence, em pensamento, cogita até casar-se com Jackie depois da morte da esposa! O coração de Spencer era da Maggie, isso não há dúvidas! Por isso parece que Jackie foi a mais cachorra na situação, olha o trecho do livro, algumas horas depois da traição, Jackie se fazendo de vítima: 1ª “Ela sabia que Spence procurava superar a culpa e o remorso por havê-la induzido a uma sessão de sexo.” 2ª “O mundo não iria acabar por causa do erro que cometeram, um erro enor¬me, embora inevitável, talvez.” 3ª “Uma questão de tempo, também, para esquecer as BOAS SENSAÇÕES que vivera com o cunhado.” Ou seja, Jackie gostou de transar com o cunhado, os dois ficaram numa boa, fingindo que nada tinha acontecido, com carinhas inocentes. O tal “arrependimento” só veio quando a gravidez apareceu e que não poderiam mais esconder. E Jackie que “amava” tanto a irmã, não conseguiu responder a Maggie porque abriu as pernas para o cunhado, quando questionada. E no final, nas entrelinhas, a autora deixa implícito que Maggie não perdoou a irmã... O tapa na cara que Maggie deu em Jackie foi merecido e libertador...

    ResponderExcluir
  6. Jackie e Spence minimizaram o erro/traição, como se Maggie não tivesse o direito de se sentir magoada/traída por quem ela mais amava e confiava, os dois traidores não dimensionaram o estrago que haviam feito, com seus momentos de luxúria... Jackie ainda quis dar lição de moral na irmã que ela traiu, não consegui ver arrependimento verdadeiro dos dois. Spence parecia um palerma, inerte, sem reação, sem atitude nenhuma, deixando apenas o tempo passar para que a esposa esquecesse sua odiosa traição, só mostrou atitude na hora de pegar a cunhada, isso não faltou... e Jackie mesmo grávida se engraçou de cara com seu obstetra. Resumindo acabaram com a vida da Maggie e seguiram em frente. Alguém viu Spence ou Jackie pedir perdão à esposa/irmã traída? Não né.... Sou contra o aborto, mas naquela situação se a irmã amasse realmente Maggie ela teria interrompido a gravidez no início, pois essa criança seria a eterna lembrança da traição deles.

    ResponderExcluir

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.