Menu

7.7.11

Amante Consagrado – J.R. Ward

Amante Consagrado

Amante Consagrado – J.R. Ward

Nas sombras da noite de Caldwell, Nova York, desenvolve-se uma furiosa guerra entre os vampiros e os seus assassinos. Há uma Irmandade secreta, sem igual, formada por seis guerreiros vampiros, defensores de sua raça. E agora, um Irmão obediente deve escolher entre duas vidas...

Ferozmente leal à Irmandade da Adaga Negra, Phury se sacrificou pelo bem da raça, convertendo-se no macho responsável por manter a linhagem da Irmandade. Como o Primaz das Escolhidas, ele será o pai dos filhos e das filhas que assegurarão que sobrevivam as tradições da raça, e, que haja guerreiros para lutar contra os redutores. Como sua companheira, a Escolhida Cormia quer ganhar não só o corpo, mas também o coração de Phury para si...

Ela vê o guerreiro emocionalmente deteriorado atrás de toda sua nobre responsabilidade. Mas enquanto a guerra com a Sociedade Redutora se torna mais severa, uma grande tragédia abate a mansão da Irmandade e Phury deve decidir entre o dever e o amor.

Devorei este livro! Estava cheia de saudades da Irmandade, por isso, assim que chegou deixei tudo de lado e me perdi entre as tantas páginas dessa história.

Phury em minha opinião é o mais desprezado dos irmãos, por mais que ele se esforce e faça de tudo por todo mundo, sempre acham que não é suficiente. Ele é o primeiro a pensar assim, em algumas partes fiquei com vontade de falar umas coisinhas para esse irmão que não enxerga o valor que tem.

Cormia se tornou uma das minhas personagens preferidas, ela foi criada para ser uma entre tantas na cama do Primaz, mas acaba percebendo que deseja muito mais do que teve até agora. É um prazer vê-la descobrindo o mundo, se descobrindo. Quando Phury percebe, já está totalmente apaixonado por essa "escolhida".

Apesar de o livro focar a história passada e presente do Phury, acontece tantos eventos com os outros personagens que em alguns momentos a gente fica pensando se nada de bom vai acontecer nesse livro.

A sociedade redutora se torna mais organizada e por incrível que pareça até essa parte é fácil de ler. Não posso me estender muito para não estragar a surpresa para quem ainda não leu.

Enquanto lia, e passava por algumas cenas protagonizadas pelo Rhev, minha certeza que esse livro não deve ser lido por pessoas pudicas foi totalmente fortalecida. J.R Ward escreve livros adultos, que só serão apreciados se o leitor deixar seus preconceitos de lado e enxergar o personagem como alguém que falha e às vezes falha muito. Então se você não gosta de cenas Fortes não recomendo mesmo essa leitura.

Não espere heróis nesse livro, não existem. Espere encontrar guerreiros que lutam contra seus inimigos e seus próprios demônios pessoais. E que quando se apaixonam se entregam com tudo.

Depois de ler Amante Consagrado enxergo Phury de forma diferente, nunca mais ele será visto por mim da mesma forma.

Um livro que mexe profundamente com alguns sentimentos do leitor, me emocionou em vários momentos e ao fim do livro só me restou àquela sensação de saudade. Ainda bem que logo irei rever a Irmandade.

Se quiser conferir as demais resenhas dessa série, é só clicar AQUI.


22 comentários:

  1. Oi, Ju.

    Primeiramente, quero dizer que a capa desse livro é maravilhosa, não faz jus à imagem que vemos. Só de pertinho, com aquele brilho, ficou demais. Achei bem similar à de "Amante Revelado".

    Fiquei empolgada com as suas impressões a respeito desse livro, do qual tenho ouvido várias controvérsias a respeito. Acho que até agora a sua foi a única crítica positiva sobre ele que li.

    Ansiosa para ler o meu, mas até agora li somente até o terceiro da série. Preciso correr! (risos).

    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Carla eu também ouvi muita coisa negativa sobre esse livro, mas felizmente eu adorei.

    Espero que você goste também.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pela resenha Juliana! Muito em breve pretendo ler Irmandade da Adaga Negra. Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Achei pavorosa essa capa, que saudade da pessoa que fez as primeiras capas. Já não gostava de Phury e lendo esse livro, acabei gostando menos ainda, Cormia é uma tonta de primeira e Phury um nóia, esse livro não tem a grandiosidade dos outros livro, pois os personagens principais são muito fracos e isso foge do contexto da série.
    Bjos

    ResponderExcluir
  5. Viu o que eu falei Ju???Não te disse que o Phury foi deixado de lado???
    Amo o Phury e a Cormia...Esse é o meu 2ºlivro favorito da série junto com o Lover Mine.
    Tenho muita raiva dos outros irmãos nesse livro.
    Adorei que mais alguém além de mim viu a beleza que é esse livro.

    bj

    ResponderExcluir
  6. Sô, eu não achei nada disso. Em relação a capa eu acho que poderia ser mais bonita, mas em relação ao livro eu adorei!

    Todos os irmãos tem seus pontos fracos e achei os do Phury super válidos, afinal ele passou muita coisa. Em relação a Cormia achei que ela cresceu e amadureceu depois que deixou o outro lado e felizmente aprendeu o que gostava e o que não gostava.

    Ainda bem que gosto é gosto... rs

    Muita gente não gosta desse livro e por isso fiquei meio bolada, mas no fim adorei.

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Eu amo essa série e acho que o Phury não recebe a atenção devida eu adoro o personagem dele.
    Não acho que o livro valorizou ele e eu não gosto da Cormia mas enfim só acho que foi mal aproveitado e livro dele um personagem tão lindo como ele merecia mais.

    @Agda01

    ResponderExcluir
  8. Rafinha enquanto eu lia só pensava em você. Também fiquei com raiva em vários momentos, mas até que entendi.

    A briga dele e do Z, me deixou muito chateada. =/

    Amei Amei Amei.

    ResponderExcluir
  9. Amo essa série, acompanho livro a livro e já li inclusive o último lançamento em inglês. Vejo-a como uma continuidade de acontecimentos onde cada livro faz parte de um todo social. J. R. Ward, Christine Feehan, Sherrilyn Kenyon, Maggie Shayne, J. R. Ward, Laurell K. Hamilton e Kim Harrison fazem sobrenaturais soberbos. Pena que as editoras nacionais ainda precisem fazer uma busca melhor por autores para publicar no país. Para quem não lê em inglês, fica então a alternativa MARAVILHOSA de acompanhar os Adagas Negras e em breve os Carpatos (Christine Feehan)e torcer para que as demais séries maravilhosas cheguem as nossas prateleiras.

    ResponderExcluir
  10. Confesso que não simpatizava com o Phury até ler Amante Consagrado, chorei com esse livro e ficava emputecida em como ele era desprezado pelos irmãos.
    Não gosto da Cormia.
    O Z é uns dos meus irmãos preferidos, mas ele me deixou com raiva quando brigou com o Phury e disse aquelas coisas.
    Não espere heróis nesse livro, não existem. "Espere encontrar guerreiros que lutam contra seus inimigos e seus próprios demônios pessoais. E que quando se apaixonam se entregam com tudo."
    Não poderia ter dito melhor
    ótima resenha :*

    ResponderExcluir
  11. Sabe concordo com sua resenha. O problema de quem não gostou do casal é que são pessoas acostumadas a verem heróis e heroínas de uma determinada forma e não aceitam uma estória de quem não se apresenta dentro da forma criada por elas. Por isso não gostam da Marissa, da Jane, do Phury e da Cormia, da Xhex e do John. E não gostam porque nem tentam entende-los, isso me chateia muito.

    ResponderExcluir
  12. Onde é que eu assino em Esther???
    Tirando a Marissa que é um pé no saco...Eu até tento entender,mas é demais pra mim...
    Adoro todos os outros personagens.

    ResponderExcluir
  13. Esther, adorei seu comentário. Eu também acho, por isso que disse que esse é um livro adulto. Temos que deixar de lado muitos preconceitos e ideais antes de abrir um livro como esse, caso contrario não aproveitamos em nada a leitura.

    ResponderExcluir
  14. Rafinha, pois eu gostei da Marissa, apesar de umas atitudes dela ter me deixado de cabelo em pé.

    Acho que o livro que menos gosto é o do Z. kkk

    Sou toda ao contrário.

    Beijos

    ResponderExcluir
  15. kkkkkk....Eu gosto do Z...Acho lindo a história dele...
    Mas gosto é gosto não se discute.
    Meu preferido mesmo é o do Rhage não tem jeito amo esse livro.Sinceramente na minha humilde opinião o único livro mais normalzinho é o 1º...Onde não tem um drama tão grande como nos outros.No mais a J.R usou e abusou de temas controvérsios.

    ResponderExcluir
  16. Adoro a série, conheci no ano passado e me conquistou de primeira. São livros adultos para adultos e isso pra mim é o diferencial.
    Claro que tenho meus livros e irmãos favoritos, mas considero todos muito bons a sua maneira. São casais e personalidades diferentes, muito parecido com a realidade se pensarmos bem. Acredito que faz parte da magia da história, principalmente por podermos acompanhar o 'depois' dos casais formados nos outros livros das série.

    Achei essa capa maravilhosa, já estou com meu livro e pretendo devorar no final de semana sem falta. Não gosto muito do Phury, mas estou super ansiosa para ler o livro e ver o que acontece.
    Bjkas!

    Monique Martins
    MoniqueMar
    @moniquemar

    ResponderExcluir
  17. Aaaaaaa, eu chego lá, viu!!! Estou indo para o livro 3, já já... Pessoas pudicas, sabe de quem eu lembrei? Da Rafa e da Alê... Meninas muito "Pudicas"! O.o KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    ResponderExcluir
  18. Oo...
    Nice não entendi o que vc quis dizer com isso..
    kkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  19. Já ouvi falar muito sobre essa série, mas por exatamente ser uma série tô passando longe por enquanto. haha


    Beijos :*

    ResponderExcluir
  20. UAU!!! Sucesso de resenha, hein??? tô feliz!!! rsrs! obrigada!!!

    ResponderExcluir
  21. Eu ainda não li nada da série e apesar de ler que muita gente não gostou do livro, mesmo assim eu quero ler. Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  22. amei, amei é tudo de Bom todos os Amantes recomendo.

    ResponderExcluir

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.