Menu

10.8.11

A sensitiva – Hannah Howell

 

image042

Um Cético, uma Mística. Opostos em Quase Tudo... Mas a Química parecia Irresistível... Segredos e intrigas como o estopim de paixões perigosas. Por toda a Londres do século XVIII, é possível ouvir sussurros e boatos sobre os dons inexplicáveis da família Wherlocke. Mas o Lorde Ashton, um homem com firmes convicções, é uma das vozes mais céticas de seu tempo, e tudo caminhava para continuar assim... até encontrar uma bela mulher desacordada, largada no quarto de um bordel. A mulher misteriosa é Penélope Wherlocke, e seu dom especial a levou para um mundo perigoso de alta sociedade, quando foi sequestrada e vendida a uma cafetina criminosa. Ao vê-la, Ashton ficou enfeitiçado. Algo lhe diz que deveria esquecê-la, mas é atraído cada vez mais para a vida dela, transformando-se em seu protetor. Porém, Penélope é uma mulher com ideias próprias, algo que sempre a afastou dos homens de sua época, mas enfim encontra alguém seguro e capaz de lidar com suas habilidades sobrenaturais.

ShabbyBlogsDividerK

Gostei da maior parte do livro, embora tenha achado que a história se encaminha muito devagar para o final. O vilão é conhecido desde o começo, mas nada é feito para contê-lo. Tá, a autora precisava enrolar e os personagens não podiam agir sem provas, mas tive a impressão que levou bastante tempo para perceberem isso.

Penélope é uma heroína típica Howell - forte e determinada. Eu realmente gostei dela. Ela sabe que sua família é estranha, e não culpa Ashton por não acreditar nas coisas que podem fazer. Ela fez o seu melhor para cuidar de seus primos e e tem um forte sentido de família e o que é certo fazer. Tem o dom de ver os que já morreram, como em “ A vidente” a autora não bate muito nesse ponto, apresenta o dom de uma forma suave, e se foca mais nas reações que as pessoas tem em relação a ele.

Ashton  era conservador e não disposto a tirar conclusões precipitadas ou agir sem provas. Eu acho que ele é exatamente o que Penélope necessitava. Acredita nela e ao mesmo tempo duvida de seus dons e nos da sua imensa família.Mesmo não tendo 100% certeza, os ajuda sempre.  Embora existam muitos elementos sombrios, o romance é iluminado pelos irmãos e primos de Penélope.

Conheça mais os outros livros da Série Wherlocke.

  • 1. If He's Wicked (2009) - A Vidente - Chloe Wherlocke e Lord Julian Kenwood. ( Resenha Aqui)
  • 2. If He's Sinful (2009) - A Sensitiva - Penelope Wherlocke e Lord Ashton Radmoor.
  • 3. If He's Wild (2010) - A Intuitiva - próximo lançamento - Lady Alethea Vaughn Channing e Lord Hartley Greville
  • 4. If He's Dangerous (2011) - ainda não publicado - Argus Wherlocke e Lorelei Sundun.

 


7 comentários:

  1. Adoro Hannah Howell, porém não li nem A vidente mas quero muito a série completa.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Eu gostei mais desse do que do primeiro da série... adorei aquela casa cheia de meninos, era uma mistura de meninos perdidos com x-men...rss
    Só a revisão do livro deixou bastante a desejar, por o restante, a capa, o detalhe da fita... estão perfeitos...

    beijos,
    Dé...

    ResponderExcluir
  3. estou louca para ler este livro, só tenho lido críticas boas com relação a ele!
    o problema é o dindin pra comprar ehehehe
    Adorei a sua resenha!!
    Beijos
    Brih
    Meu Livro Rosa Pink

    ResponderExcluir
  4. Eu tenho, eu vou ler, lalalalalala, kkkk

    Doida para ter tempo para isso, ô vida bandida!
    Gracinha de resenha amiga, deu vontade de ler logo!

    ResponderExcluir
  5. Parabéns pela resenha Thalita! Estou ansiosa para ler A Vidente e A Sensitiva. Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Adorei seu cantinho... e gostaria que seguisse Meus pensamentos... neste blog tem reflexões minhas e também falo sobre beleza (interna e externa) Por favor tem como seguir? http://blogmdcs.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Mais uma resenha que eu adorei, morro de vontade de ler essa série, e é claro que vou ler, só tenho que esperar mais um pouco pra comprar!!!Bjo!

    ResponderExcluir

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.