Menu

31.1.11

Amor e outras drogas – filme

 

amor-e-outras-drogas

Jamie (Jake Gyllenhaal) é um vendedor que trabalha no cruel universo farmacêutico e usa seu charme tanto no trabalho quanto com as mulheres para se dar bem. Enquanto tenta bater o recorde de maior número de vendas, ele cruza seu caminho com Maggie (Anne Hathaway), uma mulher de espírito livre que não quer se prender a ninguém, e ele tem uma surpresa. A evolução no relacionamento deles faz com se encontram sob influência de uma droga: o amor.

AmoreOutrasDrogas_01

Apesar da temática do filme ser batida - mocinho que não quer se envolver sério com ninguém versus mocinha doente – este filme me surpreendeu por sua leveza. Não tem o esconde-esconde sobre a doença da Maggie, ele sabe dela desde quando a vê pela primeira vez, mesmo os dois lutando para não se envolverem demais o filme não perdeu o ar de romantismo. De uma forma sutil e leve vemos o cotidiano de  pessoas que sofre o Mal de Parkinson e nos comovemos. Um filme lindo que me fez rir e chorar nas suas quase duas horas de duração. Ah! tenho só uma coisinhas a acrescentar… O figurino da Anne estava um horror, teve que horas que ela parecia um cookie spaniel (adoro o cachorro, mas uma pessoa com essa cara não é legal, rsrs) e se eu não tivesse gostado do filme e saído decepcionada com a historia, mas em ter visto o Jake nu, já teria valido o ingresso (eles passam quase metade do filme sem roupa)

Aí que  calor! 9

 


28.1.11

Forte como a Paixão – Helen Bianchin

image
Forte como a Paixão

Helen Bianchin

De volta para seu marido!
Quatro anos atrás, Gianna se casou às pressas com o homem que ela amava: Raúl Velez-Saldaña, o pai de seu bebê. Tragicamente, sua gravidez não durou, tampouco o casamento, pois ao descobrir a infidelidade de Raúl, Gianna o abandonou. Mas o espanhol que havia roubado seu coração voltara! Para Raúl, seu casamento com Gianna tinha sido apenas adiado. E ele exigia sua esposa de volta! Em público, eles eram o perfeito casal da alta sociedade. Porém, entre quatro paredes, os segredos do passado ainda os assombravam, ao mesmo tempo em que seu desejo continuava forte como sempre…

Sou super fã dessa autora e coleciono os livros dela, estava louca para ler esse livro, infelizmente ele ainda não chegou às bancas aqui em Fortaleza, mas Leninha do blog Sempre Romântica o comprou para mim em Brasília e me enviou de presente (Muito obrigada!!)

Quem já leu um livro da Helen, então sabe que todos os seus livros são muito parecidos, as situações, os homens, as mulheres, podemos dizer que tudo segue um padrão. Felizmente eu adoro essa forma de escrita da autora e sempre aguardo ansiosa seu próximo livro. Nesta história temos um casal que acabou se distanciando por alguns motivos, e agora depois de anos de separação, chegou a hora de colocarem alguns assuntos em dia.

Gianna sempre foi apaixonada por Raúl, mas luta durante metade do livro em se entregar novamente a ele, afinal ela saiu da relação totalmente devastada. Já Raúl nunca desistiu de seu casamento, estava esperando a hora certa de trazer sua mulher de volta. (Gente! Raúl é tudo.)

Uma leitura rápida e empolgante.

P.S: A capa desse livro é linda. (Detalhe para o modelo.)

26.1.11

Pureza Roubada – Elizabeth Mayne

image
Pureza Roubada
Elizabeth Mayne
Com a força de seu amor! Raptada por um guerreiro saxão, Thea Bellamy enfrentou o maior desafio de sua vida: a mente ordenava-lhe que odiasse aquele homem, mas ela não conseguia dominar os caprichos de seu enlouquecido coração… E Thea descobriu o irresistível poder da paixão nos braços de Roderick, duque de Emory, seu raptor!"
Domingo a noite estava louca para ler um livro bom e envolvente, olhando na minha pilha de livros não conseguia achar nada para ler, então uma amiga me indicou Pureza Roubada que por sinal é dela. Ela disse “leia, você só vai dormir quando terminar”. Não é que ela estava coberta de razão!? Este livro se tornou um dos meus favoritos e estou pensando seriamente em não devolver a dona (Tomara que ela não leia isso!)
O casal desse livro é cheio de atitude, força, e muita muita teimosia. Thea é uma mulher linda que foi raptada por Roderick um lorde que perdeu sua fortuna e precisa trabalhar duro para reconstruir sua vida.
Elizabeth Mayne escreve de uma forma magnifica, é possível se imaginar vivendo em uma época de reis e grandes homens e eu bem que queria ser raptada por um enorme homem loiro… (rsrsrs)
As cenas são perfeitamente descritas, as situações tão reais que me vi em muitos momentos com lágrimas nos olhos em virtude de certas atitudes tomadas por um ou outro personagem. A única coisa que me frustrou foi o final do livro, eu queria mais páginas.
Nota 10.


25.1.11

Mortalmente Surpreendente: Em breve, em 15 blogs

Veja o vídeo e tente descobrir o que quinze blogs estão planejando para os seus seguidores.


24.1.11

Sábado Sem Noção – Luisa Plaja

image

 Sábado Sem Noção

Luisa Plaja

Bethany e Carlota, duas amigas inseparáveis.
Bethany é do tipo certinha. Ao conhecer Carlota descobre que a vida pode ser muito mais divertida.
Carlota é do tipo rebelde. Ao conhecer Bethany descobre a utilidade de ter uma amiga ajuizada.
Ambas são fanzérrimas da revista Teen Spice, cujos conselhos nem sempre devem ser levados ao pé da letra…
Juntas, Bethany e Carlota vivem uma AVENTURA RADICAL , um passeio alucinante pelas delícias e perigos de uma cidade como Londres. Contado de dois pontos de vista diferentes, este SÁBADO SEM NOÇÃO envolve passeios de limusine, beijos, muitas encrencas e a descoberta do valor da amizade e da capacidade de perdoar.

Recebi esse livro da Editora ID, ela é a mais nova parceria do blog. Esse foi o primeiro livro que recebemos da editora para resenhar, além do livro ela enviou uma camisa super fofa, Obrigada ID.

Comecei a ler este livro sem grandes expectativas, esperando uma história adolescente como tantas que existem no mercado, mas o livro me surpreendeu. O livro é recheado de testes, iguais aqueles que enchem as páginas de revistas como capricho e TodaTeen, isso faz com que o livro se torne dinâmico e atual. (Quem nunca fez um teste desses).

No início somos apresentadas a Bethany e Carlota duas super amigas do tipo que estão juntas em todos os momentos, mesmo tendo personalidades totalmente diferentes. Bethany é a certinha da dupla, pé no chão, uma garota confiável. Carlota é exatamente o oposto, fica com todos os garotos e é muito liberal (ou não?!). O livro se alterna entre os pensamentos das duas amigas, então temos uma visão completa do que elas sentem e pensam. Bethany está muito estressada com algumas coisas que estão acontecendo e Carlota precisa contar um segredo muito importante para sua melhor amiga, então por que não fazer uma aventura radical, assim no fim do dia será muito mais fácil enfrentar a realidade.

A história toda acontece em um único sábado (agora entendi o título), Bethany e Carlota realmente vivem um sábado como nenhum outro em suas jovens vidas e ele trará muitas surpresas para essas duas amigas.

O livro começa um pouco lento, mas depois que certo personagem entra na história (Ah Zack) as coisas mudam totalmente e me vi presa aos acontecimentos desse “Sábado Sem Noção”.

O que mais me agradou no livro é que ele trata de assuntos que todas nós passamos na vida (Claro que se você é uma adolescente, então está passando ou irá passar), assuntos que nunca saem de moda, que fazem parte do nosso crescimento de menina a mulher. Nota 10.

Recomendo!


21.1.11

O INVERNO, A POPULAÇÃO E OS GOVERNOS – EDMAR XIMENES

O INVERNO, A POPULAÇÃO E OS GOVERNOS

Tenho acompanhado pela televisão os acontecimentos pelo Brasil em relação às chuvas, principalmente no Rio de Janeiro e tem me causado certa indignação. Percebo a transformação da desgraça dos outros num espetáculo deprimente de busca por audiência e ali não se discute o cerne da questão, ou seja, o porque disso tudo estar acontecendo.

Apesar de todo o desenvolvimento tecnológico o homem não percebeu ainda que nosso planeta é um organismo vivo e que tem vontade própria embora não seja dotada da inteligência que nós conhecemos, mas uma inteligência dinâmica, amorosa, mas firme e que segue uma lógica própria que nós ainda não aprendemos a respeitar.

Os grandes doutores e sábios continuam achando que podem fazer do planeta o que bem querem e que ficaram impunes e a história tem mostrado que a coisa não funciona bem assim...toda ação tem uma reação.

Independente da ação do homem, a mãe terra (Pachamama) tem seus movimentos, que quando acontecem no meio de regiões não habitadas não percebemos, não se tem notícia e nem tem destaque na imprensa. Quando o homem passa a ocupar regiões mais dinâmicas (margens de rios e lagoas, encostas de serras, litoral e etc...) estes movimentos naturais desabrigam, ceifam vidas e causam pânico. E ai achamos que o homem causou tal desgraça, quando na realidade ele apenas estava na hora errada e no lugar errado.

Nas cidades sempre culpamos os governos pelas inundações, desabamentos e conseqüentemente mortes e desencadeamento de doenças, quando na realidade, ao invés de desqualificarmos o trabalho dos governos, poderíamos pensar um pouco mais e ver a atitude histórica da população. O que se observa na realidade, só que isso não interessa á grande imprensa que sobrevive de vender seu produto a qualquer custo, é que a população não cuida do seu patrimônio e não entende que é responsável pela sua cidade tanto quanto ou mais que os governantes. O que podemos constatar nas imagens de uma grande chuva, são cadeiras, sofás, garrafas pet e toda espécie de lixo flutuando nas enxurradas, impedindo que funcionem os equipamentos de escoamento d’água implantados nas cidades.

O que a imprensa deveria fazer com o poder que tem é responsabilizar também a população por estes caos e cobrar dela uma atitude mais responsável e educada, só que essa posição é antipática e não dá audiência.

Enquanto continuarmos nesta do quanto pior melhor e sem respeitar a vida própria de nosso planeta, vamos continuar construindo uma grande cova onde a humanidade será impiedosamente sepultada e ai o planeta terá a oportunidade de se reconstruir talvez aparecendo uma espécie mais consciente que, cuidando melhor dela, possibilite uma vida em harmonia com a natureza, filosofia que tanto se emprega nos grandes empreendimentos de concreto que a cada dia massacram a qualidade de vida do homem e das outras espécies vivas de nosso planeta.

Salvemos nossa espécie enquanto há tempo...o planeta não morrerá!!!

Edmar Ximenes

Geólogo e Discípulo do Movimento Mística Andina

www.misticaandina.com.br


20.1.11

Dom de Natal – Nora Roberts

image

Dom de Natal

Nora Roberts

Quando se é fã de um autor, sempre se deseja ter todos os livros dele publicados na estante (essa sou eu), por isso desde que lançaram Dom de Natal da Nora aqui no Brasil fiquei desejando comprar e ler este livro, mas acabei deixando para comprar quando o preço baixasse um pouco mais, afinal os livros no Brasil estão cada vez mais caros.

Felizmente não precisei comprar, pois no início do ano tive a sorte de ganhá-lo em uma super promoção realizada entre os blogs Romances In Pink , Menina da Bahia e Nora Roberts Brasil.  Adorei!!

O livro é composto de duas histórias:

'De volta, no Natal
Após 10 anos longe de sua cidade, o jornalista Jason Law retorna para New Hampshire sob a égide do filho pródigo. Ele agora pensa somente em uma coisa - reencontrar Faith Kirkpatrick, seu primeiro amor, e sua primeira decepção. Mas talvez ela não tenha mais tempo para Jason. A não ser que, inspirada pelo espírito natalino, crie coragem para tornar realidade seu desejo.

'Nosso pedido de Natal'
Os gêmeos idênticos Zeke e Zach tinham somente um pedido para Papai Noel - uma nova mãe. Ao conhecerem a srta. Dayse, a nova professora de música, mal podiam acreditar em tamanha sorte. Por outro lado, convencer o pai deles, Mac Taylor, poderia ser muito mais difícil do que imaginavam. Será que Zeke e Zach ganhariam o presente que tanto queriam?

São histórias leves e sem grandes conflitos, romances do início da carreira da autora que foram unidas e deram origem a este livro. As histórias são pequenas, a leitura do livro é rápida, mas ainda assim muito envolvente.

Minha única critica é em relação ao preço do livro, caro demais, resta ficarmos de olho nas super promoções dos sites de compra, assim economizamos muito e conseguimos comprar nossos amados e adorados livros.


17.1.11

Vida de Princesa – Lucy Monroe

image

Vida de Princesa

Lucy Monroe

O dever de se casar e de produzir o herdeiro para o reino.
A mulher do Príncipe Claudio Scorsolini futuro deve ser uma figura adequada para o seu povo e proporcionar-lhe com um herdeiro. A união de Claudio com Therese é um sucesso: seus súditos caíram amores por ela e ela está cumprido as suas tarefas no quarto - para Claudio é imensa satisfação.
No entanto, Teresa secretamente está profundamente apaixonada pelo marido. Mas como pode sobreviver seu casamento quando ela sabe que nunca pode dar a Claudio uma criança?

Ontem teve encontro mensal da comunidade Adoro Romances em Fortaleza e nesse encontro eu trouxe alguns livros para casa, esse estava entre os que peguei emprestados de outras viciadas em livro como eu. (Obrigada).

O livro me conquistou pela sinopse, eu adoro quando eles já são casados, considero esses os melhores livros, os conflitos no casamento e tudo mais só torna a trama mais interessante. Neste livro temos um casal real, ele é o futuro rei e por isso decidiu casar com a mulher ideal, uma mulher que esteja à altura de ser rainha e que entenda todos os seus deveres e os cumpra. Therese é essa mulher, está casada com Claudio há três anos e sempre amou seu marido, mesmo sabendo que não era amada em troca, mas quando recebe a noticia que nunca poderá ser mãe acredita que seu casamento está condenando ao fracasso. Será mesmo??

Eu gostei demais desse livro, tanto que só fui dormir após terminar a leitura e assim que cheguei resolvi resenhar ele para vocês. Se vocês tiverem a chance de ler não deixem passar. Lucy Monroe é uma autora maravilhosa e escreveu um livro nota 10.

 


16.1.11

Enrolados - Filmes

image  Desde que vi o trailer desse filme fiquei louca para vê-lo e ontem tive o feliz prazer de assisti-lo. Enrolados é uma nova versão de Rapunzel o tão conhecido filme da Disney, só que diferentemente de Rapunzel que na versão original do filme não faz nada o filme inteiro, em enrolados temos uma princesa decidida e muito, muito atípica. Um mocinho que de herói não tem nada (ou tem?!) e um policial nada convencional.
image
image

Me diverti muito com essa história e tenho certeza que vocês também irão adorar! As cenas são lindas, sem contar no roteiro que é engraçado e romântico, em alguns momentos muito emocionante.


Super Recomendo! Confiram o trailer.


15.1.11

Pirâmide Vermelha – Rick Riordan

image Pirâmide Vermelha

Rick Riordan

Desde a morte de sua mãe, Carter e Sadie viveram perto de estranhos. Quando Sadie viveu com os avós, em Londres, seu irmão tem viajado o mundo com seu pai, o egiptólogo brilhante, Dr. Júlio Kane.
Uma noite, o Dr. Kane traz os irmãos juntos para uma experiência de “pesquisa” no Museu Britânico, onde ele espera para acertar as coisas para sua família. Ao contrário, ele liberta o deus egípcio Set, que expulsa-lo ao esquecimento e forças das crianças a fugir para salvar suas vidas.
Logo, Sadie e Carter descobre que os deuses do Egito estão acordando e, o pior deles – Set – tem a sua visão sobre o Kanes. Para detê-lo, os irmãos embarcam em uma perigosa viagem em todo o mundo – uma busca que traz os cada vez mais perto da verdade sobre sua família e seus vínculos com uma ordem secreta que existiu desde o tempo dos faraós.

Antes de começar a resenha, quero parabenizar a Intrínseca pelo excelente trabalho editorial no livro, sempre fico fascinada com as capas dos livros, mesmo que a História não fosse boa (o que não acontece) a vontade de ler o livro já começa pela capa. rsrsrs...

Então vamos lá.

A Pirâmide Vermelha é o primeiro livro da Série As Crônicas dos Kane, do aclamado autor Rick Riordan da série Percy Jackson e os Olimpianos.

Adoro literatura infanto-juvenil e o Riordan me surpreendeu com essa nova série.

Explicando a surpresa: Eu já havia lido o primeiro livro da Série Percy Jackson, eu gostei, mas não conseguiu me conquistar tanto assim (tudo culpa do Harry!), a meu ver as coisas aconteceram muito rápido, num minuto ele era um garoto de 11 anos no outro ele se descobria um semideus e já estava enfrentando Deus e o mundo (meio inconcebível pra mim).

Agora voltando ao Livro “A Pirâmide vermelha”, eu amei! Sempre fui fascinada por história antiga, principalmente pelo Antigo Egito, então o livro já me conquistou pelo tema. Carter e Sadie são maravilhosos, Carter com o seu senso de responsabilidade e coragem e a Sadie com seu jeito rebelde. Mas continuo achando que as coisas acontecem muito rápido na vida dos personagens, mas isso em nada atrapalha o desenrolar da história.

Ri muito com as farpas que foram trocadas entre os irmãos, essa relação de amor e ódio que sempre existe na relação fraternal. As Lutas com monstros lendários, DR’s com deuses, viagens pelo mundo dos mortos, muita aventura do começo ao fim.

Super recomendado!! Nota 10.


13.1.11

Bellissima – Nora Roberts

image

Bellissima

Nora Roberts

Com Bellissima, Nora Roberts une novamente seus dois maravilhosos ingredientes: romance e suspense. Depois de ter a casa assaltada, Dra. Miranda Jones decide esquecer o incidente, indo às pressas para a Itália a trabalho. Lá, deverá constatar a autenticidade de um bronze renascentista de uma cortesã da família Médici, conhecido como A Senhora Sombria.
Especialista em autenticação de obras renascentistas, Miranda atesta como original uma falsificação. Ao descobrir a farsa, ela decide encontrar a verdadeira peça e revelar o motivo para tal crime. Para isso, terá a ajuda do sedutor ladrão Ryan Boldari, que pensa em se apoderar da obra de arte. Porém, os planos dos dois ruem quando um perigoso assassino começa a persegui-los.
E a situação se fecha quando fica nítido que o assalto à residência de Miranda não foi um mero acaso, e que A Senhora Sombria guarda tantos segredos quanto a bela mulher que lhe deu o nome. Para a doutora, o caminho de volta para casa está repleto de traições, deslealdades e perigos que ameaçam a todos.

Li este livro dentro de 24 horas, não que eu tenha planejado isso, foi meio involuntário. Estava em casa no fim de semana sem nenhum plano específico e quando percebi havia tirado belíssima da estante e começado a ler, a partir daí não larguei mais. O livro é envolvente e maravilhoso.

Fiquei com receio de ler, pois tinha lido algumas resenhas que diziam que o início do livro era cansativo e monótono e fiquei com isso em mente o que contribuiu na minha demora em ler um livro maravilhoso como a maioria dos livros da Nora.

Neste livro temos romance, suspense e um ladrão mais que charmoso e muito, muito cara de pau… rs

Ryan é um homem que nasceu com um dom, segundo sua mãe um dom de Deus deve ser usado independente de qualquer convicção como certo e errado. (A família do Ryan é formidável, gostaria que eles tivessem participado mais do livro) Miranda é uma mulher competente e totalmente voltada para o trabalho, ela e seu irmão foram criados com regras rígidas e sem nenhum tipo de amor familiar, o que a faz parecer uma mulher fria e distante. É um prazer ver como Ryan destrói essa imagem da Miranda e mostra que não é errado sentir. Ah Ryan!! (Suspiros apaixonados)

A parte de suspense do livro se inicia antes mesmo que a parte romântica e fiquei presa nele tanto quanto no romance entre os personagens, a autora consegue fazer um novelo de todos os atos dos diversos personagens e mesmo o menor ato está ligado ao todo. Só descobri o suspeito no final, na parte que a autora deixa claro quem é o vilão (Quase nunca descubro antes) Uma história bem construída e coesa. (Um verdadeiro prazer ler)

O que acho incrível nos livros da Nora é que ao final de cada um deles que leio, meio que me sinto por dentro da profissão dos nossos personagens. A pesquisa feita pela autora é tão completa que me vejo desejando mudar de profissão. A questão desse livro é se me volto para o trabalho da Miranda que é reconhecer e autenticar obras de arte da época do renascimento ou se pesquiso um pouco mais sobre trabalho do habilidoso Ryan (Se eu sumir vocês já sabem o motivo… Cadeia!)

O único ponto negativo do livro não se deve a autora e sim a tradutora da editora Bertrand que infelizmente transformou expressões como está em “tá” , obrigado em “brigado”. (Isso acontece durante todo o livro) Expressões que empobrecem o livro da Nora, pois não acredito que um PHD da Nova Inglaterra use termos como esse (acaba descaracterizando o personagem). Então faço um apelo à editora que nos próximos livros a serem traduzidos, isso não aconteça mais, afinal à leitura de um livro da Nora é um prazer!

Recomendo!!


12.1.11

Terra de Sombras – Alyson Noel

 

terra-de-sombras

 

Este é o terceiro livro da Saga Os Imortais de Alison Noel. É uma série um pouco polêmica, pois ou se ama ou se odeia. Não há meio termo. No meu caso, simplesmente me apaixonei pela série e fico esperando ansiosa cada continuação.

Aqui reencontramos Ever e (será que é possivel?) ela continua a cometer erros, enfiar os pés pelas mãos e atrapalhar muito mais do que resolver os problemas que ela mesma arranjou com Damen. Graças às suas enroladas os dois estão agora impedidos de se tocar e condenados a passar a eternidade juntos, pórem irremediavelmente separados. E de quem é a culpa? Bem em consequência disso Damen mergulha numa pseudo-depressão por acreditar que tudo isso é karma e que eles estão pagando pelos erros que ele próprio cometeu em seus anos de inconsequência. Isso é muito da essência desse livro. O karma, suas consequências e como lidar com ele.

No desenrolar da trama vemos Ever, meio que pirando, na obsessão de encontrar o antídoto que permitirá que ela e Damen voltem a se tocar, sem o perigo de morte para seu amado. Conhecemos Jude, um médium que terá importante papel na vida de Ever e que ainda não consegui entender qual objetivo tem nesta trama. Mocinho ou bandido… Roman continua sendo o pé-no-saco de sempre. Dedicado única e exclusivamente a destruir Ever e Damen. Miles e Haven continuam egoístas e distantes, mas ainda assim são os melhores amigos de Ever e as pessoas que ela ama (Só Deus sabe por que!). Não entendi mesmo sua aversão ao relacionamento da tia com seu professor de história, Sr. Munoz com quem Sabine tem trocado olhares desde Lua Azul.

No entanto a trama é boa e Alyson continua nos prendendo com o mesmo estilo de escrita que a caracteriza. Mal posso esperar por Chama Negra já que preciso urgentemente saber quais as burradas catastróficas que Ever cometerá agora. (Será que ela vai destruir o mundo?)

 

assinatura_4


Expectativas Literárias 2011.

Esse meme foi criado pela Nat Puga e quem me passou foi a Leninha , do blog Sempre Romântica!

* Meta de Leitura:

- Não tenho idéia de quantos livros irei ler, tem épocas que leio muito e outras que não leio nada, por isso não gosto de metas.

* Primeiro livro do ano:

- Tenho certeza que foi Nora Roberts, mas estou em dúvida se foi Dom de Natal ou Ímpeto.

* Gênero que mais vou ler:

-Eu leio de tudo, se o livro for bom não me apego a Gêneros, mas com certeza o meu gênero preferido é romance.

* Gênero que vou ler menos:

- Não Sou muito de ler auto-ajuda, mas quem sabe né.

* Lançamento Internacional Mais Aguardado:

- Com certeza Pureza Mortal – JD Robb (Adoro essa série).

* Lançamento Nacional Mais Aguardado:

- Pergunta complicada, pois não tenho idéia dos lançamentos para esse ano.

* Lançamento de livro brasileiro mais aguardado:

- Fazendo meu filme 4 – Paula Pimenta.

* Continuação de saga mais aguardada:

- Continuação da série Mortal (Bertrand bem que podia lançar uns 05 livros esse ano).

* Final de saga mais aguardado:

- Não tenho idéia.

* Próximas compras:

- Pureza Mortal – Nora Roberts.

- Beijos Roubados – Nora Roberts.

- A Cruz de Morrigan – Nora Roberts.

Repasso o Meme para:

Babi - http://www.romanceseleituras.com/

Alexandrina - http://adororomancesfortaleza.blogspot.com/

Bruna - http://supremeromance.blogspot.com/

Marcelo - http://letraimpressa.com/


11.1.11

O beijo mais sombrio – Gena Showalter

o beijo mais sombrio2
Anya, a deusa da Anarquia, por séculos gozou dos deleites de seu poder para instigar a ira entre os homens e disseminar o caos por onde passava. Porém, ainda que desejada por Cronos, o mais poderoso dos Titãs, jamais conheceu o verdadeiro prazer... ou sentiu por alguém uma atração tão forte como a que fez seduzir Lucien, um dos Senhores do Mundo Subterrâneo. Dentro de si ele guarda o demônio Morte, enquanto por fora seu corpo é deformado pelas cicatrizes de uma existência amaldiçoada.
A serviço dos misteriosos desígnios que determinam o fim de vida de cada ser, Lucien não acredita que possa haver uma redenção, mas ao ser alvo do assédio de Anya, pouco a pouco cede aos apelos dos sentidos... Até receber dos deuses a ordem de consumar o destino traçado para ela. Agora, Lucien e Anya terão de mergulhar nas trevas para encontrar a salvação... ou sacrificar sua sede de prazer em nome da vontade dos deuses
Os bonitos que me perdoem, mas adoro um feio. Quer dizer, se o “feio” for o Lucien. Amaldiçoado com o demônio da Morte, Lucien tem a missão de transportar as almas para o paraíso ou para os quinto dos infernos. Marcado por cicatrizes, acha que uma mulher só se interessará por ele se for “Isca”. Tive uma certa dificuldade em associar a aparência do Lucien com o demônio da Morte, quando penso na morte só lembro daquele personagem Dona Morte da turma do Penadinho, lembra dela? rsrs   Morte4-2





Voltando ao livro e esquecendo os personagens de quadrinhos infantis… tenho que confessar que quem me encantou neste livro foi a Deusa da Anarquia - Anya. Ela é engraçada demais, forte, às vezes vulnerável, apaixonada e amaldiçoada. Adorei as brigas com o Sr. Morte.  Só aconselho não deixar nada de valor muito a vista… ela tem o péssimo hábito de roubar o que vê pela frente.


10.1.11

A noite mais sombria- Gena Showalter

Ashlyn Darrow sempre fora atormentada por vozes de diversas épocas, sobrepostas, interligadas, vindas de todas as direções, causando-lhe profundo sofrimento. Só havia um lugar onde ela talvez pudesse encontrar a cura para seu mal: a misteriosa fortaleza habitada pelos imortais, em Budapeste. Homens com poderes extraordinários, cada um carregava em si um dos demônios libertados da caixa de Pandora. Porém, somente Maddox, o guerreiro castigado com a mais cruel de todas as maldições, seria capaz de livrar Ashlyn de seu desespero. Morrendo todas as noites e renascendo à alvorada, o guardião do demônio Violência agonizava com o desejo de tocar Ashlyn, mas receava perder o controle sobre o espírito maligno e se tornar uma ameaça para ela.

Guerreiros amaldiçoados pelos deuses por toda a eternidade.
Guardiões de demônios libertados da caixa de Pandora.
Homens imortais com poderes sobre-humanos.
Eles são os Senhores do Mundo Subterrâneo.


Há milênios, quando os deuses habitavam o mundo, doze gregos assassinaram Pandora e violaram a caixa que ela protegia, libertando os demônios lá confinados. Violência, Dor, Morte, Doença, Luxúria, Ira, Infelicidade, Dúvida, Desastre, Derrota, Mentiras e Segredos foram selados no interior dos guerreiros, que se viram condenados pelos deuses a ser os guardiões desses espíritos por toda a eternidade. Quando um perigoso inimigo os ameaça, eles precisam sair em busca da única relíquia com o poder de dar o fim a seu sofrimento... ainda que possa destruí-los.

Tenho a impressão de estar me distanciando cada vez mais dos meus romances “água com açúcar”. Pra quem detestava livros com temas sobrenaturais, estou me saindo melhor que a encomenda.

Primeira coisa a falar deste livro é que ele é incrivelmente, absurdamente romântico.

Segundo, Monstros também amam, e pra Gena amam muito!!!

Como todo mundo sabe, e a maioria já externou sua indignação, a Editora nos fez o favor de traduzir o titulo da série para “Os Senhores do mundo Subterrâneo” em vez de “Os Senhores do Submundo” como é no original. Meu dicionário diz que Subterrâneo é o “que fica debaixo da terra, ou naturalmente ou por haver sido construído lá”, e Submundo é “O conjunto dos marginais ou delinqüentes vistos como grupo social organizado”. Acho que posso incluir nesta categoria uns demôniozinhos que vivem na Terra e não embaixo dela. Mas não vou discutir com os “ Sábios” Editores da Harlequin. Até eles, no decorrer do livro, se confundiram com o troca troca dessas duas palavras.

Voltando a história…não achei “ Violência” ( Maddox) violento. Quebrar umas cadeiras não é exatamente minha visão da força de toda Violência do mundo. Ficou faltando uma pitadinha de realismo. No entanto, o romance não deixou nadinha de nada a desejar. O único problema é o carinho do Maddox não ser destinado a mim.

Ah! mundo cruel!

Este livro já havia sido resenhado. Clique aqui para ver a opinião da Ju.

A série:

Publicados no Brasil
01. A Noite Mais Sombria - Maddox guardião da Violência.
02.
O Beijo Mais Sombrio - Lucien guardião da Morte.
03. O Prazer Mais Sombrio - Reyes guardião da Dor.

Ainda não publicados no Brasil

04. The Darkest Whisper - Sabin guardião da Dúvida.
05. The Darkest Passion - Aeron guardião da Ira.
06. The Darkest Lie - Gideon guardião da Mentira.


Previstos para serem lançados em 2011 no exterior
07. The Darkest Secret - Amun guardião dos Segredos.
08. The Darkest Surrender - Strider guardião da Derrota.


Sem previsão de publicação no exterior
09. Kane guardião do Desastre.
10. Cameo guardiã da Infelicidade. Única mulher.
11. Torin guardião da Doença.
12. Paris guardião da Luxúria.


Hathor – Markus Thayer

image

Hathor 

Markus Thayer

Em 1856, Jonh McBrian é aluno em uma renomada faculdade de Cambridge. Entretanto, sua vida pacata de estudante está prestes a mudar. O que a princípio parecia ser apenas um trabalho de escola coloca o jovem inglês em extremo perigo. Um mistério intrigante, fenômenos inexplicáveis e mensagens criptografadas levam John a cruzar o oceano, onde seu destino o aguarda.

Harthor é um livro surpreendente, pois apesar das resenhas que li sobre ele não estava preparada para as surpresas e maravilhas do mundo para onde somos transportados. O livro se inicia no século dezenove na faculdade de Cambridge onde Jonh encontra um mapa dentro de um antigo livro, ele só não esperava que esse mapa o levasse de encontro ao seu destino.

Ler Hathor foi super fácil, pois a história é empolgante e bem escrita. Fui levada numa aventura maravilhosa, onde tive o prazer de conhecer pessoas incríveis com os mais diversos objetivos e ambições. A leitura flui rapidamente e quando me dei conta estava no final da jornada dos nossos personagens, ou devo dizer no começo?

Não posso falar muito, pois qualquer coisa dita há mais seria spoiler e sei que muitos de vocês não querem perder o prazer de descobrir por si mesmos os mistérios desse livro.

Recomendo que conheçam Hathor e se deliciem com a leitura.

Sobre o autor:

image

Markus Thayer é formado em Ciência da Computação e MBA em Controladoria. Sendo entusiasta por física teórica e mecânica quântica, dedica parte de seu tempo no estudo dessas ciências. E como o tempo é elástico, M. Thayer separa uma parte dele para cinema, música, leitura e outras grandes paixões, como escrever histórias de ficção e criar programas para computador.
Site do livro: http://livrohathor.blogspot.com/
Twitter do autor: @MarkusThayer

7.1.11

Resultado do sorteio 111 romances de banca.

Vamos ao nome da ganhadora do Sorteio Natalino: 16 Blogs Unidos. 111 Romances de Banca pra você!

 Caroline Thiemi hayama dos anjos

Parabéns! Você terá 3 dias úteis para responder o e-mail que será enviado fornecendo seu endereço. Você deverá receber seu prêmio dentro de 30 dias. Muito obrigada pela participação. Clique AQUI para ver o printscreen do trecho da lista onde encontra-se o ganhador.

Photobucket

Atenção: Essa promoção foi conjunta com mais 15 blogs. Cada blog é exclusivamente responsável pelo envio dos livros listados sob sua responsabilidade. Qualquer problema deverá ser tratado diretamente com a administração de cada blog. Clique AQUI para ver a lista dos blogs e dos respectivos livros que cada um é responsável.


5.1.11

A dança das sombras – Julie Garwood

a dança das sombras

Jordan buchanan está feliz porque seu irmão Dylan Buchanan e sua melhor amiga Kate MacKenna resolveram se casar. E este é um evento muito importante, pois representa a união de duas dinastias familiares. A cerimônia religiosa e a recepção transcorrem sem problemas, até que um maluco surge inesperadamente dizendo ser um dos convidados dos MacKenna. O desgrenhado e excêntrico professor de História Medieval alerta para o fato de existir uma grande inimizade entre os clãs do casal, originada em uma discórdia que teve início na Escócia, envolvendo o roubo de um tesouro dos Mackenna, perpetrado pelos Buchanan. Jordan que sempre tivera uma vida pacata e usara sua inteligência e raciocínio logico para se tornar uma empresária bem-sucedida, fica intrigada e inicia uma aventura que a leva a Serenity.

Eu sou um gênio!!! Nem tão gênio assim, já que como não sabia que era uma série, comecei a ler pelo sexto livro.

Com uma única frase matei a charada. Ops! … Matei nada não. Sou INOCENTE (Todo mundo diz isso, e eu sempre quis dizer também. rsrs), mas meu suspeito matou  adoidado!

Jordan Buchanan vai parar numa cidade chamada Serenity, uma cidadezinha no Texas, no meio do nada, atrás das Histórias de seus antepassados. Todo mundo sabe da vida de todo mundo, ou pensa que sabe. Depois que Jordan chega, a cidade deveria ter mudado de nome, de serena não tem mais nada. Num local onde o maior crime era fofocar sobre a vida alheia, agora temos três assassinatos. Jordan é a principal suspeita… Tá faltando alguma coisa nessa resenha,né?

Hum, Já sei!!! O mocinho… ele aparece já, não se desespere.

Bom, como eu ia dizendo…Jordan é a principal suspeita, nesta hora (coloca aí uma música de suspense)para salvá-la das garras do mal ou tirá-la desta cidade Maldita aparece Noah  Clayborne. Ah! o Noah (suspiros apaixonados). Agente do FBI, amigo da família, lindo, gentil e mulherengo. A única coisa que ele não contava era que “ô coisa difícil é sair de Serenity!”

Ah! de uma coisa eu tenho  certeza… Para a Jordan, abrir um porta-malas nunca mais vai ser a mesma coisa. Leia o livro que você entenderá.

Como neste ano espero que o Papai Noel me dê presente… vou começar o ano boazinha e colocar a ordem dos livros aqui, tá?

1. Heartbreaker (2000) - A Confissão.
2. Mercy (2001) O Testamento
3. Killjoy (2002) – O Prazer de Matar
4. Murder List (2004) - A Próxima Vítima.
5. Slow Burn (2005) - Marcada para Morrer.
6. Shadow Dance (2006) - A Dança das Sombras.
7. Fire and Ice (2008) - Fogo e Gelo.
8. Sizzle (2009) - Ainda não publicado no Brasil.

 


3.1.11

Esplendor da Honra – Julie Garwood

ESPLENDOR_DA_HONRA___1263923246P

Na corte inglesa medieval, a amável lady Madelyne sofre com os cruéis caprichos de seu perverso irmão, o barão Louddon. Depois, para se vingar de um crime revoltante, o barão Duncan de Wexton, o Lobo, ataca as terras de Louddon com seus guerreiros. A formosa Madelyne foi o prêmio que ele capturou... porém, ao contemplar a orgulhosa e bela dama, ele jura arriscar sua vida para protegê-la. Apesar de seu tosco castelo, Duncan demostra ser um gentil cavalheiro. Mas quando, afinal, a nobre paixão domina a ambos, Madelyne se entrega com toda a alma.
Agora, por amor, Madelyne enfrentará qualquer coisa... tão corajosamente quanto seu senhor, o poderoso e combativo Lobo.


O Mocinho

Chamar o Barão Wexton de mocinho pode parecer um pouco errado se vc ler apenas a sinopse, se ler o livro vai entender… ele desde o começo ele é doce, protetor e mesmo sem saber… muito apaixonado pela mocinha. Está com sede de vingança contra Louddon (irmão malvado de Madelyne), que violentou Adele, sua irmã. Seu plano é retirar de Louddon, sua irmã como lhe foi tirada a sua. Como ele mesmo diz: “Olho por olho”. O que ele não contava era com a possessividade de manter Madeline para si. Duncan é muito orgulhoso e um poderoso guerreiro, e rumores de que o "lobo" e é muito protetor de sua família e aqueles que servem sob seu comando. No começo, ele sabe Madelyne é diferente de outras mulheres que conheceu, ela é frustrante e ele está sempre tendo que salvá-la, e ela quase o deixa maluco, mas ele também percebe o quanto ele a ama.


A Mocinha

Madelyne não é uma mocinha qualquer… é decidida , forte e corajosa. Salva a vida de Duncan mesmo arriscando perder a sua. Cresceu sempre tentando fazer que o pai e o irmão a amasse, o que nunca conseguiu. O irmão dela gostava de abusar e assustá-la e queria transformá-la em alguém que sempre lhe obedecesse. É uma mulher amorosa e solidária jovem, aquele que tem um forte espírito cheio de coragem e vitalidade, só precisa de alguém para tirá-lo dentro dela, que depois que ela foi capturada por Duncan, é exatamente o que acontece. Seu verdadeiro eu sai, alguém que não vai deixar que o medo executar sua vida mais.

Minha opinião

A história iniciada no ano de 1099, é romântica, levemente engraçada. A autora foi feliz na escolha da personalidade dos personagens, sem exageros. Espero que este seja o primeiro de muitos livros bons que irei ler este ano. Quero agradecer a Juliana por ter me dado este livro de presente de Natal. Amigaaa, Adorei!