Menu

9.4.11

Repostagem – As Mémorias de Uma Gueixa

AS MEMÓRIAS DE UMA GUEIXA
Arthur Golden


"Memórias de uma Gueixa" é um romance fascinante, para ser lido de várias maneiras: como um mergulho na tradicional cultura japonesa, ou um romance sobre a sexualidade, e ainda, como uma descrição minuciosa da alma de uma mulher já apresentada por um homem. Seu relato tem início numa vila pobre de pescadores, em 1929, onde a menina de nove anos é tirada de casa e vendida como escrava. Pouco a pouco, vamos acompanhar sua transformação pelas artes da dança e da música, do vestuário e da maquilagem; e a educação para detalhes como a maneira de servir saquê revelando apenas um ponto do lado interno do pulso - armas e mais armas para as batalhas pela atenção dos homens. Mas a Segunda Guerra Mundial força o fechamento das casas de gueixas e Sayuri vê-se forçada a se reinventar em outros termos, em outras paisagens.

Há alguns anos eu tive o prazer de assistir o filme que foi adaptado desse livro e simplesmente fiquei encantada com o universso onde essas mulheres viviam, era como um mundo secreto cheio de encantos, amores perdidos, saudades e tristeza... Um mundo onde a beleza e a arte são apreciados na sua forma mais pura. Felizmente tive a oportunidade de comprar este livro e conhecer mais profundamente a história de Chyio ou Sayuri uma grande gueixa da época, o livro é uma descrição perfeita de suas memorias e junto de uma garotinha de nove anos percorremos um longo caminho até nos tornarmos gueixas e descrevo assim pois ao ler o livro a sensação que temos é que estamos trilhando o caminho juntas e que suas felicidades, derrotas, decepções, paixões e vitorias são nossos também.

Um livro intenso, que nos faz pensar que os momentos de felicidades devem ser apreciados o máximo possivel, pois não temos ideia do quanto irão durar.


Minha nota para esse livro é 10!



6.4.11

A Cabana – Carla Neggers

image A Cabana

Carla Neggers

Tudo o que a expert em finanças Susanna Galway queria era ter uma vida tranqüila e estável. Mas o emprego de Jack, seu marido, tornava seu sonho impossível. Jack era um policial no Texas e a diferença de estilos começou a atrapalhar a união do casal. Susanna decide, então, deixar o Texas para trás ao lado das filhas gêmeas e parte para as montanhas Adirondacks. Lá, sua tranqüilidade pode estar em risco, pois Alice Parker, ex-condenada que tem contas a acertar com Jack, decide procurá-la atrás de vingança. Com um ritmo alucinante, A cabana combina personagens verossímeis com boas doses de ação, suspense e romance.

Demorei muito tempo para ler esse livro. Começava e parava, depois voltava ao começo e reiniciava a leitura. A história é confusa por si mesma, repleta de conflitos tão tolos que ficava me perguntando em que mundo essa autora vive para imaginar problemas tão fracos.

O casal do livro estão juntos há muitos anos e são pais de gêmeas. Jack é um policial do Texas, faz parte da divisão de elite conhecida como “Texas Ranger”, sempre foi apaixonado por Suzana e não entende o motivo para ela ter saído de casa e ido passar uma temporada na casa de sua avó do outro lado do País. Aos poucos descobrimos os motivos por trás da viagem de Suzana, motivos esses que não me convenceram em nenhum momento. Suzana é uma personagem que está confusa sobre seus sentimentos durante todo o livro, inclusive quando afirma que ainda ama o marido. (Essa é fraca do juízo.)

O livro tem momentos de ação e até certo suspense em menor grau, mas nem assim se tornou interessante, cheio de diálogos ruins e por vezes confusos me vi perdida em vários momentos.

Não sei se a culpa é minha ou do livro, mas esse com certeza vai para a categoria dos piores livros lidos.

Enquanto lia este livro, li outros dois ao mesmo tempo para conseguir chegar até o final e olha que foi necessária muita força de vontade para finalizar esta leitura.


4.4.11

Pureza Mortal – J.D RoBB

Pureza Mortal

J.D RoBB

Em plena Nova York de 2059, um acontecimento chocante abala uma sociedade dependente dos avanços tecnológicos para funcionar à perfeição: um assustador e desconhecido vírus de computador, potencialmente mortal, está se espalhando entre a população, e esse vírus desconhece fronteiras.
E quando duas mortes ocorrem em circunstâncias praticamente idênticas, Eve corre em busca de respostas. Contudo, acaba se vendo obrigada a reunir coragem para enfrentar o impossível: um vírus de computador capaz de se espalhar a partir da máquina, infectar um homem, atuar em seu organismo e tomar conta de todo o seu ser.

Para quem acompanha regulamente o blog sabe o quanto sou apaixonada por essa série escrita pela Nora Roberts usando o Pseudônimo de J.D RoBB. É uma série futurista e contém todos os elementos certos para nos deixar viciados.

Esse é o 15° livro da série e mais uma vez temos um livro cheio de ação, suspense e romance (Casal lindo). Em todos os livros o casal principal é o mesmo Roarke (O homem mais perfeito criado pela mente humana) e Eve (Tenente da divisão de homicídios com mais sorte que já conheci). No decorrer da história tentamos descobrir quem são os responsáveis pela criação de um vírus mortal transmitido aos seres humanos através do computador.

Eve faz de tudo para encontrar e prender as pessoas responsáveis pela criação do temido vírus e para isso vai contar com a ajuda da inseparável Peabody. Os personagens secundários destes livros são tão presentes nas histórias que sempre fico torcendo para que eles apareçam mais e mais.

A divisão de eletrônica da policia será a nossa principal arma para enfrentar esse vírus e impedir que mais pessoas morram e claro que nosso querido Roarke será consultor especial a serviço do departamento de homicídios, afinal quem melhor para descobrir todos os segredos do que ele.

A parte romântica do livro continua maravilhosa e esse casal com certeza é um dos melhores que já tive o prazer de conhecer (Mesmo sendo no papel). Eve e Roarke aos poucos vão se conhecendo e enfrentando as dificuldades e bênçãos do casamento. Como os dois têm personalidade forte neste livro eles batem um bocado de frente, pois apesar de se amarem isso não quer dizer que precisam concordam em tudo.

Se você acompanha a série acredito que irá gostar muito desse livro e caso ainda não tenho tido o prazer de ler então mais que recomendo que comece já.

Nota 10.