Menu

6.2.13

Beije-me antes de morrer – Allison Brennan


Parecia bem típico - uma adolescente fugiu de casa para curtir uma festa, como fazia todos os fins de semana. O problema é que, dessa vez, ela não voltou. Enquanto isso, um serial killer apelidado de Estrangulador de Cinderelas, frequentador assíduo das festas undergrounds de Nova York, está se aproveitando da vulnerabilidade de mulheres drogadas. Já são três vítimas friamente assassinadas.
A agente do FBI Suzanne Madeaux está na caça desse assassino, e o investigador particular Sean Rogan está tentando encontrar a garota desaparecida. Para isso, ele conta com a ajuda de sua namorada, Lucy Kincaid. Atormentada por lembranças cruéis, Lucy está determinada a impedir que mais inocentes se deparem com o destino do qual ela mesma escapou por pouco. Sondando a psique distorcida de um assassino desumano, ela precisa confrontar os próprios medos - mesmo que isso ponha em risco o futuro emprego no FBI e a felicidade ao lado de Sean
Beije-me antes de morrer, segundo livro da  Série “Love Me to Death”, nos brinda com uma magnifica trama policial. Eu já tinha gostado do primeiro livro  “Se eu morrer antes de você” (resenha AQUI), não achei que essa continuação conseguiria ser melhor, mas ela é! A história é bem escrita, é inteligente, tem romance na medida certa para um livro policial. Os crimes, os suspeitos, a investigação  são bem desenvolvidos e me fez ter duvidas até quase o final sobre quem realmente estava assinando tantas garotas em festas regadas à drogas e sexo. Não sei se foi só eu, mas eu quase vi os queridíssimos  Eve e Roarke (Série Mortal) aparecendo para resolver os crimes. Acho que eles não apareceram só por que a Lucy e o Sean deram conta do recado. Falando nisso... Assim que li a sinopse, achei que  Lucy Kincaid e Sean Rogan (personagens principais do primeiro volume) iriam ser relegados a segundo plano e me desanimei, eles são a alma do livro. Ainda bem que foi só um lapso dos “Senhores Escrevedores de Sinopses” que não souberam explorar o que o livro tem de melhor, a sorte é que Autora soube.
Se você está atrás de um bom livro com essa tematica, eu recomento esta série. Sugiro que leia em ordem, apesar dos livros serem independentes, você entenderia melhor os dramas de cada personagem.
Veja o livro no:
computer-24843_640 copycomputer-24843_facecopyedito0 copy

Segredos de Amantes - Leanne Banks

clip_image002

Gosto muito do estilo de escrita da Leanne Banks. Suas histórias possuem elementos que sempre me agradam e este livro não foi diferente.

Calista culpa Leonardo pelo declínio social e financeiro de sua família, por isso, acha justo que ele pague seus erros casando com ela. Ela dá um jeito dele pedi-la em casamento, mas não esperava se apaixonar pelo marido. Já Leonardo deseja deixar o passado para trás, agora que conseguiu se liberta da influência negativa de seu passado, mas junto de Calista ele descobre segredos que irão mudar para sempre seu futuro.

Calista e Leonardo demoram a aceitar que estão apaixonados, por isso esperem algumas confusões nessa história.

O livro é leve e envolvente! Acho que vocês também irão gostar.

Sinopse

Do que um milionário realmente precisa? Depois de conquistar o sucesso profissional, Leonardo Grant acreditava que o casamento com a mulher certa poderia lhe garantir o respeito que o dinheiro, sozinho, não dava. Ao conhecer Calista French, percebeu que era ela a mulher com quem sonhara. Mas Leonardo não sabia que esse encontro tinha sido cuidadosamente planejado… pela própria Calista! Quais seriam suas intenções, afinal?

Link do livro no Skoob: http://www.skoob.com.br/livro/163629-segredos-de-amantes


4.2.13

Postais do Coração - Ella Griffin

capa_postais do coracao.indd

Gostei muito do estilo de escrita dessa autora! Ela consegue passar perfeitamente as emoções de seus personagens, seus anseios, medos e defeitos são transmitidos perfeitamente ao leitor.

Acompanhamos a história de Saffy, que é uma mulher bem sucedida profissionalmente, mas não se pode dizer o mesmo de sua vida pessoal. Greg, seu namorado, acredita ser perfeito. Ele é aquele personagem que já encontramos em algum momento em nossas vidas. Irritante e charmoso! Acredito que muita gente irá concordar e discordar comigo.

Jess e Colin são completamente apaixonados um pelo outro, mas enfrentam dificuldades pequenas que acabam tornando os problemas ainda maiores.

Outros relacionamentos são explorados no livro. A autora conseguiu criar uma história coesa e bem desenvolvida, ainda que alguns pontos não tenham me agradado, mas talvez vocês discordem de mim.

O único ponto negativo do livro na minha opinião, é o final que achei um tanto quanto abrupto. Eu fiquei esperando um epilogo, mas infelizmente não teve.

Esse é o tipo de livro que agrada pela quantidade de emoções contida nas páginas. Eu me emocionei em vários momentos, sem falar na raiva que senti em algumas outras.

Leia e tire suas próprias conclusões.

Sinopse

Saffy tem um trabalho incrível em uma agência de propaganda em Dublin. Ela tem sua difícil mãe a uma distância segura. E ela acredita que seu namorado ator Greg — o próximo Colin Farrell — finalmente irá pedi-la em casamento. Conor admira a linda Jess. Mas depois de sete anos e gêmeos, ela ainda não se casará com ele. Ele passa os dias ensinando adolescentes terríveis e as noites escrevendo o livro que espera que mude tudo — inclusive a mente dela. Mas está difícil de alcançar finais felizes...

Link do livro no Skoob: http://www.skoob.com.br/livro/274169


1.2.13

Uma Garrafa no mar de Gaza - Valerie Zenatti

9788565765022-500x500

“Prezado você,

Se um dia ler esta carta, saberá algumas coisas sobre mim.

Você conhecerá meu nome, minha idade, a profissão de meu pai, o nome da minha melhor amiga e até mesmo o sobrenome do meu professor de história.

De minha parte, ignoro tudo sobre você.

Imagino que você tenha longo cabelos escuros, olhos castanhos e – não sei por quê – um ar sonhador

Imagino que você fique triste com freqüência

Imagino que você tenha a mesma idade que eu, mas não sei se, aos dezessete anos, você se sente muito velha ou muito jovem.

Imagino que as batidas do seu coração às vezes se acelerem, por quem?

Imagino que você se pergunte, como eu, quem você será em dez anos, e que você não consiga ver nada com muita clareza.

Sinto muito medo e muita esperança ao escrever para você. Não tenho certeza de estar conseguindo dizer o que quero.

Talvez você rasgue esta carta. Talvez você só sinta ódio ao ouvir o nome “Israel”. Talvez você zombe de mim. Ou talvez você simplesmente não exista.

Mas, se esta carta tiver a sorte de encontrar você, se você tiver paciência de lê-la até o fim, se você pensar como eu, que precisamos aprender a nos conhecer, por mil bons motivos, e que queremos construir em meio à paz porque somos jovens, então me responda.”

As poucas páginas do livro, apenas 122, não nos diz  sobre a surpreendente aula de história que ele contém, fala sobre a vida (e sobretudo a morte) em Jerusalem e em Gaza.  Uma amizade? Um amor? Como estabelecer relação entre esses dois mundos?.  O título “Uma garrafa no mar de gaza” pode até nos passar uma ideia de romance, assim que o vi pensei logo que seria parecido com o filme “Uma carta de amor”, o que o ele não nos diz é que ali você irá encontrar relatos sobre os dois lados de uma mesma moeda. De um lado, Tal Lavine, uma Israelense cansada dos horrores da guerra, do outro lado, Naim Al- Farjuk, um Palestino cansado dos horrores da guerra. Me vi longe da minha zona de conforto logo no primeiro capítulo… uma jovem que estava a poucas horas de se casar com o amor de sua vida foi vítima de um “homem bomba”. A abordagem do tema é tensa, é densa, mas a  autora conseguiu nos passar muitas verdades sobre os conflitos no Oriente Médio com maestria e despretenciosamente. Surgiu apenas uma dúvid: Senhora autora, o seu livro vai ter continuação? Se sua resposta for “SIM” então está perfeito, irei esperar ansiosamente, mas se for “Não”, então ficou faltou um Prólogo, não é? Preciso muito saber o que aconteceu 03 anos depois!

Curiosidades:

  • O livro foi cinematografado e deverá estrear nos cinemas brasileiros em março de 2013.
  • O filme foi apresentado pela primeira vez no Festival Varilux de Cinema Francês de 2012.