Menu

22.2.14

Pipoca Com Suco: Questão De Tempo / About Time (2013)

About Time
PS: ESSE TEXTO ABAIXO PODE CONTER SPOILERS. MENTIRA! ESSE TEXTO CONTÉM SIM SPOILERS. ~mas não deixe de ler~
 

Sinopse: Ao completar 21 anos, Tim (Domhnall Gleeson) é surpreendido com a notícia dada por seu pai (Bill Nighy) de que pertence a uma linhagem de viajantes no tempo. Ou seja, todos os homens da família conseguem viajar para o passado, bastando apenas ir para um local escuro e pensar na época e no local para onde deseja ir. Cético a princípio, Tim logo se empolga com o dom ao ver que seu pai não está mentindo. Sua primeira decisão é usar esta capacidade para conseguir uma namorada, mas logo ele percebe que viajar no tempo e alterar o que já aconteceu pode provocar consequências inesperadas.

 

A primeira vez que vi a capa desse filme o julguei de maneira errada achando ser só mais um desses filmes românticos pra passar o tempo e que não agregam em nada ~pelo menos na minha vida~ a não ser na vontade de viver um desses romances fictícios. ~Meloso e tosco~

 

Logo depois de ler a sinopse já mostrei bastante interesse em assisti-lo e ao ver o trailer mais ainda, pois a temática me atrai muito. Eu adoro temas como viagem no tempo e gosto mais ainda quando é um filme  tipo drama do dia-a-dia que foge do comum dos filmes de ação e aventura.

No longa, o personagem de Tim apesar de um pouco desengonçado e tímido (aparentemente no início do filme) é bastante "cabeça" de suas metas e escolhas e deixa claro que está sempre a aprender usando seus poderes, como quando volta no tempo para tentar fazer seu amor de infância apaixonar-se por ele e vê que nenhum poder ou viagem no tempo vai fazer alguém amar você.

Após sua tentativa frustrada de conquistar o seu amor de infância, Tim decide ir para Londres, onde conhece uma moça por quem se apaixona, Mary (Rachel McAdams), e com quem mantém uma relação e passam a viver juntos. Em sua convivência com o amor de sua vida (e sua família) Tim descobre novas regras sobre seu poder de voltar no tempo e encontra-se diante de decisões as quais o seu dom não pode ser usado como ajuda.

O filme que parecia só mais uma comédia romântica água com açúcar vai se transformando numa coisa mais séria, com um foco em nos mostrar que as tão desejadas segundas chances na verdade não são necessárias se você souber viver intensamente o momento fazendo dele especial a sua maneira. Como um carpe diem.

Apesar dos furos no roteiro no quesito viagem no tempo, algumas coisas bem piegas e um humor forçado e manjado da parte do personagem mal humorado e sarcástico Harry. O filme tem muito a agradar, com uma fotografia bem colocada e belos cenários ainda conta com trilha sonora com grandes nomes como Amy Winehouse, The Killers, t.A.T.u, The Cure entre outros.

Um filme daqueles que assisti sem esperar muito e me surpreendi.

~Viva cada dia de sua vida como se fosse sua segunda e ultima chance, aproveite ao máximo.~

Nota: 

2 comentários:

  1. ja ouvi ótimos comentários sobre o filme, mas após essa resenha quero ver o filme pra ontem, aproveitar o sábado à noite!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Lucas, eu já ouvi falar desse filme, mas antes de ler seu post não estava com muita vontade de ver. Agora fiquei mais animada. ^^

    Adorei!

    Bjs

    ResponderExcluir

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.