Menu

26.5.14

O Último Passageiro - Manel Loureiro

 

O_LTIMO_PASSAGEIRO_1394751268P

Vou começar agradecendo a editora por publicar Manel Loureiro no Brasil. Desde que li o primeiro livro desse autor me tornei fã e seus livros têm lugar de destaque na minha estante.

Manel Loureiro escreve de forma tão profunda e intensa que somos tragados para dentro do universo de loucura e insanidade criado por ele. A sinopse permite que tenhamos noção do que iremos enfrentar durante a leitura, mas não chega perto de expressar a realidade de horror que vivenciei.

O livro se inicia em 1939 quando um barco de carga encontra um navio de cruzeiro abandonado em meio uma névoa sem precedentes. O que aconteceu? Onde estão as pessoas? Essas são as primeiras perguntas que nos fazemos. Ao subir a bordo do Valkirie temos a desagradável sensação que algo ruim  está a espreita, esperando o momento certo para agir. Essas são as primeiras páginas que culminam com a descoberta de um inocente bebê, que por algum motivo estranho parece ser o único passageiro do Valkirie.

Setenta anos depois somos apresentados a Kate Kilroy, jornalista, que perdeu seu marido recentemente e ainda está muito abalada por sua morte. A partir daqui é através dela que iremos conhecer os demais personagens, sem falar que seu papel é fundamental para descobrirmos os segredos do Valkirie.  Me surpreendi com Kate, ela decide assumir a última tarefa na qual seu marido estava trabalhando, e com isso embarca na maior aventura de sua vida. Não tem como não lamentar a morte de Robert, que conhecemos através das lembranças de Kate, ele é alguém tão cheio de luz e amor que lamentei bastante sua partida precipitada, sem falar que em meio a tanto horror o amor desse casal é como uma chama de esperança.

Isaac Feldman é outro personagem importante, ele torna possível recriar a ultima viagem do Valkirie, munido de tecnologia de ponto, cientistas e “protegido” por um pequeno exercito particular se imagina pronto para voltar no tempo e tentar descobrir o porquê de ter sido o único a sobreviver. Isaac é muito interessante, mas eu esperava que ele tivesse um papel maior na história, acho que Kate teve tanto destaque durante a narrativa que aos poucos esse personagem foi sendo deixado de lado. Ele sobe a bordo do Valkirie acreditando que tem controle sobre tudo, mas aos poucos o leitor percebe que o que habita dentro do navio tem seus próprios objetivos.

Entre o sobrenatural e a maldade intrínseca do homem, temos muitas cenas grotescas no livro. Momentos que me assombraram durante a noite, tanto que precisei parar a leitura e esperar amanhecer, eu não sou a mais corajosa das pessoas.

O autor conseguiu mesclar a ciência e o sobrenatural de forma perfeita, tanto que me peguei parando para pesquisar sobre alguns fatos descritos por ele, mas não consegui encontrar nada, fato que me  deixa muito feliz, ou meu desejo de algum dia participar de um cruzeiro seria totalmente extirpado de minha pessoa.

A capa desse livro é linda e retratou perfeitamente o ambiente sombrio do Valkirie.  Espero que vocês tenham a oportunidade de ler e voltar aqui para discutir comigo sobre o livro.

Recomendo!

Sinopse

Agosto de 1939. Um enorme transatlântico chamado Valkirie aparece vazio e à deriva no Oceano Atlântico. Um velho navio cargueiro o encontra e decide rebocá-lo até o porto, mas não sem antes descobrir que nele há um bebê de poucos meses... e algo mais que ninguém é capaz de identificar. Por volta de setenta anos depois, um estranho homem de negócios decide restaurar o misterioso transatlântico e repetir, passo a passo, a última viagem do Valkirie. A bordo, presa em uma realidade angustiante, a jornalista Kate Kilroy busca uma boa história para contar. Mas acabará descobrindo que somente sua inteligência e sua capacidade de amar podem evitar que o transatlântico pague novamente um preço sinistro durante o percurso. Inquietante. Enigmático. Viciante. Bem-vindo ao Valkirie. Você não poderá desembarcar…mesmo se quiser.


2 comentários:

  1. realmente parece um livro que prende a atenção do começo ao fim!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Maravilhoso, assustador, incrível e com um final totalmente plausível.
    Amei!
    Quero ler mais do autor.
    Bjs

    ResponderExcluir

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.