Menu

16.6.14

Proposta Inconveniente – Patricia Cabot

image description Se você é como eu e compra livro pela capa, será impossível não se encantar com este. Quando recebi fiquei uns 5 minutos analisando cada detalhe e suspirando feliz de ter em mãos algo tão bonito.

Patricia Cabot é o pseudônimo da conhecida Meg Cabot. Apesar de algumas similaridades na escrita, o estilo da trama é totalmente diferente. Direcionado ao público adulto temos muitas cenas quentes entre os personagens, fato que muito me agrada.

As mocinhas da Patricia são sempre muito resolvidas, correm atrás do que desejam, medo é palavra inexistente pra elas, já teimosia é o tipo de palavra sem a qual não podem viver. Seus mocinhos são deliciosamente canalhas revestidos com um falso polimento de civilidade, afinal são livros históricos, onde o pudor e boa reputação são tudo.

Payton Dixon foi criada por seus quatros irmãos mais velhos em alto mar, donos de uma companhia de navegação foi ensinada desde cedo a como conduzir um navio, manter a tripulação sobre controle, escalar mastros e fazer mapas, tudo isso vestida como um homem e praguejando como homem, sua única ambição é ter seu próprio navio e quem sabe conseguir que Connor Drake perceba que ela cresceu.

Os irmãos de Payton foram os responsáveis pela minhas risadas. Os trechos em que aparecem são engraçados, nos permitem ter noção da dinâmica dessa família nada convencional.

Connor saiu de casa cedo e graças a família Dixon se tornou um dos melhores capitães da companhia Dixon, nunca viu Payton como mulher, até que um dia ela aparece vestida com um espartilho que realça sua natureza feminina. Infelizmente ele irá se casar no dia seguinte.

Tudo acontece muito rápido, logo de cara somos jogados na festa pré-casamento de Connor. Quando ele dá de cara com Payton vestida como mulher é que percebe que está cometendo um erro ao se casar com outra, mas como é honrado não pode fazer nada para cancelar o casamento, ainda bem que Payton pode.

Quando enfim as coisas entre Payton e Connor se concretizam somos presenteados com momentos repletos de sensualidade. Connor não perde tempo em ensinar a Payton os prazeres que um casal apaixonado pode viver. Gente, essa Payton é curiosa demais… Hahahaha

Eu comentei com a Thalita que o livro tem tudo para ser excelente, mas a mania da Patricia de detalhar demais a situação criando enredo elaborados demais, me fez classificá-lo como bom. (03 estrelas no skoob). Se fosse um livro introdutório a alguma série, eu até entenderia, mas esse livro é volume único, ou seja, precisa focar o desenrolar do romance, porque quando finalmente se concretiza já estamos na metade. Pessoalmente eu prefiro embates amorosos, a descrições infinitas.

Abaixo vocês podem conferir os demais livros da autora usando o pseudônimo de Patricia Cabot.

1. A Rosa do Inverno -  Resenha.
2. Rosa Selvagem -  (ainda não lançado no Brasil)
3. Retrato do Meu Coração – Resenha.
4. Proposta Inconveniente.
5. Um pequeno Escândalo - (ainda não lançado no Brasil)
6. A Dama da Ilha.
7. Aprendendo a Seduzir – Resenha.
8. Pode Beijar a noiva.
9. The Christmas Captive  (ainda não lançado no Brasil)

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Meg_Cabot#Romances

Sinopse

Apaixonada pelo capitão Connor Drake, Payton sonha em ser capitã de seu próprio navio. Ela cresceu desejando essa profissão exclusivamente masculina, mas agora deve abdicar disso tudo para conseguir um bom marido. O problema é que Connor só percebe seus sentimentos por Payton na véspera de seu casamento com outra. Quando o barco dos noivos parte rumo às Bahamas, ele é atacado e resta a Payton se infiltrar num navio pirata para salvar a vida do seu amado. A coragem une os dois, e o resgate pode gerar mais frutos do que ela imaginou.

Livro no Skoob: http://www.skoob.com.br/livro/390572


11 comentários:

  1. os livros da Patricia tem uma capa incrivel! sempre tão bonitas!
    do enredo, me cativo pelos romances históricos e sinto que a forma dela de escrever pode me conquistar!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Ju, querida, eu tb me apaixono por capas bonitas e títulos sugestivos. Mas daí a comprar, só se a sinopse me convencer ou alguma resenha positiva de quem prezo a opinião.
    Nunca li Cabot, seja Meg ou Patrícia. Compreendo qdo vc diz que a coisa demora na descrição e só desenrola ns metade. Até gosto de detalhes bem esmiuçados, mas só quando não enrolam...
    Gostei desse livro, pena não ser aquilo tudo que a beleza da capa supõe.
    Ótima resenha! Beijo!

    ResponderExcluir
  3. Essa capa é mesmo linda e adoro esses romances da Patrícia. *-*

    ResponderExcluir
  4. Oi!

    Também postei a resenha ontem, não é o melhor da autora, mas tem a capa mais bonita rsrs

    Bjs

    http://www.viajenaleitura.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi, tudo bem?
    Em primeiro lugar tenho que dizer: adorei a capa.
    Adoro livros que provocam risadas, essa família parece ser muito legal.
    Nunca li nada da Patricia Cabot, mas já li da Meg e a amei a narrativa!
    Beijos... Samantha Culceag.
    * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir
  6. Estou achando o livro maçante demais. Deve ser a obra da Patricia Cabot que mais demorei a ler...
    Mas, não existe nenhuma possibilidade de não concordar com você me relação à capa, esta é belíssima.
    Embora, por causa do tema do livro fosse mais interessante que houvesse alguma referência náutica.
    Bjks

    ResponderExcluir
  7. Alguém sabe se consigo encontrar o livro em PDF para download?

    ResponderExcluir
  8. A Rosa Selvagem é o mesmo livro que A Rosa do inverno.Ambos tratam sobre Edward e Pegeen, mas o primeiro é a versão portuguesa e o segundo é a versão brasileira.

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Achei incrível o livro um dos melhores que já li terminei ele em 2 dias mais torcia para encontrar um segundo volume.

    ResponderExcluir

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.