Menu

18.7.14

Escândalos Privados – Nora Roberts

 

20140205-140324

Deanna Reynolds tinha sua vida planejada: começaria trabalhando em uma pequena emissora de TV em Chicago e, em alguns anos, se tornaria uma famosa apresentadora, comandando seu próprio programa. E ela parece estar no caminho certo, principalmente porque uma estrela da televisão, a geniosa Angela Perkins, decide ser sua mentora. O que Deanna não suspeita, porém, é que Angela não é nada ingênua. Ao se oferecer para ensinar o que sabe à novata, a famosa apresentadora pretende também controlar a ambiciosa e talentosa Deanna. Quando Angela aceita uma grande oportunidade em uma emissora de Nova York, Deanna assume o seu lugar, apresentando, então, seu próprio talk show. Em apenas cinco anos, ela se torna a personalidade número um da TV de Chicago, e as duas acabam virando rivais na concorrência direta pela audiência. Nora Roberts, mais uma vez, consegue juntar todos os elementos de uma grande história: romance, suspense e um cenário fascinante. Os bastidores da TV nunca foram tão envolventes – e assustadores.

 

Não sei se isso acontece só comigo, mas  escrever uma resenha de um livro que eu amei é sempre mais dificil do que de um que eu não gostei. Nunca sei como começar, o que dizer, tenho medo de não conseguir passar o que realmente me impressionou no livro. Perguntei para uma amiga, também blogueira, como eu devia começar, ela disse que eu descrevesse os personagens, isso não me ajudou nem um pouco! Como dizer como o Finn é lindo? O quanto a Angela me assustou e irritou? e A Deanna…o que dizer dela? Acho que pode ser um ponto de partida, então vou tentar começar por aí…

Não é segredo nenhum que o livro começa com a morte de Angêla, essa personagem me fez tremer de raiva, sorte que eu já sabia que ela já estava morta, por que a vontade que tive, foi de  matá-la toda vez que aparecia. Ela era arrogante, usava a infância pobre e sofrida como desculpa para todas as atrocidades que queria fazer. Usava e abusava do poder que a visibilidade da TV lhe dava. O livro começa com a sua morte e retrocede no tempo para nos mostrar como foi em vida. Não é a personagem principal, mas rouba muitas vezes a cena!

Deanna é a mocinha, que no começo do livro achei meio insípida. Certinha demais,  muitas vezes capacho  da Angêla, não se impõe até uma certa parte da história. Com alguns acontecimentos vai mudando um pouco de postura e crescendo tanto profissionalmente, quanto pessoalmente. Começamos ver que tem pulso firme, é ambiciosa, mas tem a capacidade de dosar e reconhecer que não se cresce sozinha. Se apaixona pelo Finn ,  ah! o Finn! ( suspiros apaixonados), mas tem horas que dá vontade de dar uns bons supapos na Dee pra ver se ela sai de cima do muro. Tem um admirador secreto (por falta de palavra melhor) que de tão obcecado começar a cometer crimes em nome do amor que diz sentir por Deanna. Não consegui descobrir a identidade do individuo até quase o final, desconfiei desde sempre, mas certeza, certeza… Só quando a Nora disse com todas as letras .

Agora vamos  falar do  meu mocinho  Finn “Lindo Gostoso Maravilhoso” Riley. Correspondente de guerra (a cara do perigo!), já aterrisa na história causando - literalmente -  O avião que estava sofre uma pane, e tem um pouso forçado e o James bond que há nele continua lindo e fazendo uma série de reportagens ´para quando sair vivo da situação ter o que contar. No passado teve um caso com Angêla, mas se interessa quase que imediatamente por Deanna, faz o possível e o impossível para descobrir quem é o “ admirador-  perseguidor-psicopata” dela, e tenta protegê-la como pode. Tem como não cair arriada os quatro pneus por um cara desses?

Não tem como terminar uma resenha sem “rasgação de seda” para Nora Roberts, Escândalos Privados consegue ser mais um livro de sucesso dessa autora,  que quase sempre consegue dosar de maneira explêndida romance, suspense, drama, personagens de personalidade  forte e mocinhos cativantes.


6 comentários:

  1. Amei esse livro, tive ganas de matar aquela Angela, mas o "admirador" matou antes, kkk
    Nora como sempre arrasando!
    Ótima resenha Thalita, dá aquela vontade de reler algumas partes, rsrs.
    bjs

    ResponderExcluir
  2. ainda não li, mas a Nora é sempre diva então ta na lista de desejados
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Amoooo de paixão e com muita loucura os livros da Nora!!! sou louca pelo Roarke, mas esse Finn parece ter algo a mais hahahahaha.

    Entrou para a listinha de desejados!

    :*

    ResponderExcluir
  4. Tenho esse livro aqui em casa, eu o encontrei no sebo em excelente estado. Ainda não o li,mas em se tratando da minha Diva mor o livro deve ser muito bom.

    ResponderExcluir
  5. Nossa livros da Diva sempre me dão vontade de ler só pela capa, qndo leio resenhas msm fico histérica, louca para ler esse!

    ResponderExcluir
  6. ola, procurando a resenha deste livro a sua me inspirou, achei muito boa, gosto demais da Nora e as vezes tenho até medo de me decepcionar , mas como sempre acho que não vai acontecer, muito obrigada

    ResponderExcluir

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.