Menu

19.9.14

Eu, Christiane F. - A Vida Apesar de Tudo - Christiane V. Felscherinow

 

Sinopse:
A história de Christiane F. deu a volta ao mundo. Milhões de pessoas cresceram com as confissões dilacerantes da adolescente alemã de 13 anos, drogada, prostituída. Mas e depois disso, o que aconteceu? Em Eu, Christiane F., a vida apesar de tudo, captado por Sonja Vukovic, a mundialmente famosa protagonista se entrega com franqueza e pudor surpreendentes, contando tudo sobre sua “segunda vida”.
A primeira obra originou-se do próprio interesse de Christiane em romper o silêncio e relatar sua história aos jornalistas Kai Hermann e Horst Rieck. O livro trazia no início um trecho do processo, em que ela, colegial e menor de idade, é acusada de consumir, de maneira contínua, substâncias e misturas químicas proibidas por lei. Foi acusada também de ter-se prostituído com o propósito de obter dinheiro para sustentar o vício.
Trinta e cinco anos depois da edição original, Christiane V. Felscherinow retorna àqueles tempos que se seguiram à publicação do livro e às diferentes etapas de sua vida até os dias de hoje: dos anos felizes na Grécia à sobrevivência na prisão, do combate ao vício aos encontros com seus ídolos do rock, da aparição de um anjo da guarda aos momentos de felicidade com seu filho Phillip.
Quando tinha 15 anos - o que não faz muito tempo isso -, tive acesso ao livro Christiane F., 13 anos Drogada e Prostituída. Naquele momento estava no auge da minha adolescência, tinha uma ponta de rebeldia despontando em mim e ler esse livro seria essencial para tal rebeldia. Logo nas primeiras páginas não conseguia parar de ler, porque a história de uma garota quase da minha idade - a idade dela no livro, quero deixar bem claro esse detalhe - , passava por uma fase super complicada, onde drogas e prostituição era o seu foco principal.
 
 
Depois de ficar bestificada com tamanha experiência dessa garota, corri para locadora, peguei o filme e para meu espanto, constatei o quanto fiel era ao livro. Resumindo, desde aquela época fiquei curiosa para saber como ficou a vida de Christiane após uma experiência como aquela, se ela havia melhorado, se conseguiu progredir na vida, etc. E eis que a Bertrand lança a resposta, através do livro Eu, Christiane F. - A Vida Apesar de Tudo,  contada pela própria.
Primeiramente já aviso para quem não conhece a história do livro anterior e quer iniciar a leitura do atual, não entenderá muita coisa. Para ser sincera, até eu mesma não entendi quase nada, vou tentar me justificar.
Nas primeiras páginas há uma retrospectiva da época onde tudo começou e em seguida a própria Christiane F. - hoje com mais de 50 anos - começa a relatar o que lhe aconteceu após a reviravolta que o livro e o filme lhe causaram e como está vivendo hoje. Um detalhe muito importante que não posso deixar de comentar é que o primeiro livro ela relatou todos os fatos de sua vida até os 13 anos aos repórteres Kai Hermann e Horst Rieck que editaram e o escreveram. Já o de agora é escrito pela própria, acho que foi por esse motivo que no decorrer da leitura várias passagens ficaram muito confusas.
Não há como dizer que a história é ruim, até porque é real e pelo histórico da nossa protagonista sua vida após o sucesso só declinou. Sério gente! E eu que imaginava que ela estaria curada do vício da heroína, pelo contrário, através da fama só teve mais acesso a droga. Participava de festas badaladas com bandas de rock famosas como Van Halen e AC/DC, onde literalmente drogas, sexo e rock holl (não necessariamente nessa ordem), eram os ingredientes principais.
Fora que, ao que consegui entender, ela só tinha usuários em seu ciclo de amizade, o que dificultava ainda mais a saída do vício. E sempre que aparecia uma droga nova, experimentava. Nesse ponto, podemos até defini-la como um ratinho de laboratório, pois não estava nem aí e testava tudo que vinha pela frente. Além de tudo, aos 23 anos foi presa por porte ilegal de drogas. Em um determinado momento de seus relatos, conta que foi proibida de entrar na Suíça por dois anos. Fora que seus relacionamentos, não tinham nada de normais, muito menos saudáveis.
 
Se eu continuar contando tudo que aconteceu com Christiane F., primeiro não conseguiria terminar essa resenha e você ao final, estará se perguntando como uma pessoa conseguiu sair viva depois de tantos anos - e põe anos nisso - dessa cilada que se chama: Drogas. Lógico que a nossa garota não saiu ilesa e até hoje sofre as consequências de sua vida desenfreada e tais consequências vou deixar para que vocês descubram sozinhos para não esticar muito.
Finalizando, na minha opinião acho que a leitura seria bem mais produtiva se talvez um escritor profissional, ou até mesmo, um repórter como foi no anterior, a tivesse escrito. Tive grande de dificuldade de entender o que ela quis contar, devido ao grande número de informações em uma única frase e ao final era como se não tivesse dito absolutamente nada que influenciasse ao que estava relatando.
Espero que tenham gostado e até a próxima!!!
 

3 comentários:

  1. não seria uma história que eu leria, mas conheço muita gente que ficaria encantada com a possibilidade de ler, pois além de tocante é real! é mais uma falta de afinidade
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Primeira vez que visito seu blog e amei se puder de uma olhada nesse blog ai ele e otimo fala sobre uma serie de livros que e simplesmente maravilhosa eu comesei a visita esse blog e amei pufavo visite la e comentemhttp://garotasdaruabeacons2.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. http://garotasdaruabeacons2.blogspot.com.br visita lá xauzim bjs

    ResponderExcluir

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.