Menu

28.10.14

21.12 - Dustin Thomason

 

2112

Outro dia pesquisando entre as publicações da Editora Paralela me deparei com esse livro, imediatamente despertou meu interesse pela temática, sou fã do gênero e sempre que tenho oportunidade faço questão de ler.

21.12 nos remete ao final do ano de 2012 e a teoria que o mundo iria acabar conforme previsto pelos Maias. Claro que o mundo não acabou, afinal já estamos em 2014, mas na época muita gente ficou assustada, depois de ler esse livro eu entendo o motivo. O autor usou e abusou da ficção, mas alguns dos seus elementos são bem reais, foi fascinante aprender mais sobre a cultura maia, a genialidade de um povo  que até hoje não se tem certeza dos motivos por trás do declínio de sua sociedade. Apesar das diversas linhas de estudo, não existe certeza sobre o que realmente ocorreu.

Dr. Gabriel Stanton é apaixonado por seu trabalho, que  é  descobrir os mistérios por trás do funcionamento dos Príons, moléculas protéicas que possuem propriedades infectantes, causando doenças gravíssimas, sendo a mais conhecida  a “vaca louca” que é altamente mortal. Ao receber uma ligação informando que existe a suspeita de um caso de Insônia resultante de uma infecção, imediatamente ele desacata a hipótese, afinal, algo desse tipo é quase impossível de acontecer, ou não?

O enredo é tão bem escrito que me senti dentro da história, apesar dos inúmeros temos técnicos e médicos, entendi perfeitamente a progressão da doença e por entender tão bem é que me vi totalmente e completamente assustada com a progressão apresentada. Aos poucos o autor nos permite conhecer a dimensão do caos que se instalar no mundo e como a sociedade lida com isso.

Chel é doutora em cultura maia e também descendente desse povo misterioso. Ao receber um Códex roubado, extremamente importante e desconhecido, acaba se envolvendo com o Dr. Stanton. Seu papel é de extrema importância para a resolução do caos que está atingido o mundo. O códex é traduzido por Chel, sua história é única e irá nos levar ao antigo esplendor Maia, também é quem irá nos explicar o porque dos acontecimentos.

Esse é um livro fascinante, envolvente e empolgante.

 

Sinopse

Em Los Angeles, nem todo mundo acreditava que o mundo de fato acabaria em 21 de dezembro de 2012 - luzes vermelhas e verdes decoravam cada canto da cidade para as festas de fim de ano. Assim, no dia 11 de dezembro - como fazia todos os dias -, o dr. Gabriel Stanton acordou cedo, passeou pelo calçadão de Venice Beach e parou no Groundwork Café, antes de seguir para seu laboratório no Centro Príon de Controle de Doenças. Ao chegar lá, contudo, recebeu uma ligação. Urgente. Enquanto isso, Chel Manu, uma importante pesquisadora em linguística e epigrafia maia do Getty Museum, é interrompida em seu escritório por um comerciante do mercado negro de antiguidades que - desesperado - implora para que ela guarde por um tempo a sua aquisição mais recente. No fim do dia, Stanton, o maior especialista do mundo em doenças priônicas, estará às voltas com um paciente guatemalteco cujos sintomas confundem e aterrorizam. E Chel, a jovem estrela no campo dos estudos maias, terá diante de si um artefato ilegal que pode conter a resposta para um dos grandes enigmas da história; por que os reinos maias desapareceram da noite para o dia. Isso tudo num momento em que a nossa própria civilização pode ter o mesmo destino. Numa corrida contra o tempo - ao longo dos poucos dias que restam antes 21 de dezembro de 2012 - Stanton e Chel terão de unir forças para evitar que o pior aconteça.


1 comentários:

  1. apesar do bom enredo não consegui me envolver muito com a trama

    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.