Menu

7.5.14

Mar de Rosas - Nora Roberts

 

mar_de_rosasEm Mar de rosas, segundo livro da série Quarteto de Noivas, o amor floresce junto com os primeiros botões da primavera. Este romance vai fazer você ter vontade de dançar num jardim, sob a luz do luar. Emma Grant é a decoradora da Votos, empresa de organização de casamentos que fundou com suas três melhores amigas de infância – Mac, Parker e Laurel. Ela passa os dias cercada de flores, imersa em seu aroma, criando e montando arranjos e buquês. Criada em uma família tradicional e muito unida, Emma cresceu ouvindo a história de amor dos pais. Não é de espantar que tenha se tornado uma romântica inveterada, cultivando um sonho desde menina: dançar no jardim, sob a luz do luar, com seu verdadeiro amor. Os pais de Jack se separaram quando ele era garoto, e isso lhe causou um trauma muito profundo. Ele se tornou um homem bonito e popular entre as mulheres, porém incapaz de assumir um compromisso. Quando Emma e suas três amigas fundaram a Votos, foi Jack, o melhor amigo do irmão de Parker, quem cuidou de toda a reforma para transformar a propriedade no melhor espaço para casamentos do estado. Os seis são praticamente uma família. E justamente por isso Emma e Jack nunca revelaram a atração que sentiam um pelo outro. Mas há coisas que não podem ficar escondidas para sempre. Mar de rosas é uma história ardente, sexy e divertida sobre as vantagens e os desafios que surgem quando uma grande amizade vira paixão.

ShabbyBlogsDividerE

Ah! Nora e seu poder de me deixar dias e dias acreditando em contos de fadas  (suspiros apaixonados). Livros desse tipo deveriam ser proíbidos (sqn), eles só te fazem sonhar com principes encantados montados em um cavalo branco, vindo em sua direção para te salvar do marasmo total! Além de me fazer acreditar em amor eterno, a Nora ainda me faz torcer, fervorozamente, pelo casal do livro,  como se eles fossem meus amigos íntimos e reais, mas na verdade eles o são, pelo menos naquele momento de entrega total à leitura ou até que venha o próximo casal “fodástico” da Diva Nora Roberts. Desta vez, o meus mais novos amigos do peito são Emmaline "Emma" Grant. e Jack Cooke, criados juntos desde que se lembram, complementam o grupo: Parker, Mac, Laurel e Del. Sempre tiveram uma quedinha  um pelo outro, mas nunca assumiram por medo de  se magoarem, ou dividir os amigos se o romance não desse certo. Emma é apaixonada por flores, desde sempre, e quando a brincadeira de fazer casamentos com suas três amigas mais queridas, se torna a “VOTOS”, ela se torna a decoradora da empresa. Profisssional dedicada, alegre por natureza, romântica incurável, acredita piamente no amor e sonha com o principe encantado, música e valsa numa noite enluarada em um jardim florido. Concordo com a Parker, a Mac e a Laurel  que dizem: Se ela não fosse tão fofa, tanta felicidade daria raiva! Jack, por outro lado, é “pé-no-chão” não acredita no amor verdadeiro e duradouro, até por que seus pais pareciam felizes e mesmo assim o amor não sobreviveu a vida toda. Mesmo com receio eles entram em um relacionamento e… as coisas pegam fogo! ( Não basta ter romance, tem que ter pegação de fazer inveja!!!)

Ah! o livro também nos dá pequenos vislumbres sobre o que nos aguarda nos próximos livros. Confesso que estou super ansiosa pelo livro do Mal e da Parker( 4º livro da série Quarteto de Noivas), tenho certeza, que vou passar meses com coraçõeszinhos saltando dos olhos.


5.5.14

Azul da Cor do Mar – Marina Carvalho

 

CAPA-Azul-da-cor-do-mar

Virei fã da escrita da Marina Carvalho quando li Simplesmente Ana (super indico), pois ela escreve de maneira simples que prende, emociona e nos evolve.

Nesse livro conhecemos Rafaela, uma jovem estudante de jornalismo, que tem três irmãos, é alegre, divertida e que leva os estudos muito a sério. Ela acabou de entrar na vaga concorridíssima de estagiaria do jornal mais importante do estado, o Folha de Minas.

Mesmo conseguindo o tão sonhado estagio, Rafa não terá um trabalho fácil, pois que terá que ser a sombra e ajudar nas reportagens investigativas que Bernardo, o repórter investigativo mais importante do jornal e também o ser mais insuportável do mundo, segundo a Rafa. Ela acaba cobrindo importantes julgamentos, investigando suspeitos assassinatos e ate entrevistando traficantes e acaba caindo nas maiores enrascadas e com isso ela consegue destaque no jornal e chama a atenção de Bernardo, que passa a olhar o trabalho da Rafa mais de perto e a confiar nos palpites e nas opiniões e textos dela.

Rafa guarda um segredo, quando tinha onze anos e estava de férias na praia ela viu ao longe um Garoto com uma mochila xadrez e ficou encantada com a cena que presenciou e agora já adulta ainda escreve cartas para o Garoto e conta para ele tudo que contaria se ele estivesse na sua frente por isso anda sempre com o seu caderninho.

Não quero escrever muito, pois não quero estragar a leitura, já que o livro é muito bom, rapidinho acaba e ainda deixa aquela sensação de querer mais. Em certos momentos pode ate parecer previsível, mas a estória é tão boa que não perde em nada. Os diálogos são bons, as brigas da Rafa com o Bernardo, com a Gisele (uma amiga ou ex-amiga que não desejo a ninguém) são hilárias. E o final do livro é lindo, Marina Arrasou!

Ai você quer saber se recomendo né? É claro que recomendo muito e recomendo também como já citei acima o outro livro da Marina, Simplesmente Ana.

Esta resenha foi escrita por Marilia Kelvia, colaboradora do blog.

Facebook: https://www.facebook.com/marilia.kelvia


3.5.14

#Novidades da Editora Charme – Trilogia The Plus One Chronicles - Jennifer Lyon

 

19086035

A editora Charme está chegando com tudo, todo dia tem novidade! É muito bom perceber que essa editora irá trazer autoras inéditas para o Brasil e bem no estilo que aguardamos com ansiedade.

Em 2015, será publicado a trilogia hot The Plus One Chronicles, da autora best-seller Jennifer Lyon.

“A trilogia, composta pelos livros: A proposta, Possessão e Obsessão, conta a história da proposta feita pelo ex-lutador de MMA, Sloane Michaels à bela, mas traumatizada, Kat Thayne, que os envolverá em uma paixão ardente, onde, porém uma obsessão abrasadora pode separá-los”

Sobre a autora:

Jennifer Lyon é uma autora Best-Seller, que vive no sul da Califórnia, onde ela planeja continuamente formas de convencer seu marido que eles deveriam ter um cachorro. Até agora, ela falhou em seu esforço de conseguir um cachorrinho. Ela se consola derramando a sua paixão em escrever livros. Até o momento, Jen já publicou mais de quinze livros, incluindo uma escaldante série paranormal e uma série sexy de romance contemporâneo como Jennifer Lyon, além de uma variedade de romances contempoâneos sob o nome Jennifer Apodaca.

Ela ganhou prêmios e teve seus livros traduzidos em vários idiomas, mas ela ainda não encontrou uma forma de convencer o marido de que eles precisam de um cão. 

Site da autora: http://jenniferlyonbooks.com

Facebook: https://www.facebook.com/jenniferlyonbooks


1.5.14

Diga Aos Lobos Que Estou Em Casa - Carol Rifka Brunt

 
 
Diga Aos Lobos Que Estou Em Casa - Carol Rifka Brunt
 
Sinopse:
 
1987. Só existe uma pessoa no mundo inteiro que compreende June Elbus, de 14 anos. Essa pessoa é o seu tio, o renomado pintor Finn Weiss. Tímida na escola, vivendo uma relação distante com a irmã mais velha, June só se sente “ela mesma” na companhia de Finn; ele é seu padrinho, seu confidente e seu melhor amigo. Quando o tio morre precocemente de uma doença sobre a qual a mãe de June prefere não falar, o mundo da garota desaba. Porém, a morte de Finn traz uma surpresa para a vida de June – alguém que a ajudará a curar a sua dor e a reavaliar o que ela pensa saber sobre Finn, sobre sua família e sobre si mesma. No funeral, June observa um homem desconhecido que não tem coragem de se juntar aos familiares de Finn. Dias depois, ela recebe um pacote pelo correio. Dentro dele há um lindo bule que pertenceu a seu tio e um bilhete de Toby, o homem que apareceu no funeral, pedindo uma oportunidade para encontrá-la. À medida que os dois se aproximam, June descobre que não é a única que tem saudades de Finn. Se ela conseguir confiar realmente no inesperado novo amigo, ele poderá se tornar a pessoa mais importante do mundo para June. "Diga Aos Lobos Que Estou Em Casa" é uma história sensível que fala de amadurecimento, perda do amor e reencontro, um retrato inesquecível sobre a maneira como a compaixão pode nos reconstruir. ”
 
Resenha
 
De uma família com quatro pessoas, pai, mãe, 2 irmãos, surge um tio do lado materno, Finn, que toma conta da parte dramática e ao mesmo tempo emocional do livro. Finn é um artista talentoso, sem amarras com a vida, sem pretensões, gay e aidético.
A única coisa que o desestabiliza, é não haver mais tempo, mas tem um apego enorme pela sobrinha June, no qual é retribuído, o que não acontece com a sua outra sobrinha Greta mais velha que June, que não gosta de ninguém. É uma jovem azeda mais inteligente.
 
Antes de morrer, Finn pinta um quadro com as duas sobrinhas. Era mais uma estratégia para poder ficar perto da família, principalmente de June. E cada domingo que iam para posar, o quadro se adiantava, mas não tanto quanto o artista queria.  O que era o máximo para June, era uma obrigação maçante para Greta.
 
June é uma espécie de patinho feio da família, sem muita comunicabilidade, exceto com o tio. Sua irmã Greta 2 anos mais velha, não nutre aquela cumplicidade de irmã, mas alguns anos atrás eram inseparáveis, até o retorno de Finn. Elas passam boa parte do ano, vendo os pais apenas no café da manhã e a noite, por conta do trabalho que executam. Há muitas coisas que giram em torno do quadro das sobrinhas, tipo depois de pronto ninguém o quer, em nenhum lugar da casa. Então ele foi parar no caixa forte de um banco. E quem quisesse vê-lo que usasse a sua própria chave. Diante de tantos acontecimentos e incerteza, será que Greta explicará a frieza com a qual trata a irmã? Será que o quadro feito por Finn, ficará guardado no banco ou alguém o descobrirá?
"O sol continuava escorrendo para longe, e imaginei quantas coisas pequenas e boas do mundo poderiam estar se apoiando nos ombros de algo tão terrível."
"Diga Aos Lobos Que Estou Em Casa"é uma história bem escrita, com argumentos convincentes, mas sem brilho e monótono. Não estou dizendo que o livro seja ruim, porque não é! Mas em minha opinião faltou algo a mais. Algo que me deixasse fissurada pra descobrir mais coisas, com toda certeza esse foi o livro que mais demorei em ler.
Esse livro enfatiza 3 coisas:
1 – O personagem Finn não desaparece depois de morto, porque Toby toma o seu lugar e aí em vez de um, são dois a ocupar a mente e o coração de June e posteriormente de Greta;
2 – Apesar da ojeriza que a família de June, nutri por Toby, ela  luta desesperadamente até esse quadro ser revestido;
3 – O quadro com as sobrinhas colore um pouco o cenário desse livro.

"[...] Esse é o segredo. Se você garantir que é exatamente a pessoa que esperava ser, se sempre garantir que conhece apenas as melhores pessoas, então não vai se importar de morrer amanhã."

 
Título: Diga Aos Lobos Que Estou Em Casa
Autor(a): Carol Rifka Brunt
Editora: Novo Conceito
Número de Páginas: 464