Menu

30.6.14

A Invenção das Asas - Sue Monk Kidd

A_INVENCAO_DAS_ASAS_1387406955P

 

Edição: 1
Editora: Paralela
ISBN: 9788565530484
Ano: 2014
Páginas: 328

Em sua terceira obra, Sue Monk Kidd, cujo primeiro livro ficou por mais de cem semanas na lista de mais vendidos do New York Times, conta a história de duas mulheres do século XIX que enfrentam preconceitos da sociedade em busca da liberdade. Sue Monk Kidd apresenta uma obra-prima de esperança, ousadia e busca pela liberdade. Inspirado pela figura histórica de Sarah Grimke, o romance começa no 11º aniversário da menina, quando é presenteada com uma escrava: Hetty “Encrenca” Grimke, que tem apenas dez anos. Acompanhamos a jornada das duas ao longo dos 35 anos seguintes. Ambas desejam uma vida própria e juntas questionam as regras da sociedade em que vivem.

A Invenção das asas é um romance que comove, apaixona e aproxima o leitor do drama da escravidão. Fatos e personagens históricos são inseridos na ficção para recontar a história das irmãs Grimké, abolicionistas e feministas norte-americanas do século XIX. Lutando corajosamente pela liberdade dos escravos, as duas mulheres também empreenderam uma batalha contra a desigualdade de gênero.

Tendo como cenário a cidade de Charleston, no sul dos Estados Unidos, início do século XIX, a narrativa alterna os capítulos com as vozes de Sarah Grimké e Hetty ‘Encrenca’, respectivamente sinhazinha e escrava. Ao longo de mais de trinta anos acompanhamos a luta dessas mulheres, desde a infância, quando ‘Encrenca’ é dada para Sarah como presente de aniversário, para servir-lhe de companhia. A recusa de Sarah em apropriar-se da garota inicia a luta que travará até o fim de seus dias.

Sob a perspectiva de Sarah, a autora fala da eminente abolicionista que reivindicou mais que a libertação dos escravos: queria uma sociedade justa e a pacifica convivência entre brancos e negros, homens e mulheres. Ainda menina, horrorizada com as punições impostas aos escravos, demonstra claro interesse pela área jurídica, influenciada pelo pai (juiz conceituado), sonhando ser advogada. Coisa impossível para a época, quando as mulheres não tinham outro destino que não fosse um bom casamento, a criação dos filhos e os cuidados com a casa e a criadagem.

“Eu não sabia explicar à época como uma árvore mora dentro de sua semente ou como eu de repente soube que do mesmo modo enigmático algo vivia dentro de mim - a mulher que eu me tornaria -, mas eu parecia saber subitamente quem ela era.” (Sarah, p. 24)

Hetty ‘Encrenca’ - cuja alcunha é seu ‘nome de escrava’ - é uma personagem cativante, que transita entre a dor e a esperança. Ao lado da mãe, a escrava e exímia costureira Charlotte, alimenta o sonho da liberdade enquanto realiza pequenos atos de rebeldia, como escape e vingança contra as exigências e crueldades da Sinhá Mary Grimké.

“Minha mamã era esperta. Não aprendeu a ler e escrever como eu. Tudo que ela sabia vinha do pouco de misericórdia que ela encontrou na vida.” (Hetty 'Encrenca', p. 9)

Com a impossibilidade de emancipar a escrava e tendo-a como dama de companhia, Sarah decide tratá-la da melhor forma, como a uma amiga. Liberta-a, então, da ignorância: com os poucos livros a que tem acesso, ensina Hetty a ler e discutir ideias, contrariando a lei que proibia a alfabetização dos escravos. Até que a esperta ‘Encrenca’ é descoberta escrevendo e Sarah é castigada com a interdição da vasta biblioteca do pai, único interesse e passatempo da garota. Não poderia ser pior.

Enfrentando uma gagueira de origem emocional sempre que precisa impor sua opinião, Sarah decide incutir na irmã mais nova, Angelina (Nina), suas convicções sobre a libertação dos escravos. Juntas, Sarah e Nina combatem preconceitos, enfrentam seus pais, irmãos e a sociedade escravagista do Sul. Recusam casamentos que as fariam bem aceitas na sociedade - e o que era esperado das mulheres, obviamente. Seguem para o Norte dos EUA, onde encontram espaço para reivindicar suas posições políticas e sociais, auxiliadas pelos apoiadores das novas ideias abolicionistas. Sarah e Nina não desistem de suas lutas em favor do que pensam. Poderiam muito bem permanecer quietas e obedientes, mas encaram a ira da sociedade e a perseguição religiosa.

Sarah, Nina e Hetty ‘Encrenca’ batalham o quanto podem, cada vez mais rebeldes, cada uma à sua maneira. Sarah é mais polida e comedida e, ao longo do tempo, amadurece e fica mais segura para mudar o jogo. Nina é atrevida e impulsiva, fala o que vem à cabeça e recusa-se, terminantemente, a ser domada pelos costumes e regras da sociedade da época. À ‘Encrenca’ cabe lutar (em segredo e perigosamente) pelos sonhos que acalentou com a mãe: o de comprar sua liberdade ou fugir, em último caso.

“Havia tanto no mundo para ter e não ter.” ('Hetty' Encrenca, p. 37)

Unindo as pontas dos extremos, a autora insere o leitor numa visão privilegiada dos sentimentos, pensamentos e argumentos das protagonistas Sarah e Hetty ‘Encrenca’. Embora tenha uma vida abastada e cheia de facilidades, a sinhazinha é refém das escolhas que não fez. A certa altura, ‘Encrenca’ pressiona sua ‘dona’: “Eu sou presa pelo corpo mas você é presa pela mente”. É uma frase que resume metade do livro.

A Invenção das Asas é um livro que rapta o leitor para uma viagem no tempo, em descrições perfeitas de uma época de medo, lutas, dor e preconceito. Um romance sinestésico, que exprime as sensações, a temperatura e os cheiros que cercam todos os personagens. Uma trama histórica, cujas personagens de fato existiram, delineadas com sensibilidade pela talentosa Sue Monk Kidd. É, ainda, um resgate documentado numa escrita irretocável, que apresenta aos leitores a coragem dessas mulheres que viraram o mundo de ponta-cabeça. Creio que todos deveriam conhecer esta história.

Livro no Skoob: http://www.skoob.com.br/livro/363447-a-invencao-das-asas

10431528_457140047755038_7827353751796892210_n

***

Essa resenha foi escrita por Manuh Hitz, colaboradora do blog.

Facebook: https://www.facebook.com/manu.hitz.7?fref=ufi


28.6.14

Fênix: A Ilha - John Dixon

FENIX__A_ILHA_1391111022P

Que livro! Não esperava tanto, mas felizmente posso dizer a vocês que minhas expectativas foram superadas completamente. Quando decidi ler, esperava sair um pouco do universo de romances e dramas que tem sido constante nesses últimos tempos. Pensei que uma mudança de “tema” seria proveitoso. Adoro estar certa!

Nesse livro conhecemos Carl que sempre sentiu a necessidade em defender os mais fracos, por causa disso, é conhecido com encrenqueiro. Tem problemas com figuras de poder e vive em transição entre lares adotivos e centros de correção juvenil, até que todas as chances se esgotam e a única alternativa é ir para a Ilha que nos é apresentado como um local de treinamento juvenil, algo que deveria disciplinar e educar, mas que no decorrer da história se mostra algo totalmente diferente.

A ilha é um sopro de esperança para os jovens “delinquentes” que são levados até lá, pelo menos é assim que Carl imagina, e por um tempo parece mesmo que existe uma luz. Ele é forte e disciplinado, está decidido em evitar problemas. Se conseguir aguentar até os 18 anos sairá da ilha com seu passado perdoado e com todo o futuro pela frente. É incrível a maturidade desse personagem, apesar da pouca idade, é totalmente  comprometido com seus ideais.

Vou logo dizendo que nunca na minha vida li algo onde o personagem apanhasse tanto quanto nesse livro, são tantos os momento de dor e castigo que as vezes eu parava a leitura para me recompor. E o pior é que as torturas eram praticados não só pelos “professores” como também pelos recrutas, o nível de tortura mental e física chegava a níveis gigantescos. As descrições são detalhadas, então aquele leitor mais sensível talvez se incomode com isso, eu adorei!

Os personagens secundários tem destaque e brilho próprio, possuem papeis importantes nas escolhas feitas por Carl, tanto que o final me surpreendeu de forma significativa.  O enredo é fascinante!  O autor conseguiu criar um universo coeso com elementos de ficção cientifica, tudo tão amarrado que me peguei pensando se algo do tipo realmente não existe em algum lugar.

Quando terminei a leitura fiquei me lamentando em como tinha acabado rápido, mas ao mesmo tempo me consolava com o pensamento que é o primeiro da série e em breve espero reencontrar Carl e descobrir como algumas coisas serão resolvidas.

Esse livro inspirou a série de TV – Intelligence, quando descobri isso fui pesquisar, apesar de usar a ideia geral do livro, não tem muito mais em comum. Eu pessoalmente prefiro o livro, a série não me cativou da mesma forma.

Sinopse

Sem telefone. Sem sms. Sem e-mail. Sem TV. Sem internet. Sem saída. Bem-vindo a Fênix: A Ilha. Na teoria, ela é um campo de treinamento para adolescentes problemáticos. Porém, os segredos da ilha e sua floresta são tão vastos quanto mortais. Carl Freeman sempre defendeu os excluídos e sempre enfrentou, com boa vontade, os valentões. Mas o que acontece quando você é o excluído e o poder está com aqueles que são perversos?

Livro no Skoob: http://www.skoob.com.br/livro/372414


26.6.14

Sorteio: Goleada de Livros Novo Conceito

promoNCgoleada2014

 
É sorteio, é Copa do Mundo, é futebol, é show de bola, é Goleada de Livros Novo Conceito. A bola vai rolar nos gramados dos blogs Sempre Romântica, Sonho de Reflexão e As meninas que leem livros. E para representar o time dos blogs unidos, em parceria com a Editora Novo Conceito, eis que entram em campo:Tammy Luciano, Felipe Colbert, Lu Piras, Mauricio Gomyde, Christine M. e Fernanda Saads.

Apenas um ganhador vai levar para casa essa goleada de prêmios. Serão seis livros para o grande campeão da rodada.

Representando o time Sempre Romântica:
- Claro que Te Amo! – Tammy Luciano
- Do seu Lado – Fernanda Saads

Representando o time Sonho de Reflexão:
- Enquanto a Chuva Caía - Christine M.
- A Máquina de Contar Histórias - Maurício Gomyde

Representando o time As meninas que leem livros:
- Belleville - Felipe Colbert
- Um Herói para Ela – Lu Piras

Regras para participar do sorteio:

- Ter endereço de entrega no Brasil.
- Seguir as Fanpages dos blogs participantes.
ATENÇÃO: É obrigatório seguir os perfis dos blogs no Facebook, após preencher estes primeiros itens no Rafflecopter, ele libera as demais alternativas para vocês. Espere a caixinha do formulário aparecer abaixo e efetue seu login no Facebook.

ATENÇÃO:
- O concurso é recreativo, não estando vinculado a marcas, compras e vendas de serviços.
- O sorteio é válido até 13/07/2014.
- O resultado será divulgado nos blogs participantes na semana seguinte ao término do sorteio, e também nas redes sociais.
- O contato será feito via e-mail.
- Se o sorteado não tiver seguido as regras obrigatórias corretamente ou não entrar em contato dentro de três dias após o recebimento do e-mail, novo sorteio será realizado.
- As despesas de envio são por conta e responsabilidade dos blogs participantes, que tem o prazo de um mês para enviá-los após o resultado do sorteio.
- Os blogs não se responsabilizam por desvios e/ou extravios ocorridos pelos correios.
- Regras sujeitas a alterações sem aviso prévio!

25.6.14

Novidades de Junho – Grupo Editorial Record

10264621_10152376007215609_8045685994098724699_n

Sutter Kelly é O Cara, o rei das festas. Porém, diferente dos amigos adolescentes, não está preocupado com o futuro, está mais interessado em viver o agora. Com um 7Up batizado nas mãos ele está pronto para qualquer coisa. Mas nem tudo anda bem para ele. Vive discutindo com a mãe, o pai há anos não dá notícias, e sua namorada Cassidy lhe deu um pé na bunda. Em meio a esse caos, a doce Aimee pode despertar Sutter para outra realidade. E, pela primeira vez, ele tem o poder de fazer a diferença na vida de alguém, ou de arruiná-la para sempre.

IDENTICOS_1400000494P

Vinte e cinco anos depois do assassinato de Dita Kronon, Cass Gianis, ex-namorado da vítima, está prestes a sair da prisão após ter cumprido pena pelo crime, enquanto seu irmão gêmeo, Paul, é  candidato à prefeitura do Condado de Kindle. Nas vésperas das eleições, Hal, irmão mais velho de Dita, decide enfim expor publicamente uma suspeita que guardou para si todo esse tempo: que Paul teria tido participação na morte de sua irmã. Assim, ele aciona Evon Miller, ex-agente do FBI, e Tim Brodie, investigador aposentado, para provar suas suspeitas. Os dois logo trazem à tona a complexa trama de sexo, traição e violência que envolve a relação entre os Kronons e os Gianis.

Sam-BOurne-Panteão

Enquanto a Europa é devastada pela guerra e os Estados Unidos hesitam em se unir à luta contra o nazismo, James Zennor retorna para sua casa, em Oxford, depois de seu treino matinal de remo e descobre que sua esposa desapareceu com o filho, deixando apenas um bilhete dizendo que o ama. Ele logo inicia uma busca incansável, uma jornada que o leva da Inglaterra a clubes e sociedades secretas de Yale. Aos poucos, ele descobre que o sumiço de sua família pode estar relacionado a uma terrível conspiração, capaz de fazer seu país sucumbir a Hitler de uma vez por todas.

só depende de mim

Neste último volume, a rica e arrogante Marissa Towsend enfrenta um grande trauma. Após ser confundida com sua doce prima Olivia ela acaba sendo sequestrada pelos mafiosos envolvidos pela tragédia dos Davenports. Ao ser resgatada, Marissa descobre que deve sua vida ao misterioso Nash, e ela não consegue afastá-lo do pensamento. Disposta a ajudá-lo a livrar o pai da pena por um crime que não cometeu, ela fará tudo o que estiver a seu alcance, inclusive mergulhar em um mundo de paixão, desejo e segredos, onde nada é o que parece e ao qual ela pode não sobreviver.

A_ASCENSAO_DE_TALULLA_1402083394P

Jake Marlowe está morto, mas seu legado como último lobisomem ainda sobrevive. Sua amada Tallula não só foi infectada por ele como carrega um filho dos dois. Refugiada no Alasca, ela conta com a ajuda do fiel Cloquet para dar à luz. Com a chegada da lua cheia, Talulla vê o pesadelo de sua vida ganhar forma em outro ser ao segurar o filho nos braços. Mas seu tormento está apenas começando: ela é atacada por um grupo de vampiros que sequestram seu filho. Talulla então se lança em uma caçada mortal para resgatá-lo, na qual terá de enfrentar o vampiro mais antigo e poderoso do mundo.

ATE_O_FIM_1402083816P 
Mary Beth Latham tem uma vida que considera perfeita. Muito dedicada à família, ao lado do marido.
Glen, construiu um lar feliz e saudável para Ruby, a filha mais velha, e para os gêmeos adolescentes Max e Alex. Mas, quando percebe uma mudança no comportamento de Max, há algum tempo deprimido e mais calado que o normal, Mary dedica toda sua atenção a ele. E é nesse momento que acontecimentos a princípio sem importância anunciam uma tragédia. Porém, ao se dar conta das rachaduras na redoma na qual instalou a família, já é tarde demais, e a sequência disso é a prova de todo amor e determinação de uma mãe e do poder que a esperança tem em nos manter vivos.

download (3)

Brett Bohlinger parece ter tudo na vida – um ótimo emprego como executiva de publicidade, um namorado lindo e um loft moderno e espaçoso. Até que sua adorada mãe morre e deixa no testamento uma ordem: para receber sua parte na gorda herança, Brett precisa completar a lista de
sonhos que escreveu quando era uma ingênua adolescente. Deprimida e de luto, Brett não consegue entender a decisão de sua mãe. Seus desejos adolescentes não têm nada a ver com suas ambições de agora, aos trinta e quatro anos. Alguns itens da lista exigiriam que ela reinventasse sua vida inteira. Outros parecem mesmo impossíveis. Com relutância, Brett embarca numa jornada emocionante em busca de seus sonhos de adolescência.

No-Limite-da-Ousadia

No limite da ousadia conta a história de Beth Risk, a amiga durona de Noah, de No limite da atração. Este livro é um spin-off, se passando no mesmo universo do primeiro, com participações especiais de Isaiah, Noah e Echo.
Beth é uma garota durona e corajosa que precisa cuidar da mãe viciada em drogas. Ao assumir um crime para salvá-la, Beth vai morar com seu tio, um rico esportista aposentado, para começar uma vida nova no interior. A jovem passa a se sentir incompreendida pela tia e seus colegas de escola, exceto por Ryan, popular jogador de beisebol. Ele e seus amigos gostam de fazer apostas envolvendo desafios a serem cumpridos, e Ryan nunca perde. O que começa com uma simples aposta, se torna uma irresistível atração que nem Beth nem Ryan haviam previsto. Sem se dar conta, o cara perfeito vai arriscar seus sonhos — e sua vida — pela garota que ama. E ela, que não deixa ninguém se aproximar, vai se desafiar a apostar todas as fichas nesse amor.


23.6.14

Sociedade dos Meninos Gênios – Lev AC Rosen

Edição: 1
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581632797
Ano: 2014
Páginas:544
 

 Chantagem, mistério, confusões de gênero, coelhos falantes e um assassino autômato: mergulhe na trajetória de Violet Adams, que assume a identidade de seu irmão gêmeo para conseguir uma vaga na mais prestigiada universidade de Londres, que é exclusiva para meninos. Inspirado em clássicos como Noite de reis, de Shakespeare, e A importância de ser honesto, de Oscar Wilde, SOCIEDADE DOS MENINOS GÊNIOS traça um retrato pitoresco e provocativo da aristocracia vitoriana, oferecendo diversão, aventura e uma reflexão bem-humorada sobre a questão do gênero.

Violet é uma jovem que respira ciência mecânica e seu sonho é conhecer e frequentar a universidade de Illyria uma das mais conceituadas de Londres, mas há um porém, não são admitidas mulheres em Illyria. Conhecemos também Asthon, irmão gêmeo de Violet, que é apaixonado por música, arte e teatro, este sabendo do grande sonho da irmã topa participar de uma armação planejada por Violet de frequentar a tão sonhada universidade, eles trocam de lugar, e junto com seu cúmplice, colega de quarto e amigo de infãncia Jack, Violet parte para a universidade vestida de homem.
Violet fica totalmente vislumbrada com tudo que conhece e com alguns alunos que se tornam seus melhores amigos, Drew, Toby e Miriam (dama de companhia de Cecily, prima do Duque e dono de Illyria).
E claro,não poderia faltar as aventuras, encrencas, confusões e mistérios. Violet passa por experiências que nunca sonharia que um dia seriam realizadas, como sair para beber com amigos e ficar bêbada e se apaixonar, maaaaaaaaaaaas isso e outras coisitas mas vocês só saberão se lerem o livro!!!!

Achei a estória bem interessante e diferente de tudo que já tinha lido, realmente adorei. Confesso que demorei um pouco pra terminar a leitura, não por causa do tamanho, sim, o livro é bem grossinho, achei desnecessária algumas partes, pois tornou o livro um pouco cansativo, mas apesar disso ele contém partes bem mais interessantes e engraçadas. O Ashton verdadeiro poderia ter se destacado mais; Adoreeeei ele e o Jack, os dois me tiraram boas risadas e quando engatei mesmo na leitura não queria mais parar de ler. Realmente muito bom com acontecimentos que eu nem se quer imaginava e claro que não poderíamos nos esquecer do romance clichê mas bem fofinho que sabemos logo nos primeiros capítulos que acontecerá, mas que no decorrer da trama não fica aquela coisa igual que segue a mesma linha de romance de muitos livros que já temos lido por aí.
                                                Aprovadíssimo!!!

20.6.14

Os Três - Sarah Lotz

OS_TRES_1397689771P

A sinopse desse livro me deixou louca para lê-lo, assim que chegou passei na frente dos demais da minha imensa pilha de leitura na expectativa de desvendar os mistérios por trás da queda desses aviões.

O enredo é repleto de personagens, tantas descrições e versões diferentes dos fatos que é preciso concentração para não se perder nos detalhes. Pamela é a primeira personagem que conhecemos, ela está viajando para o Japão para visitar a filha, nunca imaginou fazer uma viagem tão longa, ainda mais deixando em casa o marido e as responsabilidades com a congregação que faz parte. Quando o avião cai ela é a única sobrevivente, juntamente  com uma criança, mas enquanto a criança está bem, ela por outro lado não tem muito tempo, só o suficiente para deixar uma mensagem intrigante que servirá como chave para o que vou chamar de “histeria coletiva”.

“Eles estão aqui. Eu…Não deixe a Sookie comer chocolate, é veneno para os cachorros, ela vai implorar a você… O menino. O menino, vigiem o menino, vigiem as pessoas mortas, ah meu Deus, elas são tantas… Estão vindo me pegar agora. Vamos todos embora logo. Todos nós. Tchau, Joanie, adorei a bolsa, Tchau Joanie, pastor Len, avise a eles que o menino, não é para ele…”

Últimas palavras  de Pamela  May Donald (1961-2012) pg:17

Poucas páginas foram suficiente para prender totalmente minha atenção e me fazer imaginar teorias absurdas, mas não consegui manter o mesmo interesse até o final. A autora intercala muitos personagens e situações, não consegui me ligar a nenhum em especial, fato que me fez demorar a concluir a leitura. Muitos capítulos são em forma de reportagem, ou descrições minuciosas do que aconteceu de errado para que os aviões tenham caído no mesmo dia. É como ler um livro dentro de um livro, repleto de compilações do que foi o maior acidente aéreo da história. O mundo todo busca a resposta e com a ajuda da mídia temos acesso a tantas teorias que no final me deixou completamente perdida.

Pastor Len surge com a teoria religiosa que servirá de estopim para os eventos finais do livro. Ele faz de Pamela uma espécie de “profeta” e dos acidentes um sinal do final dos tempos, as três crianças sobreviventes são vistas por ele como parte do mal a ser combatido e o incrível é que muita gente acredita nele. Através das descrições a autora consegue mostram o quanto as pessoas são facilmente levadas a crer em algo e como algumas pessoas se aproveitam do medo do próximo.

Quatro aviões caíram e somente três crianças sobreviveram sem nenhum ferimento. Milagre! É que todos imaginam, mas existe algo de errado, não são mais as mesmas de antes do acidente. Sem dúvida essa foi a melhor parte do livro, cheguei a ficar apreensiva e nervosa ao acompanhar a interação dessas crianças com os parente com quem vão viver.  O engraçado é que mais para frente a autora levanta a dúvida se o que aconteceu foi algo realmente sobrenatural, ou queremos que seja assim.

Jess Craddock vai viver com seu tio Paul Craddock, ator pouco sucedido que ama de coração sua família. Muda toda sua vida para acolher Jess, assim ela não vai sentir tanto a morte de seus pais e sua irmã gêmea. Infelizmente Jess não sente falta de nada, pelo contrário, parece que ela só tem um objetivo e quando Paul descobre as coisas saem de controle. Pessoalmente acompanhar Jess e Paul foi a parte mais interessante e assustadora da trama.

Hiro Yanagida é o sobrevivente do voo em que Pamela estava, aparentemente ele está bem, mas ao voltar ele não se comunica mais com ninguém, pelo menos não de forma convencional.

Bobby Small vai morar com seus avós, seu comportamento também mudou totalmente, antes era uma criança impossível de lidar. Seu avô sofre de Alzheimer em estado avançado, então toda a responsabilidade e pressão ficaram por conta de sua avó. A presença de Bobby em casa permite que algumas mudanças incríveis ocorram.

Se a autora tivesse focado mais no aspecto sobrenatural eu teria curtida bem mais a leitura, mas ela escolheu focar na fragilidade humana. O que é necessário para fazer uma pessoa enlouquecer? A fé justifica tudo? É um livro com mais perguntas que respostas.

O final é uma incógnita, o destino de cada personagem é descrito, mas as motivações por trás do que aconteceu não ficou claro para mim, fato que me desagradou demais. Li e reli e só me restam dúvidas quando tudo que eu precisava era de esclarecimento. Pode ter sido só comigo, até espero que seja, assim alguém pode vir aqui e me dizer o que a autora quis mostrar. Se a intenção da autora é permitir que o leitor tire suas próprias conclusões,então, ela está de parabéns!

Dei duas estrelas no Skoob, mas vi muitos leitores dando 4 e 5 estrelas. Vou deixar que vocês leiam e tirem suas conclusões, eu só peço que voltem aqui e debatam comigo, preciso mesmo de uma luz.

Sinopse

Quinta-Feira Negra. O dia que nunca será esquecido. O dia em que quatro aviões caem, quase no mesmo instante, em quatro pontos diferentes do mundo. Há apenas quatro sobreviventes. Três são crianças. Elas emergem dos destroços aparentemente ilesas, mas sofreram uma transformação. A quarta pessoa é Pamela May Donald, que só vive tempo suficiente para deixar um alerta em seu celular: Eles estão aqui. O menino. O menino, vigiem o menino, vigiem as pessoas mortas, ah, meu Deus, elas são tantas... Estão vindo me pegar agora. Vamos todos embora logo. Todos nós. Pastor Len, avise a eles que o menino, não é para ele... Essa mensagem irá mudar completamente o mundo.

Livro no Skoob: http://www.skoob.com.br/livro/384953


18.6.14

A Escolha – Kiera Cass

 

55008_gg

Essa resenha pode conter Spoiler.

Recebi esse livro no começo de Maio e assim que chegou deixei tudo de lado e reencontrei meus velhos amigos. 

America continua a preferida de Maxon, a disputa pelo coração do rapaz nunca esteve tão perto de acabar, suas emoções continuam lhe fazendo agir por impulso, fato que a torna a ultima opção do rei. Eu gostei mais de America nesse livro do que no segundo, notei maturidade quando antes não havia, seu senso de justiça é o diferencial entre as demais candidatas. Sua relação com Maxon é repleta de momentos fofos e algumas complicações por falta de dialogo. Maxon não se declara por medo de ser rejeitado e America com suas dúvidas e orgulho complica ainda mais a situação.

Aspen está muito presente nesse volume, sua relação com America é repleta de cumplicidade e confiança. Esse personagem é muito fofo, infelizmente eu sou apaixonada por Maxon e por isso  ele sempre vai ser minha segunda opção. (Custa nada sonhar) É legal perceber que os sentimentos dele vão mudando, ele sempre terá um carinho especial pelo seu primeiro amor, mas agora seus olhos brilham por outra pessoa. Eu fiquei surpresa com a escolha da autora para par romântico de Aspen e fiquei muito feliz dele ter encontrado o amor em outro lugar. ( Galera, eu só estou falando tão abertamente sobre isso, porque é impossível imaginar um final diferente.)

A delicada questão politica que vem sendo mostrada desde o primeiro livro finalmente tem seu ápice e foi nesse momento que fiquei um tanto frustrada com o rumo que a autora deu a alguns personagens, fiquei argumentando comigo mesma e com algumas amigas sobre o motivo que teria levado a tal escolha, e até entendi, mas não sou obrigada a gostar.

O desfecho de sua relação com Maxon foi emocionante, as cartas escritas como presente para America foram lindas e era  o que faltava para fazer eu me apaixonar de vez por ele. Para não fugir do clichê, um ultimo drama entre Maxon e America serviu para adiar a conclusão desse relacionamento repleto de altos e baixos. Gostei da autora não mostrar America como a “salvadora” de tudo, não estou dizendo que ela não teve importância nas mudanças, claro que teve, mas em um âmbito mais estratégico.

Não tive grandes surpresas nesse livro, e fiquei feliz por isso. A Kiera foi coerente no seguimento da trama, mas nem todo mundo vai achar isso.  A capa é colírio para os olhos e os livros ficaram lindos juntinhos na estante. (adoro!)

Abaixo vocês podem conferir todas as resenhas da série:

1 – A Escolha.

2 – A Elite.

2.5 – Contos da Seleção.

Espero ter a chance de ler outras obras da Kiera em breve!

Sinopse

A Seleção mudou a vida de trinta e cinco meninas para sempre. E agora, chegou a hora de uma ser escolhida. America nunca sonhou que iria encontrar-se em qualquer lugar perto da coroa ou do coração do Príncipe Maxon. Mas à medida que a competição se aproxima de seu final e as ameaças de fora das paredes do palácio se tornam mais perigosas, América percebe o quanto ela tem a perder e quanto ela terá que lutar para o futuro que ela quer. Desde a primeira página da seleção, este best-seller #1 do New York Times capturou os corações dos leitores e os levou em uma viagem cativante ... Agora, em A Escolha, Kiera Cass oferece uma conclusão satisfatória e inesquecível, que vai manter os leitores suspirando sobre este eletrizante conto de fadas muito depois da última página é virada.

Livro no Skoob: http://www.skoob.com.br/livro/342008-a-escolha


16.6.14

Proposta Inconveniente – Patricia Cabot

image description Se você é como eu e compra livro pela capa, será impossível não se encantar com este. Quando recebi fiquei uns 5 minutos analisando cada detalhe e suspirando feliz de ter em mãos algo tão bonito.

Patricia Cabot é o pseudônimo da conhecida Meg Cabot. Apesar de algumas similaridades na escrita, o estilo da trama é totalmente diferente. Direcionado ao público adulto temos muitas cenas quentes entre os personagens, fato que muito me agrada.

As mocinhas da Patricia são sempre muito resolvidas, correm atrás do que desejam, medo é palavra inexistente pra elas, já teimosia é o tipo de palavra sem a qual não podem viver. Seus mocinhos são deliciosamente canalhas revestidos com um falso polimento de civilidade, afinal são livros históricos, onde o pudor e boa reputação são tudo.

Payton Dixon foi criada por seus quatros irmãos mais velhos em alto mar, donos de uma companhia de navegação foi ensinada desde cedo a como conduzir um navio, manter a tripulação sobre controle, escalar mastros e fazer mapas, tudo isso vestida como um homem e praguejando como homem, sua única ambição é ter seu próprio navio e quem sabe conseguir que Connor Drake perceba que ela cresceu.

Os irmãos de Payton foram os responsáveis pela minhas risadas. Os trechos em que aparecem são engraçados, nos permitem ter noção da dinâmica dessa família nada convencional.

Connor saiu de casa cedo e graças a família Dixon se tornou um dos melhores capitães da companhia Dixon, nunca viu Payton como mulher, até que um dia ela aparece vestida com um espartilho que realça sua natureza feminina. Infelizmente ele irá se casar no dia seguinte.

Tudo acontece muito rápido, logo de cara somos jogados na festa pré-casamento de Connor. Quando ele dá de cara com Payton vestida como mulher é que percebe que está cometendo um erro ao se casar com outra, mas como é honrado não pode fazer nada para cancelar o casamento, ainda bem que Payton pode.

Quando enfim as coisas entre Payton e Connor se concretizam somos presenteados com momentos repletos de sensualidade. Connor não perde tempo em ensinar a Payton os prazeres que um casal apaixonado pode viver. Gente, essa Payton é curiosa demais… Hahahaha

Eu comentei com a Thalita que o livro tem tudo para ser excelente, mas a mania da Patricia de detalhar demais a situação criando enredo elaborados demais, me fez classificá-lo como bom. (03 estrelas no skoob). Se fosse um livro introdutório a alguma série, eu até entenderia, mas esse livro é volume único, ou seja, precisa focar o desenrolar do romance, porque quando finalmente se concretiza já estamos na metade. Pessoalmente eu prefiro embates amorosos, a descrições infinitas.

Abaixo vocês podem conferir os demais livros da autora usando o pseudônimo de Patricia Cabot.

1. A Rosa do Inverno -  Resenha.
2. Rosa Selvagem -  (ainda não lançado no Brasil)
3. Retrato do Meu Coração – Resenha.
4. Proposta Inconveniente.
5. Um pequeno Escândalo - (ainda não lançado no Brasil)
6. A Dama da Ilha.
7. Aprendendo a Seduzir – Resenha.
8. Pode Beijar a noiva.
9. The Christmas Captive  (ainda não lançado no Brasil)

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Meg_Cabot#Romances

Sinopse

Apaixonada pelo capitão Connor Drake, Payton sonha em ser capitã de seu próprio navio. Ela cresceu desejando essa profissão exclusivamente masculina, mas agora deve abdicar disso tudo para conseguir um bom marido. O problema é que Connor só percebe seus sentimentos por Payton na véspera de seu casamento com outra. Quando o barco dos noivos parte rumo às Bahamas, ele é atacado e resta a Payton se infiltrar num navio pirata para salvar a vida do seu amado. A coragem une os dois, e o resgate pode gerar mais frutos do que ela imaginou.

Livro no Skoob: http://www.skoob.com.br/livro/390572


14.6.14

Lançamentos de Junho – Editora Arqueiro

 

 Screenshot_8

O mês está só começando, mas a Editora Arqueiro está repleta de novidades! Esses são alguns dos meus preferidos.

Screenshot_3 Della Sloane não é uma garota comum. Ansiando se libertar do seu passado sombrio e traumático, ela planeja  uma longa viagem de carro em busca de autoconhecimento e dos prazeres da vida real. Seu plano, no entanto, logo encontra um obstáculo: o automóvel fica sem gasolina em Rosemary, na Flórida, uma cidadezinha praiana no meio do nada.  Neste cenário, ela conhece o jovem Woods Kerrington, muito disposto a ajudar uma menina bonita em apuros.
O que ela não sabe é que Woods é o herdeiro do country club Kerrington e está de casamento marcado com Angelina Greystone, uma união arranjada que culminará na fusão de suas empresas, garantindo seu futuro profissional. Uma noite despretensiosa parece a solução perfeita para Della e Woods fugirem por um tempo de tanta pressão.
Do passado que ela gostaria de esquecer. Do futuro de que ele tantas vezes tentou escapar. Mas eles não poderiam prever que a atração os levaria a algo mais quando os seus caminhos se reencontrassem.

Agora precisam aceitar suas estranhezas para descobrirem a perfeição.

Screenshot_1

 

Screenshot_4 Aos 18 anos, Angelina está prestes a viver o maior desafio de sua vida: sair de Petrópolis para estudar no Rio de Janeiro, deixando para trás os cuidados e a proteção de seus pais.
Assim que se instala na república de estudantes e começa a assistir às aulas, a jovem percebe que as dificuldades serão muitas. Angelina já está desanimando de sua nova vida quando esbarra no lindo Alderico – ou Rico –, um cara capaz de fazer qualquer garota perder o fôlego. O que ela não poderia imaginar era que Rico é seu professor de linguística e se interessaria por ela também.
Deslumbrada com a descoberta da paixão e certa de que Rico é seu grande amor, Angelina se joga de cabeça nessa relação, ignorando todos os conselhos que recebera dos pais a vida inteira. Ao mesmo tempo ela começa a ter sonhos que não consegue entender: homens lhe oferecem objetos numa bandeja e, logo depois que Angelina aceita seus presentes, eles se transformam em feras e desaparecem numa floresta.
Primeiro volume da série “Despertar”, A bandeja é um romance arrebatador que retrata os dramas e as provações  pelos quais qualquer jovem passa quando se afasta de sua essência e deve trilhar de novo o caminho do amor verdadeiro e de Deus.

Screenshot_7

Screenshot_5 Você conhece a pessoa que mais ama no mundo?
Kate Baron achava que sim até receber a notícia de que Amelia, sua filha de 15 anos, cometeu suicídio pulando do telhado do colégio particular onde estudava. Poucos dias depois, entretanto, uma mensagem anônima em seu celular revela que a morte de sua filha talvez não tenha sido da maneira que as autoridades alegaram.
Amelia pode ter sido assassinada? Como advogada, Kate está determinada a descobrir a verdade e, para isso,  mergulha no passado da filha, recolhendo cada fragmento de e-mail, cada linha dos textos do blog, cada atualização de status do Facebook.
Sempre um passo atrás da verdade, ela descobre um lado de Amelia que nunca imaginaria que existisse. Este impressionante romance de estreia vai além de uma história sobre segredos e mentiras. Narra a busca de uma mãe tentando reunir cada detalhe possível para reivindicar a memória da filha que não pôde salvar.

Screenshot_6

Até a próxima!


12.6.14

O Retrato - Charlie Lovett

O_RETRATO_1391116273P

Edição: 1
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581633886
Ano: 2014
Páginas: 416

A morte precoce de Amanda Byerly foi um golpe duro, que encheu de tristeza o coração de seu marido, Peter. Mais introspectivo do que nunca, ele decide deixar os Estados Unidos e se instalar na Inglaterra, onde passa a se dedicar à recuperação e à negociação de livros raros. Em um de seus dias de pesquisa solitária, Peter se depara com o retrato de uma jovem muito parecida com sua amada esposa, guardado dentro de um livro. A semelhança impressiona, mas a aquarela foi pintada há muito, muito tempo. Trilhando um sinuoso caminho entre a era vitoriana e o final do século XX, Peter passa a investigar a origem do misterioso retrato. As pistas acabam por levá-lo a se envolver em um mistério histórico: uma obra perdida do dramaturgo William Shakespeare. "O Retrato" é uma fascinante mistura de suspense e paixão que nos convida a viajar no tempo, no rastro de histórias sobre livros.

***

‘Um livro para aqueles que amam os livros’. Com essa frase na contracapa, além da sinopse promissora, o livro me ganhou imediatamente. Mas a leitura não foi nada fácil, apesar de prazerosa boa parte do tempo. É uma narrativa com muitos personagens, alternando momentos distintos, com vários detalhes importantes que não podem escapar à atenção do leitor.

Peter Byerly é um sujeito muito tímido e introspectivo, com fobia social importante. Está em tratamento psiquiátrico por conta da ansiedade que só aumentou depois da morte prematura de Amanda, esposa, primeira e única namorada e grande amor de sua vida. Tentando retomar a vida como negociante de livros raros, encontra uma aquarela com a imagem de uma mulher muito parecida com a falecida esposa. A partir daí começa uma busca pelo pintor, de quem só tem as iniciais registradas na pintura.

“- Diga-me, Peter, por que quer ser vendedor de livros?

- É minha paixão. Sei que pode parecer bobagem para algumas pessoas, mas é a maneira como quero mudar o mundo. Unir livros e pessoas que vão amá-los e preservá-los para a próxima geração.” (p. 316)

Com foco narrativo em terceira pessoa, a trama é dividida em três tempos: o presente (1995), flashbacks dos anos 80 e um largo período compreendido entre os séculos XVI e XIX. Este último é inserido para contar como algumas obras literárias foram adulteradas, especialmente alguns manuscritos de Shakespeare, que na ficção culminarão em crimes de falsificação e homicídio.

Apesar de ser uma leitura um tanto morosa, não diria que é um livro chato. O que cansa é o acúmulo de informações, quando um livro raro passa de mão em mão, de vendedores desonestos a inescrupulosos falsificadores e colecionadores vaidosos, apaixonados por raridades. Fechado esse intrincado mistério, a trama ganha agilidade e Peter revela seus dons para a investigação. A essa altura, o leitor já conhece quase tudo o que liga a teia principal da narrativa e acompanha Peter em suas descobertas. Superando-se a cada nova situação desafiadora, ao lado da destemida Liz, nosso protagonista vai encontrando respostas tanto para a origem da aquarela como também tem a oportunidade de apresentar ao mundo uma obra de Shakespeare perdida no tempo, que pode levar seu nome do anonimato aos holofotes. Seria a obra legítima ou uma falsificação caprichada? Peter é quase um Indiana Jones... Surpresas no final!

Senti dificuldade com os nomes dos personagens, muito parecidos. Isso atrapalhou a velocidade da leitura, uma vez que toda recapitulação tinha que voltar muitas páginas até o ponto em que terminou o raciocínio do tempo em questão. Fiz anotações para não confundir personagens e locais citados. Mas o romance entre Peter e Amanda conquista o leitor, pela bela ligação e entendimento entre eles. Peter sofre muito com a falta de Amanda, levando o leitor a se envolver cada vez mais com as dificuldades – e depois a superação - de Peter. E a torcer por ele. Os pais de Amanda são personagens secundários importantes e decisivos.

Classifiquei com 4 estrelas no Skoob, porque é um bom livro. Só recomendaria para leitores que apreciam detalhes pormenorizados e dados históricos inseridos na ficção, que não se incomodem com o excesso de informações específicas sobre a negociação de livros, bibliofilia e falsificações literárias. Mas que, sobretudo, se arrisquem numa leitura cheia de intrigas, mentiras, romance, um pouco de tensão e mistério.

Charlie Lovett é um romancista, professor e dramaturgo americano.

Livro no Skoob: http://www.skoob.com.br/livro/372441

10431528_457140047755038_7827353751796892210_n

Essa resenha foi escrita por Manuh Hitz, colaboradora do blog.

Facebook: https://www.facebook.com/manu.hitz.7?fref=ufi


10.6.14

Dica de Série: Suits

suits big

Hoje trago mais um seriado para vocês, não é novo, foi lançado em 2011 e já conta com três temporadas completas e a quarta estreia esse mês. Comecei a assistir no Netflix e quando vi já tinha completado a primeira temporada que conta com 12 episódios no total.

No Brasil o seriado é exibido no canal Space toda as terças as 21h, eles tem um site muito legal e completo, para acessar é só clicar no link: http://series.canalspace.tv/brasil/suits/

A série é rodada em torno de casos jurídicos sempre bem resolvidos,    e com um toque de humor sarcástico, tudo isso dentro do escritório de advocacia "Pearson & Hardman".

Michael 'Mike' Ross (Patrick J. Adams) é um garoto que abandonou a faculdade, mas com uma brilhante memória que lhe permitiu passar no exame da ordem sem frequentar a faculdade de Direito. Harvey Specter (Gabriel Macht), um dos melhores advogados de Manhattan, testa-o e o aceita como um de seus associados. Devido a política da firma de aceitar apenas ex-alunos da Escola de Direito de Harvard, ambos mentem que Mike é um graduado que frequentou Harvard. Ao contrário do veterano Harvey, Ross cria vínculos com seus clientes.

Harvey, com seu jeito frio, evita contato com Mike em assuntos que não sejam sobre trabalho. Mas no decorrer da série eles criam um forte vínculo de amizade um com outro, em que faz Mike Ross virar o pupilo de Harvey, ensinando ao novato todos os truques sobre o ramo jurídico.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Suits

Repletos de personagens instigantes e diálogos inteligentes é impossível não ser cativado por Harvey Specter (Ele é um charme vestindo aqueles ternos caríssimos) e Mike Ross (O rapaz tem seus momentos). Entre sutis romances e transações milionárias vamos acompanhado processos legais e casos menores, mas não menos interessantes. 

Seriados com essa temática são comuns, mas a interação entre os personagens tem me agradado muito. O ator Rick Hoffman é Louis Lit., sócio que irá infernizar a vida de Mike e de todo mundo no escritório. Esse ator está de parabéns, Louis é aquele tipo de personagem caricato que todo mundo detesta, mas que não consegue manter distância, ele e Harvey juntos protagonizam cenas incríveis, dei boas risadas.

Quem tiver procurando uma série inteligente, fica a dica!

Até a próxima!

suits-5009908cf1fb2

P.S: A primeira e segunda temporada estão disponíveis no Netflix.


8.6.14

Resultado do Sorteio: O Canto das Sereias – Val McDermid.

 

Tag1 copy

Eu gostei tanto desse livro que fiz questão de solicitar um exemplar a Editora Bertrand para sorteio, para nossa felicidade ela liberou imediatamente.

O sorteio será por formulário, muito simples, acredito que a maioria de vocês já estejam acostumados ao sistema, mas qualquer dúvida estamos à disposição.

Se você ainda não conhece a história do livro, é só conferir nossa resenha no link abaixo:

O Canto das Serias.

Atenção

O ganhador deverá residir em território nacional ou ter endereço de entrega.

O livro será enviado pela editora no prazo de 30 dias.

Caso o ganhador não responda ao contato no prazo de 48 horas, novo sorteio será realizado.

O sorteio começa dia 09/05/2014 e finaliza dia 08/06/2014.

Boa Sorte!

 E a feliz ganhadora é:

GANHADORA - CANTO DAS SEREIAS

Erica, Parabéns! Envei seus dados para asmeninasqueleemlivros@gmail.com

O envio do livro será realizado pela Editora Bertrand no prazo de 30 dias. Caso a ganhadora não envie os dados em até 48 horas, novo sorteio será realizado.

Até a próxima!


6.6.14

O Lado Mais Sombrio - A.G.Howard

 


“ Alyssa Gardner ouve os pensamentos das plantas e animais. Por enquanto ela consegue esconder as alucinações, mas já conhece o seu destino: terminará num sanatório como sua mãe. A insanidade faz parte da família desde que a sua tataravó, Alice Liddell, falava a Lewis Carroll sobre os seus estranhos sonhos, inspirando-o a escrever o clássico Alice no País das Maravilhas. Mas talvez ela não seja louca. E talvez as histórias de Carroll não sejam tão fantasiosas quanto possam parecer. Para quebrar a maldição da loucura na família, Alyssa precisa entrar na toca do coelho e consertar alguns erros cometidos no País das Maravilhas, um lugar repleto de seres estranhos com intenções não reveladas. Alyssa leva consigo o seu amigo da vida real – o superprotetor Jeb –, mas, assim que a jornada começa, ela se vê dividida entre a sensatez deste e a magia perigosa e encantadora de Morfeu, o seu guia no País das Maravilhas. Ninguém é o que parece no País das Maravilhas. Nem mesmo Alyssa...”

***

" – Você compreende a lógica que está além do ilógico, Alyssa. É sua natureza encontrar tranquilidade em meio à loucura."

O Lado Mais Sombrio é o primeiro livro da Trilogia "SPLINTERED".
É um livro gostoso de ler, entremeado de fantasia e realidade. Pela autora ter se inspirado no clássico, não só infanto-juvenil (mas para adulto também), Alice No País das Maravilhas. No decorrer da leitura, o leitor encontra os tipos da toca do coelho e também, outros tipos híbridos, bem misturados mesmo, tipo rato com cara de beija-flor. É uma história incrível, dentro de outra história já existente.

"Adorável Alyssa. (...) Você pode curar sua família. Use a chave para levar seus tesouros para o meu mundo. Conserte os erros de Alice e quebre a maldição. Não pare até me encontrar. "

Alyssa a nossa heroína é na vida real tataraneta da Alice que visitou o País das Maravilhas. E porque Alice fez uma passagem muito “tempestuosa”, deixou muito nós amarrados, algumas rainhas insatisfeitas, criou um oceano de lágrima e tantas outras coisas.
Mas conseguiu passar pelo portal do mundo do faz de conta, para o mundo real e constituiu a sua família.
E todos estes transtornos no País das Maravilhas acarretaram uma maldição às mulheres de sua família. Sua mãe vive num manicômio e Alyssa escuta todos os insetos falarem, até as flores e  trepadeiras. E isso não é uma “coisa” convencional.

Há uma figura alada um mariposão chamadoMorfeu, que se comunica com Alyssa desde sempre.
Por conta da maldição, é preciso que uma delas volte e desfaça todas as maluquices feitas pela tataravó. A quem cabe essa tarefa? Claro, a Alyssa. Só que quando ela vai atravessar o portal, ela deseja que Jed, esteja com ela. Jed é o amor platônico de Alyssa e aquele melhor amigo.

“ E aqui estou eu, a união de tudo isso. A luz e a escuridão ao mesmo tempo. Caso eu cedesse a um dos meus lados, será que eu teria que abdicar do outro? Meu coração dói ao pensar nisso. De alguma maneira, sinto que preciso dos dois para estar completa. ”

Será que Jed entra na toca do Coelho também e encontra Alyssa? Será que ela será capaz de desfazer todos os transtornos de sua tataravó? E Morfeu que desenvolveu ao longo do tempo um sentimento possessivo por Alyssa, a ajudará a consertar as coisas ou...? E dentro desse faz de conta, Alyssa sabe que tem todos ao seu redor, que almeja uma vida feliz ao lado de Jed, mas que não pode desistir de acabar com a tal maldição. Será que ela consegue? Só lendo pra saber. :)

“ Ele é uma contradição: magia contida pronta para entrar em ação, gentileza em guerra com a severidade, uma língua tão afiada quanto à ponta de um chicote, mas a pele tão macia que a sensação é a de que ele está envolvido em nuvens. ”

TRILOGIA "SPLINTERED"
 
1 - Splintered (2013) - O Lado mais Sombrio (2014)
1.5 - The Moth in the Mirror* (2013) - conto
2 - Unhinged* (2014)
3 - Ensnared* (2015)
* ainda não publicados no Brasil
 
 
Título: O Lado Mais Sombrio - Splintered - Livro 01
Autor(a): A.G.Howard
Editora: Novo Conceito
Número de Páginas: 368
 


5.6.14

Novidades – Grupo Editorial Record.

 

] Capa A Abominação V2 RB.ai Capa saída CURVAS.cdr A senhora das aguas Amor nas entrelinhas Antes que eu morra Belle Époque Capa Biofobia V3 DS.indd Capa Colmeia DS V4.indd crise novo_10 Karmatopia Adúltero_Capa_V2 capa_o_guardiao_invisivel.indd O professor image description

É muito livro bom! Para conferir as sinopses e saber mais sobre esses livros, é só clicar na imagem abaixo.

logo-grupo-editorial-record


4.6.14

A Garota Silenciosa - Tess Gerritsen

Capa A Garota Silênciosa V3 RB.ai

Edição: 1
Editora: Record
ISBN: 9788501400376
Ano: 2013
Páginas: 368
Tradutor: Ricardo Gomes Quintana

Uma mão ensanguentada é descoberta em um beco na Chinatown de Boston. Agora a detetive Jane Rizzoli, sua equipe e a patologista Maura Isles precisam localizar o restante do corpo – e identificar o cruel assassino. Mas a investigação toma rumos inesperados quando dois pelos de origem não identificada são encontrados junto ao cadáver. A dupla Rizzoli e Isles se vê diante de um novo desafio e alguém — ou algo — põe em xeque tudo em que acreditam
                                                                              ***
A história acontece em Chinatow, localizada no coração de Boston, lugar de influencias asiáticas, cheio de mistérios e lendas.
A descoberta de uma mão decepada traz à cena do crime nossa dupla dinâmica favorita, a geniosa detetive Jane Rizzoli e a brilhante patologista Maura  Isle. Uma trilha de corpos sem fim se segue e o mistério só aumenta. Como esses corpos se relacionam com outros dois crimes não solucionados: Um antigo massacre ocorrido no mesmo local e com o desaparecimento de varias garotas?
Um estranho pelo encontrado nas vítimas e um vulto sinistro como um espírito são as pistas que podem levar ao assassino. Mas essas pistas também trazem consigo uma antiga lenda chinesa, e levam nossas heroínas a cruzar as fronteiras entre ciência, realidade, medos e mitos e mergulhar em mundo desconhecido e exótico.
Tive certos percalços para terminar o livro por conta de problemas pessoais (ressaca literária lascada ultimamente e todo livro que eu começava a ler eu largava -_-), mas tenho de dizer que isso nada teve a ver com o ritmo ou a qualidade da historia.
Esse é o nono livro da serie iniciada com “O cirurgião”, que conta com as personagens Jane Rizzoli e Maura Isle como principais.
Envolvente do começo ao fim, como já é de praxe da autora, em cada capitulo acontece algo que te faz querer ler o próximo e nada é previsível.  Quando pensamos que tudo foi descoberto surge algo novo e a trama recomeça. Aja coração! kkk
 
Tess Geritsen mais uma vez se supera. É com certeza mais um sucesso garantido da autora!