Menu

26.9.14

Inferno - Dan Brown

 

INFERNO_1364528330P

 

Inferno foi o primeiro livro que eu li do Dan Brown, e com certeza me convidou para outras. A história começa quando o professor universitário Robert Langdon acorda no hospital em Florença, sem memória e passa a ter algumas alucinações com cadáveres enterrados de cabeça para baixo. Tudo que ele sabe é que chegou no hospital proferindo a frase “very sorry”. No próprio hospital, Langdon sofre um ataque de uma mulher de cabelos espetados, mas com a ajuda de Sienna Brooks, uma médica de QI elevadíssimo ele consegue escapar. No apartamento dela, ele descobre um objeto dentro de seu paletó e com Sienna passa a descobrir aos poucos o que de fato aconteceu com ele.

O começo da história é um pouco chato, pois eles passam boa parte apenas fugindo de pessoas que perseguem Langdon para matá-lo. No entanto, logo a história fica intrigante e eles começam a desvendar os mistérios. A trama, é cheia de reviravoltas, altamente imprevisível. Quando você pensa que descobre um mistério, aparece outro, e cada vez você fica mais surpreso. O livro realmente nos força a rachar a cuca, e é incrível a sintonia entre Langdon e Sienna. Um completa o raciocínio do outro, ambos são bastante inteligentes. Há outros personagens interessantes também, como a Dra. Elizabeth, diretora da Organização Mundial da saúde, o vilão Bertrand Zobrist, e o diretor do Consórcio.

Dan Brown nos permite viajar pela Itália, e conhecer um pouco dos principais pontos turísticos e cultura italiana. Além disso, ele cita a obras como Inferno de Dante Alighieri e o mapa do inferno de Boticelli. Pra quem gosta de livros enigmáticos e eletrizantes, Inferno é uma boa opção. Eu gostei bastante do livro, foi um dos poucos livros que me surpreendeu no final e meu despertou até vontade de conhecer a Itália.

Sinopse

Edição: 1
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580411522
Ano: 2013
Páginas: 448
Tradutor: Fabiano Morais e Fernanda Abreu

Neste fascinante thriller, Dan Brown retoma a mistura magistral de história, arte, códigos e símbolos que o consagrou em "O Código Da Vinci", "Anjos e Demônios" e "O Símbolo Perdido" e faz de Inferno sua aposta mais alta até o momento. No coração da Itália, Robert Langdon, o professor de Simbologia de Harvard, é arrastado para um mundo angustiante centrado numa das obras literárias mais duradouras e misteriosas da história: O Inferno, de Dante Alighieri. Numa corrida contra o tempo, ele luta contra um adversário assustador e enfrenta um enigma engenhoso que o leva para uma clássica paisagem de arte, passagens secretas e ciência futurística. Tendo como pano de fundo poema de Dante, e mergulha numa caçada frenética para encontrar respostas e decidir em quem confiar, antes que o mundo que conhecemos seja destruído.

Skoob: http://www.skoob.com.br/livro/298210-inferno

10365956_325255944304732_6205995820296839769_n

 

 

Essa resenha foi escrita por Luana Oliveira, colaboradora do blog.

Facebook: https://www.facebook.com/profile.php?id=100004609879348&fref=ts


24.9.14

Encontrada - Carina Rissi

 

ENCONTRADA_1403117244P

Vocês não tem ideia da minha felicidade em poder resenhar mais um livro nacional tão bem escrito. Carina Rissi é sinônimo de boa escrita e por consequência boa leitura. Na continuação da série Perdida, a autora conseguiu tornar seus personagens ainda mais cativantes e envolventes. Ian e Sofia voltaram com tudo para balançar nossas corações. Garanto a vocês que Encontrada irá lhe fazer rir, chorar e irá lhe deixar total e completamente apaixonada por Ian Clarke. (Sofia, que me perdoe)

Sofia está de volta ao século XIX e não poderia estar mais feliz ao voltar para Ian. Os preparativos do casamento estão indo de vento em polpa, e nossa mocinha está um tanto ansiosa com esse evento, afinal, se fosse por ela esse  papo de casamento nem era necessário, mas os costumes da época obrigam Sofia a se comportar, apesar dela sempre estar envolvida em algo ato escandaloso. Não tem como não dar altas gargalhadas com as confusões dessa personagem, mesmo quando tenta acertar, as coisas não saem como o planejado e cabe a Ian colocar as coisas no eixo. Em alguns momentos fiquei pensando que as diferenças de costumes seriam grandes demais, Ian foi criado para ser o perfeito cavalheiro, na sociedade machista em que vive, a independência de Sofia é fonte de discórdia e preocupação em muitos momentos. Carina, conseguiu criar conflitos reais que acontecem em todo relacionamento, mas que são agravados pelas diferenças culturais de Ian e Sofia; Aos poucos o novo casal aprende que será preciso ceder um pouco de cada lado para equilibrar a relação.

Vale lembrar que do final do primeiro livro ao começo do segundo se passaram poucas semanas, Sofia não está ambientada e tudo está acontecendo muito rápido, acho que por isso é justo dizer que os momentos de birra e confusão da personagem são válidos. Já imaginou  deixar a sociedade igualitária em relação ao sexo em que vivemos e regredir a um tempo em que a palavra do “homem” é lei? Fiquei chateada com Sofia em muitos momentos, minha vontade era de dar uns bons tapas nela, mas consigo entender e perdoar.  Ian está ainda melhor nesse livro, ainda que algumas vezes seu machismo o tenha impedido de dividir seus problemas com Sofia, mas ao final ele aprendeu que nada melhor que uma boa conversa para fazer as engrenagens do casamento girar de forma perfeita.

Estou escrevendo com um sorriso bobo no rosto ao lembrar dos muitos momentos apaixonantes desse casal. Houveram brigas e mentiras no enredo que para mim tornou a leitura viciante, é quase impossível deixar o livro de lado e fazer qualquer outra coisa.

Novos personagens foram inseridos na trama, e mesmo detestando certa matrona, ela tornou tudo mais interessante. Elisa, terá seu próprio livro, ela bem que merece, essa personagem é cativante e nesse volume da série começamos a vislumbrar sua própria história de amor.  Quem me surpreendeu foi o Dr. Almeida, não esperava que estivesse tão presente em Encontrada.

Apesar de imaginar o final, fiquei muito surpresa com a direção em que a autora nos levou, e um tantinho nostálgica. Felizmente, Carina Rissi, já informou que irá escrever mais dois livros para essa série, sendo que o próximo será contato pelo Sr. Clarke. (Ai ai ai…) Vou transcrever aqui o trecho onde ela fala sobre isso:

"Oi, galera! Vi que vocês estão com dúvidas sobre o andamento da série, então achei legal dar uma passadinha aqui. Mas antes quero agradecer imensamente a todos que fazem parte deste grupo. Vocês fazem os meus dias mais lindos!
Ok, sobre a série Perdida: teremos mais dois livros pelo menos (embora eu planeje 4 hahaha).
O próximo (e novo) capítulo da história de Sofia será contado pelo Sr. Clarke (estou mega ansiosa pra trabalhar com Ian. Acho que iremos nos divertir muito juntos).
Depois dele, vamos acompanhar a história de Elisa e Lucas, que ao contrário do que muitos podem pensar (e isso inclui a Sofs - veremos mais no livro do Ian), está a anos-luz do final feliz.
Aí talvez a Valentina queira contar como ela encontrou seu feliz pra sempre.
E terminaremos com um romance (talvez epistolar) que pretendo chamar de Cartas para Nina (e voltamos pra Sofs. Nada mais justo que fechar a série com ela, né?)
Bem, é isso. Espero que curtam as novidades.
Beijão para todas as Apaixonadas pelo Ian!"

Trecho retirado do grupo: https://www.facebook.com/ApaixonadaspeloIanClarke?fref=ts

Não tem como não ficar animada! Ah, não posso esquecer de comentar o quanto a capa está linda! E tem tudo a ver com a Sofia. A diagramação está impecável, nada como ter em mãos um livro que transparece todo o cuidado da editora em trazer um livro perfeito ao leitor.

Espero que gostem tanto quanto eu.

 

Sinopse

Sofia está de volta ao século dezenove e mais que animada para começar a viver o seu final feliz ao lado de Ian Clarke. No entanto, em meio à loucura dos preparativos para o casamento, ela percebe que se tornar a Sra. Clarke não vai ser tão simples quanto imaginava. As confusões encontram a garota antes mesmo de ela chegar ao altar — e uma tia intrometida que quer atrapalhar o relacionamento é apenas uma delas. Além disso, coisas estranhas estão acontecendo na vila. Ian parece estar enfrentando alguns problemas que prefere não dividir com a noiva. Decidida, Sofia fará o que estiver ao seu alcance para ajudar o homem que ama. Ela não está disposta a permitir que nada nem ninguém atrapalhe seu futuro. Porém suas ações podem pôr tudo a perder, e Sofia descobre que a única pessoa capaz de destruir seu felizes para sempre é ela própria.

Livro no Skoob: http://www.skoob.com.br/livro/291612-encontrada


22.9.14

Os segredos de Colin Bridgerton - Julia Quinn


OS_SEGREDOS_DE_COLIN_BRIDGERTON_1405124430P

Durante toda a vida, Penélope Featherington foi uma presença quase invisível a que todos conhecem, mas ninguém põe atenção. Foi a todos os bailes da aristocracia de Londres, cada vez mais acostumada ao papel de moça calada, a quem ninguém tira para dançar a não ser pela insistência de alguma piedosa dama. Em seus vinte e oito anos, resignara-se a ser uma solteirona destinada a passar os dias cuidando de sua mãe. Mas de repente, um bom dia, começa a descobrir a força que pulsa em seu interior. Uma força que surpreende a todos, especialmente a Colin Bridgerton, o solteiro mais cobiçado da cidade, que durante toda sua vida considerou Penélope como uma irmã pequena. Mas como sempre acontece, quando se desata uma força longo tempo adormecida as consequências podem ser imprevisíveis.

Nos três primeiros livros da Saga da Família Bridgerton, Penélope e Colin já dão o ar da graça, ela sempre mencionada como o patinho feio e ele o solteirão mais cobiçado da época. A junção deste casal resultou um livro muito cativante. Adoro livros de patinhos feios, que viram cisnes e tal... neste a autora fugiu um pouquinho do clichê da garota dar uma reviravolta e ficar linda. A transformação dela se dá apenas nos “olhos apaixonados” do Colin, depois de anos, ele começa a vê-la totalmente diferente e descobre uma beleza muito profunda. Não posso deixar de comentar que a maior fofoqueira de Plantão dos anos de 1813 a 1824 é descoberta. Consegui sobreviver à curiosidade, juro que passei maus bocados tentando adivinhar quem era Lady Whistledown. Posso contar aqui quem é ? Posso? Posso?

Hum... acho melhor não.

Vou deixar vocês curiosos como eu fiquei.  Será meu exercício para obter controle emocional. Kkk

E só para deixar as moiçolas suspirando pelo Colin como eu fiquei, deixo-vos trechos do livro :

..."E então compreendeu que Daphne tinha razão. Seu amor não foi como um raio caído do céu. Começou com um sorriso, uma palavra, um olhar brincalhão. Com cada segundo passado em presença dela, foi aumentando até chegar a esse momento, em que de repente soube.

Amava-a."

“Não pôde acabar a pergunta, porque nem sequer sabia qual era a pergunta. Como sabia que a amava? Como ocorreu? Como o fazia sentir-se? Mas ele deve ter entendido que não sabia como formular a pergunta, porque respondeu:

-Não sei. Não sei quando, não sei como e, para ser sincero, não me importa. Mas sei que é certo; amo-a, e me detesto por não ter visto