Menu

9.10.14

A Menina Mais Fria de Coldtown - Holly Black


Sinopse
Edição: 1
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581634036
Ano: 2013
Páginas: 384


No mundo de Tana existem cidades rodeadas por muros, são as Coldtowns. Nelas, monstros que vivem no isolamento e seres humanos ocupam o mesmo espaço, em um decadente e sangrento embate entre predadores e presas. Depois que você ultrapassa os portões de uma Coldtown, nunca mais consegue sair. Em uma manhã, depois de uma festa banal, Tana acorda rodeada por cadáveres. Os outros sobreviventes do massacre são o seu insuportavelmente doce ex-namorado que foi infectado e que, portanto, representa uma ameaça e um rapaz misterioso que carrega um segredo terrível. Atormentada e determinada, Tana entra em uma corrida contra o relógio para salvar o seu pequeno grupo com o único recurso que ela conhece: atravessando o coração perverso e luxuoso da própria Coldtown. A Menina Mais Fria de Coldtown, da aclamada Holly Black, é uma história única sobre fúria e vingança, culpa e horror, amor e ódio.

Após uma festa Tana acorda em uma banheira sem se lembrar do que aconteceu e o que a fez parar lá,ao se dar conta de que seus amigos estão mortos Tana se desespera,mas o que ela não esperava era encontrar seu ex-namorado infectado e amarrado a uma cama,e um garoto bem misterioso. Ao fugirem da casa, Tana, Aiden e o tal carinha se dirigem a Coldtown, pois até então lá seria o lugar mais seguro, após alguns acontecimentos e encontros eles chegam a tão famosa Coldtown, porém, tudo aquilo que Tana pensou que seria na verdade provou ser o contrario e é apartir dai que a prova de fogo de Tana começa para se salvar e a seus amigos também.

Esse foi aquele tipo de livro que você se engana redondamente pela capa e sinopse. Realmente não foi nada daquilo que eu achei que seria. Não consegui me prender a nenhum personagem, apesar de ter simpatizado com alguns. A "mocinha" é meio bipolar e chatinha, ultimamente estou tendo um serio problema com as "mocinhas" dos livros...
A estória se arrasta por umas 300 páginas e dá aquela acelerada no final, joga o segredo do tal carinha assim na lata e você não tem tempo pra digerir tudo e pronto acaba o livro.
A NC está de parabéns pela diagramação,eles sempre arrasando nesse quesito mas só,a estória é uma negação infelizmente!

6.10.14

Bem–casados - Nora Roberts

 

livro-3Parker, Mac, Emma e Laurel, amigas de infância, ganham a vida realizando o sonho de inúmeros casais apaixonados. As quatro são proprietárias da Votos, uma empresa de organização de casamentos.
Após ter trilhado um caminho muito duro para conseguir ser alguém na vida, Laurel McBane se tornou a criadora dos bolos e quitutes mais lindos e saborosos do estado. Ela preza sua independência acima de tudo e não aceita que ninguém interfira em suas decisões. Talvez por isso, apesar do sucesso profissional, ainda não tenha se entregado ao amor.
Apaixonada desde sempre por Delaney Brown, irmão de Parker, ela nunca teve coragem de revelar seus sentimentos. Afinal, sabe que é como uma irmã para ele.
Advogado da Votos, Del se sente responsável por cuidar não só dos assuntos burocráticos da empresa, mas também do bem-estar das quatro sócias. Porém, sua postura paternalista e superprotetora começa a gerar desentendimentos entre ele e Laurel.Mas essas diferenças de opinião também fazem ferver uma química que vinha cozinhando em fogo brando havia muito tempo, acendendo uma faísca que eles não sabem se conseguirão – ou se querem – conter.
Agora Laurel e Del precisarão conciliar suas convicções e personalidades para que o orgulho não fale mais alto que a paixão.

O terceiro livro da série “ Quarteto de Noivas” não parece ter agradado a “Gregos e Troianos”, vi vários comentários que o livro era fraco, que o romance era parado, que a história não tem grandes reviravoltas e tal, como é de costume nos livros da Nora. Aos que leram e não gostaram eu não concordo, mas respeito. Aos que ainda não leram, mas estão na dúvida se não é perda de tempo lê-lo, deixe-me passar o que li no livro,  você também pode ver o que vi.

Bem-casados não é um romance mirabolante, Lauren e Del não estão lá para fazer malabarismos, o romance é quase calmo demais, tem alguns medos e impecilhos que podem parecer bobos, mas acredito que alguns amores são assim mesmo. Eles tem um amor bonito que vem sendo escondido ao longo de anos  e anos, mas além disso eles tem uma amizade muito forte construída em cima de raízes muito profundas, eles sempre estão um para o outro em qualquel momento, seja bom ou ruim,  como se entregar ao amor e a paixão sem estragar todo o resto?  Quando eles decidem ver no que vai dar, o livro começa a esquentar, Lauren tem iniciativa, embora depois fique morrendo de vergonha, Del não se faz de rogado e aproveita todas a chances. Além de tudo ainda  podemos  acompanhar o relacionamento dos outros casais e nos faz querer que a história do Mal e da Parker seja contada logo,  O livro é leve, se quiser um livro com mais firulas, é bom ler outro livro, mas se quer apenas passar bons momentos de forma descontraída, esse é um bom pedido.

Ah! e para quem disse que  o livro quase não  tem pegada, me diz o que é aquilo no lago?