Menu

17.1.15

A Menina que não sabia ler 2 - John Harding

 

250_9788544100196_ameninaquenaosabialer2

 

Edição: 1
Editora: LeYa
ISBN: 9788544100196
Ano: 2014
Páginas: 288

Depois de viver presa num mundo obscuro, assustador e sem palavras em A menina que não sabia ler, a pequena Florence viverá uma nova e misteriosa aventura onde nada é realmente o que aparenta ser e todos podem se tornar inimigos em potencial. Mas onde ela encontrará uma saída? Um aliado? O misterioso médico John Shepherd busca um recomeço para sua vida em um lugar nada promissor: uma ilha que funciona como uma clínica psiquiátrica exclusivamente para mulheres. Nesse antro de segredos e sofrimento, Shepherd tentará esquecer seus pecados devolvendo a humanidade às pacientes. A primeira em quem vai experimentar sua doutrina de cuidados, o "tratamento moral", é uma atraente jovem pálida de cabelos escuros que não se lembra do próprio nome, fala de modo estranho e não consegue saber quando e como chegou àquele lugar. Por que afinal ela desperta tanto a curiosidade do médico? Entre pacientes mais inteligentes que as próprias enfermeiras responsáveis por elas, segredos por todos os lados e figuras assombrosas (e assombradas) percorrendo misteriosamente os corredores da clínica durante a noite, as vidas de Florence e John Shepherd estarão mais ligadas do que podemos imaginar... Arrisque-se e tente achar uma saída no labirinto claustrofóbico criado em A menina que não sabia ler vol. 2.

Depois de ler A menina que não sabia ler (um livro ótimo, diga-se de passagem), fica difícil ver o volume 2 na livraria e não querer levar. Então foi o que fiz. Obviamente, eu esperava uma continuação da história mas, depois de umas 30 páginas, perdi as esperanças. A história parecia ser totalmente desconexa; nem sei quanto tempo demorei para entender as dicas dadas ao longo do livro e ver que: sim, temos aqui uma continuação. Infelizmente, a relação com o livro anterior é deixada em segundo plano - o que me frustrou bastante, já que o primeiro livro foi um espetáculo e eu queria muito ver sua protagonista, Florence, em ação total de novo.

No livro, Dr. John Shepperd encontra num hospital psiquiátrico a chance de recomeçar sua vida, deixando para trás um passado cheio de pecados que o perseguia até então. Ao ver os tratamentos brutais e cruéis dados pelo Dr. Morgan, diretor do hospital, a suas pacientes, Shepperd encontra um senso de humanidade que nem ele sabia que ainda existia em si. Movido pela comoção diante das atrocidades que via durante sua estadia, resolve confrontar os métodos antiquados usados pelo Dr. Morgan e pede permissão ao diretor para fazer um experimento usando uma de suas internas: Jane Pomba, uma bela jovem desmemoriada com um brilho de inteligência no olhar.

Durante seu experimento, Shepperd tem que lidar com aparições assustadoras durante a noite - um dos grandes mistérios do livro -, e com a rivalidade de O'Reilly, a cruel atendente principal da clínica psiquiátrica, que parece ter uma estranha relação com o diretor. Vários mistérios vão surgindo ao longo da trama e alguns você consegue resolver antes mesmo da resposta aparecer no livro (não consigo definir se isso é uma coisa boa, já que você fica mais envolvido com a história, ou ruim, tornando a leitura um pouco previsível - acho que depende muito de quem lê).

A narrativa, em primeira pessoa, é um pouco lenta, mas continuei lendo o livro motivada pelos mistérios ainda sem solução e, logicamente, pela curiosidade de saber o que iria acontecer no final. Não existe um clímax propriamente dito no livro, mas temos "pequenos clímax" ao longo dele. Eu gostei disso, mas há quem não goste; mais uma vez, depende muito de quem está lendo. Gostei também do fato de o título finalmente ter alguma relevância na história, diferentemente do volume 1, em que o título ficava meio "solto". A trama é bem ligada à realidade, pois deixa bem claro que, assim como na vida, nela não existem vilões nem mocinhos: ninguém é cem porcento bom nem cem porcento mau nesse mundo.

Vale ressaltar que não é preciso ler o volume passado para entender a história, mas você acaba perdendo um tiquinho da graça da leitura, então recomendo que leiam. Em resumo, posso dizer que é um livro bom, mas que decepciona um pouco se você esperar o mesmo ritmo de leitura e a mesma ação que se encontra no volume 1. O desfecho dá abertura para um terceiro livro, então vamos esperar que isso aconteça e que, dessa vez, o autor coloque Florence em foco de novo (quem leu A menina que não sabia ler - v. 1, sabe que essa garota é fenomenal!). A quem se interessou por desvendar os mistérios da vida de John Shepperd, desejo uma boa leitura! ;)

10891694_740826869336138_4786760768218616864_n

Essa resenha foi escrita por Aryanna Santos, colaboradora do blog.

Facebook: https://www.facebook.com/aryannaq?fref=ufi


5 comentários:

  1. Aryanna, eu ainda não li o primeiro livro, lembro que na época que lançou fiquei interessada, mas com tantos livros na lista de leitura acabei deixando para depois e até hoje não consegui tempo para a leitura.

    Adorei a resenha, você conseguiu passar claramente suas impressões.

    Bjs

    ResponderExcluir
  2. olha a vergonha, apesar desse ser um daqueles clássicos que todo mundo comenta eu nunca li! preciso remediar isso urgente!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha cara Thaila, não se trata exatamente de um clássico! Machado de Assis é infinitamente melhor! Aliás, no primeiro volume, acho a narrativa lenta e enfadonha. A evolução psicológica da personagem principal incoerente com sua idade. Desculpe, é minha opinião.

      Excluir
  3. Aryanna, fui fisgada pelo título e pela capa do livro 1, então está na minha lista de desejados. Claro que a sinopse é decisiva, mais ainda uma resenha como a sua, abordando o principal do livro e fazendo comentários coerentes e tão relevantes para quem pretende ler.
    Fiquei curiosa para conhecer a menina fenomenal, nas suas palavras. Só acho uma pena a continuação não atender às expectativas dos leitores depois de uma leitura tão envolvente no primeiro livro. Entendi que este segundo aborda a vida de outro personagem importante, estou certa? E que a menina ficou em segundo plano aqui. É mesmo provável que venha um terceiro pra fechar esta trama. Torcemos pra isso.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  4. Oi, Manu! Esse segundo livro aborda a vida de outro personagem, ponto final. Não é nem um personagem importante... Empatia com o protagonista, que é bom, faltou por aqui. :/ Mas, rezemos por um terceiro volume! :*

    ResponderExcluir

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.