Menu

12.1.15

Festa no Céu - Guillermo del Toro

Nome Original: The Book of Life
Sinopse: Um grupo de crianças bagunceiras é encaminhado a uma visita guiada ao museu, como “punição” pelo mau comportamento. Lá, uma guia diferente resolve percorrer um caminho alternativo e os apresenta ao "Livro da Vida", que contém todas as histórias. A mais simbólica delas, baseada nas tradições mexicanas, envolve três mundos. Catrina/ La Muerte é uma adorada deusa ancestral, que governa a Terra dos Lembrados. Ela é ex-mulher de Xibalba, o governante da Terra dos Esquecidos, um trapaceiro. Em uma visita à Terra dos Vivos, eles fazem uma aposta. Se a jovem e bela Maria, filha da maior autoridade da cidade de San Angel, escolher se casar com o emotivo violinista Manolo, Catrina ganha, e Xibalba não poderá mais interferir no Mundo dos Vivos, como gosta de fazer; se o preferido for o valente Joaquim, Xibalba passa a governar, também, o Mundo dos Lembrados.


“Este é o Livro da Vida.
O mundo todo é feito de histórias e todas essas histórias estão aqui.
Este livro contém muitas verdades. Algumas são verdadeiras mesmo. E outras, nem tanto. Vocês podem até duvidar de algumas, mas de uma coisa temos certeza: México é o centro do universo.(...)!"

 AI AI AI! (leiam isso com um sotaque mexicano, okay?)

Sim, eu sou fã de animações. Sim, se uma animação que me interessa é lançada e eu acabo por amar essa animação, eu fico doida e ouvindo a soundtrack o dia e a noite toda e ainda fico cantando na cabeça de todo mundo. (Oi, Frozen, alguém?)

The Book of Life foi uma animação que desde que foi lançada eu quis assistir, mas por alguma razão acabei não indo ao cinema. Mas só por ter caveiras mexicanas – e Guillermo Del Toro na produção -  já me atraiu e foi uma agradável surpresa. Não são os traços de uma Disney Pixar, mas a qualidade é impressionante. As personagens são encantadoras e humanas. E Maria, uma graciosa surpresa feminista, yay! É até cômico que, quando ela chega, as moças da cidade dizem: “Eu ouvi que ela lê livros... tipo, por diversão! E nem usa maquiagem!”

Com músicas excelentes – Gente, tem Creep de Radiohead! E muitas outras cantadas à capela ou com ritmo mexicano, o desenho nos faz dançar como numa festa – e também sentir bastante, pois são bem encaixadas no roteiro e não só jogadas. E não tem aquela de que todo mundo faz suas coisas normalmente e de repente todo mundo se levanta pra cantar já sabendo a letra u.u.

Enfim, quando dois governantes da morte – e também amantes – fazem uma aposta, temos que parar para ver, não é? A história que uma esperta guia turística apresenta no Livro da Vida começa no Dia de Los Muertos, dia 2 de novembro no México. Na animação...A cidade de San Angel – no México-  fica no centro do mundo! E por isso, tem uma ligação especial com o mundo dos mortos, o que significa que tudo pode acontecer. Manolo, Joaquim e Maria são amigos de infância, tipo os três mosqueteiros, sabe? Só acrescente o fato de que Manolo e Joaquim são apaixonados por Maria e lutam a todo instante por seu amor. Ambos os garotos vivem na sombra de seus pais e família, toureiro e herói de guerra, respectivamente. E Joaquim ama deixar um crescer um bigode grosso. (ui.)

Maria não mostra sua preferência e sempre dá um jeitinho de acabar com a rivalidade entre os dois amigos, geralmente criando uma aventura que acaba em encrenca. Vendo isso, Xibalba e La Muerte fazem uma aposta: quem ficar com a garota, vence. Cada um deles tem seu campeão, mas Xibalba não quer perder de novo... E trapaceia.

Por consequência de mais uma aventura que terminou desastrosa, Maria é mandada para estudar na Europa... Joaquim vai para o exército lutar contra o grande vilão que matou seu pai e Manolo, que ama cantar, é obrigado a seguir o que todos os homens de sua família fazem: virar um toureiro. Só muitos anos depois se reencontram e Maria tem seu escolhido.
O Homem da Cera – Candlemaker no original que tem mais sentido – é aquele quem cuida desse livro e também da chama da vida de cada pessoa, mantendo o equilibrio. Explica que quando a chama da vida de alguém se apaga, ela vai para a Terra dos Lembrados, o reino de La Muerte. Porém, se não há mais nenhuma pessoa que se lembra dela, ele vai para a Terra dos Esquecidos, reino de Xibalba. E é por essa razão que existe o Dia de Los Muertos, para nos lembrarmos de todos nossos ancestrais e mantê-los sempre próximos da gente.

A animação conta que todas as histórias do mundo estão escritas no Livro da Vida. Não há como lutar contra seu destino. Não há como você vencer uma luta contra aquilo que está escrito para você. Porém... Às vezes podemos escrever nossa própria história no Livro da Vida. Afinal, não podemos ter medo de sermos nós mesmos.

"Se você pode perdoar, o amor pode viver verdadeiramente."

6 comentários:

  1. acho fofos livros com essa pegada colorida, rica em ilustrações e textos rápidos :)
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Não conhecia, quem sabe agora que me comprometi em 2 desafio literário acabe incluído na minha lista de leitura.

    Beijos , Lu do Blog: Apaixonada por Romances

    ResponderExcluir
  3. Priscila, eu também adoro animações. Quando foi lançado também fiquei com vontade de assistir, mas acabei não indo ao cinema.

    Vou dar um jeito de ver e me encantar com essa história.

    Bjs

    ResponderExcluir
  4. eu gostei muito de festa no céu a parte sentimental (que eu acho)é quando o Manolo encontra-se com a mãe que amor!!!! aliás eu tenho o disco e o pai do manolo é um impositor gosta de obrigar o Manolo a ser toureiro mas ele não quer. Cantar não combina com um toureiro da família Sanches ou uma coisa assim

    ResponderExcluir
  5. o título do filme é "O livro da vida"Me expliquem porque eles dizem Festa no Céu ????

    ResponderExcluir

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.