Menu

22.1.15

Somente Sua - Série Crossfire Livro #04 - Sylvia Day


Sinopse:
Gideon me chama de anjo, mas ele é o milagre em minha vida. Meu lindo, guerreiro ferido, tão determinado a matar meus demônios enquanto se recusa a enfrentar os seus próprios.
Os votos que tinhamos trocado deveriam ter nos ligado de forma mais apertada do que sangue e carne. Em vez disso,abriu velhas feridas, expondo dor e inseguranças, e isso atraiu amargos inimigos para fora das sombras. sinto ele escorregar da minha mão, meus maiores medos se tornando a minha realidade, meu amor testado de maneiras que eu não tinha certeza de que era forte o suficiente para suportar.
Em um tempo brilhante em nossas vidas, a escuridão de seu passado invadiu e ameaçou tudo o que tinhamos trabalhado tão duramente para esquecer. Nós enfrentamos uma escolha terrível: a segurança familiar das vidas que tivemos antes de termos um ao outro ou a luta por um futuro que, de repente parecia um sonho impossível e sem esperança...
Depois de muita espera e especulações a respeito do quarto livro da "Trilogia Crossfire", pude enfim ler Somente Sua da minha queridíssima Sylvia Day e o que posso dizer, ou melhor, o que venho dizendo desde o anterior - Para Sempre Sua - que não há mais necessidade de prolongar a história de Gideon e Eva. Entendam fãs de Crossfire (também sou super fã e mais ainda fã da autora, não que o livro seja ruim, não é isso, mas poxa...). Deixa eu tentar ser mais específica... Para quê prolongar uma história, tornando os livros adicionais uma leitura massante e fazendo os personagens, que no início da série eram pessoas fortes e decididas, em criaturas fracas e altamente dependentes tanto de amor, como de seus próprios traumas?

Será que consegui ser clara até agora? Não?! Pois continuemos....
Em Somente Sua temos uma grande novidade, quer dizer não chega a ser tão grande assim porque a própria Sylvia, em eventos a qual participou, deixou explicito que os dois últimos livros de Crossfire - pedindo a todos os santos que sejam realmente os dois últimos - seriam voltados à Gideon. Eu só não sabia que teríamos a visão dele intercalada com a de Eva. Bom a ideia foi bacana, mas quando lia a visão de Gideon conseguia visualizar uma outra personalidade dele, que particularmente não gostei. Gente o nosso poderoso playboy, dono de praticamente toda NY sabe descrever o visual de outra pessoa, com seus mínimos detalhes (quando digo mínimos detalhes, pode incluir marca de roupa, tipo de penteado, tipo de sapato...), coisa que só é perceptível através de uma visão feminina, entendem?! Posso está sendo exigente demais, mas caramba, imaginava-o como um macho alfa em todos os sentidos.
E preparem, porque Eva virou uma chata de ficar com birra por besteira e deixar as coisas importantes passarem sem questionar. Parece que a garota esqueceu que agora é a Sra. Cross e age como uma adolescente apaixonada e cheia de mimimi. Tudo bem que todos os empecilhos do passado de Gideon se uniram literalmente para atormentar a vida do casal e foi justamente nesse momento da história que senti falta da velha e guerreira Eva. Parece que depois do casamento ela ganhou de presente um kit de imaturidade e a deixou assim, uma chata de galocha.
Então para finalizar, resumidamente o que temos em Somente Sua é: um Gideon dono de toda a NY e adjacências e que além de enfrentar seus traumas (que são fod...), ainda tem que enfrentar as pessoas do seu passado como um super-homem e não deixar que se viguem em Eva. E do outro lado temos sua amada, que de uma guerreira virou uma pessoa frívola e cheia de frescura, ao contrario daquela Eva que conhecemos nos livros anteriores, que como seu marido, tem um passado daqueles, mas que soube se reerguer de forma gloriosa. Para piorar ainda a garota, não consegue enxergar o que seu amado faz para que não sofra ou se machuque e olha que ele pena viu, para que algo assim não aconteça.  Claro que também não posso esquecer que o livro é recheado de muito, muito, mas muitooooo sexo - Ops! Mas isso todas sabemos que não é novidade, porque Gideon e Eva nesse quesito ganham de um casal de coelhos brincando, literalmente.
Enfim, apesar dos pesares, o livro não me agradou como esperava. Quer dizer, devo confessar que estava com muito receio em ler, já que o anterior não foi lá essas coisas todas. Mas.... e põe um enorme MAS, vou finalizar essa trilogia, que acabou (sem necessidade) virando uma série de cinco livros  e vê como minha amada Sylvia Day vai terminar esse emaranhado e conturbado enredo.

Espero que tenham gostado e até a próxima!!!



6 comentários:

  1. Camila, você é realmente mais decidida que eu. Eu só fui até o segundo livro da série e não tive "coragem de continuar".

    Eu gostei muito do Gideon, se ela decidisse ficar comigo em vez da Eva seria perfeito. kkkk

    Adorei a resenha, dei altas risadas com ela.

    Bjs

    Juliana Vicente.

    ResponderExcluir
  2. flor este foi um livro que não me chama a atenção, infelizmente é uma leitura que passo
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Taí uma série que tenho vontade e curiosidade de ler, mas meu medo é de ela possuir uma leitura cansativa, que só enrola rsrs. Até mais.

    www.hojeediadelivro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oiiee..
    sabe que eu gosto muito dessa serie,
    porem vendo por esse lado eu concordo cntg..
    seria melhor ter dois no maximo tres livros, sem prolongações..
    no começo cada um tinha uma personalidade, os passava uma visao
    e agora no ultimo eles tao muito diferentes,
    espero que o ultimo me surpreenda.
    Parabens adoreis seu bloh..
    Face: Mary Marins Butia - Rs
    eu existo nao sou fake.. kkk bjoo

    ResponderExcluir
  5. Olá Camila tudo bem?
    Estou encantada com a maneira como você
    desenvolveu a sua resenha. Ainda não li esse livro
    e tenho curiosidade de conhecer viu? Me parece ser muito bom.
    Ainda mais eu que gosto de um romance xD

    Mas queria saber uma coisa, como faço para entrar em contato diretamente com vc?

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Comecei lendo o toda sua por um acaso,e confesso que a leitura chamou a minha atenção de imediato.não só por ter uma certa similaridade com o cinquenta tons de cinza,mais também pelo forte apelo emocional que o livro evoca.não precisa ser um grande psicólogo para perceber que o livro tem questões fortíssimas, e que os personagens principais parecem sofrer de forte apelo sexual e possesividae que beira a doença.Nossa, essa silvya day poderia deixar os personagens principais mais leves,menos sufocantes!até vale a dose do romance,mais o exagero de vc é meu! vc é minha! fiquei enojadaum pouco.o que mais me deixou pé da vida foi o fato do personagem Gideon ter permitido que a Eva penetrasse o seu Ânus com o dedo! que macho alfa,um perfeito exemplo de macho dominante,másculo até a medula faria isso???isso e outras besteiras mais,cansa só de falar.a autora explorou a história até ficar enfadonha e sem sentido.Era para ter parado no livro três e com um final mais profundo e perfeito.

    ResponderExcluir

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.