Menu

5.6.15

Caixa de Pássaros - Josh Malerman




Capa comum: 272 páginas

Autor: Josh Malerman

Editora: Intrínseca; Edição: 1ª

Idioma: Português

Sinopse:

Basta uma olhadela para desencadear um impulso violento e incontrolável que acabará em suicídio. Ninguém é imune e ninguém sabe o que provoca essa reação nas pessoas. Cinco anos depois do surto ter começado, restaram poucos sobreviventes, entre eles Malorie e dois filhos pequenos. Ela sonha em fugir para um local onde a família possa ficar em segurança, mas a viagem que tem pela frente é assustadora – uma decisão errada e eles morrerão.
Romance de estreia de Josh Malerman, Caixa de Pássaros é um thriller psicológico tenso e aterrorizante, que explora a essência do medo. Uma história que vai deixar o leitor completamente sem fôlego mesmo depois de terminar de ler.





Como fã e admiradora dos livros de terror, suspense e thrillers psicológicos posso dizer a todos – vale muito a pena ler Caixa de Pássaros – a minha única ressalva é: não leia esse livro sozinho ou no escuro, pois amigos simplesmente não consegui dormir direito e quando finalmente consegui dormir tive pesadelos. O suspense criado por Josh Malerman pode ser resumido em uma palavra: assombroso! Este livro é tão bem escrito que eu estimo ser capaz de persuadir até mesmo os que não gostam do gênero de terror a apreciar.

A história é narrada em terceira pessoa pelo ponto de vista da nossa personagem Malorie e é instaurando duas linhas de tempo distintas tendo início com o presente, onde se é negado abrir os olhos e o mundo externo é proibido a menos que automutilação, loucura morte e sofrimento sejam mais atraentes do que a autopreservação. Um presente onde nossa personagem principal Malorie é uma mãe rabugenta, implacaz para com seus filhos de 4 anos que ela chama simplesmente de Garoto e Menina, crianças que foram criadas para ouvirem de maneira quase sobrenatural e que poderiam ser os únicos que a ajudariam a fugir daquele local. Em seguida somos transportados ao passado, retornamos para quando tudo começou, com o surgimento da ameaça chamada inicialmente de “o Problema” bem como a descoberta da gravidez de Malorie, e seu asilo em uma moradia de sobreviventes, que tentam da maneira mais sensata possível lidar com o que não pode ser visto. Pavor define!

O autor tem sucesso em fazer com que a maior fobia do ser humano venha à tona, o medo do desconhecido. Em toda a história Malerman impulsiona uma narrativa de pavor e pânico. E quando pensamos que os nossos temores não vão se tornar realidade e estamos torcendo pelos personagens vemos que na verdade tudo que mais tememos já aconteceu e foi da forma mais apavorante possível.

A capa do livro é definitivamente única.  As palavras "não abra os olhos" são um chamariz a mais. Na verdade eu não fui capaz de fechar os olhos e certamente você também não será, bem como não conseguirá colocar o livro de lado depois que começar a ler.


5 comentários:

  1. me parece interessante, mas como não esta na minha lista de desejados, vou deixar pra depois
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Pois coloque na lista dos desejados Thaila. O livro é excelente.

    ResponderExcluir
  3. Oi!
    Esse livro é bom demais!
    Tensão até o fim.
    SPOILER ABAIXO!
    Fiquei imensamente curiosa para saber o que eram as criaturas. O homem que ela encontra no rio, era mesmo um homem? Ou outra coisa?

    Beijão!

    ResponderExcluir
  4. Cris amiga ainda acho que eram seres sobrenaturais!

    ResponderExcluir
  5. rsrsrsrs...
    Bem que eu queria um filme, mas não sei se o filme ia ficar interessante.

    ResponderExcluir

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.