Menu

12.7.15

O Espião - Clive Cussler


Edição: 1
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788563219985
Ano: 2012
Páginas: 416
Tradutor: Henrique Amat Rego Monteiro
Autor: Clive Cussler

Sinopse: É 1908 e acumulam-se tensões internacionais enquanto o mundo caminha inexoravelmente para a guerra. Após um talentoso projetista de canhões de couraçados morrer em um aparente suicídio, sua filha, angustiada, recorre à lendária Agência Van Dorn para limpar o nome do pai. Van Dorn põe seu principal investigador no caso, Isaac Bell, que logo percebe que as pistas apontam não para suicídio, mas para assassinato. E quando se seguem outras mortes mais suspeitas, fica evidente que alguém — um ardiloso espião — está orquestrando a eliminação das mentes tecnológicas mais brilhantes... Mas isso é apenas o começo.


Primeiramente acho que devo iniciar essa resenha com uma informação importante (e um tanto embaraçosa). Confesso que só depois que terminei minha leitura foi que vim a descobrir que esse livro se tratava já do terceiro volume da serie de aventuras do espião Isaac Bell.

Então você me pergunta: “- Mas Mariana, isso não atrapalhou a sua leitura?!”
E eu respondo para você, cara manceba: “- Nem um pouco!”

O livro conta uma historia completa e fechada, com nenhuma alusão aos livros anteriores que possa atrapalhar qualquer leitor mais desligado (lê-se eu ¬¬).

Logo de cara somos presenteados com o aparente “suicídio” de um dos mais talentosos projetistas de canhões da marinha americana. Sua filha, desconsolada e sem acreditar que o pai teria cometido tal ato, procura a agência de detetives Van Dorn e contrata os serviços do impetuoso detetive Issac Bell. Outras mortes de homens importantes se seguem e é ai, caro amigo amante de intrigas e espionagem, que tudo realmente começa a pegar fogo.

Narrada em terceira pessoa e com varias situações paralelas que se unem para prender o leitor, “O Espião” é ação do começo ao fim. Os personagens são muito bem construídos, interessantes e bastante carismáticos. Principalmente o protagonista, loiro, alto e lindo, Issac Bell (ok, pensamentos pecaminosos chegando).

Bem ao clima dos saudosos filmes “noir”, com mulheres sedutoras, explosões, balas, guerras, envenenamentos e intrigas internacionais, o livro realmente cumpre o que promete e não decepciona os mais ávidos leitores do gênero espionagem.

Não tenho nenhuma critica a fazer ao livro. A edição esta bem diagramada e não encontrei nenhum erro de ortografia. A capa é simples e muito bonita.

Então se você chegou ate aqui e esta pensando seriamente em pegar sua confiável pistola e entrar no mundo sorrateiro e perigoso da espionagem, eu lhe desejo boa sorte, porque sua viagem será turbulenta mas eu garanto, bastante prazerosa.

Recomendo demais a leitura e com toda certeza vou ler os outros volumes assim que conseguir me livrar dessa sensação incomoda de que estou sendo seguida. o_O 

Beijos e ate a próxima. 


Obs: Livro cedido por Liliana do blog: http://www.arfortaleza.com.br/ ;)

***




Escrito por Mary Zombie, colaboradora do blog. http://www.skoob.com.br/usuario/45011

1 comentários:

  1. eu tenho aqui na estante, mas nunca me animei muito a ler não.. preciso estar bem inspirada
    felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.