Menu

8.8.15

Resenha - A Queda - Pandora - Controle Sobrenatural


Capa comum: 376 páginas
Autora: Nazarethe Fonseca (Parceira do blog)
Editora: Giz; Edição: 1ª (1 de janeiro de 2014)
Idioma: Português

Sinopse:

Zoe Lessa e outros detetives da agência de Controle Sobrenatural Pandora lutam para manter incógnita a presença do sobrenatural na cidade de Sacramento, reduto de todos os tipos de criaturas. Mas a rotina da agente é quebrada pela chegada de Alex Olivares, veterano colecionador de êxitos. O clima entre eles não é dos melhores, mas juntos, terão que solucionar uma série de suicídios suspeitos e terão que passar por cima das diferenças para salvar a próxima vítima. Caliel chegou a Sacramento em busca de uma antiga ordem de guerreiros, defensores dos mortais, os Arcanos. O que ele não desconfia é que uma intrincada profecia prediz a queda de um jovem Nefilim, que trará dor e morte sobre tudo e todos. Tentado por anjos caídos e convocado por anjos, Caliel hesita entre a luz e as trevas. Agora a corrida é contra o tempo, a transformação é inevitável, os inimigos são muitos e o cerco está se fechando. Todos serão levados ao limite, segredos serão revelados, poderes descobertos. Zoe Lessa, Alex Olivares e Caliel terão que unir forças para enfrentar velhos inimigos e sobreviver à queda.

A Queda é a primeira obra da série Pandora – Controle Sobrenatural. A narrativa acontece na cidade de Sacramento, lugar que é moradia de diversos tipos de criaturas como anjos caídos, demônios, vampiros, lobisomens, bruxas...

A nossa protagonista Zoe Lessa nunca foi uma criança comum, fruto do envolvimento de um anjo caído com uma humana, ela era uma Nefilim. Perdeu seus pais muito cedo e passou a morar num orfanato. De lá fugiu quando tinha 12 anos, passando a viver num galpão abandonado e usava seus poderes para roubar comida quando sentia fome. Três estranhos invadiram seu esconderijo numa noite tentando pegar seu sangue, enquanto lutava por sua vida, numa fuga desenfreada, foi encontrada e auxiliada por Max, que matou seus perseguidores e a trouxe para Pandora.

Pandora não era uma agência convencional. Ela tinha por atribuição natural, apurar assassinatos, mortes, desaparecimentos, transgressões além de encobrir todo tipo de ocorrências direcionadas ao mundo sobrenatural. Assim, ainda criança-moça Zoe Lessa foi sujeitada a “avaliações” para poderem elucidar seu futuro. Nesse experimento exibiu poderes vultosos aos sócios, selando de forma categórica o seu futuro.

Zoe Lessa agora adulta trabalha para Pandora, seu parceiro Jamil Burnett logo no começo da história em um incidente em uma boate onde faziam uma investigação foi mordido por um vampiro e levou um tiro cuja bala continha uma espécie de veneno que só não ceifou sua vida porque Zoe transferiu parte de sua energia vital para salvar sua existência. Ele agora encontra-se dormindo profundamente no hospital e como Zoe não podia ficar sozinha já que um dos princípios da agência Pandora era que eles tinham que trabalhar em dupla, designaram Alex Olivares, um enigmático lobisomem puro, especialista competente, dono de uma mente cáustica para trabalhar com ela.

Não foi amor á primeira vista, mas profissionalmente eles eram imbatíveis e juntando forças vinham tentando elucidar crimes estranhos que estavam acontecendo em Sacramento. No entanto o que Alex e particularmente Zoe  não presumiam era que o principal suspeito estava envolvido intimamente com a nossa perspicaz agente.

Não tem como não se apaixonar por Zoe. Posso defini-la como uma antítese, ela era delicada e forte, apaixonante e dona de uma fleuma que me enlouquecia... Ela é extremamente esforçada e no seu trabalho sobressai-se em relação aos demais. Como se isso não fosse suficiente ela é descrita como uma fêmea deslumbrante, dona de uma aura que mesmo sem esforço tem amigos valorosos e desperta corações. Infelizmente para muitos apaixonados, Zoe Lessa tinha seu pretendente, seu coração completamente tomado pelo atraente e igualmente obscuro Caliel.

Caliel e Zoe se envolvem intimamente e mesmo escondendo sua verdadeira situação, ele a ama. Ele tenta por diversas vezes revelar seu segredo a Zoe. Mas Caliel não é apenas um Nefilim comum, ele é ‘O Justiceiro’, aquele a quem Zoe persegue, um intrépido facínora. Ele oculta segredos de sua real natureza e veio para Sacramento á procura de uma velha ordem de guerreiros, os Arcanos, os protetores dos mortais. O que nosso soturno Nefilim não sabia era de uma antiga profecia que prenuncia a queda de um jovem Nefilim, o que carregará sofrimento e perecimento a todos. “A queda” é a quase morte de um anjo e nessa quase morte o anjo que padece tem que escolher entre a luz ou as trevas. Essa escolha Caliel terá que fazer e a escolha dele mudará para sempre o destino dele e de Zoe Lessa.

Pronto, falei demais! Shiuuu.... Não digo mais nada, nem sobre tortura! Leiam! A história é impressionante, recheado de cenas de ação, descobertas, impasses... Enfim, fui totalmente transportada para a narrativa, me emocionei, torci, briguei, praguejei e amei excessivamente. Amei Zoe Lessa, Caliel e ainda estou completamente apaixonada por Alex Olivares.



Recomendo a leitura para todos aqueles que procuram em uma única história movimento, fluidez, tensão, amizade, ardor e grandes descobertas! Nazarethe conseguiu em suas 375 páginas criar uma obra digna, madura e extremamente cativante. O único elemento desagradável é dispor de paciência para aguardar a continuação da história!


Se você ficou interessado segue locais que você pode adquirir seu livro



6 comentários:

  1. oi flor, sobrenaturais não me atraem tanto, a proposta até que é boa, mas não é o melhor momento, apenas
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas Thaila a historia é completamente apaixonante. Vale a pena viu? Beijo!

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  2. Eu adoro livros com temática sobrenatural, após a resenha fiquei curiosa em saber mais sobre o universo criado pela autora.

    Nádya, quem sabe você me empresta né. Fiquei com vontade de conhecer melhor esse "justiceiro", adorei a descrição que você fez do personagem, acho que é meu tipo de homem. rs

    Amei!

    ResponderExcluir
  3. Noossaa se tem duas coisas que eu amo é Sobrenatural e romance. Fiquei super afim!! Quero muito, muito, ler!!
    Hahaha
    Pois é, pode mandar ele pra minha caixinha do correio! Hahahaha
    Beijos!!!
    Umlugarparaleresonhar.blogspot.com

    ResponderExcluir

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.