Menu

24.9.15

Zac & Mia - A.J. Betts


Capa comum: 288 páginas
Autor: A.J. Betts
Editora: Novo Conceito (24 de agosto de 2015)
Idioma: Português

Sinopse:

A última pessoa que Zac esperava encontrar em seu quarto de hospital era uma garota como Mia - bonita, irritante, mal-humorada e com um gosto musical duvidoso. No mundo real, ele nunca poderia ser amigo de uma pessoa como ela. Mas no hospital as regras são diferentes. Uma batida na parede do seu quarto se transforma em uma amizade surpreendente. Será que Mia precisa de Zac? Será que Zac precisa de Mia? Será que eles precisam tanto um do outro? Contada sob a perspectiva de ambos, Zac e Mia é a história tocante de dois adolescentes comuns em circunstâncias extraordinárias.





Zac & Mia escrita por A.J. Betts é uma história extremamente bem estruturada e escrita. Posso garantir a vocês que dá pra ler sem medo de ficar deprimido ou chorando pelos cantos, afinal o tema é meláncolico, pois discorre sobre dois adolescentes que têm câncer.

Zac já está em tratamento contra o câncer acerca de 10 meses, que o acaba tornando “familiar” no interior da ala de oncologia, embora ele só tenha 17 anos. Ele vai precisar de um transplante de medula óssea e para isso terá que passar longos 35 dias internado. No geral Zac é tudo de bom, um rapaz maravilhoso, embora eu ache que a realidade foi um pouco esteriotiapada. Seu autocontrole e senso de humor são um tanto quanto inédito e ele brinca sobre ser alemão já que o transplante de medula óssea se tornou possível após ter encontrado um doador na Alemanha. Mas infelizmente para o nosso mocinho nem tudo são flores. Ele também se enfurece e se aborrece com a marcação colada da mãe e finalmente por ter recebido um prêmio, não por ser merecedor, mas pelo motivo de possuir câncer.

Mia acaba de ser diagnosticada com um câncer na perna e precisa começar o quanto antes com a quimioterapia. Ela é uma moça muito bonita e está inconformada e com muita raiva porque está prestes a perder seu lindo cabelo e com certeza ficará com cicatrizes. Ela está escondendo de todos os amigos sua condição, e apenas sua mãe e seu namorado sabem a verdade. No entanto, esse namorado que parecia tão amoroso e compreensivo acaba por se revelar inapto de lidar com a doença de Mia. Inconformada com sua condição destrata médicos, enfermeiros e sua pobre mãe. Ela é colocada num quarto ao lado do de Zac e para afugentar a mãe ela acaba por colocar o som nas alturas e após tentativas estoicas de ignorar toda aquela barulheira Zac finalmente se irrita e acaba batendo na parede a fim de que o “vizinho” pare com aquele alvoroço.

Com algumas batidas na parede, Zac instaura uma linha de diálogo com o seu novo vizinho que ele acaba por descobrir ser uma menina. Os dois acabam por se conectarem de maneira contínua através de mensagens de texto e facebook pelas madrugadas, onde são capazes de serem honestos e verdadeiros revelando sonhos e pensamentos inconfessáveis.  A conexão entre os dois é narrada de forma extremamente delicada e simpática.
[...] Há tanta coisa que ela ainda não compreende: que fica melhor; que não é culpa dos médicos. 'Não lute’, eu quero dizer. 'Não puxe a alavanca da Saída de Emergência. Tome as pílulas e aproveite o passeio como der.' Eu queria poder dizer isso a ela. Eu queria poder dizer a ela quanta sorte tem [...]
O livro de Betts é uma história de adolescentes que embora diferentes em idéias e concepções, conseguem criar uma conexão entre si. A base do romance não é apenas o câncer, é sobre o poder da amizade e como conseguimos superar as dificuldades que a vida nos impõe.

A história começa com capítulos da perspectiva de Zac, em seguida capítulos alternados entre Zac e Mia, e termina com capítulos do ponto de vista de Mia.

Achei a narrativa muito envolvente. Não cheguei a chorar rios como pensei que faria, mas se você der uma chance á história descobrirá uma narrativa calorosa, alegre e dois personagens inesquecíveis.

As folhas são amareladas, a diagramação simples e a fonte tem o tamanho certinho para uma leitura agradável. A capa até agora não consegui entender o que tem a ver com a história... Mas nada que tire o brilhantismo da mesma. Recomendo a todos a leitura!
[...] Percebo agora o que é coragem. Coragem é ficar parada, apesar de querer correr. Coragem é se plantar no lugar e encarar coisas que assustam. (...) É abrir os olhos e encarar o medo até ele recuar [...]

6 comentários:

  1. apesar da capa eu me surpreendi muito quando li, não é um enredo triste apesar da situação e isso me encantou
    felicidadeemlivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Verdade Thaila. É um livro emocionante, mas bastante leve e com lindos ensinamentos!

    ResponderExcluir
  3. Oi!
    Ná, o livro parece bom. Pela proposta, imaginei que seria um livro para chorar. Parece servir para divertir também. ^^

    Beijão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cris também pensei que ia chorar horrores mas me peguei rindo em algumas partes do livro. Achei muito sobre amadurecimento e como lidamos com os problemas. Beijinhos!

      Excluir
  4. Estou querendo muito ler, pois gosto de livros que abordem temas como esse do livro. Não estava sabendo que o livro fala sobre câncer e já estou querendo muito ler!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maisanara é um livro que aborda o câncer sim. Mas é uma leitura mais leve e descontraída. Sem grandes dramas! Beijinhos

      Excluir

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.