Menu

10.10.15

A Cruz de Zeta - Volume 1 - Fátima Venceslau


A Cruz de Zeta – Volume 1

Capa comum: 171 páginas

Autora: Fátima Venceslau

Editora: Ases da Literatura

Sinopse:
Júlia, uma jovem de 17 anos, moradora da cidade do Rio de Janeiro, conhece um misterioso jovem chamado Marcos e apaixona-se por ele. O que ela nem imagina é que o rapaz é um alienígena. É do tipo nórdico: alto, loiro e de olhos azuis. Vive na Terra como um humano. Seu objetivo é cuidar de Júlia e protegê-la contra outro grupo de alienígenas: os reptilianos. Saulo é um tipo rebelde e irônico que gosta de se vestir no estilo gótico e, em princípio, persegue Júlia o tempo todo. Mas, por quê? O que ele quer com ela? Uma guerra pode começar a qualquer momento pela sobrevivência de duas espécies diferentes: os nórdicos e os reptilianos. E, para azar dos humanos, o planeta Terra será seu campo de batalha, pois ambos cobiçam seus recursos minerais e vegetais. Em meio a tudo isso, Júlia descobre que seu passado não é bem o que ela imagina, e agora não sabe mais o que esperar de seu futuro.

Fátima Venceslau nos traz um romance bem diferente. Nesse livro agradável vamos nos deparar com um amor alienígena! Muita loucura pra você? Quando me deparei com a sinopse imaginei que seria no mínimo uma história pra lá de estranha, mas como adoro me enveredar por enredos diversos encarei a leitura e tenho que dizer que foi alucinante. A autora tem um ritmo rápido e não existe a possibilidade de você ficar estático com a história.

Juntamente com Júlia, uma garota tipicamente carioca, embarcamos logo de cara para sua infância. Ela tinha apenas sete anos, quando em uma viajem com a família as Ruínas de São Miguel no Rio Grande do Sul ela visualizou o que ela julgava ser um “índio nórdico”. O índio nórdico parece enfeitiça-la e ela desaparece com ele sem que ninguém tome conhecimento. Do mesmo jeito que ela sumiu ela reaparece misteriosamente. Como o passar dos anos, Júlia já não dá tanta importância ao ocorrido e pela família jamais ter entrado em detalhes o incidente parece não ter significado algum.

Atualmente Júlia é uma moça sonhadora, estudiosa que está se dedicando as provas do ENEM. Com o intuito de descansar, os pais viajam para uma casa que eles possuem em Teresópolis, local esse que Júlia cultiva boas lembranças e grandes amizades.

Ao sair com os amigos para um show local, a vida da nossa mocinha começa a mudar, por muito pouco não é raptada por Saulo, um rapaz atraente de vestimentas góticas. A mocinha é salva por um rapaz lindo, loiro, dono de olhos azuis que se chama Marcos.  

Calma... Vocês devem estar se perguntando onde entra o alienígena não é? Vou matar a curiosidade de vocês ok? Marcos e o seu quase raptor são alienígenas, de espécies rivais e Marcos está na terra no intuito de proteger Júlia e ajudar a salvar a Terra dos terríveis reptilianos, seres desprezíveis que querem apenas roubar os recursos minerais do nosso amado planeta.   

Ficaram curiosos agora né? Afinal qual o motivo de quererem raptar Júlia uma menina tão normal? Por que motivo ela precisava de um protetor? A história toma um ritmo excelente moçada e junto com Júlia vamos descobrindo situações bem estranhas e principalmente, vamos nos apaixonando pelo lindo alienígena Marcos.


Se eu gostei da história? Sim!!! É um enredo muito interessante que embora tenha umas boas pinceladas de ficção científica não dá um nó na tua cabeça com milhões de termos técnicos, e os personagens bem construídos torna tudo mais agradável.

Achei a diagramação bem elegante, fontes gostosas de ler e folhas amareladas bem grossinhas. Espero na próxima capa ser apresentada ao alienígena nórdico, pois minha cabeça está em parafuso tentando imaginar esse lindo homem...


1 comentários:

  1. oi flor, a parceria ja foi frutifera! que bacana! a história parece bem interessante, estou bem entusiasmada pelos seus elogios
    felicidadeemlivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.