Menu

15.10.15

Intergalática - F. P. Trotta


Intergaláctica

Capa Comum: 275 páginas

Autor: F. P. Trotta

Editora: Livros Ilimitados

Sinopse: 
Uma conspiração para controlar o rumo da mais importante expedição espacial da história da humanidade. 3 de Maio de 2031 – No dia de lançamento da aguardada expedição da NASA para explorar a lua de Júpiter, uma das candidatas para habitar vida extraterrestre, a psiquiatra Amanda Collins acorda de um coma após meses batalhando contra uma meningite aguda. Junto com seus pacientes Stryker, Ripley e sua amiga Lina, eles descobrem que fazem parte de um crescente quebra-cabeça envolvendo uma corporação geopolítica underground chamada A Firma, que planeja sabotar a missão, usufruindo de uma nova tecnologia para saquear a nave e destiná-la para um planeta habitável localizado dezessete anos luz da Terra. O quarteto então inicia uma operação para descobrir a verdade por trás da conspiração, mergulhando de cabeça na maior expedição planetária da história da humanidade

Se você procura um livro com muita ação, aventura e personagens carismáticos esse é o livro certo! F. P. Trotta conseguiu com uma linguagem simples, mas extremamente envolvente me carregar para uma conspiração tão cheia de detalhes e com cenários tão fantásticos que eu não conseguia mais me transportar de volta á realidade. Consegui realmente embarcar em outro universo, repleto de surpresas e muitas aventuras.

A história criada por Trotta é maravilhosa, cheia de elementos, com um mundo repleto de criaturas e com uma ambientação que foi um show a parte. A história começa na Islândia, no ano de 2009 onde Amanda de apenas 9 anos está almoçando com seu pai Oswald, que é um cientista bem famoso. Moçada juro que a descrição do cenário me fez sentir frio!... Acredito que seja uma habilidade toda especial que um autor tenha de te levar com ele para a história, te tornando íntimo dos personagens e fazendo com que você acabe enxergando pela óptica dos mesmos. Acho significativo, excitante e extremamente gratificante quando isso acontece, e muito mais quando o autor é nacional.

Gostei muito da Amanda nossa protagonista, que apesar de ser uma mulher guerreira carregava em si bastante sofrimento, pois seu pai, em um determinado momento acabou por envolvê-la em um experimento e isso a levou a desprezá-lo fortemente o que acabou a afastando do convívio com ele.

Agora Amanda vive escondida do pai e é uma psiquiatra de renome, e enquanto ela esteve em coma, provocado por uma meningite aguda teve uma experiência bem estranha, onde ela não estava mais na terra, na verdade estava em uma zona magnifica nunca explorada, realmente um local inimaginável. Ao sair do coma ela conta esse sonho quase pós-morte para seus pacientes e amigos Ripley e Stryker, bem como Lina e juntos vão tentar entender esse sonho.


Oswald, cada vez mais influente e ambicioso, inventa a cada dia experimentos mais perigosos que possam lhe proporcionar de alguma forma mais prestígio e poder. Amanda fica sabendo que uma expedição a Europa, a lua de Júpiter, está sendo prometida. Amanda também sabe que uma excursão dessa magnitude só pode vir de uma cabeça, seu pai. A partir desse acontecimento ela sabe sem sombras de dúvidas que precisa urgentemente atestar suas teorias sobre essa expedição e assim impossibilitar de uma vez por todas um programa tão malignamente tecido por um homem que pode de uma vez por todas destruir toda a humanidade. Sua vingança contra o pai dela é o ponto inicial da trama galera, mas o livro toma novos ares assim que eles se infiltram na Firma e acontecimentos vertiginosos acontecem... Curiosidade mata einh?

Intergaláctica é o romance de lançamento do autor de F.P. Trotta ao cenário literário nacional. O desfecho da história é algo inimaginável. É um livro de ficção científica complexo, mas que também trata de diversos assuntos como existência de vida extraterrestre, vida após a morte e manipulação de poderosos em nome da ciência, em detrimento de muitos. Nem sequer posso esperar por mais aventuras alucinantes na próxima história!

A capa embora simples tem tudo a ver com a história. Achei as páginas bem diferentes do que costumo ver usualmente, pois elas são bem ásperas e grossas. A fonte é maravilhosa tornando a leitura muito confortável. Agora quanto à revisão o próprio autor informou que o livro cedido para ser resenhado no blog não era uma edição revisada, então não seria justo falar de tais erros encontrados. Enfim, leiam! Pode embarcar de cabeça nessa louca mais apaixonante história de F. P. Trotta.


1 comentários:

  1. oi flor, o livro parece ter uma pegada diferente que o torna agradável, não sei se me renderia tão ja, mas é instigante
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.