Menu

21.10.15

O Diamante - A história de uma paixão




Título Original: The Engagements
Autora: J. Courtney Sullivan
Editora: Novo Conceito
Ano: 2014
Sinopse: Cinco personagens, separados pelo tempo e aparentemente sem conexão entre si, contam a história da paixão das mulheres pelo diamante aliás, não só das mulheres!


Revezando-se em uma ciranda de acontecimentos divertidos, infelizes, revoltantes ou surpreendentes, a extraordinária Frances Gerety que existiu de verdade e outros indivíduos muito especiais mostram que a história de uma sociedade é construída por meio das relações humanas, na intimidade dos lares. As transformações do mundo moderno nem sempre conseguem abalar aquilo em que se acredita com todo o coração mas as decepções com aqueles que amamos... essas podem mudar as nossas opiniões.
Um livro diferente, que fala das muitas formas de viver o amor e que deixa no ar uma pergunta: os casamentos são mesmo feitos para durar?


Quando você lê o título, já pensa que é mais um livro de romance.

Mas não é.

Fui surpreendida por este livro, por estas cinco histórias que ele conta que, em algum ponto, se cruzam de maneiras inesperadas. Todas elas, é claro, marcadas por seu diamante.

São focadas em cinco pessoas diferentes, em diferentes períodos históricos.

Me fez pensar em que não importa o que os homens façam, suas esposas sempre são obrigadas a perdoarem simplesmente por eles serem homens e poderem fazer tudo o que quisessem.

A primeira pessoa a aparecer é Frances Gerety, uma canadense que conseguiu conquistar os estados unidos com sua publicidade em um tempo que as mulheres eram privadas de muitas liberdades dadas apenas aos homens. Essa pessoa incrível existiu de verdade e é a razão pela qual o diamante é tão famoso nos Estados Unidos e tão cobiçado pelas mulheres de lá – sim, não vejo o diamante ser a pedra número um aqui do Brasil. Ela foi uma publicitária que criou slogans para o quase monopólio de diamantes do mundo em 1940+ e sua frase “O diamante é para sempre” ainda é usada até hoje. Ela também introduziu o uso da pedra nos filmes e nas séries de tv e se você cobiça um diamante, é por culpa dela. Ela quem fez as mulheres e homens pensarem que seu relacionamento só teria valor se dessem a sua pessoa amada uma grande pedra recheada de quilates.

Como se casamento fosse somente sofrimento e dispêndio de dinheiro

Frances, pelo menos no livro, foi uma mulher de opiniões fortes e que sempre safava a bunda de seus superiores com seu excelente trabalho, correndo atrás de seus direitos. Uma feminista maravilhosa, se me permitem dizer.

Evelyn é uma mulher presa em conceitos conservadores mas que tem o coração no lugar. Acredita que a instituição do casamento é sagrada e seu filho no final agiu contra tudo o que ela acreditava. Sua história é doce e com toque de melancolia e tudo gira praticamente em torno dela.

Já as mulheres de antigamente precisavam desistir de seus sonhos pessoais se estes não estivessem relacionados ao casamento...

James é um pai e marido dedicado que cresceu com o sonho de ser rico e famoso frustrado quando sua banda não deu certo. Vê sua família se afundar em dívidas e para piorar, algo terrível acontece e abala seu orgulho de macho e ele tenta a todo custo reparar os danos causados, mesmo que pra isso tenha que causar mais danos. Ele é uma boa pessoa, tentando fazer sua família feliz apesar de tudo.

Delphine é uma peça à parte. Uma francesa de Monmartre cujo pai amava a música e passou para ela todo esse amor. Ela, casada já a algum tempo vê-se enamorada por outra pessoa e sua vida vira de cabeça para baixo. País diferente, pessoas diferente, uma situação extrema que só piora sua vida no novo local. Ela é aquela que, mesmo rodeada de pessoas, ainda estava se sentindo sozinha e encontra em uma pessoa sua salvação e sua perdição.


Eee a minha preferida é Kate! Uma moça New Yorker que tem uma união diferente daquilo que sua família acha correto. Ela é contra essa coisa toda de anéis de diamante, consumismo desenfreado, junkie food... Tem uma filha adorável que tenta manter longe de toda as coisas que podem fazer mal e se vê em apuros quando lhe convidam para ser madrinha de casamento. É engraçado ver seu quase surto o tempo todo e que seus questionamento realmente fazem um enorme sentido.

Essas pessoas tão diferentes veem suas vidas unidas apenas pelo diamante. É incrível ver que realmente a vida domina nossas vidas de maneira completa – já notou que quando você entra em um site de comprar, ele imediatamente aparece anunciando em seu facebook? – Parece que realmente não temos nenhum controle de nossas vidas e que somos apenas peões da mídia e grandes empresas hoje em dia. Queremos o que elas querem que queiramos, na maior parte das vezes.

E, no final, ainda tempos que suportar ouvir uma frase assim de um homem que apronta algo muito ruim e não sabe não ser perdoado
É um livro que te faz refletir sobre várias coisas, em especial no ponto de evolução em que estamos como sociedade e seres inter-relacionais.

Vale muito a leitura!


Resenhado por: 


1 comentários:

  1. este livro esta na minha lista de desejados por despertar a minha curiosidade extrema, eu quero conhecer da história
    felicidadeemlivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.