Menu

16.12.15

Diário de uma Garota Normal



"Às vezes eu olho no espelho e não consigo acreditar no que vejo."


Título Original: The Diary Of A Teenager Girl
Autora: Phoebe Gloeckner
Editora: Faro Editorial
Sinopse: Minnie é uma garota de 15 anos que registra num diário tudo o que sente e acontece em sua vida.
Seu relato é incomum apenas porque ela conta tudo. Não há aqui a sutileza das histórias para meninas, quase sempre romantizadas para parecerem mais leves. A descoberta da sexualidade, o interesse pelos garotos, as novas amizades, tudo é contado de forma tão natural que acaba por revelar como o mundo adulto é cáustico, doloroso e cruel, se visto pelos olhos de uma adolescente que está prestes a entrar nele.
Em Diário de uma garota normal, Phoebe Gloeckner combina uma narrativa poderosa a ilustrações com imagens vívidas, provocando o leitor o tempo todo, com honestidade e humor, apresentando uma personagem que irá se manter para sempre em sua imaginação.

Esta é uma história sobre mulheres, antes de terem crescido.


"Eu sou melhor que você, seu filho da puta."

 Então. Eu não fui uma adolescente normal, se a Minnie for o exemplo de uma adolescente normal.

Calma, vou explicar direitinho!

Minnie é uma menina aparentemente doce, numa fase muito atribulada de sua vida: ela não gosta muito da escola, seus pais são separados e ela raramente vê o pai. Sua mãe se envolve com muitos homens, usa drogas e bebe demais, isso tudo dentro de casa. Ela não tem muita afinidade com a irmã mais nova, são praticamente estranhas (embora em alguns momentos, Gretel mostre preocupação com Minnie, não vemos uma recíproca real).

Um dos amantes de sua mãe vive dando bebida alcoólica para Minnie que está com os hormônios à flor da pele e não é muito difícil imaginar o que acontece entre eles, né? Confusa com seus sentimentos, ela vai caindo cada vez mais num momento de letargia e autodestruição.


Minnie Goetz por "ela mesma"!
Todos sabemos que a adolescência não é nada fácil, ainda mais com uma família desestruturada. Minnie tem um ano turbulento que ela descreve num diário que começou como um projeto escolar. Como é desenhista, também usa o espaço para mostrar com desenhos muitas vezes as coisas que aconteceram, e são realmente bons. Minnie sonha em ser desenhista de revistas em quadrinhos e ama Robert Crumb, mas seu ex-padrasto a desencoraja sempre que pode, pois deseja que a menina siga uma carreira acadêmica mais séria. E, se entendi bem, a mãe da Minnie tem até mestrado. O padrasto é um figurão editorial de revista científica, então daí já dá pra entender porque alguém seguir uma carreira tão “incerta” fica tão perdido ouvindo que seu sonho não lhe dará futuro.

Ela se envolve com muita coisa ruim na busca da formação de sua personalidade e caráter e ninguém lhe ajuda a ir para um caminho contrário. Até que a situação fica extremamente crítica e ela acaba encontrando a si mesma.

É um livro que você lê rapidamente, pois de certo modo é curto e você vai passando pelos dias de Minnie sem parar. E como tem muitos desenhos, fica mais rápido ainda! Queria saber mais o que aconteceu com ela, o livro vai embora muito de repente!

Gostei muito... Li que é o Apanhador no Campo de Centeio para meninas, mas não posso comparar, porque não li esse do Apanhador. Se alguém tiver lido, por favor comente dizendo como é o livro! Agradeço!

 Resenhado por: 





2 comentários:

  1. não achei muito normal toda essa vida não, mas sei que é a realidade de muitas meninas, talvez por isso o nome "garota normal" ja que essa degradação pode passar a ser naturalizada
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. sim, acho que em muitos pontos é normal... em outros, nem tanto assim!

    ResponderExcluir

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.