Menu

30.5.15

Lançamentos do mês de Junho da Editora Arqueiro



Yaaaaay tem coisa mais gostosa do que ver o que as editoras vão lançar? Vejam os lançamentos quentinhos do mês de Junho da Editora Arqueiro!

Se quiserem saber mais sobre os autores e suas obras, basta clicarem nos nomes dos autores, ok?!


Eu estive aqui - Gayle Forman


Lançamento: 15/6
Preço: R$ 29,90
Ficção • 240 págs.
ISBN e EAN: 978-85-8041-423-3
16 x 23 cm • 50.000 exemplares
E-book:
Preço: R$ 19,99
eISBN: 978-85-8041-424-0

“Eu estive aqui é a mais perfeita mescla de mistério, tragédia e romance. Gayle Forman dá ao leitor um retrato sincero da coragem necessária para continuar vivendo após uma perda devastadora.” – Stephen Chbosky, autor de As vantagens de ser invisível. 
Quando sua melhor amiga, Meg, toma um frasco de veneno sozinha num quarto de motel, Cody fica chocada e arrasada. Ela e Meg compartilhavam tudo... Como podia não ter previsto aquilo, como não percebera nenhum sinal? A pedido dos pais de Meg, Cody viaja a Tacoma, onde a amiga fazia faculdade, para reunir seus pertences. Lá, acaba descobrindo muitas coisas que Meg não havia lhe contado. Sua maior descoberta ocorre quando recebe dos pais de Meg o notebook da melhor amiga. Vasculhando o computador, Cody dá de cara com um arquivo criptografado, impossível de abrir. Até que um colega nerd consegue desbloqueá-lo... e de repente tudo o que ela pensou que sabia sobre a morte de Meg é posto em dúvida.

Eu estive aqui é o livro novo de Gayle Forman, lançado este ano nos Estados Unidos.




Rush Sem Limites - Abby Glines


Lançamento: 1/6
Preço: R$ 24,90
Ficção • 192 págs.
ISBN e EAN: 978-85-8041-411-0
16 x 23 cm • 20.000 exemplares
E-book:
Preço: R$ 16,99
eISBN: 978-85-8041-412-7

Rush merece sua reputação de bad boy. Com seus carros de luxo e sua mansão de três andares à beira-mar, o filho de um famoso astro do rock tem uma fila de garotas a seus pés. No entanto ele precisa apenas de duas pessoas para ser feliz: seu irmão postiço e melhor amigo Grant e sua meia-irmã Nan. Até que Blaire Wynn chega à cidade. A beleza angelical da garota logo chama a atenção de Rush. Mas, por causa de um segredo de família, ele decide manter distância de Blaire. Órfã de mãe e abandonada pelo pai, Blaire está sozinha no mundo – porém Rush entende que se aproximar dela pode destruir a vida da irmã, a quem protegeu desde que eram crianças. A relação secreta entre as duas e o ódio que Nan nutre por Blaire são mais do que bons motivos para Rush manter-se afastado. Só que ele não consegue. O desejo fala mais alto. Depois do sucesso da trilogia Sem Limites, Abbi Glines leva os leitores de volta ao início dessa história de amor. Em Rush sem limites, você entrará na mente do bad boy que já conquistou milhões de fãs mundo afora.

A história de Paixão sem limites na visão do personagem Rush.




O Que Eu Quero Para Mim - Lycia Barros


Lançamento: 1/6
Preço: R$ 29,90
Ficção • 208 págs.
ISBN e EAN: 978-85-8041-406-6
16 x 23 cm • 8.000 exemplares
E-book:
Preço: R$ 19,99
eISBN: 978-85-8041-407-3

Alice é independente, bem-sucedida profissionalmente e muito ambiciosa. Além do sucesso no trabalho, tem um namorado que é o sonho de qualquer mulher: lindo, apaixonado, louco para se casar e ter filhos. Mas ela não é qualquer mulher, e acha que a carreira vem antes de tudo. Então, quando Casseano a coloca contra a parede e exige mais espaço em sua vida, os dois entram em um impasse e acabam se separando. Em poucos dias, Alice sente que o fim do relacionamento está sendo mais duro do que esperava. Para piorar, o trabalho entra em crise e sua sócia, preocupada com a saúde da amiga, a obriga a se afastar por um tempo. As férias a ajudarão a arejar a cabeça e voltar mais produtiva. Com tudo dando errado ao mesmo tempo, Alice aceita a sugestão e compra uma passagem para Londres. Chegando lá, mergulha numa profunda jornada de autodescobrimento e percebe o que realmente importa para ela.

Livro inédito de Lycia Barros, autora carioca muito atuante nas redes sociais.




Predestinadas - Jessica Spotswood


Lançamento: 8/6
Preço: R$ 29,90
Ficção • 288 págs.
ISBN e EAN: 978-85-8041-397-7
16 x 23 cm • 6.000 exemplares
E-book:
Preço: R$ 19,99
eISBN: 978-85-8041-398-4


“Predestinadas é uma história inesquecível, cheia de altos e baixos e boas surpresas. Um fim incrível para uma trilogia excepcional.” – Goodreads Cate Cahill acabou de ser apagada da memória de Finn, o grande amor de sua vida. A responsável por essa traição foi Maura, uma de suas irmãs, e Cate está certa de que nunca vai conseguir perdoá-la. Enquanto isso, Tess, a caçula, está às voltas com visões cada vez mais assustadoras. Como se não bastasse, a Nova Inglaterra vem sendo tomada por uma febre mortal sem precedentes. Preocupada, Cate quer ajudar a todos, mas é impossível fazer isso sem revelar seus poderes e, assim, aumentar a fúria dos Irmãos da Fraternidade, os implacáveis caçadores de bruxas. Em meio a desavenças com suas aliadas em potencial, Cate terá que se desdobrar para conseguir prestar o auxílio que deseja, proteger Tess e Finn e lutar por uma nova ordem que permita que as bruxas sejam representadas no governo de sua cidade e não precisem mais se esconder.

Último livro da trilogia As Crônicas das Irmãs Bruxas.



Três Semanas Com Meu Irmão - Nicholas Sparks e Micah Sparks


Lançamento: 15/6
Preço: R$ 34,90
Não ficção • 320 págs.
ISBN e EAN: 978-85-8041-421-9
16 x 23 cm • 15.000 exemplares
E-book:
Preço: R$ 24,99
eISBN: 978-85-8041-422-6

Três semanas com meu irmão é o relato pessoal do autor, escrito em parceria com seu irmão Micah Sparks. Em janeiro de 2003, Nicholas Sparks e seu irmão, Micah, partiram em uma viagem de três semanas pelo mundo para representar um marco em suas vidas, pois, aos 37 e 38 anos respectivamente, eles eram os únicos membros sobreviventes de sua família. Com as maravilhas do mundo como pano de fundo e muitas vezes dominados por seus sentimentos, o intrépido Micah e o introspectivo Nicholas relembram as aventuras e traquinagens de sua infância e as tragédias que testaram sua fé. Durante esse processo, ambos aprenderam verdades surpreendentes sobre a perda, o amor e a esperança. Narrado com irrepreensível humor e rara sensibilidade – e incluindo fotos pessoais –, Três semanas com meu irmão é um lembrete para abraçarmos a vida com todas as suas incertezas e, acima de tudo, valorizar os tempos felizes e as pessoas maravilhosas que os tornam possíveis.



Memórias de uma Gueixa - Arthur Golden


Lançamento: 15/6
Preço: R$ 49,90
Ficção • 448 págs.
ISBN e EAN: 978-85-8041-425-7
16 x 23 cm • 6.000 exemplares
E-book:
 Preço: R$ 29,99
eISBN: 978-85-8041-426-4

Traduzido para mais de 40 países, só nos Estados Unidos e no Canadá, vendeu mais de 6,5 milhões de exemplares. A adaptação para o cinema é vencedora de 29 prêmios, entre eles três Oscars e um Globo de Ouro. Sayuri é uma das gueixas mais famosas de Gion, o principal distrito dessa arte milenar em Kioto. Com um olhar, ela é capaz de seduzir. Com uma dança, ela deixa os homens a seus pés. O que ninguém sabe é que, por trás da gueixa de sucesso, há um passado de perdas e desilusões de uma mulher que, desde o dia em que o pai a vendeu como escrava, fez cada uma de suas escolhas motivada pelo amor ao único homem que lhe estendeu a mão. Neste livro acompanhamos sua transformação enquanto ela deixa para trás a infância no vilarejo pobre e aprende a rigorosa arte de ser uma gueixa.



Fortaleza Digital - Dan Brown


Lançamento: 1/6
Preço: R$ 39,90
Ficção • 336 págs.
ISBN e EAN: 978-85-8041-405-9
16 x 23 cm • 15.000 exemplares
E-book:
Preço: R$ 19,99
eISBN: 978-85-8041-420-2

Primeiro livro escrito por Dan Brown, autor que já vendeu mais de 150 milhões de livros no mundo. Em Fortaleza digital, Brown mergulha no intrigante universo dos serviços de informação e ambienta sua história na ultrassecreta e multibilionária NSA, a Agência de Segurança Nacional americana, mais poderosa do que a CIA ou qualquer outra organização de inteligência do mundo.



As Regras da Sedução - Madeline Hunter


Lançamento: 15/6
Preço: R$ 29,90
Ficção • 272 págs.
ISBN e EAN: 978-85-8041-416-5
16 x 23 cm • 8.000 exemplares
E-book:
Preço: R$ 14,99
eISBN: 978-85-8041-145-4


O primeiro e o segundo volumes da série Os Rothwells ganham uma nova capa e novo ISBN. 


Lorde Hayden Rothwell chega à casa de Alexia Welbourne sem aviso – um homem poderoso e sedutor, movido por interesses obscuros. Sua visita anuncia a ruína financeira da família de Alexia e o fim das esperanças da jovem de um dia conseguir um bom casamento. Para se sustentar, a moça recebe a proposta de ser dama de companhia de Lady Henrietta Wallingford. O problema é que a oferta vem do sobrinho de Henrietta, ninguém menos que lorde Hayden. Morando na casa da tia de Rothwell, Alexia descobre que a proximidade com o homem que destruiu sua família pode ser perigosamente irresistível.


Lições do Desejo - Madeline Hunter


Lançamento: 15/6
Preço: R$ 29,90 
Ficção • 272 págs. 
ISBN e EAN: 978-85-8041-417-2 
16 x 23 cm • 8.000 exemplares
E-book: 
Preço: R$ 14,99 
eISBN: 978-85-8041-202-4


A pedido de seu irmão, o irresistível Lorde Elliot Rothwell vai a Nápoles para negociar com Phaedra Blair, uma editora que não está disposta a cancelar uma publicação que pode manchar o nome da família Rothwell. Na viagem de volta, irão percorrer juntos uma das regiões mais românticas da Europa, eles vão descobrir que discordam de quase tudo o que o outro pensa ou faz – exceto o que fazem juntos na cama. E, nessa aula de prazer, será cada vez mais difícil saber qual dos dois tem mais a ensinar.

Por:


27.5.15

A última carta de amor - Jojo Moyes

"Se tudo o que nos é permitido são horas, minutos, quero ser capaz de gravar cada um na memória com perfeita clareza para poder recordá-los em momentos como este, quando minha alma está sombria."


Editora: intrínseca
Autora: Jojo Moyes
Sinopse: Londres, 1960. Ao acordar em um hospital após um acidente de carro, Jennifer Stirling não consegue se lembrar de nada. De volta a casa com o marido, ela tenta, em vão, recuperar a memória de sua antiga vida. Por mais que todos à sua volta pareçam atenciosos e amáveis, Jennifer sente que alguma coisa está faltando. É então que ela descobre uma série de cartas de amor escondidas, endereçadas a ela e assinadas apenas por "B", e percebe que não só estava vivendo um romance fora do casamento como também parecia disposta a arriscar tudo para ficar com seu amante.
Quatro décadas depois, a jornalista Ellie Haworth encontra uma dessas cartas endereçadas a Jennifer durante uma pesquisa nos arquivos do jornal em que trabalha. Obcecada pela ideia de reunir os protagonistas desse amor proibido - em parte por estar ela mesma envolvida com um homem casado -, Ellie começa a procurar por "B", e nem desconfia que, ao fazer isso, talvez encontre uma solução para os problemas do seu próprio relacionamento.
Com personagens realisticamente complexos e uma trama bem-elaborada, A última carta de amor entrelaça as histórias de paixão, adultério e perda de Ellie e Jennifer. Um livro comovente e irremediavelmente romântico.

Estou na minha cama pensando sobre como escrever sobre este livro, são quase 23hrs e terminei de lê-lo há uns 5 minutos atrás e pensei que já deveria passar minhas impressões, então catei o note e liguei uma música romântica para me ajudar. Estava preparada pra coisa melhor, de fato. Sim, ele me decepcionou um pouco, mas admito que o li avidamente, em todos os momentos que pude: no ponto de ônibus, nas pausas do trabalho, antes de dormir... E ficava pensando sobre o que escreveria enquanto o lia. Não faço o tipo romântico, o que me permitiu analisá-lo e ver o quão machista ele foi - até as protagonistas são machistas, mas é normal já que grande parte da história se passa em 1960 e nessa época a sociedade era extremamente patriarcal - mas, no final, preciso admitir que foi um livro com uma história bonita. A premissa também foi boa, para além da história, que retrata como amantes, pessoas que se gostaram, dizem suas últimas palavras: de tempos antigos até os dias de hoje.

"Mas, de repente me dei conta, no meio daquela pequena cena de loucura, que ter alguém que nos entenda, que nos deseje, que nos veja como uma versão melhorada de nós mesmos é o presente mais incrível." 

Já mandaram uma carta de amor para alguém?

O livro começa com a última carta do casal central: Jennifer Stirling e Anthony "Boots" O'Hare, pessoas que se conheceram em meados de 1960. A carta foi encontrada por Ellie Hawthorne, uma jornalista que precisa desesperadamente de uma matéria para salvar sua cabeça no trabalho.  Mas simplesmente tem falhado, pois sua cabeça e seu coração estão tomados por um homem casado que ela jura que irá um dia deixar a esposa e os filhos para ficar com ela. É o sonho de toda pessoa que se envolve em uma situação assim e sabe-se que o amor pode deixar algumas pessoas cegas para a realidade, então ela se engana dizendo que não se importa se demorar, que não se importa com as mensagens secas, com os atrasos e as desculpas, pois é uma pessoa adulta e independente... Como toda pessoa cega de paixão, mesmo com os alertas dos melhores amigos.

Procurando algo para se salvar, ela promete uma matéria para sua chefe e é assim, enfurnada em antigos arquivos do jornal onde trabalha que ela encontra uma carta: uma última carta de amor de homem para uma mulher.  E então vê-se presa numa investigação que, pouco a pouco, a vai levando de encontro com esperanças que tinha em seu próprio relacionamento, tentando encontrar ali o seu final feliz. 

Quando descobre que nem tudo tem um final feliz, que é seu aniversário e, de presente, seu amado vai viajar para Barbados com a esposa, não sabe se vai conseguir encontrá-la na data, suas amigas lhe dão um banho de realidade que a deixa triste, sua chefe a humilha na frente de todos os outros... Nada parece ter um final feliz, nada termina bem. "A esperança matará você." É isso o que realmente que aquele velho dito: A esperança é a última que morre, quer dizer. Já pensaram nisso? Foi o que Anthony me ensinou.

Mergulhando de cabeça nessa história, a coisa fica meio confusa com a escrita da história. Se passa em... 3 ou 4 tempos diferentes que você precisa ficar meio atenta para perceber a mudança senão vira bagunça na sua cabeça. A primeira parte fica bem clara, com uma Jennifer Stirling desmemoriada após sofrer um grave acidente e como ela fica deslocada tentando se lembrar de como era sua vida e perceber que, apesar do marido rico, das amigas de infância, das festas e coquetéis constantes, sente que algo está vazio e errado. Parece que assiste uma vida que não era sua... 

E, enquanto a história transcorre, passado e presente se misturam nos mesmo capítulos, após ela encontrar uma carta de amor escondida em um livro. Sabia que era endereçada à ela, mas não se lembrava de quem. Sabia que não era de seu marido distante e frio, que a mandava ficar quieta na frente de todo mundo quando dava suas opiniões. Sua vida então se passa com ela em busca daquele amor que deixava seu coração acelerado, avassalador. Um amor que mudaria sua vida. 

Sabe, é isso que me incomoda um pouco nesses livros românticos: eu não era nada antes de te encontrar. Faz parecer que nada em sua vida, antes daquela pessoa chegar, fazia sentido. Acho que isso é muito dos amores de hoje em dia, que tem a urgência de estar junto, urgência de se casar... E de se separar em seguida. É como escrever "Eu amo o fulaaaaano!" no facebook e no dia seguinte chamá-lo de vagabundo e cara do pinto pequeno. A mesma coisa ao contrário, claro: chama de amor e em seguida de vadia. É muito passageiro. É... Estar com alguém apenas por não querer estar sozinho e exibir para as amigas[os] que tem um namorado[a].

Mas... A história de Jojo não é assim. Mostra que amores ainda podem ter finais felizes, se as memórias ainda ficarem vivas em seu coração. Mostra que, quando se ama apesar dos obstáculos, não importam dias, meses ou anos: o [re]encontro ainda será como se fosse o primeiro. Não importam as dores, as diferenças, dificuldades, mentiras e verdades, pois a verdade máxima é: amam-se um ao outro. Não importa se seus caminhos não se cruzarem mais... Aquele amor ainda será guardado em algum antigo baú dentro de sua memória e sempre será novo. Nunca terá poeira a ser lavada. Afinal... Vocês se conhecem com apenas uma troca de olhares. 

"Certa vez uma pessoa sábia me disse que escrever é perigoso pois nem sempre podemos garantir que nossas palavras serão lidas no espírito em que foram escritas. Portanto, vou ser direta. Desculpe-me. De verdade. Perdoe-me. Se houver algum jeito de eu poder mudar o que você pensa sobre mim, preciso saber.
Mulher para Homem, por carta."

Sim... No final das contas, é um belo livro.

25.5.15

O Sangue do Cordeiro - Sam Cabot


Capa Comum: 368 páginas

Autor: Sam Cabot

Editora: Arqueiro; Edição: 1ª (10 de abril de 2015).

Idioma: Português

Sinopse:

“Este documento, querida amiga, vai abalar a Igreja.”
Ao ler essas palavras em uma carta encontrada em um arquivo empoeirado, Thomas Kelly fica cético. O documento citado na correspondência está desaparecido, mas Thomas, padre da ordem dos jesuítas, duvida que exista algo com tal poder – até ser convocado ao Vaticano para iniciar uma busca desesperada por ele. Enquanto isso, diante de um conselho formado por seus superiores, Livia Pietro recebe instruções claras: encontrar um padre jesuíta recém-chegado a Roma e juntar-se a ele na procura da Concordata, um tratado que contém um segredo tão chocante que poderá destruir para sempre todo o povo de Livia. Enquanto pistas cifradas do passado lançam os dois em um universo traiçoeiro repleto de obras de arte, maquinações religiosas e conspirações, eles são caçados por pessoas capazes de tudo para achar o documento primeiro. Thomas e Livia, então, precisam correr para montar o quebra-cabeça capaz de redefinir os rumos da história e evitar o caos e a destruição que a revelação da Concordata poderá causar. Livia, porém, tem um segredo: ela e seu povo são vampiros.Com uma narrativa que remete ao estilo de Dan Brown e ao terror sobrenatural de Anne Rice, O sangue do cordeiro é uma viagem inesquecível a um passado inimaginável.
 
Escrevendo sob o pseudônimo de Sam Cabot, S.J. Rozan e Carlos Dews, dois escritores que associaram seus respectivos campos de interesse literário a fim de registrarem e oferecerem a diversos leitores um relato fascinante onde religião, segredos, conspirações e princípios de horror se enredam produzindo o livro O Sangue do Cordeiro, a primeira obra de uma cadeia de suspense histórico é uma espantosa pedida para todos os apreciadores de thrillers religiosos mesclados com histórias de vampiros. Essencialmente adorei, pois sou fã irrestrita de vampiros, seres com dentes afiados que não necessariamente precisem brilhar a luz do sol...

Eu resumo a história é narrada em terceira pessoa e se passa em Roma, onde um padre jesuíta Thomas Kelly pesquisa um documento antigo firmado pelo Papa Martinho V e os Noantri, registro esse intitulado de Concordata, que foi roubado do Vaticano. Uma carta misteriosa leva-o a conhecer a obra de um poeta do século 19, Noantri Mario Damiani, onde Thomas descortina informações enigmáticas que possam transportar ao documento desaparecido. Sua pesquisa entrelaça-se inesperadamente com a de historiadora de arte italiana Noantri Livia Pietro, que afirma que forças destrutivas prenunciam revelar os segredos contidos na Concordata. Thomas e Lívia juntos vão se defrontar com grandes ameaças e perigos. Nem Livia com sua confissão que ela e seu povo são vampiros, autodenominados de Noantri irá diminuir o segredo que ela e Thomas irão juntos divisar, uma revelação mais perturbadora do que qualquer ser poderia pressupor existir.

O Sangue do Cordeiro é um livro memorável. Não tem como uma vez que você comece a ler deixar de lado. Comentam que a narrativa faz uma alusão ao gênero de Dan Brown e ao terror sobrenatural de Anne Rice, como ainda não li nada da Anne Rice não me arrisco a afirmar nada, mas posso dizer sem sombras de dúvidas que a escrita corre fluentemente e é extremamente meticulosa. O layout do livro é caprichado e o mesmo possui páginas amareladas. Aconselho a todos a leitura.


22.5.15

Valores para viver: Inspirações para refletir

"Assim eu quereria minha última crônica: que fosse pura como esse sorriso."



Organização: Márcio Vassalo e Maria Isabel Borja

Editora: Guarda-Chuva

Ano: 2005
Descrição: Uma reflexão sobre valores em crise no mundo moderno, proposta por uma série de textos, entre contos, crônicas e poesias, e também através de relatos de experiências pessoais.


Em Valores para viver, livro de estréia da editora Guarda-Chuva, estão reunidos 40 textos de autores consagrados e de novos talentos da literatura. A esses textos unem-se 10 relatos de experiências de pessoas das mais diversas áreas, inspirando a reflexão sobre 10 valores universais em crise no mundo moderno: humildade, amor, fé, coragem, gratidão, amizade, honestidade, lealdade, delicadeza e perseverança.



Acho que não tem uma maneira melhor de estrear em um ramo. A Editora Guarda-Chuva mostrou uma sensibilidade imensa ao aceitar publicar essa maravilhosa seleção de contos, experiências, vivências, relatos, crônicas... Foi uma estréia estonteante e maravilhosa desde a introdução, que já te faz pegar esse livro e querer transformá-lo em seu melhor amigo.

Há muitos autores novos, muitos antigos... Admito que nunca li muito dos mais antigos, como Mario Quintana e coisas esparsas de Carlos Drummond. E o pouco que existe deles no livro muito te faz refletir.

Pelo título do livro, alguns podem até pensar que é autoajuda, mas não se deixem enganar. São palavras doces que qualquer um de nós precisamos parar e refletir às vezes, especialmente aqueles sobre a perseverança, gentileza... Fiquei com lágrimas nos olhos ao terminar um ou outro conto e quis fazer minha família ler também, porque coisa boa é para compartilhar. Todos precisamos de um toque de coragem, um pouco de humildade...

Esse é um livro que você deve sempre deixar em sua cabeceira, quando estiver precisando de uma palavra sobre alguma questão, pode consultá-lo: ele vai te aconselhar bem. Ele vai além do que são valores, ele passa pela ética e moral, em direção à construção de caráter. O escolhi para ler no intuito de usá-lo para meu trabalho, mas acabei usando-o para mim mesma e o levarei comigo para todo canto, uma vez que suas estórias (e histórias) servem para toda nossa vida.
10 pontos para os organizadores do livro!


20.5.15

Vermelho como o sangue - Salla Simukka

A maneira mais fácil de não ter problemas na vida é se intrometer o mínimo possível.


Título Original: As red as blood
Autora: Salla Simukka
Editora: Novo Conceito
Sinopse: No congelante inverno do Ártico, Lumikki Andersson encontra uma incrível quantidade de notas manchadas de vermelho, ainda úmidas, penduradas para secar no laboratório de fotografia da escola. Cédulas respingadas de sangue.
Aos 17 anos, Lumikki vive sozinha, longe de seus pais e do passado que deixou para trás. Em uma conceituada escola de arte, ela se concentra nos estudos, alheia aos flashes, à fofoca e às festinhas dominadas pelos garotos e garotas perfeitos.
Depois que se envolve sem querer no caso das cédulas sujas de sangue, Lumikki é arrastada por um turbilhão de eventos. Eventos que se mostram cada vez mais ameaçadores quando as provas apontam para policiais corruptos e para um traficante perigoso, conhecido pela brutalidade com que conduz os seus negócios.
Lumikki perde o controle sobre o mundo em que vive e descobre que esteve cega diante das forças que a puxavam para o fundo. Ela descobre também que o tempo está se esgotando. Quando o sangue mancha a neve, talvez seja tarde demais para salvar seus amigos. Ou a si mesma.

É um livro que se lê rápido e distrai. Sim, eu to começando assim mesmo porque tô tentando passar o que senti lendo esse livro. Sei que é adolescente, que está fazendo sucesso... Mas talvez seja apenas pela agitação constante e exagerada da história, que foi chamada de releitura do conto de Branca de Neve. Por isso me interessou, sou viciada nos contos de fadas, como já mencionei aqui então tento ler tudo o que é associado a eles.

Assumo que eu, Priscila, me decepcionei, pois não vi nada de Branca de Neve.

Lumikki Andersson é uma adolescente de 17 anos cujos pais deram a ela o nome de Branca de Neve (em finlândes fica isso aí, aparentemente) e que lhe deram a permissão de morar sozinha para cursar o ensino médio em outra cidade. A jovem é uma adolescente apática: sua kitnet não tem nenhuma decoração, não mostra nenhum estilo em particular a não ser a total ausência dele. É uma menina desconfiada: não usa nada que lhe dê algum cheiro, não usa roupas que chamam atenção. Não tem amizades nem inimizades, é alguém de presença indiferente na vida dos outros, assim como a presença dos outros lhe é indiferente (a não ser as moças que usam perfumes... essas ela não gosta nenhum pouco!). Analisa todas as situações pelas quais passa, sendo uma pessoa diferente em cada uma delas. No decorrer da história, eu decidi que a menina é uma camaleoa: expert em disfarces.

A história é policial: ela, em sua fuga do meio das pessoas, vai meditar na sala de fotografia da escola antes da aula e descobre penduradas um bom montante de euros pendurados para secar... E sai, pensando no que fazer. Denunciar pro diretor, chamar a polícia... Fica viajando olhando pela janela a neve lá fora... Quando decide dar mais uma olhadinha e vê um colega desabalado vindo da direção da sala de fotografia com uma mochila que não é o estilo dele. Ela junta um mais um e o segue... Esse é o início de sua aventura.

Ela tem... Lemas que ela segue, como aquele que coloquei lá em cima. Lemas para lhe manterem longe de problemas e ela quebra todos, se enfiando de cabeça nessa história do dinheiro e sua origem. É uma jovem durona, admito... Pelo que foi explicado, ela tem esse comportamento por Bullying sofrido durante todo o ensino fundamental, até que ela encarou suas agressoras de frente.

Lumikki segue traficantes, policiais, vai a uma festa black tie de pessoas poderosas do crime... E sempre, sempre passa despercebida. É uma mestre dos magos, minha gente! O estilo da história me lembrou um pouco - tá, muito - a saga Milleniumm e sua protagonista Lisbeth Salander. Mas achei bem exagerado todas as qualidades investigativas de Lumikki em uma adolescente que nunca teve nenhum aprendizado em especial a não ser o que aprendera para se esquivar do Bullying.

É um livro rápido, de escrita simples... Pode agradar a várias pessoas por ser policial investigativo. Não tem muitas reviravoltas, mas distrai um pouco. O li em 24 horas por querer saber como terminava - e também para terminar logo, admito.

O livro vem com um marca páginas legal, cujo verso é espelhado e um folheto falando dos outros livros de Salla Simukka.
O livro foi traduzido para diversos outros países. Na Finlândia, a capa do livro é a mesma que do Brasil.

18.5.15

Pequena Abelha - Chris Cleave

Título Original: The Other Hand ou Little Bee
Autor: Chris Cleave
Editora: Intrínseca
Sinopse: Essa é a história de duas mulheres cujas vidas se chocam num dia fatídico. Então, uma delas precisa tomar uma decisão terrível, daquelas que, esperamos, você nunca tenha de enfrentar. Dois anos mais tarde, elas se reencontram. E tudo começa… Depois de ler esse livro, você vai querer comentá-lo com seus amigos. Quando o fizer, por favor, não lhes diga o que acontece. O encanto está sobretudo na maneira como essa narrativa se desenrola.
Pequena Abelha foi um livro difícil para mim, ler. Isso é raro, muito raro... Porque, vejam, eu sou viciada em leitura, lia para a minha vó quando em minha infância dividíamos o mesmo quarto, quando tudo o que eu lia eram apenas gibis da Turma da Mônica. Comecei a ler livros, meu primeiro livro sem figuras, aos 9 anos de idade, Corda Bamba. E foi um livro triste. Não me lembro de como terminou a história, mas nenhuma menina devia ver seus pais morrerem. Mas eu o li. Assim como li Pequena Abelha.

Deixe-me explicar... É uma leitura maravilhosa. É uma viagem a mundo que sabemos que existe, mas não é problema nosso. Assim como não é problema nosso o que acontece nas favelas do Rio de Janeiro, se não moramos lá. Não é nosso problemas os mortos do Paquistão, se não moramos lá. Não é nosso problema se um navio com 450 refugiados afundou no oceano essa semana (a de 20 de abril de 2015) e mais um há não muitos dias atrás.

É uma viagem a prioridades, a como uma vida comum nossa é diferente de uma vida comum de qualquer outra pessoa que não viva nas mesmas condições que nós, que encontra ainda razões para sorrir e ainda sorri, pois acredita que se não o fizer, estará com um problema ainda maior. Como duas pessoas tão destruídas podem se unir em torno de uma única situação... De uma única pessoa. Duas pessoas tão improváveis de fazerem parte uma da vida da outra que você tem certeza que, se um dia se reunissem, algo incrível brotaria dali.

Eu sofri lendo este livro, me fragilizou enormemente e não tinha onde me agarrar para me salvar. Quis chorar, foi emocionalmente pesado para mim. Não esperava ter a história que li, ter motivos pra sorrir... Quando começa o livro, já na primeira página, você se apaixona pela Pequena Abelha. Você mergulha nos pensamentos da jovem, vê que muitas de suas colocações estão corretas... E concorda com ela, mesmo sabendo que isso vai lhe fazer chorar. Tenho medo de transcrever passagens do livro e estragar tudo o que você possa aprender com ele, então vou ser egoísta e guardar tudo para mim. E deixar que você descubra nas páginas de Pequena Abelha grandes histórias que você poderá contar... A um diário, ou coisa assim, pois não estrague a surpresa do livro para outra pessoa.
Lembre-se apenas de não julgar nada do que ler no começo. Nada do que pensar irá te preparar para o que vem em seguida, nada mesmo. Abandone seus conceitos e julgamentos, prometa a si mesma(o) isso. Vai te fazer aproveitar o livro como uma criança que está aprendendo a ler o mundo em poucas palavras.

Chris Cleave é brilhante, brinca com suas emoções a cada página... É autor tambpem de Menina de Ouro. Li que há a intenção de adaptar o livro para o cinema, mas não foi levado adiante até os dias atuais, desde 2011.

Pequena Abelha é um livro que, ao terminar de ler, você quer contar sobre ele a todos que conhecem... Mas acredita que isso quebraria o maior segredo, então guarda apenas para si, remoendo em suas memória cada pequena coisinha que aprendeu.

14.5.15

A Rainha Normanda - Patrícia Bracewell

 

“Você deve estar sempre pronta para enfrentar as provações que lhe estejam reservadas. Que esta seja sua primeira lição: ninguém mais deve vê-la assim, Emma. Está ouvindo? Por maior que seja a provocação, você nunca deve permitir que alguém a veja com medo.”



Título Original: Shadow on the Crown
Editora: Arqueiro
Ano: 2015

Sinopse: Em 1002, Emma da Normandia, uma nobre de apenas 15 anos, atravessa o Mar Estreito para se casar. O homem destinado a ser seu marido é o poderoso rei da Inglaterra, Æthelred II, muito mais velho que ela e já pai de vários filhos. A primeira vez que ela o vê é à porta da catedral, no dia da cerimônia. Assim, de uma hora para outra, Emma se torna parte de uma corte traiçoeira, presa a um marido temperamental e bruto, que não confia nela. Além disso, está cercada de enteados que se ressentem de sua presença e é obrigada a lidar com uma rival muito envolvente que cobiça tanto seu marido quanto sua coroa. Determinada a vencer seus adversários, Emma forja alianças com pessoas influentes na corte e conquista a afeição do povo inglês. Mas o despertar de seu amor por um homem que não é seu marido e a iminente ameaça de uma invasão viking colocam em perigo sua posição como rainha e sua própria vida. Baseado em acontecimentos reais registrados na Crônica Anglo-saxã, A rainha normanda conduz o leitor por um período histórico fascinante e esquecido, no qual fantasmas vigiam os salões do poder, a mão de Deus está presente em cada ação e a morte é uma ameaça sempre à espreita. Governando na época compreendida entre o rei Artur e a rainha Elisabeth I, a rainha Emma é uma heroína inesquecível cuja luta para encontrar seu lugar no mundo continua fascinante até hoje.

Amo, amo de paixão livros sobre mulheres fortes, que sobreviveram a um reino hostil a ela por ser mulher e estrangeira. Sabemos, por meio da história e de estórias, como o mundo medieval tratava as mulheres e ver como elas conseguiam sobreviver e ainda por cima se tornarem poderosas apesar de todos os tormentos, me deixa com um orgulho imenso de ser mulher.

Patrícia Bracewell consegue prender o leitor em sua trama baseada em fatos históricos reais e é maravilhoso ver como ela preencheu as lacunas em branco da história que ela relata. Usando como base as Crônicas Anglo-Saxônicas, ela retrata a história de Emma numa narrativa que você simplesmente não consegue parar de ler. Desde a chegada da protagonista à Inglaterra, a entrada de uma rival à Coroa, Elgiva. Eu fiquei meio "assim" com ela... Não sei se gostei da influência dela na história, ou se definitivamente a detestei... É uma invejosa que passa por cima de todos para ter o que quer, mas analisando, sua família, você vê que não é realmente culpa dela, irmãos e pai abusadores e violentos, não é de se admirar que ela tentasse de tudo pra sair daquela vida. Emma lida com ela maravilhosamente, mostrando quem é a Rainha da Inglaterra.

A história também nos deixa cara a cara com a necessidade que mulheres - especialmente da corte e rainhas- tinham de ter filhos, uma vez que são eles os laços verdadeiros de segurança dessas mulheres. Isso tem até um pouco ainda na cultura de hoje, de se exigir que as mulheres se casem e tenham filhos, afinal "é só pra isso que servem as mulheres". Isso ainda é muito arraigado culturalmente.

O Rei é uma peça à parte... Um rei temeroso e inseguro, que abusa de seu poder para mostrar quem manda. Tomado por fantasmas do passado, acha que todos que o cercam querem sua coroa. Pode até estar certo, mas apenas por ser um rei fraco... E por isso, acaba até colocando Emma em risco diversas vezes, fazendo com que seus súditos até mesmo cheguem à odiá-la.

O livro é repleto de termos específicos daquela região histórica, mas a autora coloca os termos para que o leitor não se perca, até mesmo justifica porque colocou esse ou aquele fato de um determinado modo, no final do livro. Achei muito atencioso da parte dela e fiquei muito feliz de saber que a história é uma trilogia! Mais corte inglesa por aí, yay! O segundo livro tem o nome original de The Price of Blood, ainda sem data de lançamento no Brasil (pelo menos não encontrei nada sobre, infelizmente...).


13.5.15

Lançamentos Arqueiro- MAIO

image

 

 

 

E como sempre a Arqueiro fazendo nosso mês mais feliz com seus lançamentos impecáveis!

Dá uma conferida nas novidades:

image

image

O Príncipe dos Canalhas - Sebastian Ballister é o grande e perigoso marquês de Dain, conhecido como lorde Belzebu: um homem com quem nenhuma dama respeitável deseja qualquer tipo de compromisso. Rejeitado pelo pai e humilhado pelos colegas de escola, ele nunca fez sucesso com as mulheres. E, a bem da verdade, está determinado a continuar desfrutando de sua vida depravada e pecadora, livre dos olhares traiçoeiros da conservadora sociedade parisiense. Até que um dia ele conhece Jessica Trent...
Acostumado à repulsa das pessoas, Dain fica confuso ao deparar com aquela mulher tão independente e segura de si. Recém-chegada a Paris, sua única intenção é resgatar o irmão Bertie da má influência do arrogante lorde Belzebu.
Liberal para sua época, Jessica não se deixa abater por escândalos e pelos tabus impostos pela sociedade – muito menos pela ameaça do diabo em pessoa. O que nenhum dos dois poderia imaginar é que esse encontro seria capaz de despertar em Dain sentimentos há muito esquecidos. Tampouco que a inteligência e a virilidade dele pudessem desviar Jessica de seu caminho.
Agora, com ambas as reputações na boca dos fofoqueiros e nas mãos dos apostadores, os dois começam um jogo de gato e rato recheado de intrigas, equívocos, armadilhas, paixões e desejos ardentes

 

image

image

As Espiãs do Dia D - Segunda Guerra Mundial. Na fúria expansionista do Terceiro Reich, a França é tomada pelas tropas de Hitler. Os alemães ignoram quando e onde, mas estão cientes de que as forças aliadas planejam libertar a Europa. Para a oficial inglesa Felicity Clairet, nunca houve tanto em jogo. Ela sabe que a capacidade de Hitler repelir um ataque depende de suas linhas de comunicação. Assim, a dias da invasão pelos Aliados, não há meta mais importante que inutilizar a maior central telefônica da Europa, alojada num palácio na cidade de Sainte-Cécile. Porém, além de altamente vigiado, esse ponto estratégico é à prova de bombardeios. Quando Felicity e o marido, um dos líderes da Resistência francesa, tentam um ataque direto, Michel é baleado e seu grupo, dizimado.
Abalada pelas baixas sofridas e com sua credibilidade posta em questão por seus superiores, a oficial recebe uma última chance. Ela tem nove dias para formar uma equipe de mulheres e entrar no palácio sob o disfarce de faxineiras. Arriscando a vida para salvar milhões de pessoas, a equipe Jackdaws tentará explodir a fortaleza e aniquilar qualquer chance de comunicação alemã – mesmo sabendo que o inimigo pode estar à sua espera. As espiãs do Dia D é um thriller de ritmo cinematográfico inspirado na vida real. Lançado originalmente como Jackdaws, traz os personagens marcantes e a narrativa detalhada de Ken Follett.

image

 

image

Uma Curva no Tempo - A noite do acidente mudou tudo... Agora, cinco anos depois, a vida de Rachel está desmoronando. Ela mora sozinha em Londres, num apartamento minúsculo, tem um emprego sem nenhuma perspectiva e vive culpada pela morte de seu melhor amigo. Ela daria tudo para voltar no tempo. Mas a vida não funciona assim... Ou funciona?
A noite do acidente foi uma grande sorte... Agora, cinco anos depois, a vida de Rachel é perfeita. Ela tem um noivo maravilhoso, pai e amigos adoráveis e a carreira com que sempre sonhou. Mas por que será que ela não consegue afastar as lembranças de uma vida muito diferente?

 

 

 

 

 

image


11.5.15

Benefício na Morte - Robin Cook

Capa Comum: 448 páginas
Autor: Robin Cook
Editora: Record
Idioma: Português

Sinopse:
Pia Grazdani é uma estudante de medicina de inteligência excepcional e temperamento reservado. Em estreita colaboração com o geneticista molecular Dr. Tobias Rothman, da Universidade Columbia, ela trabalha na pesquisa que tenta criar órgãos de reposição para pacientes crônicos, o que poderia revolucionar a saúde pública. Através desse estudo, Pia espera ajudar milhões de pessoas. Porém, quando o laboratório vira palco de uma tragédia, Pia se vê obrigada a interromper suas pesquisas e começa a investigar, com a ajuda de um colega de turma, o que teria causado o desastre no laboratório de biossegurança.
Enquanto isso, dois gênios de Wall Street pensam ter achado mais uma mina de ouro na multitrilionária indústria de seguros de vida, e concentram todos os seus esforços na tentativa de manipular dados atuariais e securitizar apólices de seguro de vida de idosos e doentes crônicos – uma fonte potencial de fortunas incalculáveis.
Quando Pia e George investigam mais a fundo, uma pergunta começa a rondá-los: será que alguém estaria usando informações de seguros de vida particulares para permitir que investidores se beneficiem da morte de terceiros? Em Benefício na morte, Robin Cook está de volta com mais uma história eletrizante envolvendo pesquisas científicas sem precedentes e questões éticas na medicina, ambas sujeitas à ação maligna de pessoas gananciosas e sem escrúpulos.
 
Os adeptos de Robin Cook, assim como os leitores que curtem enredos centralizados em detalhes minuciosos e thrillers médicos com uma forte propensão para temática política vão se deliciar com Benefício na Morte.

Estudante de Medicina Moleculare trabalhando no Centro Médico da Universidade Columbia, Pia Grazdana, uma atraente e sagaz mulher de 26 anos, carrega dentro de si guerras homéricas contra um passado padecido dentro de um orfanato. Ela tem dificuldade em confiar e lidar com pessoas.

O mundialmente renomado pesquisador e cientista Dr. Tobias Rothman, um homem áspero, mas detentor de extrema sabedoria está ciente do passado de Pia e acaba de convidá-la para juntos realizarem um Estudo de Regeneração de Tecidos baseado na Ciência de Células-Tronco.

Quando prematuramente a notícia vaza que o Dr. Rothman e seu assistente, Dr. Junichi Yamamoto, estão na iminência de anunciar uma descoberta médica que modificará as condições de vida de inúmeras pessoas que se encontram doentes no qual permitirá o uso de células-tronco de um paciente para crescer órgãos de reposição, podendo assim prolongar a vida de infinitos doentes bem como os de idosos, nem todos festejam essa comunicado. Ampliando a vida desses pacientes que se encontram em situações de perigo, uma comoção avança imediatamente para a linha de fundo da LifeDeals, uma empresa que compra apólices de seguro mais baratos a partir de dados atuariais e que oferecem títulos de seguro de vida para pessoas que necessitam de recursos imediatos para custear procedimento médicos e outras despesas se vê perdendo investimentos e definitivamente investimentos quer dizer milhares de dólares, dessa forma os diretores da empresa tomam medidas extremas para salvaguardar os seus investimentos.

Em um acidente no laboratório os médicos Rothman e Yamamoto são infectados de forma letal. À medida que os investigadores e as autoridades imputam a exposição dos pesquisadores para o vírus como um infortúnio do destino Pia se convence que a infecção foi proposital e com o auxílio de um colega apaixonado George Wilson, Pia entra de cabeça na investigação colocando de forma indubitável sua carreira e vida em perigo.

Fazia um bom tempo que não lia um livro do Cook, mas pelo visto ele continua brilhante, trazendo personagens fortes, história bem construída, conhecimento médico embasado, suspense e ação aliados a uma narrativa rica e dinâmica.


10.5.15

Luz do Amor - Kim Lawrence & Susana Carr


Luz do Amor - Kim Lawrence & Susana Carr

Sinopse:

INÍCIO DA VIDA – KIM LAWRENCE

Roman Petrelli sabe o quanto a vida é preciosa. Apesar de ser o último representante da linhagem dos Petrelli, não pode produzir um herdeiro. Por isso, se surpreende ao saber que Isabel conseguira dar à luz um filho seu. Para Izzy, a noite que passaram juntos fora completamente incomum e espontânea, e a deixara com algo mais do que lembranças calorosas. Sua filhinha é a família com a qual sempre sonhara. Quando Roman exige fazer parte da vida da menina, Izzy teme que ele tente controlá-la. Mas Roman não perderá a chance de conviver com sua herdeira, mesmo que tenha que utilizar todo o seu poder de sedução para alcançar esse objetivo.

Resenha

Num momento de desespero, quando alguém passa por algo dolorido, Izzy resolve “realizar algo”, que anule, anuvie, apague aquele momento desesperado.
E ela resolve entrar num bar (pub) onde é hipnotizada por Roman e ao se verem próximos, ela diz “na lata”, que quer passar a noite com ele.
E como ninguém se preservou, aconteceu o inevitável previsível.
E dois anos se passaram...
O destino parece brincar com esses dois, pois quem se senta ao seu lado num dos bancos da Igreja em um casamento é exatamente Roman. E ele vê a “consequência” da noite que passaram juntos no colo de Izzy.

Livro maravilhoso, com diálogos inteligentes e marcantes.
Depois da identificação veio a “luta” porque o pai queria viver com a filha, alegando que já perderá tempo demais.
É tocante o “arranjo” entre eles (Izzy e Roman) e é infinita a paciência de Roman.

Título: Luz do Amor
Autor(a): Kim Lawrence & Susana Carr
Editora: Harlequin
Número de Páginas: 320



8.5.15

Tubarão - Peter Benchley


Edição: 1
Editora: DarkSide® Books
ISBN: 9788566636369
Ano: 2015
Páginas: 320



Autor: Peter Benchley
Tradutor: Carla Madeira
Sinopse: Tubarão - Você não está vendo, mas ele está lá no fundo, observando suas pernas se mexerem nas águas turvas. A mais perfeita máquina assassina da natureza, o predador que mantém seu posto no topo da cadeia alimentar desde a época dos dinossauros. Um torpedo de carne, ossos e dentes. Não há para onde fugir. Se você sempre devorou livros, chegou a hora da revanche.



Dia quente de sol e um ótimo dia para uma praia, não acha?! Então vista logo sua roupa de banho e vem comigo dar um mergulho. Eu vou ficar por aqui mesmo com a água na altura dos joelhos, obrigada.  Também não recomendaria que você fosse muito para o fundo, nunca se sabe o que pode estar espreitando dentro da água... O_O

Bom pessoal, o livro conta a história de “Martin Brody”, que é o chefe de policia da pequena cidade de “Amity”, a beira-mar. Amity é uma cidade de veraneio de mais ou menos 2 mil habitantes, que sobrevive dos turistas que chegam anualmente nas estações mais quentes para desfrutar de suas belas praias de águas tépidas. Mas toda a sobrevivência da cidade se vê ameaçada quando a sombra da morte chega às praias de desta bucólica cidade, na forma de um gigantesco e voraz tubarão branco. Brody se vê então na difícil situação de achar e matar esse tubarão, antes que a noticia dos ataques se espalhe e afete de maneira irremediável a economia local.
Sei o que você esta pensando nesse momento: “Mas pera aí, eu já ouvi essa história antes! E acho que foi na TV!” .___.
Sim caro mancebo, você esta correto... Foi exatamente neste livro que foi baseado aquele filme antigoooo de mesmo nome... Simmmm, aquele mesmo que passava religiosamente uma vez ao ano nos bons e velhos tempos de sessão da tarde. Mas fique logo avisado que o livro e o filme tem várias diferenças entre si. Apesar de a versão para a telona ter mantido muito da historia original de seu irmão impresso.
O livro mostra bastante os ataques, mas eles não são o foco principal... Você acompanha o cotidiano dos habitantes de Amity durante todo o ocorrido (principalmente do chefe de policia Brody) e todos os estragos que são causados a frágil economia local e a vida dessas pessoas. Mostrando que dentro ou fora da água, ninguém sai impune e que todos estão à mercê desse voraz peixe.
O livro é fluído e muito gostoso de ler. Para vocês terem uma ideia, já é a segunda vez que estou lendo (li anos atrás com uma edição antiguinha que comprei em um sebo) e li metade dele em uma noite no período entre a novela das nove e o programa do Jô (sei disso porque minha mãe estava vendo TV do meu lado enquanto eu estava lendo ¬¬). Ele foi relançado recentemente pela editora Darkside, com direito a duas edições (simples e de capa dura) que são um luxo!
Edição de capa dura à esquerda e brochura à direita
O livro esta mais do que recomendado e garanto que quem se arriscar terá uma agradável surpresa com sua leitura e jamais verá o mar da mesma forma de novo...
                 Beijo grande a todos e tenham sonhos terríveis.



***
Escrito por Mary Zombie, colaboradora do blog. http://www.skoob.com.br/usuario/45011