Menu

7.6.15

O Grande Ivan - Katherine Apllegate




Capa dura: 288 páginas


Editora: Novo Conceito


Selo: #Irado


Autora: Katherine Apllegate
Idioma: Português
Sinopse
Meu nome é Ivan.
Eu sou um gorila.
Não é tão fácil quanto parece...
Ivan mora dentro de um shopping e nunca tinha pensado em voltar para a natureza até o dia em que a pequena Ruby, um filhote de elefante, foi comprada pelo dono do circo.
Baseado em fatos reais, O GRANDE IVAN é uma história deliciosa, cheia de humor, ao mesmo tempo doce e inteligente, sobre os direitos dos animais e sobre a força da amizade.
Não importa quantos anos você tem... Você deveria ler este livro hoje, agora mesmo. Aliás, o que você está esperando para começar?



Eu não espero ser possível comunicar a vocês quão grandemente esse livro puxou as cordas do meu coração. O livro é indefinidamente comovente e a autora Katherine Apllegate foi excepcionalmente feliz com as palavras despertando minha bipolaridade, onde eu copiosamente oscilava entre choro e sorrisos. É uma história real sobre fé, amor e amizade que nos mostra que as coisas mais simples podem mudar o rumo de nossas vidas e que devemos praticar dia após dia a gentileza e o amor para com o próximo.
A história é de ficção, entretanto é fundamentado em uma história verídica. Ivan, o narrador do nosso livro, de fato existiu. Era um gorila de costas cinza-prateadas que foi retirado de sua casa na África, ainda bebê e foi enviado para os EUA junto com sua irmã gêmea que morreu durante a viagem. Ivan foi criado como um animal de estimação, mas quando ficou grande demais para a jaula que habitava virou atração num shopping onde se apresentava diariamente passando assim 27 anos enjaulado. Na história, as únicas coisas que tornam o dia de Ivan mais interessante é a presença de seus amigos. Somos apresentados então a Stella uma elefanta inteligente e excelente contadora de histórias, Bob um vira-latas que não respeitava os limites do shopping e toda noite usava a grande barriga de Ivan como travesseiro e Julia, a filha do zelador que o visita todas as noites.
[...] Alguns animais vivem na privacidade, sem serem observados, mas minha vida não é assim. Minha vida tem luzes brilhantes e dedos apontando e visitantes que não foram convidados. A centímetros de distância, os humanos apoiam suas mãozinhas contra a parede de vidro e nos separa. A parede diz que você é isso e que nós somos aquilo e que sempre será assim [...]
Quando um bebê elefante chamada Ruby chega, para ficar no lugar de Stella já que a mesma há tempos vinha doente e não atraia mais lucros por não se apresentar satisfatoriamente a vida de Ivan se modifica. O gorila faz uma juramento a sua velha amiga elefanta que se apegou á pequena Ruby, que a defenderá e não permitirá que a mesma vivencie uma vida de confinamento e solidão. Ivan fará tudo que estiver ao seu alcance para que ela seja enviada ao zoológico da cidade, no qual será bem tratada e poderá conviver com outros animais.
A edição do livro é linda, em capa dura e graciosamente ilustrado enriquecendo toda a história. A diagramação tem bastante espaço e as letras por serem grandes tornam a leitura agradável e rápida. Embora seja um livro infantil tem muita aventura, jovialidade e drama. Garanto que irá seduzir leitores de todas as idades até os mais velhos.



5.6.15

Caixa de Pássaros - Josh Malerman




Capa comum: 272 páginas

Autor: Josh Malerman

Editora: Intrínseca; Edição: 1ª

Idioma: Português

Sinopse:

Basta uma olhadela para desencadear um impulso violento e incontrolável que acabará em suicídio. Ninguém é imune e ninguém sabe o que provoca essa reação nas pessoas. Cinco anos depois do surto ter começado, restaram poucos sobreviventes, entre eles Malorie e dois filhos pequenos. Ela sonha em fugir para um local onde a família possa ficar em segurança, mas a viagem que tem pela frente é assustadora – uma decisão errada e eles morrerão.
Romance de estreia de Josh Malerman, Caixa de Pássaros é um thriller psicológico tenso e aterrorizante, que explora a essência do medo. Uma história que vai deixar o leitor completamente sem fôlego mesmo depois de terminar de ler.





Como fã e admiradora dos livros de terror, suspense e thrillers psicológicos posso dizer a todos – vale muito a pena ler Caixa de Pássaros – a minha única ressalva é: não leia esse livro sozinho ou no escuro, pois amigos simplesmente não consegui dormir direito e quando finalmente consegui dormir tive pesadelos. O suspense criado por Josh Malerman pode ser resumido em uma palavra: assombroso! Este livro é tão bem escrito que eu estimo ser capaz de persuadir até mesmo os que não gostam do gênero de terror a apreciar.

A história é narrada em terceira pessoa pelo ponto de vista da nossa personagem Malorie e é instaurando duas linhas de tempo distintas tendo início com o presente, onde se é negado abrir os olhos e o mundo externo é proibido a menos que automutilação, loucura morte e sofrimento sejam mais atraentes do que a autopreservação. Um presente onde nossa personagem principal Malorie é uma mãe rabugenta, implacaz para com seus filhos de 4 anos que ela chama simplesmente de Garoto e Menina, crianças que foram criadas para ouvirem de maneira quase sobrenatural e que poderiam ser os únicos que a ajudariam a fugir daquele local. Em seguida somos transportados ao passado, retornamos para quando tudo começou, com o surgimento da ameaça chamada inicialmente de “o Problema” bem como a descoberta da gravidez de Malorie, e seu asilo em uma moradia de sobreviventes, que tentam da maneira mais sensata possível lidar com o que não pode ser visto. Pavor define!

O autor tem sucesso em fazer com que a maior fobia do ser humano venha à tona, o medo do desconhecido. Em toda a história Malerman impulsiona uma narrativa de pavor e pânico. E quando pensamos que os nossos temores não vão se tornar realidade e estamos torcendo pelos personagens vemos que na verdade tudo que mais tememos já aconteceu e foi da forma mais apavorante possível.

A capa do livro é definitivamente única.  As palavras "não abra os olhos" são um chamariz a mais. Na verdade eu não fui capaz de fechar os olhos e certamente você também não será, bem como não conseguirá colocar o livro de lado depois que começar a ler.


3.6.15

A Menina Submersa: Memórias - Caitlín R. Kiernan

No fim das contas, todo mundo machuca alguém, por mais que tente não machucar.


Título Original: The Drowning Girl
Autora: Caitlín R. Kiernan
Editora: Darkside
Ano: 2012
Lançamento no Brasil: 2014
Sinopse: 'A Menina Submersa - Memórias' é um verdadeiro conto de fadas, uma história de fantasmas habitada por sereias e licantropos. Mas antes de tudo uma grande história de amor construída como um quebra-cabeça pós-moderno, uma viagem através do labirinto de uma crescente doença mental. Um romance repleto de camadas, mitos e mistério, beleza e horror, em um fluxo de arquétipos que desafiam a primazia do 'real' sobre o 'verdadeiro' e resultam em uma das mais poderosas fantasias dark dos últimos anos. Considerado uma 'obra-prima do terror' da nova geração, o romance é repleto de elementos de realismo mágico e foi indicado a mais de cinco prêmios de literatura fantástica, e vencedor do importante Bram Stoker Awards 2013. A autora se aproxima de grandes nomes como Edgar Allan Poe e HP Lovecraft, que enxergaram o terror em um universo simples e trivial - na rua ao lado ou nas plácidas águas escuras do rio que passa perto de casa -, e sabem que o medo real nos habita. O romance evoca também as obras de Lewis Carrol, Emily Dickinson e a Ofélia, de Hamlet, clássica peça de Shakespeare, além de referências diretas a artistas mulheres que deram um fim trágico à sua existência, como a escritora Virginia Woolf.



Sabe, acho que esse é um livro que me deixou perdida. Confusa, o tempo todo. É estranho estar nos pensamentos de uma pessoa esquizofrênica, encontrar o real entre o delírio... E o livro todo é isso, um delírio contínuo de uma mulher que está presa a uma ideia. E para além disso, presa em uma situação, trancada com seus fantasmas e encontra na escrita uma forma de libertar-se deles, exorcisar-se.

Pois não adianta para onde se vai... Os fantasmas sempre vão com você.


Há várias referências a contos de fadas, histórias que preencheram a vida da personagem principal: India Morgan Phelps... Ou Imp, que é seu apelido. Um apelido até engraçado, pois sabemos que Imp é o nome dado a um tipo de goblin... Um duende. Selvagem e incontrolável. São aqueles que quando você tem certeza que deixou uma coisa ali e de repente a coisa não está mais lá: você diz que um duende a levou embora e pede pra ele devolver. E, quando você olha de novo, a coisa está de volta no mesmo lugar em que você havia deixado. São duendes que querem sua atenção, sua afeição e amizade.

Por que estou dizendo tudo isso? Simplesmente porque a história é cheia desses misticismos. Cheia de ligações com o mito local da cidade onde Imp nasceu e mora. Sua vida é cercada deles e o mais interessante é como ela decora datas exatas de acontecimentos, como ela pesquisa cada informação que cai em suas mãos, alguém com claro comportamento obsessivo.

Imp descende de mulheres esquizofrênicas: assim era sua avó materna, assim foi a sua mãe.. E sabe-se lá quantas gerações atrás também possuíram a esquizofrênia. E todas elas se mataram, mais cedo ou mais tarde...

Obcecada por seus fantasmas, observamos Imp afundar-se cada vez mais em sua patologia, vivendo entre o delírio e a realidade. Algo que achei interessante foram as páginas do livro acompanhando seu surto, colocando desenhos de insetos peçonhentos em suas folhas. Os pensamentos confusos e perdidos, transcritos em uma antiga máquina de escrever que havia pertencido à sua avó. É ali que Imp deixa seus fantasmas, dando a eles uma forma para que possam ser destruídos.

Não sei muito bem o que falar sobre essa história. São muitas histórias... Belamente escritas, acompanhadas de poemas, músicas, amores... Creio que se referiram a ela como um vrdadeiro conto de fadas por realmente seguir a linha dos contos de fadas em sua origem, como... A história da Chapeuzinho Vermelho que foi criada para as crianças nunca andarem por pontos desconhecidos na floresta, por exemplo.

Acho que podemos dizer também que é uma história que mostra como o amor pode nos destruir. Como sua potencialidade pode nos levar à loucura, a ponto de nos fazer surtar e esquecer de quem nós somos, de fazer nossa memória esquecer uma parte de nossa vida e colocar uma outra história no lugar, uma mentirosa... Mas uma mentira que podemos suportar, não o amor que pode nos afogar.

É um livro longo e pesado. Não tem muitas pausas, uma vez que a personagem principal que o escreve não vai muito com a cara de capítulos. E também é um livro repleto de palavras... Páginas longas. Eu gostei do livro, no geral. Mas não sei se o leria de novo.


Ninguém nunca dissera que você tinha de estar morto e enterrado para ser um fantasma.


Resenha por:


2.6.15

Playboys Sedutores - Melanie Milburne


Playboys Sedutores - Melanie Milburne

Sinopse:

REGRAS QUEBRADAS ­


Por causa de um testamento, Theodora Marlstone teria de se casar com o implacável Alejandro Valquez. Ela sonhava com o príncipe encantado, mas ele a ofereceria apenas prazer inesgotável…

APOSTA ARRISCADA


Depois de um encontro casual em frente aos paparazzi, Daisy Wyndham estava repentinamente noiva de Luiz Valquez. E quando eles entram nessa encenação, estão apostando o que têm de mais precioso: seus corações. ”

Resenha

Esse livro conta a história de dois irmãos Alejandro e Luis Valquez.
Dois mulherengos de primeira linha, ricos e sedutores. Podem ter qualquer mulher, a qualquer hora... São não esperavam encontrar Theodora e Dayse pelo caminho. Tudo iria mudar de um jeito que nenhum dos quatro poderia escapar.

Regras Quebradas

Theodora é uma jovem marcada por um acidente, seu pai a rejeitou ao nascer porque não era homem. E quando ele morreu, pensou que sua vida iria tomar um novo rumo, que as cobranças e pilheras sobre sua pessoa acabariam. Mas o que o advogado de seu pai lhe revelou com a leitura do testamento, lhe deixou surpresa e estarrecida.
E a solução desse novo problema só seria resolvido com a ajuda do estranho playboy Alejandro Valquez.

Quando o advogado do pai de Theodora, contou para Alejandro a sua ultima vontade, ele achou impossível aquilo estar acontecendo. Casar estava fora dos seus planos, mesmo que fosse só no “papel” e por 6 meses.
mas ao ver sua “noiva”, algo mudou no playboy e ele se viu dando um ultimato a ela, para decidir as bodas, em 24 horas. Um precisava do outro, Theodora da sua herança e Alejandro das terras para seus futuros investimentos, mas seria só por causa disso? Ou teria outras “coisas” interferindo na sua decisão? 

Em minha opinião é uma ótima estória romântica e a convivência vai fazer toda a diferença. Vale muito a pena.


Aposta Arriscada

Dayse de 26 anos, professora numa cidade de Londres, se encontra de férias por quatro dias na cidade de Las Vegas, com duas amigas.
Dayse não tem problemas financeiros e trabalha porque gosta. O grande problema da sua vida é que além de órfã de mãe o pai é um tremendo de um controlador, com guarda costas e tudo.
O pai só consentiu na viagem se fosse com o guarda costa. Mas ao chegar a Las Vegas e o que elas pretendiam fazer, não dava, com aquele urubu de preto, fiscalizando todo e ainda passando o relatório pro pai dela.  Teriam que dar um olé no de preto, se quisessem se aventurar pelos bares da cidade.

Luiz Valquez aos oito anos viu seu pai tetraplégico e sua mãe sem nenhum remorso deixa-los (ele, um irmão de dez anos – Alejandro e o pai doente), pois não queria passar a vida ao lado do marido enfermo. Quem segurou a barra da família, foi Alejandro com apenas dez anos.

As amigas de Dayse conheciam Luiz e o viram no bar, e avisaram para ela sobre sua reputação e qual o tipo de mulher que gostava. E como olhar não arranca pedaço, Dayse ficou olhando e gostando do que via e foi nesse exato momento que Luiz virou o rosto e seus olhos se encontraram. 

Ambos se olhando e mentalmente se prometendo que iriam apenas se divertir sem nenhum compromisso. Será que depois de quatro dias de “convivência” amorosa, Luiz e Dayse serão os mesmos? Só lendo pra saber.

O primeiro livro do Alejandro é ótimo, mas esse livro é maravilhoso. Precisam ler para ver o que o amor pode fazer.


Título: Playboys Sedutores
Autor(a): Melanie Milburne
Editora: Harlequin
Número de Páginas: 320


1.6.15

De Z a A – Estratégias para Emagrecer; de A a Z – As Artimanhas da Obesidade

Capa Comum: 264 páginas

Autor: Máximo Ravenna

Editora: Guarda-Chuva (21 de agosto de 2013)

Idioma: Português

Sinopse:

Em seu terceiro livro publicado no Brasil, o médico argentino Máximo Ravenna aborda o tema da obesidade e do sobrepeso de uma maneira diferente e profunda. Por quê? Porque este é um livro de capa dupla, e por isso apresenta também um saber multiplicado por dois. De um lado, busca entender e detalhar os motivos mais relevantes que geram os excessos pessoais e sociais na atualidade, tantas vezes manifestos em forma de gordura corporal. Por outro, foca nas estratégias necessárias para dar um basta definitivo nesse quadro.





 
Argentino afamado Dr. Máximo Ravenna, publica no Brasil seu quarto livro sendo o sexto da sua profissão intitulado “De Z a A – Estratégias para Emagrecer; de A a Z – As Artimanhas da Obesidade” . Ravenna, especialista no combate a obesidade, e celebrado mundialmente por ter tratado de mais de 50 mil pacientes, vêm com esse exemplar de “dupla capa” proferir de forma concreta e franca o excesso de peso e tenta entrever e caracterizar os motivos mais significativos que motivam esses atuais excessos, sejam esses de disposição pessoal, social ou comportamental. Achei uma leitura bem honesta e um livro de dupla compreensão, pois ele esquadrinha os motivos mais importantes que causam os atuais excessos e se concentra de forma particular no viral mundial que é a obesidade.

Parece enfadonha a leitura, mas posso assegurar que não é! No fundo nos motiva a refletir e a repensar o motivo real que nos torna fracos a frente de nossas compulsões. As concepções e ferramentas ao longo leitura, serve tanto para o leitor traçar paralelos para o tratamento da obesidade bem como para qualquer outro exagero ou servidão. Dr. Ravenna bate na tecla que modelar um equilíbrio concreto e alimentado por uma evolução paulatina na filosofia da vida, casualmente irá refletir de forma positiva num melhora constante na nossa conduta, amizades, reflexões, reações, decisões e emoções.


O cerne central do seu livro é o leitor ser preparado para se descobrir como uma unidade orgânica, psicológica, filosófica e social. Deste modo o conhecimento é o segredo que nos motivará a uma alimentação equilibrada junto com a paridade de nos encontrar como agentes de nossas resoluções.

 Vamos conhecer um pouco do Método Ravenna de emagrecimento?


Corte é com o excesso alimentar, com as porções exageradas e com o comer de todas as horas. A Medida é a ideal para o corpo e para o prato. A Distância é o período entre as refeições e de alimentos que causam compulsão.

O Método Ravenna baseia-se no tripé Corte-Medida-Distância e consiste no acompanhamento interdisciplinar com o apoio de médico, nutricionista, psicólogo e educador físico. O tratamento permite a perda de peso saudável, efetiva e duradoura, sem medicamentos e sem cirurgias, A participação em grupos terapêuticos é também uma importante ferramenta de apoio ao processo de emagrecimento.

O Método Ravenna conscientiza o paciente a respeito da necessidade de estabelecer uma nova relação com a comida e da importância da eliminação do peso com saúde e principalmente estabilidade.

A elaboração de planos específicos de dietas hipocalóricas, a ingestão de quatro refeições por dia, além da suplementação de vitaminas, sais minerais e aminoácidos, garantem a conduta alimentar adequada para cada paciente. Depois de atingir o peso desejado e iniciar a manutenção, é necessário trabalhar o reconhecimento da nova imagem corporal adquirida.

O Método Ravenna é indicado para obesos em diferentes graus, pessoas com sobrepeso ou apenas em busca de saúde, de qualquer faixa etária a partir dos cinco anos de idade.
Cada paciente segue um ritmo próprio de redução de peso. Algumas conquistas, porém, são comuns a todos: a adoção de pequenas doses de comida como uma vacina contra o excesso de peso e o desejo de trocar a compulsão alimentar por uma nova expectativa diante da vida.


Fonte: http://www.maximoravenna.com.br/