Menu

30.9.15

Esperança - Mary Jordan e Kevin Sullivan



Capa comum: 368 páginas
Autor: Mary Jordan e Kevin Sullivan
Editora: Paralela
Idioma: Português

Sinopse:
Ariel Castro, um motorista de ônibus escolar, enganou Amanda Berry, Gina DeJesus e Michelle Knight para que entrassem em sua casa, onde as manteve acorrentadas por anos. Ao longo da década seguinte, as garotas sofreram abusos sexuais e psicológicos e foram ameaçadas de morte. Em Esperança, Amanda Berry e Gina DeJesus descrevem uma história de tormenta inimaginável com base em suas memórias e no diário mantido por Amanda. Com a ajuda dos premiados repórteres Mary Jordan e Kevin Sullivan, elas narram a história completa por trás das manchetes - incluindo detalhes nunca antes revelados sobre a vida e motivações de Castro -; um relato assombroso, mas inspirador, de duas mulheres cuja coragem, inocência e fé permitiram que sobrevivessem e voltassem para suas famílias.

Ariel Castro era um homem de meia idade, porto-riquenho e motorista de ônibus escolar. Pai de três filhos era separado de sua ex-esposa. Para os vizinhos ele era apenas um homem amigável que passava horas agradáveis consertando seu carro e cuidando do jardim.
Ariel e Castro e a casa que serviu de cativeiro em Cleveland
Castro atraiu três vítimas em sua Van com a oferta de uma carona. Em dois casos, as vítimas o conheciam porque ele era o pai de um dos seus colegas. Uma vez que as vítimas estavam em seu veículo, Castro as conduzia até sua casa e lá as acorrentava, amordaçava e as violentava repetidamente de três a cinco vezes por dia. Castro batia continuamente nas mulheres, comportamento que se repetiu em todo o cativeiro. Ele sentia prazer mórbido em feri-las e as mantinham prisioneiras nos quartos do andar superior de sua casa.
Corrente e cadeados utilizados para prender as mulheres no cativeiro
Todas as três vítimas eram adolescentes e infelizmente não conseguiram reagir às atrocidades que Castro as impunha. Ele ocultava a presença das três mulheres do restante da vizinhança com músicas em tom alto, o que disfarçava a presença delas e numa marcação cerrada não permitia a presença de ninguém no segundo andar de sua residência onde as mantinham prisioneiras.

As três mulheres pouco tinham conhecimento uma da outra, ocasionada pelo próprio isolamento imposto a elas por seu raptor e a total incapacidade de locomoção uma vez que elas eram mantidas acorrentadas. As janelas da residência foram lacradas e as portas só abriam por fora e não possuiam trincos.
Um dos quartos da casa de Ariel Castro

Para elas eram negadas necessidades básicas como uso de banheiro, elas usavam latas de lixo como latrinas em seus próprios quartos. Além da flagelação física e psicológica, a alimentação precária restrita a uma vez ao dia e a base de fast food a debilitaram rapidamente e sofriam de calor e frio.

Michelle Knight, a primeira raptada engravidou no cativeiro seis vezes, mas abortou em todas as gestações pelos recorrentes casos de espancamentos. Já sua segunda vítima Amanda Berry lhe foi concedida o nascimento da criança. Ela deu à luz a uma menina chamada Jocelyn. A terceira vítima foi Gina DeJesus.

A maior parte deste livro vem de diários de Amanda Berry, raptada em 21 de Abril de 2013 com apenas 16 anos, e ela surge como uma grande guerreira, a mais forte das três que conseguiu manter-se sã pelos 10 anos de cativeiro. Sempre guiada pela fé e amor que tinha pela família, foi capaz de seguir em frente sem nunca ter perdido a esperança. Instruia sua filha no cativeiro e tentava oferecer um “lar” normal a Jocelyn. Amanda foi quem conseguiu fugir em seis de maio de 2013 e com a ajuda do vizinho chamou a polícia.

Gina DeJesus tinha apenas 14 anos quando foi sequestrada, e no cativeiro padecia emocionalmente quando começou a se mutilar para aliviar tanta tristeza. Já perto de sua libertação, ela tinha grandes dificuldades em sair da cama tamanha sua depressão e desespero.

Gina DeJesus
Michelle Knight é pouco mencionada no livro tendo em vista que resolveu escrever sua própria biografia além de ser motivada pelo próprio Castro que semeava a discórdia entre elas, Michelle não se dava bem com Amanda. Uma tática de uma mente doentia que as afastava para que elas não pudessem se rebelar contra ele.

Michelle Knight
A narrativa do livro é dramática e mesmo ele estando morto é notável a presença do medo em boa parte dos relatos como se de alguma maneira ele ainda pudesse fazer algum mal a elas, embora eu acredite que o mal já tenha sido feito ao longo dos anos.

Castro foi um psicopata que usou o pretexto do abuso sexual e físico na infância para se fazer de vítima. Para mim não são atos que possam ser simplificados, dignos de arrependimento ou redenção. Como pode uma pessoa perversamente planejar, sequestar, violentar física e emocionalmente três pessoas e depois querer pousar de bom moço? Em nenhum momento consegui sentir empatia, compaixão ou pena. Meus sentimentos se resumiam a revolta cega e uma grande vontade de vingança.

Só consegui respirar de forma controlada quando a fuga do cativeiro aconteceu de maneira heróica por parte da Amanda que aproveitando-se da saída de Castro e do descuido por não deixá-la algemada, ela passou a gritar e esmurrar a porta pedindo socorro, sendo resgatada por vizinhos e solicitando a vinda da polícia. É um relato muito forte e ainda martela na minha cabeça. Se eu recomendo a leitura? Forte e revoltante, o livro é para quem tem estômago de aço, mas acredito que falar sobre as experiências traumáticas pelas quais passamos é um processo importante para suportar o que ocorreu e também para superar.
Amanda Berry, sua irmã e sua filha Jocelyn Berry


Amanda Berry, Gina DeJesus e Michelle Knight

Ariel Castro foi condenado à prisão perpétua, sem direito a liberdade condicional, no dia 1º de agosto. Ele foi condenado pelos crimes de sequestro das três mulheres, estupro e também por homicídio agravado - por ter forçado uma delas a abortar.

Um relatório do Departamento de Reabilitação e Correção de Ohio de outubro do ano passado sugere que Castro pode ter morrido de auto - asfixia erótica - quando a pessoa alcança satisfação sexual por meio de asfixia até a perda de consciência. Castro estava na prisão havia poucas semanas. As calças e a cueca do sequestrador estavam abaixadas quando ele foi encontrado morto, em 3 de setembro de 2013, em sua cela. Ele tinha um lençol enrolado em seu pescoço e preso na dobradiça da janela, segundo investigadores.



29.9.15

A Verdadeira Bela - Li Mendi

Capa comum: 159 páginas
Autora: Li Mendi
Editora: Highlands
Sinopse:
Nicole está prestes a entrar para uma agência de publicidade famosa e lá enfrentará o conflito entre a auto-imagem e a visão distorcida dos seus colegas a seu respeito. A pressão psicológica que acontece com bullying nas redes sociais será vencida por um grande amor, que surge para fortalecê-la e protegê-la de todos os preconceitos. Fernando é admirado por seu dinheiro e poder, mas, no fundo, luta contra uma secreta baixa auto-estima. Com medo da própria imagem que forma no olhar do outro, ele se critica e se fecha. Até que um dia seu caminho se choca com o de Nicole e os dois aprendem juntos que o amor não é cego. Ele vê com clareza o que nem todos veem: a verdadeira beleza completa do ser amado. Com muito bom humor, este livro irá tomá-lo do começo ao fim e envolvê-lo em uma estória que fala de um homem tentando entender o seu passado e de uma garota lutando pelo seu futuro. De repente, os dois se veem um de frente para o outro e descobrem a essência de um amor eterno.

A Verdadeira Bela, livro da nossa querida parceira Li Mendi é um livro versátil. Do romance a grandes risadas você conhece o mundo de Nicole, nossa protagonista que é formada em publicidade pela UFRJ e acredita estar no dia mais importante de sua vida, afinal ela irá participar uma entrevista para a empresa de publicidade dos seus sonhos, a True-B.
Justamente por ser um dia tão decisivo ela está oscilando entre o nervosismo e picos de distração. Decidida a almoçar no shopping antes de sua entrevista ela acaba criando uma confusão deliciosa. Ela esbarra em um homem e a bandeja com todo seu delicioso strogonoff cria asas e resolve se esparramar na camisa do mesmo, que diga-se de passagem era pra lá de gato! E o tal gato era um gentleman, pois além de pagar pelo estrago que ela fez comprando uma nova camisa ainda a convida para um almoço pra lá de excêntrico.
Nic é muito natural e fala pelos cotovelos o que torna o momento do almoço extremamente agradável para o Deus grego sentado a sua frente, que mesmo com toda sua tagarelice só consegue descobrir seu nome, que era Fernando, que ele estava falando ao celular com uma tal de Linda e era pai de trigêmeos.  Ele por sua vez está adorando a companhia de Nic que é altiva e responde de maneira bastante autêntica e brincalhona uma falsa entrevista que ele faz a ela caso ela pudesse ser realmente sincera e pudesse fornecer apenas verdadeiras respostas ao seu entrevistador. O que a nossa agradável Nic não sabe é que Fernando é o dono da True-B.
Como era de se esperar, no momento da entrevista Nic fica transtornada por saber da verdade, mas apesar de alguns impasses ela acaba sendo contratada como assessora pessoal de Fernando. No decorrer da história a forte ligação que eles sentem desde o início é reforçada com a construção diária do relacionamento. Li Mendi estruturou de forma única a história trazendo veracidade e consistência aos personagens.
Nic é dona de uma personalidade forte, decidida, altiva e claro muito alegre. Já Fernando além de inteligente, rico, educado, esforçado é dono de uma beleza rústica e tem um problema de baixa estima que o faz acreditar não ser atraente aos olhos de uma mulher tão linda e admirável como Nic, ou seja vai fluir muito mais que uma história de amor, vai rolar crescimento pessoal, aceitação, mudanças e claro desencontros hilariantes.
[...] Não se coloca a quem se ama abaixo, que seja preciso subjulgar, nem acima, para ter medo. Ficamos lado a lado, como parceiros! [...]
A narrativa é feita em primeira pessoa pelo Fernando e pela Nicole. A capa do livro é fofa, porém como as letras são pequenas e as páginas branquinhas acabam forçando um pouco a vista, mas que compensa com a linda e espirituosa história.
A história é realmente cativante e acabei lendo em poucas horas devido ao ritmo leve e envolvente. Leitura 100% recomendada. Confesso que estou com vontade de ler novamente. Minha única aspiração é que o chick lit criado pela autora fosse mais estendida por que foi realmente muito prazeroso passar esses momentos com um casal tão apaixonante.
Li Mendi tem vários livros online publicados galera e o bom de tudo totalmente free. Ou seja, você pode ler no seu computador, celular ou tablete. Para  ler os livros no Wattpad (clique aqui) ou fazer download em PDF no site da autora (clique aqui). Mas caso você não resista e queira realizar umas comprinhas vou dar uma forcinha (clique aqui). Divirtam-se!


28.9.15

Supernova: O Encantador de Flechas - Renan Carvalho

Supernova: explosões ocorridas há bilhões de anos. Levaram à destruição os trÊs astros mais poderosos do universo: Praga, Tormenta e Caos.

Autor: Renan Carvalho
Editora: Novo Século
Sinopse: Imersa em uma ditadura ideológica, a isolada cidade de Acigam sofre com a ameaça da guerra civil. De um lado, a Guilda, um grupo que usa os ensinamentos da Ciência das Energias para exigir os direitos da população. Do outro, um governo tirano, com soldados especialistas em aniquilar magos, nome vulgar dado aos praticantes de tal ciência.
No meio desse conflito vive Leran, um garoto prestes a se formar na escola e não sabe qual futuro pode ter em uma cidade como Acigam. Após o envolvimento dos membros de sua família na rebelião, ele percebe que também está fadado a participar da guerra e vive uma aventura alucinante para descobrir mais sobre a misteriosa ciência que permite encantar objetos com a energia dos elementos. Leran deverá conciliar suas preocupações com a irmã mais nova e o medo de ser capturado pelos terríveis silenciadores.
Usando uma narrativa dinâmica e envolvente, Supernova promete entreter o leitor com muita ação, suspense e reviravoltas incríveis.



Olha, a premissa do livro é boa. 

Uma cidade sitiada pelo governo, matando todo mundo que suspeitam serem magos - e ninguém da população se importa. Tipo a ditadura que tivemos por aqui, sabe? Um monarca ausente, uma rainha louca por poder, um grupo de pessoas que não tem nada a perder e que acredita que foram salvos por um maluco do governo e o seguem cegamente para terem sua própria vingança por terem um passado de perdas por causa de magos. 

Em Acigam (leiam a palavra ao contrário), a ideia de controladores de elementos naturais é aterradora. Praticam ocultos, passam seus ensinamentos escondidos, em porões de lojas de comerciantes, porões de suas casas... Ignoram a existência. Quando descobertos, o exército dá um jeito de matar e diz que foi um acidente. Isso no começo, depois nem fazem mais questão de esconder.

Lá dentro, tem uma família pobre, cujo filho mais velho (Leran) é proibido de ter contato com o avô por sua mãe, acha que o velhote seria má influência. O pai da família foi morto em um acidente misterioso... Que sabemos que não é tão misterioso assim. Por fim, Leran se descobre com poderes e sua irmã descobre da pior maneira possível que ela também é uma controladora.

Leran conhece uma mocinha por acidente, se apaixona... e, depois de um ou outro fato, já se suspeita que tem algo errado nessa situação. As reviravoltas são clichês, típicas para os livros do gênero, não senti empatia por nenhum dos personagens. Não há muito aprofundamento ou aproveitamento deles no decorrer dos capítulos, embora ele tenha dedicado alguns capítulos para a história passada de uma das personagens, enquanto outras passam completamente batidas.

Assim, a história tem uma premissa boa, poderia ser melhor. Acho que sou chata demais... A história demora um pouco a evoluir, a escrita é maçante... Demorei 2 anos pra lê-lo, porque não dei conta de terminar quando comecei. O escritor se esforça para trazer a emoção que precisa ao livro, mas falta ainda alguma coisa...

Espero que o próximo mostre um autor mais maduro, assim como personagens mais maduros e bem estruturados.

Supernova é relançado atualmente pela Editora Novo Conceito.

27.9.15

A Garota Certa - Livro 05 - Ali Cronin


A Garota Certa - Garota <3 Garoto - Livro 05 - Ali Cronin

Sinopse:

“ Para Ollie, sexo sempre foi sinônimo de diversão, e namorar sério era algo assustador. Durante muito tempo seu estilo de vida funcionou, mas aos poucos começou a sentir um vazio cada vez maior - e nem imaginava que a solução estava bem ao seu lado. Desde o jardim de infância, Sarah era sua melhor amiga. Depois que ela sofreu sua primeira grande decepção amorosa, eles ficaram ainda mais próximos, e a turma inteira percebia que estava rolando um clima...Só faltava admitir. Mas manter um relacionamento para valer significaria compartilhar as aflições que Ollie estava acostumado a guardar a sete chaves. Suas angústias iam desde as mudanças de humor repentinas da mãe, que passava da depressão ao êxtase num piscar de olhos, até o descaso completo do pai. Isso sem falar em um problema de saúde que ele escondia até dos melhores amigos...Ollie precisava descobrir um jeito de enfrentar essa situação sem magoar a si mesmo - e sem machucar a garota com quem mais se importava.”

***

Venho acompanhando essa série já desde o dia em que o primeiro livro foi lançado, e simplesmente adoro. Vamos ao que interessa né? rs.
Ollie é um garoto que gosta de sexo desde os 14 anos, mas de uma maneira sem compromisso e sem pieguismo.
Se as parceiras aceitam “suas regras” tudo bem, se não nada feito. Tem pavor de se apaixonar.
O pai é músico, sem muito envolvimento familiar, a mãe tem o humor instável, dependendo da presença do marido, para sair ou cair na depressão.
Mas Ollie não contava com o que Sarah estava despertando nele. De mansinho eles faziam um grupo animado na escola e na socialização. Uma amizade muito forte já há bastante tempo. Foi na festa dos seus 18 anos, com sua mãe acamada em crise e o pai viajando, (só pra não sair da rotina) num bar, cantando karaokê com Sarah, que “aquela” coisa diferente, aconteceu e o incomodou.

E descobriu o que já suspeitava – sempre amara Sarah, – sempre. Depois de um fim de semana romântico e intenso, Ollie viu que não podia arrastar Sarah para o seu caos: uma mãe bipolar sempre em crise, um pai sempre ausente e ele com sua própria “parcela” do caos, que não deixava ninguém tomar conhecimento. Então toma a decisão de terminar tudo com Sarah, em consequência disso seus amigos passam a evita-lo. E sua vida se torna um não viver: em casa com a mãe entre crises de euforia e desespero, na escola ignorado por todos e particularmente o diagnostico de sua medica não ajudou em nada. Ollie só tem como “amiga” a música como companheira, para aliviar um pouco todo esse tormento em que vem vivendo. Como esse quadro se reverterá?

Essa história é bastante humana, onde o filho protege a mãe, cuidando, segurando as suas crises. O pai sendo uma presença incerta, Ollie não pode contar com ele. A família de ambos os lados são “distantes” física e emocionalmente. Também passa para o leitor as peripécias de alguém que “tem” que conviver com um grande problema, bipolaridade, e não deixa que a vida perca o seu fluxo normal.
É uma boa estória, de desencontros, decepções, aceitação e perdão.


Título: A Garota Certa - Garota <3 Garoto - Livro 05
Autor (a): Ali Cronin
Editora: Seguinte
Número de Páginas: 296


26.9.15

O Lado Bom da Vida - Matthew Quick

o lado bom da vida

Título: O Lado Bom da Vida

Autor: Matthew Quick

Editora: Intrínseca

Ano: 2013

Páginas: 256

Nota (0 a 5): 5

Pat Peoples, um ex-professor na casa dos 30 anos, acaba de sair de uma instituição psiquiátrica. Convencido de que passou apenas alguns meses naquele “lugar ruim”, Pat não se lembra do que o fez ir para lá. O que sabe é que Nikki, sua esposa, quis que ficassem um "tempo separados". Tentando recompor o quebra-cabeças de sua memória, agora repleta de lapsos, ele ainda precisa enfrentar uma realidade que não parece muito promissora. Com seu pai se recusando a falar com ele, a esposa negando-se a revê-lo e os amigos evitando comentar o que aconteceu antes da internação, Pat, agora viciado em exercícios físicos, está determinado a reorganizar as coisas e reconquistar sua mulher.

4 Motivos para ler O Lado Bom da Vida:

1. O livro é contagiante;
2. é divertido;
3. é lindo e
4. é emocionante!!!

Daí que eu resolvi falar de um livro que  não é tão novo assim nas livrarias, mas que me deixou ótimas impressões quando li, e não podia deixar de compartilhá-lo com vocês: sérioo, nunca li um livro tão rápido em minha vida: 2 dias de muita satisfação.

Nossa, como eu poderia passar o dia falando coisas boas sobre ele! A trama é bem gostosa, você lê e se sente feliz, e vai vivendo tudo que é narrado de uma forma inacreditável. Me pergunto como um romance tão dramático faz a gente se sentir tão otimista em relação à vida.

O protagonista,  é um bipolar explosivo em recuperação. Seu objetivo é melhorar para, assim, ter alguma chance de reconquistar sua  ex esposa, Nikki. Nesse processo, Pat conhece Tiffany, uma viúva que também precisa enfrentar seus próprios demônios, e é isso que irá uni-los (mas não é tudo tão simples). Vamos acompanhar um enredo engraçado, cheio de altos e baixos. O livro é uma espécie de diário, escrito por Pat, que vai nos mostrando em primeira pessoa, seus conflitos, medos e desejos, de forma muito carismática o que faz com que o romance ganhe um toque especial.

Pat nos mostra seus defeitos com muita honestidade, e tenta melhorá-los, pensando, claro, que tudo que ele fizer de bom irá permitir uma reconciliação com sua ex esposa, a qual ele supõe, está apenas dando um tempo no relacionamento, e que quando ele estiver bem, ela voltará para ele, o que não é verdade. Então, Pat vai se moldando e mudando, sendo mais gentil com as pessoas, mais controlado em suas ações. Só que as coisas não são um terço de como ele imagina que são. Acontece que ele continua tendo pequenos surtos e sua memória é cheia de lapsos. Ele não sabe exatamente o motivo da esposa não querer vê-lo, dos pais sempre brigarem por causa dele e dos amigos não citarem nada do que aconteceu enquanto ele esteve em tratamento. Mas ele está determinado a reconquistar a antiga vida, afinal acredita no final feliz e no lado bom da vida.

"Mas vou lhe dizer o mesmo que digo para meus alunos quando se queixam sobre a natureza deprimente da literatura americana: a vida não é um filme de censura livre para fazer com que a pessoa se sinta bem. Muitas vezes a vida real acaba mal, como aconteceu com nosso casamento, Pat. E a literatura tenta documentar essa realidade, mostrando-nos que ainda é possível suportá-la com nobreza."

Conheceremos também a Tiffany que vai aparecer na história não para colocar ordem na vida de Pat, mas para rivirá-la de ponta cabeça, o que no final, não será tão ruim assim. Ela é sarcástica e manipuladora, mas muito divertida. E em pouco tempo vai nos conquistar, por que apesar de tudo, ela tem o coração bom e no fundo, só quer ajudar o Pat, só que do jeito dela, o que faz com as coisas não deem muito certo sempre.

Outro personagem incrível é Jeanie Peoples, a mãe de Pat, ela é pura e ama incondicionalmente o filho. Briga e luta por ele de maneira incondicional, coisa de maizona mesmo. Ela, com certeza, é a parte mais emocionante do livro.

Mas é a superação e o empenho em ser alguém melhor, que faz com que nos encantemos pelo protagonista. E isso também faz com que O Lado Bom da Vida seja de fato Muito Bom, Maravilhoso, sem esquecer é claro das complexas relações humanas em diversos níveis entre as personagens, o que faz  com que a gente sinta as personagens de forma mais humana, com defeitos e qualidades reais, tudo muito a flor da pele, nada equilibrado, pois esse é o lado real da vida.

No mais, indico esse livro quantas vezes forem necessárias. É lindo e nem sei explicar exatamente porque. Como já falei, é complexo e nos leva a um caminho doloroso mas ao mesmo tempo feliz, é um final merecido, são experiências ímpares, desmedidas por parte das personagens. Você se vê torcendo por Pat e Tiffany, ansiando que eles terminem juntos. É um romance sem igual, que apesar de abordar o sofrimento de uma mente em conflito, traz sempre o lado bom das coisas, das situações, das pessoas, enfim, o lado bom da vida, e nos mostra que em qualquer situação difícil, devemos olhar mais atentos para o que de fato é bom, e não nos concentrarmos nas coisas ruins e nos afundarmos nelas. É emocionante e imperdível.

“O mundo encontrará várias e várias maneiras de te machucar, mas você vai encontrar uma pessoa que te traga tanta felicidade e que te ame tanto que as feridas do mundo não vão mais te atingir, porque ela te protege, ela te ama, e acima de tudo você ama ela.”

Carla M.


25.9.15

Apocalipse Z (Livro 1) - Manel Loureiro


Edição: 1
Editora: Planeta do Brasil
ISBN: 9788576655343
Ano: 2010
Páginas: 365
Autor: Manel Loureiro
Sinopse:Apocalipse Z - Em uma pequena cidade espanhola, um jovem advogado leva uma vida tranquila e rotineira. Um dia, porém, começa a ouvir notícias sobre um incidente médico ocorrido em um país remoto do Cáucaso. Apesar de aparentemente corriqueiras, as notícias chamam tanto sua atenção que ele resolve registrar suas impressões em um blog. Aos poucos, o que eram apenas acontecimentos incomuns ocorridos em um país distante começam a se espalhar por toda a Europa. Em menos tempo do que poderia supor, o terror se instala. Ruas, bairros e cidades inteiras são tomados por criaturas com um comportamento assustador. Sem nunca ter visto nada parecido e completamente vidrado pela notícia, ele mal se dá conta de que, enquanto acompanha o desenrolar dos fatos de sua casa, a cidade onde mora também está sendo invadida por aquelas bizarras criaturas. Isolado, apenas com seu gato Lúculo e um vizinho, só lhe resta criar uma estratégia de fuga até conseguir encontrar outros sobreviventes. Entretanto, ao conseguir refúgio, ele logo descobrirá que a guerra está apenas começando. 


E ai galera, BAUMCUMEQUETÁ?! o/

Sei que todo mundo anda meio de saco cheio de livros sobre zumbis ultimamente... E para falar a verdade, eu não culpo vocês, já que eu mesma ando de relações meio cortadas com esses seres simpáticos e cheirosos que amam você pelo que você tem por dentro. Mas não fiquem assim amigos, que hoje eu vim trazer a luz no fim do túnel... O sopro de ar fresco para o gênero, se preferirem... Hoje trago para Vocês: “APOCALIPSE Z”! Então continuem lendo que esse aqui vale demais a pena. ;)

Na pequena cidade de Pontevedra na Espanha, vive um jovem advogado que desfruta de uma vida pacifica em sua casa, juntamente com seu gato persa, gordo e laranja, Lúculo. Mas toda a frágil realidade que esse homem conhece está para ruir, quando noticias começam a circular de que um vírus mortal escapou de um laboratório em alguma parte remota do Cáucaso e que está se espalhando gradativamente. Tem inicio então a envolvente historia de luta do advogado e seu gato pela sobrevivência nesse novo mundo desconhecido e hostil.  

E é com essa premissa pra lá de batida que começa a historia de “Apocalipse Z”, do autor Manel Loureiro. Mas não se enganem meus amigos... De batido esse livro só tem mesmo a premissa inicial, porque a narrativa é cheia de reviravoltas, personagens cativantes e situações de deixar vocês com coração na mão de aflição. O livro é contado em primeira pessoa, do ponto de vista do “advogado”, por meio de entradas em blog e anotações em diários. Vocês devem estar entranhando o fato de eu ainda não ter falando o nome do personagem principal e estar me referindo a ele somente como “o advogado”... Mas é assim mesmo que ele se apresenta a nós durante todo o livro. Não sabemos seu verdadeiro nome, apenas que ele costumava viver com seu gato laranja “Lúculo” e que era advogado antes de toda essa confusão dos infernos começar.

O livro foi montado a partir da compilação de diversas postagens retiradas do blog do próprio autor, onde ele narrava em primeira pessoa, os acontecimentos e relatos ocorridos durante uma fictícia infecção mundial de um vírus desconhecido, que acabava por ter consequências catastróficas. Durante meses as entradas no blog foram postadas e acabaram virando um fenômeno entre os fãs do gênero pela internet. As postagens retiradas do blog foram agrupadas e organizadas e deram origem a essa maravilha do terror moderno, da qual estou falando para vocês hoje (sem falar nas duas continuações).

Segundo livro
Terceiro livro
Recomendo o livro fortemente para todos os fãs do terror e para todas as pessoas que gostam de uma boa leitura, porque o livro simplesmente flui! Toda a narrativa é extremamente realista e por isso se torna muitoooo assustadora. Varias vezes me peguei aflita e sem conseguir soltar o livro ate saber o que aconteceria na próxima pagina. O fato de ter um gato no livro também me deixou bastante tensa... Eu amo gatos, mas atá eu tenho de admitir que eles não são lá de muita serventia durante um apocalipse zumbi.  Imagine você tentando defender seus couros de um bando de comedores não mortos de carne, enquanto tem de levar o seu gato a tiracolo... Pois é, tensooooooo! o_O

Então é isso amigos, espero que  tenham gostado e resolvam conferir essa belezinha. Beijo grande e tenham sonhos terríveis. 

***





Escrito por Mary Zombie, colaboradora do blog. http://www.skoob.com.br/usuario/45011

24.9.15

Zac & Mia - A.J. Betts


Capa comum: 288 páginas
Autor: A.J. Betts
Editora: Novo Conceito (24 de agosto de 2015)
Idioma: Português

Sinopse:

A última pessoa que Zac esperava encontrar em seu quarto de hospital era uma garota como Mia - bonita, irritante, mal-humorada e com um gosto musical duvidoso. No mundo real, ele nunca poderia ser amigo de uma pessoa como ela. Mas no hospital as regras são diferentes. Uma batida na parede do seu quarto se transforma em uma amizade surpreendente. Será que Mia precisa de Zac? Será que Zac precisa de Mia? Será que eles precisam tanto um do outro? Contada sob a perspectiva de ambos, Zac e Mia é a história tocante de dois adolescentes comuns em circunstâncias extraordinárias.





Zac & Mia escrita por A.J. Betts é uma história extremamente bem estruturada e escrita. Posso garantir a vocês que dá pra ler sem medo de ficar deprimido ou chorando pelos cantos, afinal o tema é meláncolico, pois discorre sobre dois adolescentes que têm câncer.

Zac já está em tratamento contra o câncer acerca de 10 meses, que o acaba tornando “familiar” no interior da ala de oncologia, embora ele só tenha 17 anos. Ele vai precisar de um transplante de medula óssea e para isso terá que passar longos 35 dias internado. No geral Zac é tudo de bom, um rapaz maravilhoso, embora eu ache que a realidade foi um pouco esteriotiapada. Seu autocontrole e senso de humor são um tanto quanto inédito e ele brinca sobre ser alemão já que o transplante de medula óssea se tornou possível após ter encontrado um doador na Alemanha. Mas infelizmente para o nosso mocinho nem tudo são flores. Ele também se enfurece e se aborrece com a marcação colada da mãe e finalmente por ter recebido um prêmio, não por ser merecedor, mas pelo motivo de possuir câncer.

Mia acaba de ser diagnosticada com um câncer na perna e precisa começar o quanto antes com a quimioterapia. Ela é uma moça muito bonita e está inconformada e com muita raiva porque está prestes a perder seu lindo cabelo e com certeza ficará com cicatrizes. Ela está escondendo de todos os amigos sua condição, e apenas sua mãe e seu namorado sabem a verdade. No entanto, esse namorado que parecia tão amoroso e compreensivo acaba por se revelar inapto de lidar com a doença de Mia. Inconformada com sua condição destrata médicos, enfermeiros e sua pobre mãe. Ela é colocada num quarto ao lado do de Zac e para afugentar a mãe ela acaba por colocar o som nas alturas e após tentativas estoicas de ignorar toda aquela barulheira Zac finalmente se irrita e acaba batendo na parede a fim de que o “vizinho” pare com aquele alvoroço.

Com algumas batidas na parede, Zac instaura uma linha de diálogo com o seu novo vizinho que ele acaba por descobrir ser uma menina. Os dois acabam por se conectarem de maneira contínua através de mensagens de texto e facebook pelas madrugadas, onde são capazes de serem honestos e verdadeiros revelando sonhos e pensamentos inconfessáveis.  A conexão entre os dois é narrada de forma extremamente delicada e simpática.
[...] Há tanta coisa que ela ainda não compreende: que fica melhor; que não é culpa dos médicos. 'Não lute’, eu quero dizer. 'Não puxe a alavanca da Saída de Emergência. Tome as pílulas e aproveite o passeio como der.' Eu queria poder dizer isso a ela. Eu queria poder dizer a ela quanta sorte tem [...]
O livro de Betts é uma história de adolescentes que embora diferentes em idéias e concepções, conseguem criar uma conexão entre si. A base do romance não é apenas o câncer, é sobre o poder da amizade e como conseguimos superar as dificuldades que a vida nos impõe.

A história começa com capítulos da perspectiva de Zac, em seguida capítulos alternados entre Zac e Mia, e termina com capítulos do ponto de vista de Mia.

Achei a narrativa muito envolvente. Não cheguei a chorar rios como pensei que faria, mas se você der uma chance á história descobrirá uma narrativa calorosa, alegre e dois personagens inesquecíveis.

As folhas são amareladas, a diagramação simples e a fonte tem o tamanho certinho para uma leitura agradável. A capa até agora não consegui entender o que tem a ver com a história... Mas nada que tire o brilhantismo da mesma. Recomendo a todos a leitura!
[...] Percebo agora o que é coragem. Coragem é ficar parada, apesar de querer correr. Coragem é se plantar no lugar e encarar coisas que assustam. (...) É abrir os olhos e encarar o medo até ele recuar [...]

23.9.15

Rainha de Copas - Colleen Oakes


"É triste,Dinah pensou enquanto olhava para o alto, seu capuz caindo para trás da nuca, que loucura e genialidade tenham sempre se misturado neste quarto."

Título original: Queen of Hearts -The Crown
Autor: Colleen Oakes
Editora: Universo dos Livros
Ano: 2014
Sinopse: Como princesa de um palácio no País das Maravilhas e futura Rainha de Copas, os dias de Dinah são uma monotonia sem fim. São muitos chás, tortas e uma série de humilhações causadas pelo Rei de Copas, seu pai. O momento mais esperado de seus dias é quando é visitada por Wardley, seu melhor amigo de infância, o futuro Cavaleiro de Copas – e o amor de sua vida.

Quando a coroação de Dinah se aproxima, uma sequência de eventos sangrentos sugere que algo errado está acontecendo nos extravagantes salões do palácio. A princesa terá de desvendar esses mistérios antes que ela perca a cabeça para um inimigo sagaz e sem rosto.

Personagens conhecidos como o Gato de Cheshire, o Coelho Branco e o Chapeleiro Maluco fazem parte da narrativa que encantará os leitores com uma nova perspectiva do País das Maravilhas, criado por Lewis Carroll.


Dinah foi um pouco inspirada na Rainha de Copas da Disney

Primeiro livro da Série Rainha de Copas, não esperava me prender tanto à estória quanto me prendi. A leitura é simples e quase musical, segue um ritmo gostoso que não fica exaustivo conforme as horas de leitura passam e você só deseja ler mais um capítulo, sem parar.


A autora teve uma criatividade ímpar ao pensar nas razões que deixaram a Rainha de Copas, no livro chamada Dinah (se não me engano é o nome da gata da Alice, não é?), má. Um pai opressor, uma vida distante dos súditos do reino cercada apenas das histórias que seus tutores lhe ensinaram. Filha mais velha de um casamento infeliz, perdeu a mãe ainda jovem. Aprendeu a temer o pai ao invés de amá-lo, um rei que mantém oculta a tirania de seu governo com entretenimentos banais.

Coleen criou até mesmo o sistema de “castas” das cartas, com cada naipe sendo responsável por uma tarefa: Copas são os governantes e os guardas reais; Paus são representantes da justiça; Ouros são aqueles que cuidam do tesouro e Espadas são o exército durão, ex-ladrões, assassinos, mercenários e toda a escória que o rei contrata para lutar ao seu lado. São eles quem controlam as Torres Negras, as prisões divididas em sete torres de acordo com cada crime cometido.  Há lendas terríveis sobre o lugar. A autora também apresentou outros locais do mundo, o que deixou bem interessante pensar sobre a política de Wonderland.

Ao ler, você nota que vários personagens são as versões humanas de cada personagem dos livros de Carrol. Fiquei curiosa pra saber mais sobre Cheshire, aqui um conselheiro do Rei. Há todo um cuidado com suas personalidades e cargos, de modo que fica fácil reconhece-los mesmo nesta versão da estória baseada nos livros de Lewis Carrol.
Enfim, gostei bastante. Não é aquele livro que te ensina sobre a vida, mas dá uma lição que muitos de nós leitores conhecemos: Todos tem uma história, até mesmo aqueles que carregam o ódio em seus corações.

"Eu tenho lutado minha vida toda, apenas não sabia."

Capa original
Resenhado por:

E, para não perder o costume...


 


22.9.15

Toque de Poder - Dani Wade e Maisey Yates


Toque de Poder - Dani Wade e Maisey Yates

Sinopse:

Paixão Sob Medida – Dani Wade


Ele é o chefe, e terá o que deseja.
Ziara Divan batalhou muito até alcançar uma posição de destaque no ateliê mais requisitado de Atlanta. Mas quando seu novo chefe, Sloan Creighton, começa a seduzi-la apenas para provar que tem o poder, ela sabe que não pode permitir que ele avance. Ziara não pretendia ter sucesso no mundo corporativo passando pela cama do chefe... Ainda que ele fosse irresistível. Contudo, Sloan não desistiria até conseguir o que deseja. Ao colocar seu plano em ação, descobre um segredo do passado de Ziara que ameaça transformar tudo em cinzas.”


Sinfonia de Sedução – Maisey Yates


Ela jamais fora beijada...
O mundo se colocara aos pés de Noelle, um prodígio ao piano, até ela cair em desgraça... Desamparada, sua única opção é aceitar a proposta do bilionário Ethan Grey. Ele não pensa em amor, e sim em vingança! Basta Noelle assinar a certidão de casamento e tudo estará resolvido. Até então, ela apenas sentira amor pela música, mas seu corpo queima de desejo pelo toque habilidoso do marido. E as tentativas inocentes de sedução de Noelle ameaçam cada vez mais a resistência de Ethan. Porém, Noelle teme que ele nunca a veja como uma mulher, e sim apenas como uma peça de seu jogo de poder... “


Paixão Sob Medida – Dani Wade

Ziara Divan é assistente executiva em treinamento na Empresa Eternity Design.
Não gostava das investidas de flerte do enteado de sua chefe Vivian, e tentava ao máximo se manter afastada dele. Um homem sedutor demais para se resistir. Esse é Sloan Creighton.
Por mais que quisesse se ver livre de Sloan, sua chafe não pensava o mesmo. Ela terá que trabalhar por 3 meses ao lado dele como seu novo chefe! Querendo ou não.

Sloan só quer Ziara por um único proposito: destruir a confiança e lealdade para com Vivian e conseguir aumentar e alavancar a empresa com novas ideias, sair da tradição que está afundando a empresa de seu falecido pai.
Mas Ziara se deixará seduzir por Sloan colocando sua lucidez e emprego em risco?

Sinfonia de Sedução – Maisey Yates

Noelle Birch perdeu tudo! Absolutamente tudo!
Somente o que lhe restou depois de seu acidente foi sua antiga mansão e nada mais.
O medo de perder seu único lar só se intensifica com a chegada de um homem estranho, mas muito sedutor.

Ethan Grey é um homem enigmático, com um plano em mente que incluía em todos os aspectos Noelle e sua mansão.
Era a chave para que sua tão sonhada vingança finalmente se concretizasse.
Ele não mediria esforços para concluir e conseguir o que queria.


As duas estórias são muito boas de se ler, e o casal de cada uma delas tem algo em comum: nunca sentiram o que realmente o amor traz na vida de uma pessoa. Seja amor de mãe/pai ou de algo realmente verdadeiro entre um homem e uma mulher. Um amor tão forte, que ultrapassa o desejo de vingança e até mesmo o desejo de se conseguir algo sem pensar nas consequências.
Adorei as duas estórias. Nunca tinha lido nada dessas autoras, mas curti a forma de escrever e os diálogos. Recomendo.


 Título: Toque de Poder – 2 Histórias
Autor (a): Dani Wade e Maisey Yates
Editora: Harlequin
Número de Páginas: 320


21.9.15

No centro da terceira fileira - G. C. Neves


Olá moçada!
Hoje anunciando mais uma parceria e 
realizando a resenha da obra! 
Confiram comigo!














G.C. Neves, natural de Vitória-ES, saiu de casa aos 21 anos para estudar no Rio de Janeiro, onde se formou e vive atualmente com sua esposa. Trabalha no serviço público federal e dedica-se a escrever pequenos textos, um dos quais resultou na obra No centro da terceira fileira. 







No Centro da Terceira Fileira

Capa comum: 273 páginas

Autor: G. C. Neves

Editora: Chiado
















Sinopse:

No Centro da Terceira Fileira - Você conseguiria imaginar o que a pessoa ao lado está vivenciando? Alguma pessoa já conseguiu dominar os seus sentimentos e as suas atitudes? Você já fez isso com alguém? Até que ponto a brutalidade de um homem pode ser dominada pela simplicidade de uma mulher? Beleza, um corpo esbelto ou popularidade seriam pontos fortes ou sinais de fraqueza? Quem está em vantagem no jogo da sedução?

Perguntas como essas são respondidas nesta obra, que aborda as coisas simples desses confrontos cotidianos, de maneira crua e por muitas vezes obsceno. Descaso, confiança, amor, sedução e sexo são coisas tão banais e tão presentes em nossas vidas que, quando fogem ao nosso controle, nos perguntamos onde erramos. Contudo, na verdade, sem querer, permitimos que elas estivessem sempre a nossa frente.

Vou logo alertando, não se angustiem quando alcançarem o final da história, o livro tem sequência moçada e já tem nome hein? Ao Centro da Terceira Fileira será a continuação mais do que esperada dessa grande obra. Ufa!... Afinal que final bombástico foi aquele? Estou me remoendo por dentro e sinceramente esse com certeza foi um dos livros mais cheios de reviravoltas que tive o imenso prazer de ler esse ano.

No Centro da Terceira fileira conhecemos Rob, um rapaz alto, musculoso, atraente, extremamente estudioso e meticuloso. Rob nem sempre tinha sido um bom estudante, inclusive tinha reprovado o segundo ano do ensino médio, mas por sua prima ser médica e ser bem vista na família decidiu se dedicar aos estudos e tentar Medicina. De segunda a sexta ele frequenta um cursinho e sua rotina de estudos é exaustiva, o que ele leva bem a sério. Ele está tão compenetrado em sua rotina casa e estudo que nem se dá conta das pessoas ao seu entorno. Sentado no centro da terceira fileira que enunciava ele ser o melhor lugar da sala para sentar e prestar atenção à explicação dos professores, ele um dia é abordado por Isabel, conhecida por Bel que solicita para que ele guarde seu lugar na sala já que ele chegava cedo e ela às vezes se atrasava por conta do ônibus. Rob com extrema rudeza se nega a realizar o favor e a partir dessa negativa seu mundo vira de cabeça para baixo.

Junto com Isabel que ele gentilmente intitula de “loira magrela peituda”, Rob conhece mais três colegas que ele apelida de o quarteto desástrico, e juntas essas quatro mulheres irão tirar Rob do foco, fazendo com que suas prioridades mudem de foco e ele comece a tomar decisões nem sempre correlatas com seus interesses.

A obra que Gustavo C. Neves criou me deixou completamente cativa. Sabem aqueles livros chicletes? Aquela obra que você quer terminar para tentar vislumbrar o desfecho mas ao mesmo tempo teme que ele acabe? O autor conseguiu construir uma história do cotidiano de muitos jovens, mas em uma ótica totalmente atípica onde paixão, amor, desejo, ódio, sedução, drama, mentiras e incertezas se interlaçam e se completam de maneira única.

Realmente fiquei muito impressionada com o livro e recomendo a todos os leitores. Senti a juventude se fazendo presente mais uma vez, passando de uma leitora comum a uma personagem, pois parecia que eu estava presente de segunda a sexta em uma cadeira atrás da de Rob, podendo ouvir, refletir e interagir junto com os personagens, que por sinais foram muito bem construídos pelo autor.

Achei a edição simples, mas gostosa de ler com suas folhas amareladas e fontes agradáveis à vista. Agradeço a oportunidade de ler No Centro da Terceira Fileira, cedido gentilmente pelo autor para ser lido, resenhando e apreciado e espero ansiosamente a continuação da história.









Redes sociais do autor G. C. Neves

Twitter: @nocentro3F

Instagram: @nc3f

Contato: nc3f@outlook.com