Menu

7.1.16

Melhores de 2015!!!





E 2015 chegou ao seu fim, pessoas! Como foi o ano de vocês? Conseguiram realizar alguma coisa da sua lista de coisas para fazer no ano? Costumam fazer isso?

Eu não sou muito regrada para conseguir seguir nenhum plano ou meta que eu trace no começo do ano, vou fazendo as coisas de improviso sabem? Embora às vezes eu pense em fazer planos, simplesmente vou agindo, deixando as coisas acontecerem e seguindo a onda. Não sou muito de dar start. Talvez seja errado, talvez não... Mas é como tenho vivido esses quase 30 anos meus de vida. 

Esse ano que passou para mim foi bem confuso. Cheio de coisas boas, com algumas coisas ruins. Viajei, me “casei”, me mudei... Perdi uma pessoa muito importante na minha vida que não esperava perder tão cedo. Se esse ano meu fosse transformado em um livro, acho que eu leria... Só para reviver tudo o que senti e analisar com mais calma. Talvez aprender um pouco mais.

Entrando nesse espírito de está acabando e revisitar o que se foi, nós do As meninas que leem livros decidimos falar um pouquinho dos três melhores livros para cada uma de nós:


Priscila Alexandre



As Estranhas e Belas Mágoas de Ava Lavenderresenha: Então, este eu li num momento muito delicado do meu ano, quando eu perdi alguém de modo inesperado. Ela me apoiava muito em qualquer decisão minha e sempre esteve ao meu lado. Uma enorme demonstração de amor, que é também o foco deste livro maravilhoso. Então decidi colocá-lo como meu Nº 1 do ano.

O Gigante Enterrado - resenha: Se teve um livro que me fez parar pra pensar e não querer chegar no final, foi justamente esse! Sério, quando você já começa a imaginar como um livro vai terminar e já está triste com antecedência sem nem saber se o que está supondo irá acontecer, é porque o livro é bom. Me machucou - de um jeito bom - pois me aconteceu algo também que me fez chorar. Uma coisa boba - um bonequinho de porcelana quebrado - mas que agora refletindo se ligou ao que pensei do livro. A memória é um ponto importante, bem como o valor que se dá as lembranças. São elas que nos constroem. Repensar nele me deixou saudosista.

Perdão, Leonard Peacock - resenha: Como um único dia pode mudar toda nossa vida, né? É isso basicamente que Matthew Quick me ensinou nesse livro. Acontecimentos nos marcam e refletem em cada decisão que tomamos: quem amamos, quem odiamos, se gostamos ou não de cebola, se queremos nos vingar de alguém. E sempre tem alguém pra piorar a situação. Se não tivermos estrutura psicológica (coisa que um adolescente raramente tem) nos deixamos levar por todos os impulsos e vai acabar dando m****. Mas, ainda assim, sempre tem alguma coisa que pode nos dizer: aguenta firme, já tá acabando! Só mais um pouco!

Pensando aqui agora, acho que meu top 3 realmente se tratou disso: aguenta firme aí que tudo vai dar certo. Penso assim: Se não deu certo é porque ainda não acabou.




Manuh Hitz

As melhores leituras que fiz em 2015 para resenhar aqui no blog foram, em ordem de preferência:

1.        A vida secreta das abelhas – Sue Monk Kidd

As personagens são extremamente humanas, inseridas em momentos históricos importantes. Cada uma das mulheres da trama tem sua força e importância. O texto de Sue Monk Kidd é sensível, aborda temas fortes como o racismo e a opressão, a dor da perda e a sensação de inadequação. É uma história contada de forma delicada, triste em muitos momentos, mas imbuída de beleza e várias reflexões. Delicadeza é a palavra que define a escrita da autora. Há um filme encantador baseado no livro e com o mesmo título.


2.       Malala, a menina que queria ir para a escola – resenha a ser publicada em breve

Malala Yousafzai é a pessoa mais jovem a receber o Nobel da Paz (aos 17 anos!). E é uma importante voz contra a opressão feminina, um exemplo de coragem, amor e empenho por uma causa. Este livrinho infantil me deixou comovida e encantada com a força dessa garota. Estou guardando para dar à minha sobrinha quando ela começar a ler.

3.       - O Pintassilgo – Donna Tartt

Um livro premiado com o Pulitzer, aplausos da crítica e recomendação de Stephen King... belo cartão de visitas! E mais o saboroso convite da sinopse: “uma hipnotizante história de perda, obsessão e sobrevivência”. Foi escrito pacientemente (e à mão) durante dez anos por Donna Tartt. Trata do amadurecimento de Theo e o encadeamento de erros e acertos de um personagem em luto permanente, metido numa enrascada sem tamanho. Para quem gosta de um personagem psicologicamente abalado, tentando se redimir e cicatrizar as feridas. Um prato cheio para mim!




Amanda Colares

Como sou nova aqui no blog, e ainda não tenho nenhuma resenha, meu espaço aqui ficou como apresentação, já que fui convidada pra participar dele recentemente. Aceitei como um desafio de fazer algo novo em 2016, algo que nunca fiz, mas que acho muito legal e que tenho certeza que vai me acrescentar muito.

Meu nome é Amanda, tenho 27 anos, sou formada em psicologia e trabalho na área social. Sempre gostei muito de ler, mas só passei a me considerar realmente viciada depois que comecei a ter meu próprio dinheiro pra investir na minha (futura) biblioteca. Meus maiores interesses são livros de suspense, aventura, fantasia, investigação, biografias e psicologia também (porque não dá pra fugir).

Enfim, pra começar, vou deixar aqui o meu “TOP 3” de 2015... Apesar de não ter feito nenhuma resenha, li uns 50 livros no ano e senti um pouco de dificuldade em escolher apenas três como os melhores.

Em terceiro lugar, um livro que me marcou muito, de uma autora que eu não conhecia ainda, a jornalista Eliane Brum. Quase não leio livros nacionais, mas quando me indicaram essa autora, escolhi um ao acaso para começar, e esse é o único romance que ela escreveu. O livro se chama “Uma Duas”. É uma história sobre o relacionamento “excêntrico” (por falta de um adjetivo melhor) entre uma mãe e uma filha. É uma leitura extremamente pesada, angustiante, em partes até desesperadora. Como amante da psicologia e das relações humanas, foi um livro que caiu como um soco no estômago, e que só consegui voltar a respirar quando terminou. Eliane Brum ganhou uma fã.

Em segundo lugar, fico com a “Trilogia Millennium”, do Stieg Larsson. São três livros, mas uma história só né? Já fazia uns anos que eu tinha muita vontade de ler esses livros, mas só tive a oportunidade de compra-los em 2015. Mistério, investigação, crimes, personagens marcantes. A fórmula é quase certeira para me cativar. A continuação “A Garota na Teia de Aranha”, escrita por David Lagercrantz, está na meta de 2016.

E em primeiro lugar, não consegui escapar de mais uma trilogia, da autora Veronica Roth. A leitura da “Trilogia Divergente” virou quase uma obsessão para mim, após ter assistido ao primeiro filme. Ganhei de aniversário, em dezembro de 2014, e li os três livros em duas semanas. A ideia da sociedade dividida em facções, as questões políticas que envolvem toda a história, as superações dos personagens, os aprendizados, enfim! Acho uma história sensacional, que merece uma releitura futuramente. O quarto livro da série, “Quatro”, foi o último lido no ano, e acrescentou uma melhor visão do personagem (Quatro) para algumas partes da história.

Então é isso, espero que tenha sido um bom início das minhas atividades no blog, e espero que comece a escrever resenhas em breve. 




Crislane Barbosa


Quando a Pri pediu para fazer um top 3, ela deu uma missão MUITO difícil. Estava tensa sem saber quais 3 livros escolher. Para não deixar alguns de lado, resolvi fazer a lista por gênero, assim escolhendo os top de cada que resenhei esse ano.

Quando solicitei o livro A Coisa Terrível Que Aconteceu com Barnaby Brocket (resenha), não imaginava que ia me envolver tanto com a aventura de Barnaby e ainda assim ficar encanta com as lições que esse livro trás. Barnaby viaja o mundo após um terrível acontecimento e descobre como o mundo é imenso e como as pessoas podem ser diferentes. É realmente uma história 


Já o livro O Vilarejo (resenha) foi uma surpresa. Não estava nada demais desse livro, até ler o prefácio. Como uma boba, eu cai na história de que os contos, que nele continham, eram reais. O autor fez um desenvolvimento magnífico. Com horror e choque, esse livro me conquistou.


Por Lugares Incríveis (resenha) me chamou atenção pela sinopse. Esse livro foi um dos queridinhos do ano. Quer um livro para chorar? Esse é uma boa pedida. O livro é contato pela visão de Violet e Finch. Cada capítulos nós conhecemos os sentimentos dos dois, os segredos que cada um deles tem. Finch foi um personagem que mexeu muito comigo. Se eu pudesse, teria entrado no livro para confortá-lo. Ele ficará marcado em mim.



5 comentários:

  1. Meninas, adorei as indicações! Algumas já estão entre os meus desejados.
    Se eu pudesse resenhar tudo o que leio... me faltam tempo e inspiração. E alguns livros simplesmente permanecem dentro de mim, não consigo externar toda a emoção e a transformação que acabam me movendo para um outro lugar... Escolhi, por essa razão, dentre os resenhados pro blog - fica mais fácil justificar.
    Que este ano seja de leituras proveitosas, enriquecedoras, descobertas e conquistas.
    Beijos em todas!

    ResponderExcluir
  2. querida Manuh, dos livros que você citou aquele que me chamou mais a atenção foi "o pintassilgo", por dois motivos: o primeiro pelo título, achei lindão; o segundo é que ganhei este livro de presente e está dormindo em minha estante (um ponto a menos pra mim). espero poder lê-lo o mais breve possível, afinal de contas a gente acaba se redimindo de nossos erros através de alguns personagens, né?
    dos indicados de amanda, quero ler a trilogia millennium também, já tenho e está aguardando um melhor momento. vou ficar devendo para as indicações de priscila e crislane, mas 2016 é enorme e posso retornar à resenha delas para deleite e convencimento.

    ResponderExcluir
  3. oi flor, quantas boas dicas em um post só! em 2015 creio que apesar de não ter sido um ano positivo em vários aspectos as leituras foram ótimas!
    fiquei encantada!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá! Manu, depois que li "A invenção das asas" de Sue Monk Kidd, também indicado por você, fiquei encantada pela escrita sensível dessa autora, por isso,"A vida secreta das abelhas" está na minha meta de leitura para esse ano. "O Pintassilgo" pretendo ler em breve, ainda nessas férias, sua resenha me deixou ansiosa, e como você comentou que seria uma leitura para ser feita sem pressa, esse é o momento mais adequado, rs. E, faz um bom tempo que carrego a culpa de ter esses dois livros na estante, suas dicas são um incentivo para tirá-los da prateleira.
    Anotei a indicação da Priscila, pretendo ler "O gigante enterrado", gosto muito dessas leituras que nos deixam saudosos. Fiquei bastante curiosa com "Uma duas" - Eliane Brum, indicado pela Amanda, esses livros no contexto da psicologia e relações humanas me atraem.
    Amei as dicas, tudo anotadinho, agora atualizar meu Skoob e aproveitar 2016 com bastante leitura.
    Beijos! ^^

    ResponderExcluir
  5. Oi Manu, também me lembro que gostei demais de O Pintassilgo, amei a resenha e achei a trama para lá de interessante. E quanto a Trilogia Millennium, indicado pela Amanda, já li e faz parte dos meus top 10.
    Gisela
    @lerparadivertir
    Ler para Divertir

    ResponderExcluir

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.