Menu

16.2.16

Em Queda Livre - Ally Carter

Aos dezesseis anos, a protagonista Grace Blakely vê sua vida virar de cabeça para baixo ao se mudar para a casa de seu avô materno, o embaixador americano na capital do país fictício de Adria. Incapaz de aceitar as circunstâncias misteriosas que cercaram a morte de sua mãe três anos antes, ela tentará descobrir os segredos do seu passado e encontrar respostas para as dúvidas que a assombram. Contando somente com a ajuda de seus novos amigos, filhos dos embaixadores das outras nações, ela se lança na busca por um assassino que ninguém mais acredita ser real, ao mesmo tempo em que se esforça para seguir os rígidos protocolos que regem a vida diplomática. Não será fácil para Grace se adaptar a esse novo mundo, especialmente quando ela começa a se apaixonar pelo único garoto proibido para ela: o melhor amigo de seu irmão mais velho. Grace fará de tudo para ser a boa menina que todos esperam que ela seja, mas os problemas parecem sempre encontrá-la, e qualquer deslize cometido na Ala das Embaixadas poderá deflagrar uma crise internacional, colocando sua vida e o destino das nações mais poderosas do mundo em risco.

Antes de qualquer declaração sobre o livro, mais algumas informações que me instigaram a iniciar a leitura do mesmo:
Esse é o primeiro livro da trilogia Segredos Diplomáticos, a nova série de Ally Carter, autora best seller do NYT e sucesso absoluto no segmento YA (Young Adults). Com mais de dois milhões de exemplares vendidos, e direitos comercializados para mais de vinte países, a americana tornou-se um fenômeno literário. Segundo a Publisher Weekly, o título irá agradar não só aos fãs de thrillers psicológicos, mas também aqueles que buscam um pouco de glamour, aventura e suspense, com direito a um romance proibido e intrigas políticas de primeiro escalão.

Toda vez que vejo um livro considerado best seller, eu o desafio: vamos ver se você é mesmo tudo isso que dizem, querido. A última ocasião foi com o A Extraordinária Viagem do Faquir que Ficou Preso em um Armário Ikea, onde descobri que o título de "best seller na França" não deve ser levado muito a sério, infelizmente. Mas vamos nos ater ao caso em questão; que venha a avaliação de Em Queda Livre!



Poucos dias após terminar a leitura deste livro, minha cunhada o viu e me perguntou o que achei dele (informação necessária antes de pedir um livro emprestado, ela sabe disso). Bem... a resposta não foi fácil. "A história é bacana! Mas é meio estranho, não entendo nada que a autora descreve sobre os cenários... Mas o final é legal! Só que dá vontade de parar no meio do caminho, é cansativa a leitura... Você quer mesmo pegar emprestado? Não que o livro seja ruim, mas é... mais ou menos." Acho que deu pra entender que não consegui formar uma opinião concreta sobre esse livro - o episódio acima ocorreu há 2 meses e se ela me perguntasse isso de novo, a resposta seria a mesma.

Em Queda Livre narra a história de Grace, uma garota de 16 anos que, devido uma viagem do pai a trabalho para o Exército, vai morar na embaixada americana em Adria, um país fictício na Europa. Dividindo o mesmo teto que seu avô, o embaixador americano, Grace tem problemas para adaptar-se a casa onde um dia sua mãe morou. Ainda presa às lembranças de 3 anos atrás, quando sua mãe estava viva, Grace tem que se convencer de que a morte dela foi um acidente, como todos dizem - e não um assassinato, como ela pensa.

Como se não bastasse ter que passar todos os dias repetindo a si mesma que não é louca, que sua mãe não morreu em um acidente e que ela não está imaginando coisas, Grace precisa submeter-se a uma rotina cheia de regras, limites, formalidades e diplomacia. Nossa protagonista tenta alinhar-se ao estilo de vida imposto pelo seu avô mas tudo muda quando ela acredita ter encontrado o assassino de sua mãe e, com ajuda de aliados que ela faz ao longo da história, inicia uma jornada para chegar até ele e fazer com que todos descubram a verdade.

Entre uma intriga diplomática e outra, a trama se desenvolve. Não há muita ação no livro, as descrições sobre cenário e sobre os personagens muitas vezes são enfadonhas e confusas, as falas são muito formais e cultas, incompatíveis com a idade dos personagens (adolescentes de 16, 17 anos); tudo isso torna a leitura bastante lenta e bem menos instigante do que ela deveria ser. A história é maravilhosa mas ler o livro não foi tão prazeroso porque, pra mim, ele não foi tão bem escrito quanto merecia.


Apesar dos pesares, fiquei bastante curiosa sobre o desenrolar da história e ansiosa pelos outros volumes da série. As últimas páginas garantem toda a ação que não ocorreu nas páginas anteriores e me prenderam a atenção totalmente - as últimas páginas, por assim dizer, salvaram o restante do livro.

Acho que agora, após ter escrito esta resenha e refletido melhor sobre o livro, consigo entender a resposta confusa que dei à minha cunhada; é simples: a história é boa, mas a leitura... nem tanto. Mesmo assim, o livro tem minhas boas recomendações - não é à toa que até hoje ele está emprestado. Boa leitura para vocês e que venha o próximo volume!


ISBN: 9788599537404
Ano: 2015
Páginas: 352
Editora: Guarda-Chuva



2 comentários:

  1. oi flor, eu estou um pouco confusa com o que pensar da trama, parece boa, mas ainda estou com ressalvas, requer pesquisas mais profundas!
    felicidadeemlivros.blogspot.com.br/2016/02/resenha-o-momento-magico.html

    ResponderExcluir
  2. Entendo o receio; lembro de não ter gostado muito da leitura mas a história é tão bacana que já tou esperando o volume 2! abraço!

    ResponderExcluir

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.