Menu

31.5.16

Intenso Demais - S. C. Stephens




Autor: S. C. Stephens
Editora: Valentina
Ano: 2016
Sinopse: Há quase dois anos, o namorado de Kiera, Denny, é tudo que ela sempre quis: apaixonado, carinhoso e totalmente dedicado. Quando os dois se mudam para outra cidade a fim de começar uma nova vida – Denny no emprego de seus sonhos, Kiera numa conceituada universidade – , tudo parece perfeito. Mas então, um imprevisto separa o feliz casal. Sentindo-se sozinha, confusa e carente, Kiera se aproxima de Kellan Kyle, o sexy e sedutor vocalista de uma banda de rock. No começo, ele é apenas um amigo em cujo ombro ela pode chorar suas mágoas, mas, à medida que sua solidão aumenta, o relacionamento ganha força. Até que, uma noite, tudo muda... e nenhum deles jamais será o mesmo.

Resenha:
Intenso Demais é o primeiro livro da Trilogia Rock Star, lançada esse ano pela Editora Valentina. A autora S. C. Stephens chegou ao primeiro lugar na lista de best-sellers do New York Times, na categoria e-books, com o terceiro livro dessa trilogia. Que sucesso né??

Eu não me considero grande fã de romances, sejam água com açúcar ou mais apimentados (que é o caso dessa trilogia). Mas às vezes sinto necessidade de ler algo mais leve que os livros sangrentos que realmente gosto, para dar uma quebrada entre um e outro, para não ficar tão pesado e cansativo.

Escolhi essa trilogia porque achei a sinopse interessante, afinal triângulos amorosos sempre nos deixam curiosos para saber o final. (E esse é um triângulo realmente “intenso demais”). A capa também é linda, com certeza me atrairia nas prateleiras. Mas vamos lá falar sobre o livro...


Vou começar fazendo uma rápida apresentação dos personagens principais, em torno de quem toda a história gira. Denny é o namorado dos sonhos. Australiano, lindo, atencioso, carinhoso, capaz de qualquer sacrifício para agradar a namorada. Kellan é amigo de Denny desde a época de colégio, quando Denny morou na casa de seus pais devido a um intercâmbio. É vocalista de uma banda de rock, sexy, desejado pelas menininhas que gritam histericamente em seus shows. Nunca levou nenhuma delas a sério, e talvez por isso, nenhuma mulher também esperava muito dele. E agora chegamos a Kiera, a mocinha superprotegida pelos pais até se rebelar para ir morar com seu primeiro namorado do outro lado do país, onde também iria começar a universidade. Mimada, acostumada a ter todas as suas vontades atendidas, eu realmente não consegui me identificar com a personagem feminina desse livro.

“Ansiosa, tratei de ir me vestir para a universidade, e passei muito mais tempo do que de costume escovando os cabelos e me maquiando. Não que tenha ficado com aparência melhor depois de todo esse esforço, mas fez com que eu me sentisse mais composta, e se Deus quisesse, isso me ajudaria a enfrentar as apresentações constrangedoras que vinham pela frente. De repente eu poderia me esconder quietinha nos fundos da sala na primeira semana, até me sentir mais à vontade durante as aulas.”

Genteeee, que bicho do matooo!! Saiu lá do outro lado do país para morar com o namorado e estudar em uma universidade longe dos pais e tá com medinho de apresentações?? Cara, eu queria muito entender o porquê das autoras desses livros de romance fazerem os personagens homens tão tão tão perfeitos e as mulheres essas songa-mongas retardadas... (Dá pra perceber que peguei um odiozinho da Kiera né?)

Desde o começo do livro, quando Denny e Kiera se mudam para a casa de Kellan, ela já sente uma certa atração por ele. Conforme os dias vão passando, eles se tornam amigos, e a proximidade faz com que tenham um clima de paquera meio inocente a princípio. Até que Denny precisa viajar a trabalho, para ficar dois meses fora, e Kiera e Kellan se aproximam cada vez mais. Era uma oportunidade ótima para ele, mas a mimada louca da Kiera surta com ele, quando lhe oferecem um cargo permanente lá, no qual ele teria que permanecer por dois anos longe dela, que seria pelo menos o tempo para ela se formar e poder ir morar com ele na nova cidade.

Kiera simplesmente encarnou a drama queen e começou a dizer que queria que ele largasse tudo e fosse embora ficar com ela, que sentia que ele estava preferindo o emprego e terminando com ela. E então ela mesma disse que estava tudo acabado e bateu o telefone na cara dele. E aí, para se vingar da atitude “egoísta” de Denny de ser promovido no trabalho, ela dorme com Kellan pela primeira vez, após algumas doses de tequila. E é assim que começa a crise de dúvidas insuportável de Kiera: eu amo Denny, eu amo Kellan.


E aí como Denny resolve a situação?? Larga o emprego de seus sonhos para satisfazer a namorada egocêntrica que só pensa nela, e acaba aceitando um emprego que odeia em Seattle, para ficar perto dela.

“Foi impossível prestar atenção durante a aula. Minha felicidade pela volta de Denny dava lugar ao sentimento de culpa por ele ter aberto mão de tantas coisas por mim, culpa essa que intensificava a de ter sido infiel a ele, mas era logo substituída pelo sofrimento por perder minha amizade com Kellan, e então trocada pela irritação por não significar tanto para ele quanto eu imaginara, e em seguida pela irritação comigo mesma por querer significar algo mais para ele, e, finalmente, pelo sentimento de culpa por ser ele, e não Denny, que ocupava a maior parte dos meus pensamentos, o que recomeçava o círculo vicioso.”

Kiera é extremamente insegura, indecisa, com um SÉRIO problema de autoestima que me incomoda durante todo o livro. E é claro que em algum momento, Kellan, realmente apaixonado por ela, diz que ela tem que fazer uma escolha. E cada hora ela diz que escolheu um!!!!! (Posso estar muito enganada, mas acho que Kiera é libriana hasuhaushuashuhasuhuas).

Meu Deus, por quê???? Por que essa personagem insuportável tem dois homens sensacionais apaixonados por ela?? Sinceramente, várias vezes pensei em desistir do livro por causa da chatice de Kiera, mas acho que num certo ponto até a autora se cansou dos mimimis da protagonista e deu um jeito de ela se tocar do seu egoísmo.

Denny acaba descobrindo da pior forma possível o relacionamento dos dois (em um momento em que Kiera dizia a Kellan que queria ficar com Denny), e acabou ficando com tanto ódio que começou a bater em Kellan, que se recusou a se defender, já que sentia culpa por magoar o amigo. Mas em um determinado momento, Kiera entra na frente de Kellan para protegê-lo e Denny acaba acertando um chute na cabeça dela!! o.O

Gente, belezaaa, é uma cena meio tensa né... Mas para mim foi a melhor parte do livro!! De verdade... Na mesma hora retomei o interesse pela história. Acho que a autora precisava de uma atitude muito extrema para Kiera amadurecer em algum momento. E é claro, que durante sua recuperação, Denny termina com ela, decidindo voltar para a Austrália sozinho. E Kellan também termina com ela, magoado por ela sempre escolher Denny, e pede para ela sair de sua casa. Beeeemmmmm feitooooooo!!!!! A menina acaba com a amizade dos amigos, queria que os dois ficassem eternamente à sua disposição... O mínimo que poderia acontecer era isso!!!

Enfim, Kiera vai morar com sua irmã, e passa os dias sofrendo pelos cantos. Massssss, acredito que a personagem tenha amadurecido um pouco depois disso. Meses se passam antes de seu reencontro com Kellan, e agora sim fiquei curiosa para saber o que se passa nos próximos livros da trilogia. Obrigada S. C. Stephens por ter dado um choque de realidade em Kiera, fazendo ela entender que o mundo não gira ao seu redor!! Aguardando ansiosa as cenas dos próximos capítulos... 



7 comentários:

  1. eu tinha uma outra visão dessa série, mas pelas resenhas que li ela contém elementos que me atraem, então será uma leitura futura esse livro e seus antecessores
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Amei a capa e a sinopse, mas NÃO SUPORTO personagens femininas do jeito que você descreveu! ��
    Infelizmente, vou passar a leitura.
    Gislaine | Paraíso da Leitura

    ResponderExcluir
  3. Thaila... Espero que goste...
    Gislaine, é bem difícil aguentar a personagem mesmo... mas gostei bastante do tapa que a autora dá nela rsrs

    ResponderExcluir
  4. Foi a melhor série que já li. Vc passa a sofrer, chorar e amar junto cm a kiera . Tá que ela as vezes é um saco e infantil mas com o passar da história ela vai tomando jeito. Mas com uma decisão como a q ela tem q tomar até eu ficaria insegura pois tanto denny cm o o kellan são perfeitos. Eu não tenho nada que reclamar desse livro.

    ResponderExcluir
  5. Foi a melhor série que já li. Vc passa a sofrer, chorar e amar junto cm a kiera . Tá que ela as vezes é um saco e infantil mas com o passar da história ela vai tomando jeito. Mas com uma decisão como a q ela tem q tomar até eu ficaria insegura pois tanto denny cm o o kellan são perfeitos. Eu não tenho nada que reclamar desse livro.

    ResponderExcluir
  6. Maria Luiza, que bom que gostou!! Espero que eu também goste dos próximos e que a Kiera continue amadurecendo hehehe

    ResponderExcluir
  7. Maria Luiza, que bom que gostou!! Espero que eu também goste dos próximos e que a Kiera continue amadurecendo hehehe

    ResponderExcluir

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.