Menu

12.8.16

O Herdeiro Dragão - As Crônicas do Herdeiro #3


Título Original: The Dragon Heir
Autora: Cinda Williams Chima
Editora: Farol Literário
Ano: 2010
Sinopse: O pacto assinado em Second Sister foi roubado. D’Orsay, Hasting e as Rosas o querem. Quem o levar para a Ravina do Corvo e consagrá-lo terá o domínio sobre todas as classes. Todos se preparam para a guerra que está por vir. Trinity foi transformada em um santuário, onde Seth monitora constantemente a barreira que protege a cidade. Jack e Ellen treinam seu exercito de fantasmas. Neste momento de guerra, a lealdade dos envolvidos se abalam. Maddie e Jason querem a mesma coisa, mas até que ponto eles estão dispostos a ir por isso?


{Contém Spoilers dos 2 livros anteriores!!!}


“Enterrarei a pedra do Coração de Dragão na montanha com todas as proteções que posso fornecer, na esperança de que o acaso a coloque sob a posse de alguém com o coração e o desejo de libertar todo o seu poder. Essa pessoa obterá o controle sobre os dons ofertados. Essa pessoa reinará mais uma vez sobre as ordens. Ou as destruirá, como merecem.”

Terceiro e melhor livro das Crônicas do Herdeiro até agora, na minha opinião.

Cinda traz a finalização de um ciclo neste livro, com a participação de todos os personagens apresentados no Herdeiro Guerreiro e no Herdeiro Mago. A história se encaixa perfeitamente, prendendo o leitor, que torce para que seus personagens amados não morram!

No segundo livro, conhecemos a Madison Moss, uma jovem artista que trabalha numa pensão que possui a capacidade de extrair a magia dos magos. Uma habilidade extremamente rara que é mais uma “lenda” nas histórias dos magos. E, por causa disso, ela tem uma participação extremamente importante no final do segundo livro que a coloca no mapa dos magos.

No primeiro livro, temos Trinity como uma cidade Santuário, onde não se pode fazer nenhum feitiço de ataque, onde os Weirs Anamagos (os que não são magos) podem se refugiar e viver tranquilamente. 

No segundo, os magos tentam acabar com o Santuário através da confecção de um novo Pacto, anulando aquele que os fantasmas guerreiros construíram. Seph, Madison e Jason resgatam aqueles que D’Orsay e Leicester planejaram matar e ali os magos veem que a lenda sobre os extratores não é tão lenda, afinal. 

E vocês não sabem como é bom falar abertamente sobre os dois livros anteriores, ufa!!!

Contextualização feita, vamos ao terceiro livro (the besto f the besties!). 



“Não se meta com os dotados, Madison. Não se meta com magia. Isso só trouxe problemas para nossa família. Jure que não vai se envolver com eles.”

O livro não possui um personagem em particular como protagonista. Todos estão nele.

Jason está inquieto, buscando coisas para fazer. Quer de todo modo acabar com D’Orsay... E, por essa razão, vai até a Ravina do Corvo. As coisas não saem como ele esperava e acaba encontrando algo melhor e descobrindo informações importantíssima sobre os Weirs. 

Seph é encarregado de cuidar da segurança de Trinity, uma vez que muitos magos tem procurado asilo. É uma carga pesada para um jovem, mas seus poderes estão muito além de muitos magos experientes. 

Madison, após os acontecimentos em Second Sister está diferente, mas distante de todos. Claro que ninguém a recrimina, pois é só uma anaweir que vivenciou mais do que a imaginação poderia aguentar. E, por um problema familiar – e também para ficar longe de tudo aquilo – ela retorna para a casa de sua mãe, o que causa suspeita nos magos mais velhos, que acreditam que essas não são as únicas razões para o afastamento da jovem.

Estranhamente, ela sente uma certa... Aproximação com uma das coisas encontradas na Ravina do Corvo. E mesmo distante, ela não consegue parar de pensar naquilo.

Em sua cidade natal, ela não possui muitos amigos. E há a família rica interessada em comprar as terras de sua avó e que estão dispostas a fazer qualquer coisa para tê-las. Não entra muito em contato com seus amigos, pois teme que peçam que ela volte ou que ela não consiga resistir se eles pedirem, especialmente Seph.

As coisas em Trinity só se complicam e temos a presença de Alicia Middleton. Jack e os outros sabem que algo está para acontecer e se preparam para uma guerra iminente. 

Um novo vilão surge e coloca em risco Madison e sua família e para que possa salvá-los, ela retorna a Trinity e lá temos uma grande revelação. 

Eu gostei muito deste livro, porque mostra como a união faz a força, pune a quem é devido e dá meio que um fechamento já para a história, resolvendo muitas situações. Há grandes perdas, mas que você vê que não foram em vão, tudo tem um propósito. 

Mais um ponto positivo para as Crônicas do Herdeiro e que venha o próximo!



1 comentários:

  1. a trama parece boa, mas de cara é um livro que não me atrairia por conta da capa, mas que tem uma proposta atrativa
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.