Menu

11.9.16

{Resenha} Deixe-me Entrar



Autora: Letícia Godoy
Editora: Arwen
Sinopse: Julianne Ipswich cresceu confinada no internato Le Rosey, afastada de sua família com o pretexto de receber uma educação de qualidade. Este fato sempre a incomodou e o maior desejo de Julianne era descobrir a verdade para que a família tenha a afastado, uma vez que não ficou convencida de que a preocupação com os seus estudos seria o único motivo.
Ao completar 15 anos, ela retorna para Stone Forest, a cidade de seus pais, e, aos poucos, acaba descobrindo mais do que gostaria de saber.
Cercada por muito mais perigos e desafios do que ela jamais pôde imaginar que surgiriam em sua vida, Julianne precisará desvendar os mistérios de seu passado e preparar-se para os desafios do futuro rapidamente se quiser sobreviver. As vozes se misturam, os olhos sedentos nunca param de espreitar e o perigo está onde ela menos imagina. Será que Julianne conseguirá enfrentar tudo isso?


Opinião: Quando li os primeiros capítulos para fazer as primeiras impressões, me impressionei com a narrativa e a história. No entanto, os capítulos à frente deixaram bastante a desejar.

A narrativa aborda a visão dos vários personagens envolvidos, e algumas dessas narrativas me agradaram mais do que a visão da própria personagem principal.

Julianne Ipswich foi criada em um internato por sete anos e subitamente levada de volta a sua casa com a família que outrora enviaram-na para longe.  Logo ao voltar para casa descobre que sua família na verdade é um clã de vampiros e ela a única humana. Sabendo da verdade que todos aos poucos foram transformando uns aos outros e tiraram-na de perto para salva-la, se sentiu horrorizada.

A personagem principal reclama todo o tempo que quer uma vida normal, quando o maior acontecimento em sua vida de 15 anos, foi ser repreendida por chegar tarde em casa após um encontro. Além de outras reclamações com os pais e a família que não tem culpa do destino que tiveram.

Julianne diz não querer ser uma menina mimada e egoísta, mas infelizmente prova o contrário, conforme passa os capítulos, demonstrando métodos desonestos para conseguir o que quer.

Mas os capítulos vão passando e revelam que sem esse seu jeito, coisas piores poderiam ter acontecido.

Após conhecer um misterioso vampiro, Lorde Chevalier, ao qual se sente atraída, sua vida passa a mudar pouco a pouco, para finalmente dar uma vida diferente de “garota normal”, porque antes, apesar de suas reclamações, sua vida era a de uma adolescente normal.

Outros personagens que compõe a narrativa são cativantes e adorados por mim em sua maioria.

Com grandes distinções entre clãs, facções e políticas, o “mundo das trevas” do livro se apresenta com explicações nítidas, seguindo uma base na qual se cria mundos e realidades diferentes e/ou misturadas à nossa.

E com um misto de “Crepúsculo”  e “Fallen”, a história se desenvolve. É o livro perfeito para quem adora romances de aventura e fantasia.



1 comentários:

  1. não estou mais nessa fase de livros de vampiros, mas a dica é válida
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.