Menu

5.10.16

{Resenha}As Ilhas do Norte – A Criação do Novo Mundo



Autora: Renata. M. Moutinho
Editora: Oikos
Sinopse: "A magia existe, e cabe à natureza determinar quem é apto a utilizá-la."

Robin é, provavelmente, a única caçadora de recompensas do continente, uma terra onde os antigos costumes predominam e as mulheres têm pouca vez. Além disso, a jovem esconde um segredo: viajando de ducado em ducado na busca por tesouros, ela utiliza-se da magia para recuperá-los — algo estritamente proibido por Harald de Negrarrocha, o imperador continental.

Quando é declarada a guerra contra as Ilhas do Norte — os únicos territórios da Wyrd onde a magia é praticada livremente —, Robin deve adiantar-se ao Exército Continental e alcançá-las o quanto antes... Mesmo que, para isso, necessite contar com o auxílio de um capitão renegado tão temido pela população do continente quanto as próprias ilhas.

Acompanhe Robin em sua jornada e revele — ao lado de inusitados companheiros como príncipes eremitas e seres da floresta com poderes telepáticos — as verdadeiras intenções do imperador ao deflagrar a Guerra do Arquipélago. Desvende os mistérios das Ilhas do Norte e descubra em si mesmo o poder de transformar a realidade!

--


Confesso que enrolei para terminar de ler esse livro. Não por que o achei ruim, mas sabe quando acontece algo que te obriga a parar e refletir por um tempo as escolhas de cada personagem? Então, esse foi o tipo de sentimento que o livro despertou em mim.

Inicialmente nos mostra certa personagem, agindo como a contadora de histórias para estudantes de uma academia. A qual a pouco, passara a aceitar mulheres.

O desenrolar da história é dado pela Contadora de Histórias inicial, nos apresentando outra personagem, Robin, uma maga caçadora de tesouros que está sempre viajando no intuito de fugir – para saber do que, vocês precisam ler (risos) - .

Com a noticia de guerra iminente contra a Ilha dos Carvalhos, Robin precisa alcançar a ilha antes de seus atacantes, para alertar seus governantes.

Através o Capitão Moriarty e seu navio, Destemido, partem para a ilha. E é ai que o livro encontra seu ponto de partida.

Novos e cativantes personagens surgem, todos com propósitos bem definidos na narrativa, sem eles a luta não seria possível. 

A escrita prende o leitor, fazendo-o desejar mais e mais, unindo com as reviravoltas, o livro torna-se uma aventura perfeita. 

Ao fim, pode-se perceber que o principal papel dela, é mostrar como a guerra aconteceu de fato, com todos seus heróis, sem deixar nenhum de fora.


O livro conta também com ilustrações que explicam o mapa da Ilha e apêndices explicativos de assuntos que podem confundir o leitor. 


Com trama recheada de aventuras, magia e um leve romance, “As Ilhas do Norte”, vem prender leitores de todas as idades que adoram reviravoltas inesperadas. 

O livro foi cedido gentilmente pela autora!!!




2 comentários:

  1. a capa é linda! só por ela a história ja valeria a pena e o enredo então, é um prato cheio!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eu li o livro e gostei. Postei comentários em meu blog.

    www.luzesnaestante.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.