Menu

2.11.16

{Resenha} De Olhos Fechados




Autora: Tatiane Tálita
Editora: Arwen
Sinopse: Éramos perfeitos juntos e nada poderia nos separar, nossos corações estavam marcados para toda a eternidade?
Manoela Vieira Quando a jovem e doce advogada recém-formada Manoela Vieira foi para a Conferência de direito penal na Suíça, literalmente esbarrou em seu destino: o infame e enigmático Enzo Barbieri, um homem muito poderoso e cheio de mistérios. Sem conseguir resistir à imensa atração, a jovem Manoela embarca em um romance intenso, arrebatador e quente. Pensando, por alguns instantes, estar vivendo uma história de amor? Mal sabia Manoela que estava caindo em uma armadilha? Mal sabia ela que sempre esteve de olhos fechados? Do céu ao inferno, Manoela vai descobrir que Monstros não nascem, são criados e que nada é o que parece. Já o infame Capo vai descobrir que no amor não há jogo, que não há espaço para mentiras? E que ele vale mais do que todo o poder?
O amor é para os fracos e tolos. Com toda certeza, não sou nenhum dos dois.- Enzo Barbieri.

“Quando me virei de frente a ele, não concluí minha frase, perdi a fala, coisa que não acontece com facilidade. Seus olhos pretos estavam nos meus, fazendo com que me sentisse constrangida e atraída, como se ele fosse um imã e eu um metal.”

Acredito que este não é um estilo de livro que me agrade, coisa que percebi enquanto o lia, então meus comentários podem ser um pouco críticos e com alguns spoilers, pois faz parte da coisa que me desagradou nesta estória, okay?
Manoela Vieira é advogada recém-formada e está em busca de trabalho. É o tipo de mulher que é poderosa, decidida, determinada e focada em sua carreira. Só anda extremamente bem arrumada e deseja trabalhar nos melhores escritórios de advocacia. Aparentemente sabe dançar com o poder, pois se coloca na frente de homens poderosos de igual para igual.

Ela mora com sua amiga de infância e também advogada, Elisa. Não sabemos muito sobre ela, só que está sempre em casa para apoiar sua amiga e tentar lhe trazer algum juízo de volta. Porque trazer seu juízo de volta? É uma longa história...

Durante uma viagem a Genebra, numa convenção de advocacia, ela “acidentalmente” conhece Enzo Barbieri, o super advogado em ascensão que arrasa com qualquer um no Brasil. Possui escritórios de advocacia no mundo todo e é o sonho de qualquer advogado trabalhar em um de seus escritórios e não é diferente com nossa jovem inocente advogada.

“Minha mente estava completamente obcecada no que viria a seguir, no plano, na próxima jogada. Estava pronto para o jogo, para a maior batalha pelo poder, jogada pelos melhores estrategistas do mundo, por homens e mulheres ambiciosos, poderosos e cruéis. Um jogo no qual quem perder perde a vida e quem ganhar, ganha tudo...”

Enzo Barbieri é um homem brasileiro (a nacionalidade é relevante aqui) que nasceu aparentemente numa favela. Nunca teve pai e perdeu a mãe ainda jovem e, ao cometer um pequeno delito – comparado a tudo o mais que viria a cometer – acabou deparando-se com um dos chefes da máfia no Brasil. A Rede, como nos é apresentada, é formada por um grupo de pessoas influentes do mundo todo. São eles que controlam o mundo: mídia, polícia, política... Com uma ordem deles, tudo pode ser mudado. Para além disso, é o Don – líder – da família mafiosa, em que um tio controla tudo na Itália e aquele que lhe adotou controlava tudo no Brasil. Apenas pessoas com o nome da família e o sangue podem fazer parte dessa liderança. Ah, e é claro: ele é um cara gostoso, lindo e podre de rico de só de olhar para as moçoilas, deixa suas pernas tremendo. Para além de tudo isso, é machista, possessivo, obsessivo, arrogante, babaca... A lista pode continuar por muito tempo, então vamos continuar.

As coisas complicam, pois os filhos legítimos – Marcelo e Bárbara - de Lorenzo Barbieri não aceitam que um “mendigo brasileiro” assuma todo o negócio da família. Para que Enzo pudesse continuar liderando, Lorenzo armou um casamento arranjado entre ele e Bárbara. Um casamento sem amor e sem respeito, pois não sabemos de fato o que a mulher sente por ele, mas ele claramente a detesta, embora goste de usá-la para sexo quando lhe convém. A traí, a maltrata, praticamente a estupra em um momento... E, ainda assim, ela não se divorcia dele. Pelo contrário, parece ser cada vez mais apaixonada, já que se ela se divorciasse, teria todo o poder da família para ela e Marcelo somente.

Já Marcelo é o filho ciumento e briguento que tenta a todo instante derrubar Enzo, mas é só um cara babaca que treme na base quando a coisa fica feia para ele.

Enfim, Manoela se esbarra em Enzo, eles dançam juntos, vão para a cama... E ele descobre que ela não é qualquer uma! É “aquela”! A garota que o faz mudar e ser como nunca foi antes! Essa moça tem poderes mágicos de mudar caráter, minha gente! Só que isso não apaga toda a bagagem criminosa dele, que ele, sabiamente, oculta dela com unhas e dentes e até mesmo a maltrata quando ela lhe faz perguntas sobre sua vida pessoal. Claramente ele quer só comê-la e que ela lhe obedeça e fique de boca fechada. Seja sua amante e aceite isso de boa.

E, pasmem, Manoela perde todo aquele ímpeto de mulher poderosa e se submete a todos os caprichos de Enzo. Não sei por qual razão, não consigo entender: foram os mimos? Foram as viagens? O dinheiro? O trabalho? Ou ela simplesmente não consegue resistir a um cara que lhe obriga a estar com ele? Mesmo vendo que todas as outras mulheres ao seu redor já foram para a cama com ele. Mesmo vendo que ele lhe abandona, que ele lhe trata grossamente, que ele lhe esconde coisas. Mesmo depois de conhecer a esposa dele.

“Quando me aproximei de você queria apenas sexo. – confessou, se aproximando novamente e tocando meu rosto com carinho – Não planejava me aproximar. Você fez o impossível, o que outras mulheres não conseguiram...Tocar meu coração. – ele pareceu colocar tanta verdade m suas palavras.”

Eles possuem um relacionamento atribulado por duas questões: a primeira é que ele é casado com Bárbara, que não quer lhe dar o divórcio. E a segunda é que ele é o chefe da máfia e isso lhe traz muitos problemas – inclusive quando ele percebe que isso pode fazer com que Manoela lhe deixe (note que só o segundo faria nossa advogada separar-se dele!). Ele teme que sua vida obscura mantenha-a longe dele e então começa a mudar os planos que tinha para si mesmo, já que percebe que precisa dela. E precisa mais do que imaginamos, embora que no decorrer do livro acabamos suspeitando de algumas coisas.


Eu o tempo todo da leitura ficava boba: como é possível alguém achar o relacionamento abusivo deles, romântico? Alguém que mexe com seus sentimentos, joga com as palavras para ter o que quer, manipula com chantagens para que você não tenha opção a não ser fazer o que quer. Sei lá, isso não pode ser romântico. Eu ficava repetindo para mim mesma: eles não podem acabar juntos, no final, ela precisa acordar! Eu torci o tempo todo para isso, mas vocês vão precisar ler por si mesmos o que acontece.

A autora possui uma boa escrita, os capítulos são divididos entre a perspectiva da Manoela e a perspectiva do Enzo. Páginas amarelas, capa interessante... Mas a capa, sem olhar a sinopse, não me diria sobre o que a história fala. Juro que achei que poderia ser algo de terror ou algo assim... Ou algo semelhante ao “De olhos bem fechados.”

O livro termina deixando no ar que terá continuação, talvez com maior participação de Manoela. Será que ela tomará sua vida pelas rédeas neste segundo livro?

Precisaremos aguardar!


2 comentários:

  1. entendi seu ponto de vista na história, eu fiquei bem curiosa
    mas é uma trama que não leria por agora, pois não é o que tenho buscado nas minhas leituras atuais
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Priscila, boa noite.
    Vi só agora, desculpe.
    Gostei da sua resenha, obrigada. Bem construída e com detalhes.
    Sim, tem continuação e sim, Manoela muda completamente. Na continuação conto a vida do Enzo, como ele se tornou o Infame, e as mudanças da Manoela.
    Uma das abordagem do livro é justo essa, que na vida, os sofrimentos fazem as pessoas mudarem, que somos moldados com o tempo. Tanto Enzo foi moldado para ser como é, um verdadeiro infame, quanto Manoela foi moldada com o final da estória do primeiro livro. No segundo livro ela é uma mulher diferente, não só por fora, mas por dentro.
    E o outro ponto, é a capacidade do amor em, também, mudar um ser humano.
    Não classifico a estória como romance, mas como drama e suspense. Assim como está escrito na cama e no subtítulo "Monstros não nascem, são criados (estou falando do Enzo) e nem tudo é o que parece (estou falando do romance deles).
    Ah, as partes sobre a máfia, basiei em casos reais, pasmem, acontecido aqui no brasil. ;)
    Espero que tenha gostado. Beijos da pequena aqui. Tatiane Tálita

    ResponderExcluir

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.