Menu

24.11.16

{Resenha} Monalisa desenhando a morte




Autora: Danny Belo
Editora: Arwen
Sinopse: Após viver em vários lugares do mundo e fixar raízes em Chicago, nos Estados Unidos, a jovem Monalisa, funcionária de uma galeria de artes e aspirante à artista, pretende ingressar na Universidade da Califórnia para se livrar de sua mãe, com quem tem um relacionamento bastante conturbado. Porém, nem tudo acontece como ela planeja. Na noite tempestuosa de seu décimo oitavo aniversário, o destino resolve testar todos os seus limites, direcionando-a a um caminho completamente aterrorizante que coloca a sua vida e a de quem ama em perigo.Para conseguir sobreviver, Monalisa terá que desenhar a morte e sem tempo a perder, ela vai trilhar inúmeros caminhos que a levarão a conhecer melhor a si mesma e as pessoas ao seu redor. Pânico, vingança e morte, o que você faria se sua única saída fosse um lápis? Descubra em Monalisa desenhando a morte, e cuidado! Seu próximo passo pode desencadear uma tragédia.



Eu não sei muito o que dizer sobre esse livro.

Monalisa – Lisa – vive com sua mãe, Minerva e sua irmã mais velha, Antonella – Ella – em Chicago, mas já passaram pelo Brasil, pois a mãe deixou o pai em Milão em busca de sua carreira profissional e levou consigo as filhas.

Família rica, ascendência italiana... Filhas reclamando que a mãe nunca está em casa e não liga para elas. Uma família comum (tirando a riqueza).

Lisa é uma menininha mimada e meio patética... Sempre às voltas acusando a mãe de tudo que dá errado em sua vida e é a típica irmã mais nova: quer sempre a atenção (mesmo que ela tente provar o contrário em algumas ocasiões, depois fica revoltada por não ter tido atenção). Lida de maneira infantil com diversas situações e se mostra até mesmo cruel e implacável. Se ela ficasse feliz, não importa matar alguém.

Ella é mais centrada e calma, mas também é mimada. Está as vésperas de seu casamento. Não vemos muito de sua personalidade, é meio apagada da história mesmo estando sempre presente.

Minerva é a mãe que parece distante mas você acaba vendo que as filhas não ajudam. Devagar vamos conhecendo melhor sua história por causa das revoltinhas de Lisa e vemos que tem muita coisa além do relacionamento de filha rebelde com mãe superprotetora. Achei as duas irmãs meio fúteis.


A história tem tudo para dar certo, afinal a premissa é muito boa. Achei que faltou muita explicação e as coisas meio que aconteciam do nada e muito rápido, tanto que o final é extremamente acelerado e precisei voltar algumas páginas pra entender tudo o que estava acontecendo enquanto já acontecia. Tudo meio que... Jogado. Assim, de tanto desastre um atrás do outro, as coisas perdem a significância. Nem as próprias personagens pareceram significar o que lhes acontecia!

A capa é muito chamativa e bonita e a sinopse também é muito interessante, o que torna o livro bem atrativo.

Acredito que a autora tem uma grande história nas mãos, como um diamante a ser lapidado!

2 comentários:

  1. oi flor,o enredo parece bem legal, não é algo que me atraia, mas a proposta em si é bacana
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigado mesmo pela resenha e muito obrigado pelas observações, assim posso melhorar nas próximas histórias ♥ :D

    ResponderExcluir

É um imenso prazer receber seu comentário. Seja sempre bem-vindo aqui.